Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "renato"

Renato Portaluppi vê Ronaldinho ainda como um dos melhores do mundo

15 de setembro de 2013 10
Fernando Gomes

Fernando Gomes

A euforia que sete vitórias em oito partidas havia gerado sofreu um leva abalo. Ao elogiar seu grupo de jogadores pelo empenho, Renato Portaluppi deu a entender que uma vaga na Libertadores talvez seja, neste momento, o objetivo mais próximo do Grêmio.

Ele não chegou, no entanto, ao extremo de seu colega Tite, para quem o Corinthians já está fora da disputa do título. Mas reconheeceu que a distância de nove pontos do Cruzeiro, o primeiro colocado, é fator de preocupação.

- O torcedor tem de parabenizar este grupo. Quando cheguei, disseram que era fraco e corria o risco de cair. Mas não temos um time excepcional, que se supera na vontade – avaliou o treinador.

Já para o executivo de futebol Rui Costa, o Grêmio segue como candidato ao título.

O que serve de consolo é que a próxima rodada poderá ser benéfica para o Grêmio. Líderes, Cruzeiro e Botafogo se enfrentam no Mineirão. Nestas condições, o empate entre os dois é considerado o melhor resultado.

O cansaço começa a preocupar. Tanto que Renato admitiu que possa fazer algumas trocas de jogadores de uma partida para outra, para evitar lesões musculares. Contra o Atlético-MG, por exemplo, Souza foi preservado, algo que já havia ocorrido com Alex Telles frente ao Náutico, em Recife.

Sobraram elogios do técnico ao time. Para Renato, “o Grêmio encheu os olhos do torcedor” e foi punido por desperdiçar uma oportunidade com Vargas pouco antes do gol do Atlético-MG.

- Não é fácil jogar contra uma equipe bem entrosada, com um bom treinador e um jogador que faz a diferença. Ronaldinho é um dos melhores do mundo – comentou Renato.

O técnico absolveu Vargas. Elogiou que ele tivesse se colocado à disposição para jogar, mesmo após uma longa viagem pela seleção chilena.

- Ele teve a chance do jogo, mas infelizmente não conseguiu fazer o gol. Não jogou tudo o que joga pela sua seleção, mas o fator do cansaço precisa ser levado em consideração – entende.

 

Dessa vez, Renato comprará uma casa em Porto Alegre

03 de julho de 2013 7


Por Marco Souza
Diferentemente de sua primeira passagem como técnico do Grêmio, Renato Portaluppi decidiu que comprará uma casa em Porto Alegre. Desde que assinou o contrato, de seis meses, ele deixou claro que aposta em estada mais longa na Capital. Ao lado de Fábio Koff e do diretor-executivo Rui Costa e do Assessor de Futebol Marcos Chitolina, Renato justificou a razão de não incluir cláusula de rescisão em seu acordo com o Grêmio.
- Não estou aqui para tirar dinheiro de ninguém. O dia que o clube cansar de mim, pode me mandar embora – garantiu o técnico.
No vestiário, após a apresentação para a imprensa, apenas Koff e Portaluppi falaram. Cada um discursou para os jogadores durante 15 minutos. A ideia é de que a equipe demonstre mais transpiração em campo para estimular a torcida e, assim, criar um clima favorável na Arena.
- Quando conheci a Arena, falei que isso aqui é uma Bombonera. Vai criar muita pressão com a torcida a favor. Tenho certeza que o gremista voltará ao estádio – disse.
Apostando na receita do “carinho” para fazer com que os jogadores rendam mais, Renato elogiou a qualidade do grupo. Mas garantiu que há espaço para novos reforços.
- Um grande jogador sempre é bem vindo – observou.

Baidek elogia o retorno de Renato a Porto Alegre: "O Grêmio fez uma baita contratação"

02 de julho de 2013 5


Amigos há mais de 30 anos, os campeões do mundo pelo Grêmio Baidek e Renato deverão se encontrar em Porto Alegre na próxima semana. Jorge Baidek soube da contratação do camisa 7 pelo Grêmio em Portugal, onde define algumas negociações com jogadores brasileiros. Baidek retorna à Capital no final de semana e vai procurar Renato.
- Quero dar um abraço nesse cara. Segurei muitos contra-ataques dele lá atrás, mas ele me ajudou muito – brinca o zagueiro de 1983. – Mas falando sério: o Grêmio fez uma baita contratação. É o momento certo para o Renato assumir o time – emendou Baidek.

