Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "santos"

Volante do Santos entra na mira do Inter

08 de janeiro de 2015 5

Reprodução site oficial do Santos

A contratação de Giorgian De Arrascaeta poderá ser concluída nesse final de semana. O Inter conta com o apoio do empresário de Oscar, Giuliano Bertolucci, e do Banco BMG para concretizar a compra do meia uruguaio de 21 anos do Defensor.
Esta trindade poderá investir também no volante Alison, 21 anos, do Santos. Devido às dificuldades financeiras do clube paulista, BMG, Bertolucci e Inter deverão oferecer cerca de R$ 5 milhões por 70% dos direitos do atleta. Bertolucci também é o empresário de Alison.

* Com Alexandre Ernst

Antes do Gre-Nal, D'Alessandro é o destaque da vitória do Inter sobre o Santos

03 de agosto de 2014 3

Fernando Gomes

Dida
Atuação segura e uma grande defesa. Socorreu os zagueiros, quando necessário. 7

Wellington Silva
É o melhor lateral do Beira-Rio. Independente de lado. 7

Paulão
Desatento, quase entregou um gol. Uma expulsão que merece multa para a caixinha. 3

Juan
Contra os guris do Santos, foi na experiência e se antecipou às jogadas. 7

Fabrício
Passou trabalho contra Lucas Lima. Com um a menos, se limitou à marcação. 5

Willians
Oscilou bons avanços (um deles, expulsou Mena) com erros de passes. 6

Wellington
Foi um bom complemento aos armadores. 6

Alan Patrick
Abaixo dos demais articuladores. Tentou dar agilidade às jogadas. 6

D’Alessandro
Foi o grande condutor do time. Concentrado o tempo todo, com lances agudos. 8

Alex
Se movimentou o tempo todo. Armou, marcou, chutou a gol. 7

Rafael Moura
Está vivendo de um ou dois lances por jogo, quando a bola chega. Um belo gol de cabeça. 7

Ernando
Entrou um tanto sem ritmo, demorou a se encontrar, mas ajudou a manter o escore. 6

Jorge Henrique
Entrou com função dupla: marcar e puxar contra-ataques. 6

Ygor
Foi a campo no final. Sem nota

Doylen/Santos paga a segunda parcela e Inter autoriza a estreia de Leandro Damião

04 de fevereiro de 2014 5

Ivan Storti/Santos Divulgação

E a segunda parcela por Leandro Damião foi depositada nessa terça-feira pelo Grupo Doylen/Santos. Com isso, o Inter já recebeu dois pagamentos no valor de R$ 10 milhões cada e o atacante está liberado para estrear com a sua nova equipe. Ainda restam duas parcelas para fechar os R$ 41 milhões do valor total da negociação – a serem pagas ainda no primeiro semestre. Damião estreará pelo Santos nesta quinta-feira, contra o Linense, pelo Paulistão.

Doyen/Santos não paga a segunda parcela ao Inter e Leandro Damião segue impedido de estrear

31 de janeiro de 2014 13

Diego Silva/Divulgação Santos

Leandro Damião segue impedido de atuar pelo Santos. Devido a garantias acordadas em contrato, o centroavante somente seria liberado para estrear pelo seu novo clube quando o Inter recebesse a segunda parcela pela venda do jogador. Porém, o segundo pagamento atrasou. O depósito, na casa dos R$ 10 milhões, deveria ter sido feito nessa sexta-feira. Não foi, não será. O Grupo Doyen/Santos entrou em conato com o Beira-Rio e informou que a “mensalidade” será quitada na semana que vem. Assim, Damião seguirá assistindo ao Campeonato Paulista pela TV.
Por Damião, o Inter receberá um total de R$ 41 milhões. Até agora, recebeu R$ 10 milhões, valor relativo à primeira parcela. Não haverá litígio entre as partes, por enquanto, pois há a promessa que os créditos serão efetuados corretamente a partir da semana que vem. Mas Damião só vestirá preto e branco quando o segundo cheque de R$ 10 milhões cair na cota do Inter.

