Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Fred"

Homenagem a D'Alessandro, escola de samba e o trio de 24 milhões de euros. O Inter espera o Shakhtar

21 de janeiro de 2015 0

Diego Vara

O Inter trata o amistoso de sexta-feira à noite, contra o Shakhtar Donetsk, como uma espécie de estreia de luxo na temporada. O jogo das 20h, no Beira-Rio, contra o time dos ex-colorados Luiz Adriano, Taison, Fred e Ilsinho – mais Bernard, Wellington Nem, Márcio Azevedo, Marlos, Dentinho, Fernando, Ismaily, Douglas Costa e Alex Teixeira -, será também a apresentação do time de Diego Aguirre para a torcida.

Mas também será uma noite de festa. D’Alessandro, que no amistoso contra o Juventude cumpriu 300 jogos pelo Inter, receberá uma placa e uma camisa, alusivas à marca. Mais de 300 crianças deverão ir a campo para aguardar a equipe de 2015. Além disto, um show da Imperadores do Samba recepcionará os dois times e animará a torcida. O Inter quer encantar os europeus e homenagear os jogadores brasileiros do Shakhtar. Será também um primeiro teste do Beira-Rio para a Libertadores. São esperados entre 30 mil e 35 mil torcedores.

- É um jogo importante para a nossa torcida. Enfrentaremos muitos jogadores que passaram pela Seleção Brasileira e um time que está nas oitavas da Liga dos Campeões. Além disto, a partida contra o Shakhtar será o nosso primeiro jogo em casa na temporada. Queremos dar as boas-vindas ao nosso torcedor – disse o diretor de marketing, Jorge Avancini.

O Inter já vendeu 7,5 mil ingressos para o amistoso. Mais de 9 mil colorados já fizeram o check-in e asseguraram presença no estádio.
- É um jogo histórico, enfrentaremos um clube europeu em meio a nossa pré-temporada. E os colorados estão curiosos para assistir ao time do Aguirre – destacou o diretor de futebol, Carlos Pellegrini.

A evolução das vendas dos “ucranianos”
Luiz Adriano – vendido ao Shakhtar Donetsk, em 2007, por 3 milhões de euros
Taison – vendido ao Metalist, em 2010, por 6 milhões de euros
Fred – vendido ao Shakhtar Donetsk, em 2013, por 15 milhões de euros
* Ilsinho rescindiu com o Inter, em 2012

Ingressos
As entradas para Inter x Shakhtar estão à venda nas bilheterias do Gigantinho, para sócios e torcedores em geral.

Os preços:
Inferior e Superior Locada – R$ 80 (sócios têm 50% de desconto)
Área VIP
Libertadores Central – R$ 90
Libertadores Lateral – R$ 80

Inter monitora a crise financeira do Fluminense para investir em Fred

14 de dezembro de 2014 5

Matheus Andrade/Photocamera Digulgação

O Inter está de olho no artilheiro do Brasileirão, Fred. E há algum tempo. O presidente Giovanni Luigi já monitorava os problemas do Fluminense para manter o camisa 9 e dono de 18 gols no Campeonato Brasileiro.
Sem a Unimed, a grande mantenedora dos salários do elenco carioca, que deixou as Laranjeiras, o centroavante já estaria analisando outras possibilidades na carreira. Fred tem contrato até o final de 2015, recebe R$ 950 mil mensais, dos quais R$ 600 mil são bancados pela Unimed – que promete pagá-lo até o final do vínculo. O Fluminense, que banca R$ 350 mil mensais a Fred, deve mais de R$ 4 milhões em direito de imagem ao jogador, e poderia facilitar uma negociação.
O Palmeiras também tem interesse no jogador.
No Beira-Rio, mesmo sob nova gestão, já há quem sonhe com um ataque formado por Nilmar e Fred. Os salários de Fred seriam bancados com as saídas de Wellington Paulista e Rafael Moura.

