Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Corinthians"

Nilmar tenta, mas nem ele consegue salvar o Inter da derrota para o Corinthians

13 de junho de 2015 1

André Chaco/Lancepress!

Alisson
Duas boas defesas. Sem culpa nos gols. Nota 6

William
Oscilou durante o jogo. Bons avanços, mas com erros de marcação. 5

Alan Costa
Chutões, chutões e mais chutões. E ainda levou uma janelinha constrangedora. 3

Juan
Não conseguiu se antecipar a Love e fez a falta que resultou no gol de Jadson. 5

Ernando
Não é que ele está pegando jeito de lateral? Bem no apoio e na marcação. 6

Rodrigo Dourado
Talvez tenha sido afetado pela badalação da semana, com o assédio do Manchester United. 5

Nico Freitas
O Brasileirão, com jogadores mais habilidosos, deixa Nico em dificuldades e ele precisa apelar para as faltas. 4

Jorge Henrique
Parecia desatento em alguns lances. Perdeu um gol por displicência. 4

Alex
Conduziu o meio-campo com o auxílio de Nilmar. Faltou Jorge Henrique se apresentar mais para ajudá-lo. 6

Nilmar
Comandou o ataque do Inter com lances pessoais e marcou um golaço. 8

Rafael Moura
Você não está acostumado a ver Moura fazendo o que fez: uma assistência genial. 7

Vitinho
Dessa vez lhe faltou a energia de outros jogos. 5

Nilton
Foi a campo quando o Inter já perdia e precisava atacar. Pouco contribuiu. 4

Taiberson
Entrou no final. Sem nota

Inter não resiste à suave pressão do Corinthians e leva a virada no Itaquerão

13 de junho de 2015 0

Anderson Rodrigues/Estadão Conteúdo

Corinthians e Inter fizeram jus ao clássico que representam. Na Arena Itaquera, o time de Diego Aguirre saiu na frente, com um golaço de Nilmar, mas, no segundo tempo, a defesa falhou e não conseguiu suportar a leve pressão corintiana, que virou o jogo para 2 a 1. Com a nova derrota, o Inter volta a figurar na segunda página da tabela de classificação do Brasileirão. Na quinta-feira, mais uma partida fora de casa: contra o Figueirense, em Florianópolis.

Os comandados de Tite tomaram a iniciativa desde o começo da partida. O Corinthians era o dono do meio-campo e chagava com facilidade à área de Alisson. Só não marcava por falta de destreza de seus atacantes. O Inter de Rodrigo Dourado, Nico, Jorge Henrique e Alex encontrava problemas para concatenar um lance de ataque mais encorpado.
Ainda assim, o virtuosismo de Nilmar transformava a falta de articulação colorada em jogadas com alguma contundência. Foi Nilmar quem fez um cruzamento em curva, às costas da zaga, e nos pés de Jorge Henrique. O meia-atacante, porém, não conseguiu dominar a bola quando ficaria cara a cara com Cássio. Enquanto o Corinthians se aproximava de Alisson cobrando faltas (algumas perigosas e sem tanta necessidade assim, como cometeram Alan Costa e Nico Freitas, porque não tiveram a técnica necessária para os desarmes), Nilmar se passou de um cruzamento de Ernando, mas acertou uma bicicleta e recolocou a bola na cara do gol. Rafael Moura não dominou e a bola escapou para Alex, que bateu no cantinho, porém, sem força, facilitando a defesa do ex-goleiro do Grêmio.
Aos 30 minutos, o jogo já estava equilibrado uma vez mais, com ações de lado a lado. Mas, do lado vermelho, Nilmar era quem seguia brilhando. E, aos 40 minutos, o seu esforço foi recompensado. Alex passou para Nilmar, que encontrou Rafael Moura, que devolveu de primeira, com um passe perfeito para Nilmar, que sem deixar a bola quicar bateu no ângulo, sem chances para Cássio. Um golaço. O Corinthians não teve forças para reagir e o primeiro tempo chegou ao final com a vantagem colorada sacramentada.
No segundo tempo, com Vagner Love no lugar de Petros, o Corinthians foi para cima e também deixou generosos espaços para os contra-ataques. Curiosamente, a primeira chance de gol foi do Inter. Alex cobrou escanteio, Gil errou e Alan Costa cabeceou sozinho _ para fora.
O problema para o Inter é que os donos da casa nem precisaram pressionar para empatar. Uma vez mais, o Inter cometeu uma falta na entrada da área. Juan se agarrou em Love. E quando o adversário tem um bom cobrador de faltas como Jadson, fazer uma falta dessas é quase como chamar o gol do adversário. E foi o que aconteceu: Jadson acertou um chute indefensável, no ângulo direito.
Apesar do empate, o Inter seguiu atacando e não se intimidou com o renovado entusiasmo do Corinthians. Alex e Nilmar por pouco não fizeram. Mas, além de Love, o Corinthians já tinha Danilo em campo. Juntos, eles passaram a desconstruir o sistema defensivo do Inter. Aos 21 minutos, Renato Augusto invadiu a área e deu uma janelinha de vinheta em Alan Costa e bateu a gol. A bola acertou a trave e, no rebote, Love virou o jogo.
O Inter voltou à carga, acertou uma bola na trave, com Rafael Moura, e seguiu buscando o empate _ oferecendo o campo de defesa ao Corinthians, que chegou a fazer o terceiro gol, as que foi anulado, por impedimento de Dracena.
Apesar do esforço, o Inter não teve forças para empatar. Não resistiu à suave pressão do Corinthians, levou a virada, e segue sem vencer fora de casa no Brasileirão.