Grupo inglês negocia com o Inter a compra de Leandro Damião

10 de dezembro de 2013 13

Ricardo Duarte

O grupo inglês Doyen está por trás da tentativa de o Santos contratar Leandro Damião. No Brasil, o Doyen é ligado ao empresário Renato Duprat, quem aproximou o Corinthians da MSI anos atrás. Com pouco dinheiro para investir em reforços, o Santos conta com o Doyen para bancar os 13 milhões de euros exigidos pelo Inter para vender o seu camisa 9.

Inter decide vender Leandro Damião. E Nilmar volta a ser alternativa para a camisa 9

09 de dezembro de 2013 18

Bruno Alencastro

Leandro Damião está de malas prontas para deixar o Inter. Um grupo de investidores de São Paulo poderá pagar até 13 milhões de euros para comprar o atacante e colocá-lo no Santos. A transação pode ser definida até sexta-feira. Arouca, conforme foi especulado pela imprensa paulista, não seria incluído na negociação. Nem Cícero, que pertence à Tombense (MG), e que está emprestado ao Santos até o final de 2014. Um outro clube do Brasil e um da Europa também demonstraram interesse em Damião.
Há uma certeza no Beira-Rio: sem vaga à Libertadores e sem que o jogador seja chamado para a Copa do Mundo, o seu valor cairá ainda mais no mercado.
Mas há um segundo e importante fator. A postura de Damião, cujos direitos pertencem 30% ao Atlético (SC), em campo cansou o clube. Leandro Damião encerrou a temporada com fama de egoísta e de um jogador que atua para si, e não mais para o time. Além disso, o clube precisa fazer caixa para tapar o buraco de pelo menos R$ 23 milhões nos cofres – o déficit, especula-se, poderia chegar aos R$ 40 milhões.
Sem Damião, o Inter voltará ao mercado, uma vez que Rafael Moura e Diego Forlán também podem deixar o Beira-Rio. Caso a venda ocorra, o Inter poderá investir uma vez mais em Nilmar.

* Com Alexandre Ernst

O Vale vale a pena? Aproveitamento do Inter em Novo Hamburgo é inferior ao do Estádio Centenário

11 de setembro de 2013 58

Ricardo Duarte

Se o Estádio do Vale ao menos é mais perto de Porto Alegre do que o Estádio Centenário, os resultados do Inter jogando em Caxias do Sul são superiores aos daquelas partidas realizadas em Novo Hamburgo.
Em seis jogos no Estádio do Vale, entre Copa do Brasil e Brasileirão, o Inter somou apenas nove pontos (duas vitórias, três empates e uma derrota). Um aproveitamento de 50%. Pouco para um mandante.
Jogando em Caxias do Sul, o aproveitamento é superior. Contando apenas as partidas pela Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, o Inter fez os mesmos seis jogos, com cinco vitórias e uma derrota. Um aproveitamento de 83,3% atuando em Caxias do Sul.

Fim de turno: As notas para Inter 1x2 Santos

10 de setembro de 2013 21

Ricardo Duarte

Alisson
Sem culpa no gol 1º gol, falhou no 2º. 4

Jackson
Parece só ir bem como zagueiro. Atuação fraca. 4

Alan
Deu maior vitalidade à defesa. Salvou o Inter logo no começo do jogo. 6

Juan
Dificuldades para segurar a garotada do Santos. 5

Fabrício
Expulso por reclamação. Saiu de campo sob os gritos de “burro”. 3

Ygor
Foi melhor no apoio do que na marcação. 5

Willians
Falhas na marcação e muitos erros de passes. 3

D’Alessandro
Tentou fazer o time jogar e comandar a reação. Alguns passes errados e um gol de pênalti. 7

Otávio
Movimentou-se o tempo todo, criou e tentou o gol. 7

Scocco
Começou com grande intensidade, depois foi caindo de produção. 6

Leandro Damião
Foi solidário no ataque, mas perdeu um gol que não costuma perder. 5