* Com Alexandre Ernst

Shakhtar Donetsk é irredutível, nega proposta do Inter e Fred e Taison seguirão na Ucrânia

13 de agosto de 2014 1

montagem

Por Alexandre Ernst
@Alexandre_Ernst

É oficial. O Inter jogou a toalha a respeito da possível transferência de Fred e Taison do Shakhtar Donetsk para o Beira-Rio. A poucas horas do fechamento da janela, a direção descarta qualquer operação com os ucranianos, irredutíveis a cedência da ex-dupla de atletas do Beira-Rio. Além do Inter, o meia também despertou interesse do Flamengo.

Fred era visto pela direção do Inter como peça de grande valia no esquema proposto por Abel Braga. A ideia era que o garoto ampliasse seu vínculo com o time de Donetsk e fosse emprestado aos gaúchos até dezembro de 2015. Havia esperança no negócio, uma vez que Fred não é titular na equipe de Mircea Lucescu. Daniel Cravo viajou até a Ucrânia para negociar com os dirigentes do Leste Europeu, mas não obteve sucesso.

Alexandre Lima e Roberto Assis Moreira, empresários do jogador, pressionavam a transferência desde o Brasil. A dupla viajaria até a Ucrânia no domingo, mas, sabedores da dificuldade da transação, permaneceram no Brasil.

O sonho de repatriar Taison esfriou já no sábado, véspera do Gre-Nal. Titular incontestável, o pelotense foi eleito o melhor em campo no clássico entre Shakhtar e Metalist. No clube há pouco mais de um ano, o velocista caiu nas graças da torcida e é ídolo por conta das boas atuações, desde a Supercopa da Ucrânia.

Nilmar é a última alternativa para o Inter reforçar seu elenco na temporada. Porém, para não haver a necessidade de imbróglios judiciais e consulta à Fifa, o atacante teria de rescindir seu contrato com o Al-Jaish, do Catar, até às 23h59min desta quarta-feira (horário de Brasília), por conta da janela de transferências de jogadores vindos da Europa.

A imprensa paulista especula que vínculo já teria sido encerrado e que o Corinthians já atacou o ex-colorado. Uma reunião, inclusive, estaria marcada.

Cartada final: Por Fred e Taison, Inter envia emissário a Kiev

12 de agosto de 2014 1

Daniel Cravo (arquivo pessoal)

Daniel Cravo (arquivo pessoal)

Daniel Cravo (arquivo pessoal)

Daniel Cravo (arquivo pessoal)

Fotos: Daniel Cravo (arquivo pessoal)

O Inter tem pouco mais de 24 horas para inscrever Fred e Taison na janela brasileira, que se encerrará às 23h59min dessa quarta-feira. Por isto, enviou um peso-pesado para negociar com a direção do Shakhtar Donetsk a liberação imediata do meia e do atacante. Daniel Cravo, advogado que defendeu o uruguaio Luis Suárez na sexta-feira, em Genebra, viajou da Suíça para a Ucrânia a fim de auxiliar em uma negociação urgente. O Inter tem pressa.
Os próprios jogadores propuseram ao Shakhtar ampliar os seus contratos em troca de permanecer uma temporada cedidos ao futebol brasileiro. Uma primeira reunião com a direção do Shakhtar já foi realizada, mas o clube se mostrou contrário ao empréstimo dos jogadores, que contam com grande cartaz no clube.
Sobre o ambiente na cidade de Kiev (nas fotos), Daniel Cravo relatou que o clima é de uma retomada de tranquilidade, sem sinal da guerra entre ucranianos com os russos, como ocorre em Donetsk.

