Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Scocco"

Com moral uma vez mais, Scocco deverá ser um dos primeiros reforços do novo River Plate

30 de maio de 2014 0

Felix Zucco

E o mundo segue dando voltas. Sabem quem está para retornar ao futebol sul-americano? Ignácio “Nacho” Scocco. Sim, ele. Infeliz uma vez mais, agora no Sunderland – que conseguiu escapar da degola no Campeonato Inglês, deixando o descenso para Cardiff City, Fulham e Norwich City -, ele está na lista de reforços do renascido River Plate.
Marcelo Gallardo, que será anunciado como o novo treinador do River elencou Scocco ao lado de Esteban Cambiasso e de Pablo Aimar (que abriu negociações com o Inter no ano passado) como os primeiros nomes para a nova temporada de los Millonarios.
Vale lembrar que Scocco pediu para ser negociado pelo Inter, em uma das mais meteóricas passagem de um reforço ao Beira-Rio, sob alegação de não estar mais motivado para seguir no clube. Nas redes sociais surgiu o termo “Motivação nível Scocco”.

No Sunderland, Scocco explica os motivos que o levaram a deixar o Inter

20 de fevereiro de 2014 8

Divulgação Sunderland

Após as suas primeiras cinco semanas de Sunderland, o ex-atacante do Inter Ignacio Scocco deu uma entrevista ao diário argentino Olé. Scocco revelou o sonho de ainda disputar a Copa do Mundo pela seleção da Argentina e, ao falar de sua saída do Beira-Rio, disse o seguinte:
- Me abri com os dirigentes brasileiros. Falei para eles que não estava bem, que queria ir embora do clube e que não tinha sentido seguir ali. O técnico (não explica se Dunga, Clemer ou Abel Braga) não me deu as condições necessárias para jogar. Por sorte, apareceu o Sunderland. Terminaram comprando o meu passe. Me seduz a liga inglesa porque é uma das mais importantes do mundo. Não quero desperdiçar a chance. Agora, vou poder demonstrar.

Para reduzir a folha, Inter liberou quase três times. Confira a lista dos 31 jogadores que deixaram o Beira-Rio

11 de fevereiro de 2014 9

Divulgação Sunderland

Desde o final do ano passado até agora, o Inter fez uma limpa em seu elenco, do profissional aos juniores. Ao todo, 31 jogadores, quase três times, foram vendidos ou emprestados ou dispensados pelo clube. As saídas geraram uma economia de R$ 3 milhões na folha do Inter, baixando o investimento mensal com o futebol de R$ 9 milhões para R$ 6 milhões. Para depois da Copa do Mundo, nas fases quentes da Copa do Brasil e do Brasileirão, o clube projeta novos aportes ao elenco e a folha poderá ser elevada em R$ 1,5 milhão. Confira a lista dos 31 que deixaram o Beira-Rio nos últimos meses:

1) Leandro Damião

2) Ignácio Scocco (na foto, ao ser aprsentado pelo Sunderland)

3) Diego Forlán

4) Gilberto

5) Ronaldo Conceição

6) Airton

7) Cassiano

8) Jonatan

9) Fransérgio

10) Romário

11) Rafael Bruno Cajueiro da Silva

12) Tiago Humberto

13) Marcos Aurélio

14) Helder

15) João Paulo

16) Kleber

17) Gabriel

18) Mario Bolatti

19) Alisson Veloso

20) Mike

21) Ronaldo Alves

22) Josimar

23) Dalton

24) Lucas Roggia

25) Massari

26) Mário Sérgio Santos Costa

27) Fábio Rodrigues da Silva

28) Rafael de Souza Rodolfo

29) Vitor Júnior

30) José Mário

31) Jackson

Se fué: Inter e Sunderland chegam a um acordo e Scocco é vendido ao futebol inglês

29 de janeiro de 2014 4

Félix Zucco

Enfim Ignacio Scocco não é mais jogador do Inter. O argentino assinou com o Sunderland nesta quarta-feira e deixa o Beira-Rio após seis meses na Capital. Deixa o Inter com 21 partidas e quatro gols no currículo.

Scocco retornou das férias para Porto Alegre atrasado. Perdeu o voo na Argentina e não estava presente na reapresentação do grupo principal do Inter. Um dia depois, foi anunciado que estava com um problema no tornozelo por conta de um entorse, ocorrido em seu país, durante um treinamento. Na manhã seguinte à questão física, em uma reunião com Abel Braga e o vice-presidente Marcelo Medeiros, declarou que gostaria de deixar o Inter pois lhe faltava adrenalina para atuar na Capital.