Inter perde Tite para o Corinthians. Sem alternativas no Brasil, argentino Jorge Sampaoli surge como opção

15 de dezembro de 2014 18

Arquivo Rádio Gaúcha

E o Inter perdeu Tite para o Corinthians. Minutos atrás, o site oficial do clube paulista anunciou a contratação do treinador, que será apresentado nessa terça-feira. A nova direção colorada tentou, sem sucesso, convencer o técnico a aceitar o projeto do Beira-Rio. Agora, o Inter voltará ao mercado. E com graves problemas. No Brasil, não há treinadores de peso para o clube, uma vez que Cuca custa caro demais para deixar a China, Celso Roth e Mano Menezes foram descartados por Vitorio Piffero, e Abel Braga está se negando a trabalhar com a nova gestão.

Uma brigada colorada poderá ser montada para tentar convencer Abel a permanecer. Ou tentar investir em Mano, ainda que sob as negativas iniciais de Piffero, que declarou o seu estilo não fecha com o do treinador. O Inter não deverá contratar um técnico de pouca rodagem em grandes clubes para gerir um vestiário experiente como o atual, ainda mais em uma Libertadores. Por isto que, apesar da ideia inicial de não buscar um treinador estrangeiro, esta posição pode ser revista e o Inter acabar conversando com o técnico argentino Jorge Sampaoli, treinador de Aránguiz na seleção chilena, e que disputou a Copa do Mundo no Brasil. Sampaoli deverá estar no Beira-Rio no dia 27, para o Lance de Craque, a partida beneficente de final de ano.
.

Inter investe pesado para evitar que Tite assine com o Corinthians e sonha anunciar o treinador ainda nessa semana

15 de dezembro de 2014 3

Ricardo Duarte

O Inter voltou à briga para ter Tite na Libertadores. Alertada sobre uma possível vantagem corintiana nas negociações com o treinador, a nova direção colorada montou um gabinete de guerra e partiu com força para uma ofensiva sobre o treinador. O presidente eleito Vitorio Piffero tomou à frente nas conversas com o campeão da Copa Sul-Americana de 2008. As conversas estariam adiantadas e alguns detalhes, como cláusula rescisória, ainda precisariam ser ajustadas antes de sacramentar a transação.

Entre as armas do Inter para seduzir Tite estariam um salário superior ao oferecido em São Paulo, R$ 600 mil contra R$ 400 mil, além de a garantia de quatro reforços de peso para completar o time titular, mais a certeza de disputar a Libertadores – com um tempo maior para trabalhar a equipe no começo da temporada. O Corinthians, classificado para a primeira fase da Libertadores, terá que encarar o mata-mata contra Santa Fe ou Once Caldas, sem ter a segurança de disputar a fase de grupos. O Corinthians, porém, acenou com um contrato por três temporadas, enquanto o Inter só pode oferecer por duas.