Empresários antecipam viagem à Ucrânia para que Inter possa anunciar Fred e Taison após o Gre-Nal

06 de agosto de 2014 4
Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Reprodução

O Inter prepara um pacote de reforços vindo do Leste. Após o Gre-Nal, o clube poderá anunciar os retornos de Fred e Taison. Meia e atacante chegarão por empréstimo de uma temporada, com a possibilidade de prorrogação por mais uma. Para isto, a dupla deverá ampliar os contratos com o Shakhtar Donetsk por pelo menos mais dois anos. Fred, 21 anos, e Taison, 26, precisam ter as transações completadas até o dia 13 – data na qual o Inter estará em Fortaleza, decidindo a sobrevivência na Copa do Brasil ou a classificação à Copa Sul-Americana. As transferências de jogadores que estão no Exterior precisam ser definidas até a quarta-feira.
Fred surge como alternativa a Abel Braga. Pode atuar nas funções de Aránguiz e de Alan Patrick. Já Taison é o atacante de velocidade que o Inter não tem – uma vez que Martín Luque parece ter se tornado uma aposta para 2015.
- Não queremos deixar ninguém otimista, mas eu e Assis vamos lá (para a Ucrânia) a fim de resolver tudo – disse o empresário Alexandre Lima, sócio de Assis Moreira como representante de Fred. – A prioridade é do Inter, mas vamos ouvir todos os clubes interessados no Fred – completou o agente.
Por Fred, o Inter concorre com a grife Flamengo – ainda que na lanterna do Brasileirão. Já Taison, cujo empresário Alcione Dornelles também está embarcando para Kiev, viu crescer nos últimos dias o interesse de clubes portugueses em sua contratação. Apesar disto, o atacante já manifestou interesse em voltar a Porto Alegre e ficar próximo aos familiares. A principal questão agora para liberar a dupla é convencer o treinador romeno Mircea Lucescu a liberá-los para voltar ao Brasil.
Caso feche com Fred e Taison, o Inter desistirá momentaneamente de Nilmar. Porém, se as negociações acabarem frustradas, o atacante de 30 anos voltará à pauta.

* Com Alexandre Ernst

Fred pede liberação do Shakhtar e aguarda resposta para voltar ao Inter

04 de agosto de 2014 0
Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Por Alexandre Ernst

Após o Inter enviar ao Shakhtar Donetsk um pedido de empréstimo de Fred e do empresário Alexandre Lima ter conversado com a direção do clube para uma possível liberação do atleta da conturbada situação da Ucrânia, agora vem de Fred o pedido para ser cedido até a situação política no país do leste europeu estar resolvida — ou menos periclitante.

Na última sexta-feira, após a vitória do Shakhtar sobre o Vorskla, o meia chamou o técnico Mircea Lucescu para uma conversa em particular. Explicou para o romeno que a família, no Brasil, está apreensiva por conta dos conflitos no país. Donetsk é uma das cidades mais afetadas pela crise entre ucranianos e russos. O dono do Shakhtar, o bilionário Rinat Akhmetov, levou seus jogadores para Kiev, capital do país, para fugir do problema. Mas, a qualquer notícia de desastre ou novos confrontos, a família de Fred sofre até receber informações do jovem de 21 anos.

O empresário do jogador, Alexandre Lima, aguarda um contato positivo para viajar à Ucrânia e resolver a questão do empréstimo para o Inter. Uma viagem estava marcada para quarta-feira, mas teve de ser adiada por conta de compromissos com o campeonato ucraniano. No dia 9, sábado, Fred jogará o clássico contra o Metalist, e nem por decreto deixará Kiev ou finalizará qualquer questão sobre o futuro antes deste confronto.

— Um pingo de esperança e eu pego um avião na mesma hora. Não irei para lá se não for para resolver a situação. Por enquanto, estou em stand-by — resumiu Lima.

Mesmo com a liberação do atacante argentino Facundo Ferreyra para o Newcastle, o retorno de Fred ao Beira-Rio está longe de ser fácil. O clube inglês colocou um dinheiro pesado em Ferreyra. O Inter, por sua vez — e praticamente todos os clubes do futebol brasileiro —, não teriam condições de arcar com tamanha quantia, apesar de o Inter apontar algum tipo de pagamento.