Scocco se despediu dos companheiros no início da semana e viajou para a Inglaterra para encerrar as negociações com o clube inglês. O Inter não perde e nem lucra com o camisa 32. O Sunderland assume a última prestação pela compra do atacante ao Newell’s Old Boys, algo em torno de US$ 2,5 milhões (R$ 6 milhões), e depositam na conta do Inter mais US$ 4 milhões (R$ 9,6 milhões) — em parcelas.

* Com Alexandre Ernst

Venda de Scocco ao Sunderland será oficializada amanhã pelo Inter

27 de janeiro de 2014 14

Alexandre Lops/Divulgação Inter

Inter e Sunderland oficializarão nesta terça-feira a transferência de Nacho Scocco para a Premier League. O clube inglês pagará US$ 4 milhões (R$ 9,6 milhões) aos gaúchos mais algo em torno de US$ 2,5 milhões (R$ 6 milhões) ao Newell’s Old Boys, relativo à última parcela que ainda é devida pelo Beira-Rio ao clube de Rosario. Assim, o Inter não terá lucro com a venda, apenas deixará de bancar os R$ 450 mil mensais para o atacante argentino.
Devido à troca de documentos e algumas garantias, o negócio será anunciado somente nesta terça. Scocco permaneceu seis meses no Inter até pedir para sair. No quesito custo/benefício, foi uma das piores contratações da história do clube. Atuou em 21 partidas e marcou apenas quatro gols.
Jogará no Sunderland, penúltimo colocado da Premier League – e cujo ataque soma 21 gols em 22 partidas.

Sunderland precisa assumir dívida do Inter junto ao Newell's para que venda de Scocco seja concretizada

26 de janeiro de 2014 0

Alexandre Lops/Inter Divulgação

O destino de Scocco deverá ser a Inglaterra. O Sunderland, penúltimo colocado na Premier League, poderá definir a compra do atacante argentino ainda nesta segunda-feira. Os ingleses já encaminharam com Scocco questões salariais e de tempo de contrato. Mas ainda restam alguns detalhes para que a transação seja definida. Giovanni Luigi pretende que o Sunderland assuma a última prestação pela compra de Scocco ao Newell’s Old Boys, algo em torno de US$ 2,5 milhões (R$ 6 milhões).
Caso os ingleses assumam a dívida, o Inter deverá receber no máximo US$ 4 milhões (R$ 9,6 milhões) pela venda de Scocco – em parcelas. Ou seja: ganhará o que pagou pelo jogador. Sem lucro e apenas evitando um prejuízo ainda maior com a desistência do atacante de atuar no Beira-Rio.

Tic-tac, tic-tac... O tempo para que o Inter venda Scocco passa rápido e mundo árabe pode ser a alternativa

24 de janeiro de 2014 3

Alexandre Lops/Divulgação Inter

Giovanni Luigi é quem está no comando das negociações para a venda de Scocco. O mercado europeu (menos Rússia) se fechará em 31 de janeiro. O russo, em 27 de fevereiro, e um dia depois, o chinês chegará ao fim. E o futebol árabe só receberá jogadores de fora até 1º de março.
Para o Brasil, em tempos de recessão, dificilmente alguém terá como bancar os US$ 6,5 milhões desejados no Beira-Rio, bem como no mercado argentino, que cerrará suas portas para “estrangeiros” em 15 de fevereiro. Ou seja: como o Inter deseja apenas vender o atacante, o mundo árabe surge como aquele com maior potencial de receber o camisa 32 do Inter.
O Boca Juniors chegou a sonhar com Scocco, que fez sucesso no Newell’s Old Boys, mas não tem recursos para comprá-lo.