Alex
Auxiliou na armação, mas sem a mesma movimentação de Otávio. 5

Caio
Deu nova vida ao ataque colorado, mas, afoito, perdeu o gol de empate. 5

Rafael Moura
Errou um gol sozinho, cabeceando para fora. 3

Inter desperdiça o "jogo atrasado" e perde em casa para o Santos

10 de setembro de 2013 12

Ricardo Duarte

E o Inter desperdiçou a vantagem que tinha na tabela com o jogo atrasado do Santos. Tão desgastado como o Inter, o Santos foi a Novo Hamburgo e venceu por 2 a 1. A equipe de Dunga dominou boa parte do jogo, mas o Santos foi efetivo e marcou em dois lances de bolas paradas. Houve tempo para a reação, mas os erros de conclusões impediram o empate. Com a derrota, o Inter encerrou o primeiro turno em sexto, 10 pontos atrás do líder, Cruzeiro. Sem descanso, o Inter já voltará a campo nessa quinta-feira, quando receberá o Vitória, na abertura do returno.

O esperado jogo atrasado do Inter começou com um susto para os colorados, no Vale. Logo a dois minutos, o movediço Giva ficou cara a cara com Alisson e, na hora de marcar, foi travado pro Alan _ que de última hora foi escalado no lugar de Índio, preservado. A partir daí, o Inter começou a mandar nas ações da partida. Mas, sem velocidade no ataque, o Inter era uma presa fácil para a defesa santista. As melhores chances de gol surgiram com Scocco, em dois chutes de fora da área, e com D’Alessandro, também de média distância. Os comandados de Dunga quase não entravam na área adversária.
Apesar de ter o controle do jogo, o Inter sofria alguns contra-ataques do Santos. Em um deles, a bola saiu a escanteio. Na cobrança, uma falha coletiva da defesa colorada permitiu que Cícero desviasse de cabeça e que Thiago Ribeiro completasse para o gol.
O surpreendente 1 a 0 do Santos fez com que o Inter tentasse acelerar mais o seu jogo. Aos 41, D’Alessandro tabelou com Otávio e Aranha fez uma grande defesa na conclusão do camisa 33. Ao final do primeiro tempo, D’Alessandro ainda cobrou falta e Aranha fez outra boa defesa. O Inter pressionou apenas no finalzinho, mas parou no goleiro santista.
Na segunda etapa, o Inter tentou chegar ao gol através de lançamentos e cruzamentos para a área. Aos quatro minutos, os jogadores reclamaram de um pênalti em Otávio, em lance pelo alto, e que não foi marcado pela arbitragem.
Jogando o tempo todo no campo do Santos, mas sem uma boa conclusão a gol, Dunga mandou Alex e Caio para o jogo. O time parecia sentir a sequência e a necessidade de uma vez mais virar o escore. A derrota começou a enervar torcida e time. A cada lance sem consequência, os jogadores colorados pareciam se abater.
Aos 21 minutos, outra vez em bola parada, o Santos derrubou o Inter. O veterano Renato Abreu estava em campo havia 20 segundos, quando cobrou falta, a bola desviou na barreira e Alisson não conseguiu fazer a defesa. Com o 2 a 0, chegaram também os apupos e algumas vaias.
Apesar da grande desvantagem, o Inter conseguiu descontar. Aos 30, Alison colocou a mão na bola dentro da área. D’Alessandro fez, de pênalti. O Inter voltou a mandar no jogo e perdeu gols cara a cara com Aranha, através de Damião e de Rafael Moura. O empate parecia iminente. Mas a pressão colorada foi arrefecida. Fabrício, expulso por reclamação aos 42 minutos, colaborou com a falta de reação ao final. Caio ainda desperdiçou uma boa chance aos 47. O Inter perdeu quando poderia encerrar o turno beliscando o G-4. E pela primeira vez perdeu mesmo com D’Alessandro marcando gol.

 

Mais uma baixa: Índio não suporta sequência e está fora do jogo contra o Santos

10 de setembro de 2013 3

Guilherme Becker

A maratona de jogos do Inter segue fazendo vítimas. Depois de Jorge Henrique, agora é a vez de Índio ficar fora do jogo. Ele não enfrentará o Santos, daqui a pouco, em Novo Hamburgo. Com dores musculares e cansaço muscular, deverá ser substituído por Alan. Aos 38 anos, Índio recém havia votado de longa parada e disputou em sequência as partidas contra Corinthians e Ponte Preta.