Há, ainda, a saída iminente de Douglas Costa e Alex Teixeira para o Monaco, da França. Os jogadores sairiam pela multa rescisória de 30 milhões de euros e, com isso, Fred seria um elemento base para o time de Lucescu. Na vitória deste sábado do Shakhtar sobre o Vorskla, Fred foi reserva. Acabou entrando no segundo tempo, quando a equipe virou o jogo e venceu por 2 a 1 — com um dos gols marcado por Luiz Adriano.

Shakhtar começa a emprestar jogadores. Inter aguarda respostas por Fred e Taison

03 de agosto de 2014 0

Fred

Reprodução

A liberação do atacante argentino Facundo Ferreyra para o Newcastle, encheu o Inter de esperanças de ter o retorno de Fred - e até mesmo o de Taison. Ferreyra foi um dos seis desertores do Shakhtar. Jogadores que se negaram a voltar a Donetsk após a pré-temporada do clube, devido à grave crise entre Ucrânia e Rússia. Os outros cinco foram os brasileiros Douglas Costa, Ismaily, Alex Teixeira, Dentinho e… Fred.
Facundo Ferreyra foi cedido ao Newcastle por uma temporada.
O Inter também quer Fred por um ano. Tem até o dia 13 para inscrever o meia na temporada brasileira. Na semana passada, o Inter enviou à direção do Shakhtar uma proposta pelos empréstimos de Fred e de Taison. A resposta é aguardada para os próximos dias, quando os agentes dos dois jogadores estarão na Ucrânia a fim de obter a cessão dos atletas. Na vitória deste sábado do Shakhtar sobre o Vorskla, Fred foi reserva. Acabou entrando no segundo tempo, quando a equipe virou o jogo e venceu por 2 a 1 – com um dos gols marcado por Luiz Adriano.

Contagem regressiva: Inter espera respostas da Ucrânia por Taison e Fred

31 de julho de 2014 3

Reprodução

O Inter tem até o dia 13 para contratar jogadores do Exterior. Ex-colorados estão na mira: Taison e Fred. Em busca de um atacante que dê velocidade ao setor, o clube observa até mesmo as informações sobre uma possível rescisão de Nilmar com o Al-Jaish, do Catar – o atacante teria encerrado o contrato para passar a atuar em outro clube catari.
O Inter aguarda para a próxima semana respostas dos agentes de Taison e de Fred para possíveis empréstimos do Shakhtar Donetsk. O clube já encaminhou proposta de cessão dos atletas ao ucranianos e aguarda uma resposta. A dupla poderia assinar por até um ano, sem os direitos fixados, enquanto a crise entre Ucrânia e Rússia persistir.

* Com Alexandre Ernst

Inter enviou proposta ao Shakhtar para repatriar Fred

25 de julho de 2014 1

Foto: Guilherme Becker

Por Alexandre Ernst
@alexandre_ernst

Um papel timbrado com as cores do Inter e com a assinatura do presidente Giovanni Luigi já foi enviado à Ucrânia e está na mesa do bilionário Rinat Akhmetov. Nos dizeres do documento, a intenção de repatriar o garoto de 21 anos para o Beira-Rio.

A operação é complicada. Mas representantes do jogador e direção do Inter estão otimistas para um desfecho favorável. A janela de contratações do Exterior para o Brasil fecha no dia 13 de agosto, uma quarta-feira. Flamengo e Atlético-MG tem interesse no jogador.

A negociação entrou em caráter “stand-by”. Não pegou bem com Akhmetov a tentativa de deserção dos jogadores brasileiros. Por conta disso, os ânimos estão acirrados em Donestk. Fred retornou nesta quinta-feira ao Leste Europeu. Foi o primeiro do quinteto de brasileiros (que inclui Douglas Costa, Dentinho, Alex Teixeira e Ismaily) a se reapresentar — embora com um atraso de cinco dias. Fred estava na casa de sua mãe, em Belo Horizonte e retornou a Donetsk como uma espécie de barganha para fluir a negociação.