Atitude de Scocco decepcionou D'Alessandro

23 de janeiro de 2014 0

Alexandre Lops/Divulgação Inter

O “peço para sair” de Ignácio Scocco aborreceu até mesmo D’Alessandro. O capitão do Inter jamais se manifestará publicamente sobre isso, mas, a pessoas com acesso ao vestiário colorado, ele lamentou a atitude do compatriota.
Símbolo de um Inter campeão da Copa Sul-Americana, da Copa Libertadores da América e da construção de uma fase de superioridade em Gre-Nais, o camisa 10 ficou decepcionado pela forma como Scocco pediu para deixar o clube: reclamando que era puxado demais atuar às quartas e aos domingos. Quando o Inter buscou o camisa 32 do Newell’s Old Boys, D’Alessandro ficou entusiasmado.
Além de ter no ataque um patrício, sonhava fazer no Beira-Rio uma dinastia argentina – algo que não foi possível até agora, uma vez que além dele próprio, dos últimos argentinos, apenas Guñazú deu certo. Dátolo, Bolatti e Scocco fracassaram. Mas Scocco foi pior, Scocco desistiu.
O Inter tem até o dia 31 de janeiro para vender Scocco para o mercado europeu. O clube deseja pelo menos US$ 6,5 milhões pelo atacante. E acredita que o venderá até a próxima sexta-feira.

Inter sub-23 mantém 100% de aproveitamento no Gauchão e, nas entrevistas, sobra para Scocco

23 de janeiro de 2014 16

Ricardo Duarte

E o time de Clemer venceu mais uma. Jogando no Estádio do Vale, a equipe colorada sub-23 bateu o Novo Hamburgo por 2 a 1 e manteve os 100% de aproveitamento no Gauchão.
Os guris de Clemer ainda terão mais dois jogos pela frente, antes de entregar o campeonato para o time principal.
Com dores devido a um problema no nervo ciático, Abel Braga desistiu de ir ao Vale e assistiu pela TV ao segundo jogo do time sub-23. O vice de futebol Marcelo Medeiros elogiou o desempenho da equipe sub-23 e, ao falar sobre reposições para as saídas de Forlán e de Scocco (que poderá ser vendido até o dia 31), afirmou que o Inter irá contratar para o setor:
- A gente vai ter cautela (para contratar). Temos confiança no grupo que temos. Estamos satisfeitos com o desempenho e vamos continuar com a programação.
Questionado sobre o pedido Scocco para deixar o clube, Medeiros respondeu:
- No Inter joga quem tem muita vontade de jogar. A camisa do Inter é comprometimento, dedicação, adrenalina. Não são qualidades, são requisitos.
Clemer destacou os guris. Também foi perguntado sobre Forlán e Scocco, seus jogadores no ano passado.
- Não entendo porque Forlán não foi o mesmo jogador da Copa. E o Scocco, não entendo a falta de adrenalina. Não tenho cara de trouxa, entendo a posição de cada um, quando me colocaram lá, fui para fazer o meu melhor, quem trabalhava, corria, fazia as coisas dentro do dia a dia, eu fazia o que eu achava. Se ele não tinha adrenalina, não podia fazer nada – disparou Clemer.
Dono da bola parada do Inter, o volante Gladestony cobrou escanteio, aos 28 minutos, na cabeça de Jean, que mandou para o gol. Pitol tentou segurar, sem sucesso: Inter 1 a 0. Aos 47 minutos, Jean voltou a marcar. Winck cobrou falta lateral, Pitol falhou uma vez mais, soltou a bola e, depois de a bola ficar presa nas pernas de Fred, o zagueiro do Inter empurrou para o gol – mas o árbitro errou de novo e deu gol contra de Fred.
A vantagem de dois gols do Inter foi pulverizada logo aos cinco minutos, quando Jonatas Belusso descontou, recebendo um passe às costas de Raphinha. Aos 15, Dourado empurrou Douglas na área. O árbitro nada marcou. Novo Hamburgo e Inter tiveram gols anulados, ambos por impedimento.
Aos poucos, o Novo Hamburgo pareceu cansar e perdeu o ímpeto inicial. Mas, em um último contra-ataque, aos 43, Bruno empatou a partida, mas, também impedido, teve o gol anulado.

À venda, Scocco poderá deixar o Inter e retornar ao futebol grego

21 de janeiro de 2014 5

Augusto Turcato

O Caso Scocco poderá ter um “final feliz” na próxima semana. Ainda que o empresário do atacante, Fabian Soldini, não tenha apresentado à direção do Inter uma oferta concreta para a venda, ela deverá ocorrer até o dia 31 de janeiro. E, possivelmente, para o futebol europeu. As ofertas de Sunderland e de Cardiff FC não se concretizaram e o destino de Scocco (na foto, ao centro, treinando na caixa de areia, com Maurides e Ygor) poderá ser o futebol grego, uma vez mais. Tem moral naquele país, onde defendeu o AEK por três temporadas. Por Scocco, o Inter espera embolsar pelo menos US$ 6,5 milhões (R$ 15,3 milhões).