Tite ainda estaria analisando com bons olhos o projeto colorado por não ter conquistado a Libertadores pelo Inter (o técnico ganhou a Copa Sul-Americana e o Gauchão), enquanto que pelo Corinthians ele venceu o Brasileirão, a Libertadores e o Mundial. Os desafios no Beira-Rio seriam maiores e a pressão, menor. A pouco mais de 60 dias de estrear na Libertadores, o Inter investe tudo em Tite. Ainda mais depois que a direção descartou publicamente Mano Menezes e Celso Roth, e Abel Braga não se mostra disposto a seguir com a nova gestão. Tite surge como a única alternativa viável e sem constrangimentos para assumir um vestiário caro, rodado e que jogará a principal competição do continente.

Contagem regressiva. Qual Projeto Libertadores Tite aceitará: o do Inter ou o do Corinthians?

14 de dezembro de 2014 10

Porthus Jr./Pioneiro

A missão das primeiras horas da gestão Vitorio Piffero no Inter tem sido seduzir Tite a aceitar o Projeto Libertadores colorado, em vez do corintiano. O técnico é disputado de maneira ferrenha pelos dois clubes.
O Inter ofereceu R$ 600 mil mensais a Tite, contra R$ 400 mil do Corinthians. Com o Inter, ele tem a certeza de jogar a Libertadores. Com o Corinthians, terá que disputar o mata-mata da primeira fase, contra o colombiano Santa Fe ou Once Caldas. Uma resposta é aguardada para as próximas 48 horas. Caso o treinador se acerte com os corintianos, o Beira-Rio estará com sérios problemas. Piffero já descartou publicamente Mano Menezes e Celso Roth. Diego Aguirre se acertou com o Peñarol e Abel Braga parece disposto a voltar aos Emirados Árabes a assinar com a nova diretoria do Inter.
Tite passou o final de semana no Rio Grande do Sul. No sábado (foto), participou de um jogo beneficente em Nova Prata. Ontem, a partida foi em Veranópolis. Questionado sobre o futuro profissional, o técnico admitiu estudar as ofertas de Inter e de Corinthians, mas tangenciou sobre qual escolha fará.
- As pessoas precisam ter sempre responsabilidade. Eu só quero que o caminho se abra e que aconteça uma confirmação. E que seja um caminho de paz, de discernimento e de correção. O Rogério Ceni disse uma coisa muita interessante recentemente: “Eu não quero permanecer no São Paulo pelo que eu fiz, mas, sim, pelo que eu ainda posso fazer”. E isso serve para mim em relação aos clubes que estão interessados, o Corinthians, o Internacional. Vamos deixar os clubes dirigirem _ disse Tite.
Além disto, ele segue se mostrando incomodado com as primeiras informações surgidas na imprensa paulista de que havia pedido ao Corinthians um salário de R$ 800 mil:
- O aspecto financeiro não pesa, os números colocados são irreais, mentirosos, são situações pequenas. É preciso ter muito cuidado quando as pessoas passam informações. Não é dinheiro. É projeto, é carinho, é respeito, é vontade de crescimento profissional.
A contagem regressiva por Tite começou. E há grande nervosismo no Beira-Rio e no Parque São Jorge. Afinal, quem perder este clássico, precisará correr atrás do Plano B.

Inter x Corinthians: Beira-Rio oferece a Tite salário 33% superior ao do rival paulista. Resposta deve sair 2ª feira

12 de dezembro de 2014 6

Ricardo Duarte

O movimento de oposição do Inter ainda não tem técnico, caso vença a eleição. Mas espera até a segunda-feira uma resposta de Tite. O treinador recebeu uma oferta de R$ 600 mil mensais dos colorados, por duas temporadas. O Corinthians acenou para Tite vencimentos de R$ 400 mil ao mês e por um ano – menos do que ele recebia quando deixou o Parque São Jorge. Abel Braga recebeu R$ 550 mil em 2014 no Beira-Rio. O leilão está aquente. De novo, Inter x Corinthians na disputa.

A situação do Inter está fechada com Abel Braga, caso Marcelo Medeiros vença o pleito desse sábado.

Se Piffero for eleito, a mágoa de Abel desaparecerá e ele seguirá com o Inter para a Libertadores

11 de dezembro de 2014 3

Arquivo

Desentendimentos e desgostos no futebol são sentimentos passageiros. Nada que um bom contrato, um projeto interessante, um torneio de expressão, costurados por boa conversa com amigos em comum não resolvam. Além disto, a restrição de treinadores faz com que Abel Braga surja como o favorito também para comandar o Inter se Vitorio Piffero for o presidente eleito nesse sábado – vale lembrar que Abelão já será o treinador de Marcelo Medeiros, caso seja eleito.