Para voltar a jogar no Inter, Fred teria de ampliar seu vínculo com o Shakhtar por mais um ano, até 2019. Abriria mão de boa parte do salário, inclusive, para vestir vermelho novamente. É claro para o garoto e seus representantes que não é o momento de retornar ao futebol brasileiro e que o mercado europeu é sedutor. Mas a multa rescisória de 45 milhões de euros — e a vontade de o Shakhtar em contar por muito tempo com seu futebol — complica qualquer transferência no Velho Mundo.

Em um primeiro momento, Fred atuaria no Inter até o final do ano. Tempo para mudar a situação entre a Rússia e a Ucrânia. Porém, na carta de intenção enviada por Luigi aos ucranianos, o vínculo seria até a metade de 2015. A ideia da direção é que Fred atue em uma possível Libertadores.

A grave crise entre Ucrânia e Rússia já beneficiou o Inter uma vez. No começo da temporada, o meia Alan Patrick teve o seu empréstimo ampliado até o final de 2014, uma vez que o meia pediu para permanecer no Brasil por mais tempo, em vez de voltar para o Shakhtar.

Voltando para casa: Shakhtar deve emprestar Fred para o Inter até o final do Brasileirão

25 de julho de 2014 5

fred

Foto: Alexander Khudoteply / AFP

Fred está perto de ser anunciado pelo Inter. O meia é o alvo do clube para a janela de contratações, cujo encerramento ocorrerá no dia 13 de agosto, uma quarta-feira, na qual a equipe de Abel Braga estará decidindo vaga às oitavas de final da Copa do Brasil contra o Ceará, em Fortaleza. O Flamengo também tem interesse no jogador de 21 anos.

Dos desertores brasileiros do Shakhtar Donetsk, o ex-meia do Inter foi o primeiro a retornar. Se apresentou nesta quinta-feira ao clube, depois de cinco dias de atraso na data estipulada pelos ucranianos para o início da temporada. Fred estava na casa de sua mãe, em Belo Horizonte. E só retornou a Donetsk porque há boas chances de ser cedido ao Inter por pelo menos até o final do Campeonato Brasileiro.

Assim como os demais brasileiros do Shakhtar (Douglas Costa, Dentinho, Alex Teixeira e Ismaily), Fred foi incentivado a desertar pelo empresário iraniano Kia Joorabchian. O plano de pressionar o bilionário presidente do Shakhtar Rinat Akhmetov não deu certo e, agora, o meia precisou apelar para uma negociação.

A negociação que está em curso prevê que Fred amplie o seu vínculo com o Shakhtar por mais um ano, até 2019. Em troca, teria o aval dos ucranianos para jogar no Beira-Rio até o final de dezembro. Mais: os representantes do meia tentam fazer com que o Shakhtar pague metade do salário de Fred. O Inter bancaria a outra parte. Fred até poderá ser emprestado com os direitos fixados, mas o valor seria muito alto, algo superior a 20 milhões de euros – o Inter vendeu Fred para o Shakhtar em junho de 2013, por 15 milhões de euros.

A grave crise entre Ucrânia e Rússia já beneficiou o Inter uma vez. No começo da temporada, o meia Alan Patrick teve o seu empréstimo ampliado até o final de 2014, uma vez que o meia pediu para permanecer no Brasil por mais tempo, em vez de voltar para o Shakhtar.

Com uma equipe baseada em jogadores talentosos de meio-campo, como D’Alessandro, Aránguiz, Alex e Alan Patrick, o Inter já buscava um outro jogador versátil, que pudesse jogar com estes quatro no setor ou até mesmo substituí-los. Lançado por Dorival Júnior em 2012, no time principal, Fred começou como volante, atando com Guiñazu e Ygor, mas logo passou a ser utilizado como armador, dividindo as funções com D’Alessandro. No Beira-Rio, Fred é considerado um substituto perfeito a Aránguiz.

Rodrigo Moledo é outro que está na mira do Inter. O zagueiro do Metalist sofreu uma lesão no joelho esquerdo e precisará de três semanas para voltar aos treinos. O Inter ainda tem três semanas para tentar o seu retorno, também por empréstimo.

* Com Alexandre Ernst