Grêmio vai ao Rio para fechar com Renato. Anúncio deve ocorrer nesta segunda

30 de junho de 2013 17

Adriano de Carvalho
adriano.carvalho@zerohora.com.br

É com a praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, como cenário que o Grêmio deverá fechar a contratação de Renato Portaluppi para substituir Vanderlei Luxemburgo. O executivo de futebol Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina embarcarão na manhã desta segunda para a capital fluminense e se reunirão com o empresário Gerson Oldenburg e o técnico em seu apartamento. Se ocorrer o acerto, Renato poderá comandar o time contra o Botafogo, na Arena, em 14 de julho.

Dois anos se passaram desde que Renato deixou o Olímpico. Seu último trabalho como treinador foi no Atlético-PR, ainda em 2011. Desde então, vive no Rio, joga suas partidas de futevôlei com os amigos e tem chamado mais a atenção pela filha, Carol, famosa por postar fotos no Instagram e aparecer em colunas sociais.

Renato poderá voltar ao Grêmio justamente na gestão de Fábio Koff, com quem foi campeão do mundo como jogador em 1983. No departamento de futebol, também reencontrará Rui Costa, com quem trabalhou em 2010 e capitaneou uma reação no Brasileirão, saindo da zona do rebaixamento e terminando em quarto lugar, com vaga para a Libertadores. Naquele ano, inclusive, o presidente era Duda Kroeff, que ouviu de Koff o apelo pela contratação do ídolo. Agora, o ex-presidente é quem repete o gesto.

— Não tenho dúvida de que, neste momento, a melhor opção é Renato. Se eu tivesse trazido ele nesta altura (sexta rodada do Brasileirão) em 2010, o Grêmio teria sido campeão — diz Duda.

Após a demissão de Luxemburgo no sábado, a direção tratou de definir o perfil do novo treinador. No final de semana, Chitolina, Rui Costa e Koff se reuniram e chegaram a um consenso: querem alguém com ligação íntima com a história do clube, que dê novo padrão de jogo ao time, e que não só mobilize o grupo para a retomada do Brasileirão e para a disputa da Copa do Brasil, mas também tenha o apoio da torcida.

— Precisamos de alguém que faça o Grêmio retomar seu estilo histórico. Que faça a equipe jogar da mesma forma como quando o clube conquistou seus maiores títulos — define Chitolina.

Com Renato, o Grêmio poderá turbinar a Arena. Após a renegociação do contrato com a OAS, clube e empreiteira estudam projetos comerciais para o estádio e também para os empreendimentos imobiliários que serão erguidos na Azenha, no lugar do Olímpico, e no Humaitá, ao lado da nova casa.

A utilização da imagem do ídolo como garoto-propaganda poderá alavancar as vendas na tentativa de ampliar o número de sócios e também aumentar a média de público nos jogos.

Enquanto não anuncia o novo técnico, os dirigentes do Grêmio fazem questão de valorizar o auxiliar Roger Machado. Conhecedor do vestiário, ele será o treinador contra o Atlético-PR, em Curitiba, no sábado, na retomada do Brasileirão. O domingo seguinte deve ser o de estreia de Renato na Arena. E de estádio lotado para saudar o retorno do maior ídolo do clube.

Renato não foi atendido em seus pedidos

29 de dezembro de 2010 0

Antes de iniciar suas férias, dia 6 de dezembro, Renato Portaluppi deixou duas sugestões de reforços para a diretoria do Grêmio. O primeiro era Lucas, lateral direito do Figueirense, considerado uma das maiores revelações do clube catarinense. O outro era o volante Marconi, com quem o treinador havia trabalhado no Bahia até o mês de agosto.

Dois reforços que se encaixariam, conforme o técnico, no mesmo perfil de Paulão e Clementino, jogadores recebidos sem maior empolgação, mas de ótima resposta dentro de campo.

Lucas acertou-se esta semana com o Botafogo. Marconi foi considerado muito caro pela direção.
A amigos cariocas, o treinador não esconde sua decepção por não ter sido atendido em suas pretensões.

Em tempo: Lins, atacante do Criciúma, não foi sugestão de Renato.

Nova reunião por Renato esta semana

15 de novembro de 2010 0

O procurador de Renato Portaluppi, Gerson Oldenburg, chega nesta terça-feira a Porto Alegre. Quarta ou quinta, ele deve ser recebido pelo futuro vice de futebol Antônio Vicente Martins. Na pauta, a resposta do treinador à proposta de R$ 360 mil feita pelo clube para a renovação. Os números pretendidos por Renato serão analisados pela direção, que até poderá elevar os seus valores. Nos bastidores, a leitura que se faz é de que o acerto já esteve mais distante.