Ocorre que Piffero descartou Mano Menezes. Entende que não bate com o seu perfil pessoal. Neste perfil, segundo ele, se encaixam Tite, Muricy e Abel. Tite, segundo a imprensa paulista, vai assinar com o Corinthians. Muricy não deixará o São Paulo e Abel estará magoado até conversar com Piffero e seus amigos em comum. Tudo será acertado e o treinador será mantido para a Libertadores, que começará em pouco mais de 60 dias para o Inter, com a base que encerrou em terceiro lugar o Brasileirão e com reforços de peso para o time titular. No futebol, há sentimentos estão em constante metamorfose.

Tite próximo do Corinthians. Inter fica entre Abel Braga e Mano Menezes para comandar o time na Libertadores

08 de dezembro de 2014 4

Daniel Augusto/Divulgação Corinthians

Segundo o repórter Wanderley Nogueira, da Rádio Jovem Pan, de São Paulo, Tite será o técnico do Corinthians em 2015. O treinador caxiense já teria encaminhado acerto com o clube paulista – pelo qual conquistou Libertadores de Mundial. Assim, o Inter vai para a eleição presidencial de sábado, entre Marcelo Medeiros e Vitorio Piffero, com Abel Braga surgindo como favorito a ser mantido no cargo. Porém, sem Tite, se abre uma porta para que Mano Menezes volte ao Beira-Rio. Mano trabalhou no Inter como técnico da base, no final dos anos 90 e início dos 2000.
Marcelo Medeiros já anunciou que, se eleito, o seu treinador será Abel. Piffero, que também mantém boa relação com Abel Braga – com quem conquistou Libertadores e Mundial -, pode manter o técnico para a temporada 2015, caso seja eleito. Mas existe a possibilidade de Mano Menezes, que deixou o Corinthians, ser contratado para liderar a equipe na Libertadores. A decisão sobre o treinador para 2015 deverá ocorrer na segunda-feira.

Wellington Silva repete o gol de Giuliano em 2010 e coloca o Inter na fase de grupos da Libertadores

06 de dezembro de 2014 11
Foto: Alejandro Pagni, AFP

Na Libertadores de 2010, gol de Giuliano nos acréscimos classificou o Inter à semifinal – Foto: Alejandro Pagni, AFP

Com um gol de Libertadores, quase aos 50 minutos do segundo tempo, o lateral-direito Wellington Silva colocou o Inter na fase de grupos da Libertadores 2015. A vitória de virada por 2 a 1 sobre o Figueirense, em Florianópolis, colocou o Inter no Grupo 4 do torneio, com um time do Equador (Emelec, Barcelona, LDU ou Independiente del Valle), Universidad de Chile e Morelia, do México, ou The Strongest, da Bolívia. O Corinthians venceu o Criciúma pelo mesmo placar.

O Figueirense saiu na frente no Orlando Scarpelli, com gol de Pablo logo aos 4 minutos do segundo tempo. Sem padrão tático, mas na base da raça, Rafael Moura fez o gol de empate do Inter aos 41, e o renegado Wellington Silva, o da virada aos 50. O lateral emulou Giuliano, que na Libertadores de 2010 classificou o Inter contra o Estudiantes, em Quilmes, nos acréscimos, marcando o gol que levou o colorado à semifinal do torneio.

Alex e Nilmar: Heróis de dois mundos

17 de outubro de 2014 10

Mauro Vieira

Ricardo Duarte

Peças-chave no novo Inter desse returno do Brasileirão, Alex e Nilmar são heróis de dois mundos: De colorados e corintianos. Vendido pelo Inter ao Lyon, Nilmar acabou repatriado pelo Corinthians. Foi campeão do polêmico Brasileirão de 2005 – inclusive dando a Tévez o passe do gol no 1 a 1 do Pacaembu, quando Tinga foi expulso pelo não menos polêmico Márcio Resende de Freitas. Depois, em litígio com o clube paulista, voltou ao Inter, em 2007. Já Alex, campeão da Libertadores e do Mundial com o Inter, conquistou a Libertadores de 2012 pelo Corinthians. No Inter, atuando juntos, ganharam o Gauchão e a Copa Sul-Americana de 2008.
Nesse domingo, Alex e Nilmar (e D’Alessandro) terão a missão de levar o Inter à vitória sobre o Corinthians.