Botafogo sonha com Renato Portaluppi

09 de novembro de 2010 3

A próxima diretoria do Grêmio tentará evitar que o orçamento seja extrapolado. Planeja gastar, no máximo,R$ 3 milhões mensais com o futebol, contra os R$ 4,5 milhões atuais. Seu plano era pagar comissão técnica e jogadores com a receita da televisão e bilheterias. Como a maior parte dos recursos de televisão foram adiantados, contará só com as bilheterias para iniciar o próximo ano.

O interesse do Botafogo por Renato surgiu a partir de rumores de que Joel Santana irá trabalhar no Corinthians em 2011. Em entrevista ao Jornal dos Sports, do Rio, Maurício Assunção, presidente do clube carioca, informa ter se reunido durante quatro horas com Renato durante a recente passagem do Grêmio pelo Rio para o jogo contra o Fluminense.

Para investir em Renato, o Botafogo contaria com recursos do fundo de investimentos do empresário Eike Batista, torcedor fanático do clube. Foi com dinheiro de Eike que o Botafogo contratou Maicosuel e Jobson.

R$ 90 mil separam Renato do Grêmio

09 de novembro de 2010 1

Um salto mensal de R$ 275 mil para R$ 360 mil na conta bancária não sensibiliza Renato Portaluppi. Beira os R$ 100 mil a diferença entre o valor oferecido para a renovação pelo Grêmio e o valor exigido pelo treinador. Para piorar, surgiu o primeiro concorrente. Sem saber se poderá manter Joel Santana para 2011, o Botafogo faz de Renato o seu plano B.

A direção, que pela primeira vez apresentou valores a Gerson Oldenburg, procurador de Renato, agora aguarda pela contra-proposta do treinador. O reajuste oferecido foi de 30%, “um percentual que cabe no nosso orçamento”, conforme explica uma fonte ligada à direção que irá assumir em dezembro, após o Brasileirão.

Renato sonha com um salário de R$ 450 mil, que faria dele o quarto mais bem pago do país, superado apenas por Felipão, Muricy Ramalho e Luxemburgo.

Há, no entanto, margem para negociação.

- Colocamos nosso número na mesa, mas pode ser apenas o primeiro número. Nada é definitivo – adianta a fonte, preocupada com uma possível crise de relacionamento com a torcida caso o técnico que converteu um time ameaçado de rebaixamento a candidato a Libertadores vá embora no fim do ano.

Histórias de Renato e Paulo Odone

25 de outubro de 2010 3


Quase 30 anos depois, Paulo Odone reúne-se em torno de uma mesa para negociar com Renato Portaluppi.
Em 1982, na função de vice de futebol do presidente Fábio Koff, Odone assinou o primeiro contrato profissional do jogador, então uma promessa trazida do Esportivo de Bento Gonçalves.
Agora, trata com ele da renovação de contrato para a próxima temporada.
- Em 1982, Renato me deixou engatado ao ser expulso logo no início de um Gre-Nal decisivo do Gauchão – sorri Odone.
Em 1987, já como presidente do Grêmio, Odone precisou suar para quitar a promissória de R$ 300 mil paga pelo Flamengo, que havia contratado Renato.

Quase 30 anos depois, Paulo Odone reúne-se em torno de uma mesa para negociar com Renato Portaluppi.Em 1982, na função de vice de futebol do presidente Fábio Koff, Odone assinou o primeiro contrato profissional do jogador, então uma promessa trazida do Esportivo de Bento Gonçalves.Agora, trata com ele da renovação de contrato para a próxima temporada.- Em 1982, Renato me deixou engatado ao ser expulso logo no início de um Gre-Nal decisivo do Gauchão – sorri Odone.Em 1987, já como presidente do Grêmio, Odone precisou suar para quitar a promissória de R$ 300 mil paga pelo Flamengo, que havia contratado Renato.


Renato analisa a garotada do Grêmio

02 de outubro de 2010 5

Confira as opiniões de Renato Portaluppi, colhidas por este blogueiro, sobre os garotos que poderão ser escalados por ele neste sábado, em Salvador, contra o Vitória-BA.

Neuton – Por ser lateral, precisa corrigir o posicionamento. Ainda abre demais. Precisa ficar mais atento na proteção.,

Saimon –  Um jogador de muito futuro. Eficiente na bola aérea. Veio se preparando com muita dedicação, presta bastante atenção nas orientações que recebe.

Fernando – É um bom jogador, sempre convocado para a seleção. Comigo, é volante. Precisa aprimorar-se um pouco mais como marcador.

Roberson – Um jogador de muita força física. Só que precisa ficar ligado nas partidas durante os 90 minutos.

Maylson – É um jogador de muita força e velocidade. É palhaçada esta história de que não gosto dele. Comigo, tem entrado em quase todos os jogos.