Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de maio 2011

ZH Moinhos homenageia blogueiros

31 de maio de 2011 0

A editora dos cadernos de bairro de Zero Hora, Thais Sardá, está orgulhosa com a união do casal de blogueiros do ZH Moinhos. Úrsula Petrilli Dutra e Mariano Marinho Christini casaram-se no sábado, na Igreja Auxiliadora, em Porto Alegre, e receberam uma homenagem especial de Zero Hora: um quadro com a reportagem sobre o casamento.

A versão personalizada pretende eternizar o suplemento que embalou a primeira conversa do casal. Emocionados e orgulhosos, os noivos também ofereceram edições do ZH Moinhos aos convidados no dia do casório.

— Adoramos o jornal, nós e todos nossos convidados. Sucesso total! Adorei a edição especial para nós também, enquadrada. Valeu do fundo do coração — agradeceu Úrsula.

Vidas Ausentes está em Passo Fundo

31 de maio de 2011 0

O Bella Città Shopping de Passo Fundo está apresentando a Exposição Vidas Ausentes, de Zero Hora. A mostra está percorrendo o Rio Grande do Sul desde fevereiro, quando estreou no Shopping Iguatemi, em Porto Alegre. As fotos de Ricardo Chaves e textos de Kamila Almeida foram publicadas nas páginas de ZH em novembro de 2010. A reportagem, agora itinerante, retrata quartos vazios, mantidos por pais de jovens vítimas do trânsito.

Em Passo Fundo, a mostra fica até 19 de junho. A Exposição tem apoio do Grupo RBS e Fundação Thiago Gonzaga.

Conselho mirim explora a capa de ZH

30 de maio de 2011 0

Com uma atividade de recortar e colar no lugar certo, o conselho mirim de Zero Hora vasculhou esta tarde uma das áreas nobres do jornal: a capa.

Divididos em dois grupos, eles encontraram o lugar correto para inserir a manchete, as chamadas laterais e as principais notícias do dia. Depois de montarem a página, a turma conheceu e fez muitas perguntas ao editor-chefe do jornal, Altair Nobre.

A curiosidade da gurizada foi sobre a escolha das notícias da capa e as principais dificuldades em escolher as melhores.

— Se já é difícil agradar a um grupo pequeno como vocês, imaginem agradar a um milhão. Mas é o que buscamos, chamar a atenção do maior número de pessoas — disse o jornalista.

Depois do bate-papo, as crianças foram convidadas para espiar a capa desta terça-feira. E teve gente que deu até palpite na escolha da foto de capa e já está torcendo para ver o jornal pronto.

Ao acompanhar o processo de construção da primeira página do jornal, Beatriz Vieceli Goulart, 10 anos,  disse que não imaginava que fosse “tão detalhado”.

E antes de deixarem a Redação, Martina Vert Acosta, 9 anos, realizou o sonho de conhecer a cronista favorita, Cláudia Laitano. Em poucos minutos de conversa, a menina perguntou sobre detalhes de textos e surpreendeu a jornalista.

Ao reencontrar a mãe, Martina resumiu o encontro:

— Mãe, ela é muito diferente do que eu pensava. Tem olhos claros, cabelo comprido e é branquinha, branquinha. Quase desmaiei quando vi. Ela estava sentada bem perto de nós.

E Martina continuou:

— Ela não fala assim como ela escreve. No papel, fica tudo certinho, mas ela fala normal, como nós.





O repórter-sombra do Kzuka

30 de maio de 2011 0

Nesta sexta-feira, o Kzuka terá um caderno diferente, produzido por leitores que assumirão os lugares dos profissionais que fazem o suplemento encartado em ZH. Como Matheus Andrade, 17 anos, que substituirá o repórter Rodrigo Adams:

— O Matheus foi um dos 12 vencedores da promoção #KzukaéVCquemFAZ. Nós chamamos carinhosamente eles de ‘Sombra’.

O apelido se deve ao fato de cada um dos substitutos estar andando na cola da pessoa que será substituída.

— Nesta segunda, ele participou de uma das minhas funções, que é vir à reunião com os editores da ZH — conta Rodrigo.

A promoção do caderno Kzuka recebeu frases de dezenas de jovens que gostariam de ajudar a produzir a edição especial do dia 3 de junho. Eles precisavam responder que função gostariam de assumir e por que. Matheus optou pela reportagem e, como parte das atividades, visitou a Redação da Zero Hora.

— Achei interessante. Não tinha muita noção de como funcionava uma redação, então eu pude ver como é elaborado o jornal que a gente lê. Também  tive a oportunidade de assistir uma reunião de pauta, que eu não fazia a mínima ideia de como era feita, e acho que essa experiência será importante para o meu futuro profissional — declarou Matheus, estudante Colégio Cândido Godói e repórter por uma edição do Kzuka.

Disputa por vaga do Primeira Pauta começa com 130 candidatos

30 de maio de 2011 0

O concurso Primeira Pauta de Zero Hora, que seleciona um estudante de Jornalismo do Estado para acompanhar uma grande reportagem, começa a sua segunda fase nesta segunda-feira. Participam 130 candidatos, de todos os cursos gaúchos, cujas incrições foram recebidas pelo e-mail do concurso e encerradas no último  domingo.

A universidade que somou mais participações foi a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), seguida por Unisinos e Unipampa. Nesta fase, os estudantes responderam a pergunta: Por que eu quero ser jornalista?

Zero Hora divulgará no dia 19 de junho os nomes dos autores dos 10 textos que passarão para a próxima fase do concurso. O prêmio do Primeira Pauta, a participação na grande reportagem, ocorre no segundo semestre do ano.

Em 2010, o estudante Alvaro Andrade, da Ulbra, venceu a disputa e participou da cobertura internacional no Chile, no Resgate dos Mineiros. Em 2009, a estudante da UFRGS, Mariana Müller, embarcou na Expedição Lagoa Mirim.

Decoração para aquecer o ambiente

30 de maio de 2011 0

Tudo conspira a favor do aquecimento dos ambientes. E a edição do caderno Casa&Cia desta terça-feira mostra projetos de ambientes feitos para os donos da casa curtirem seus prazeres – como a adega junto ao living – com o uso de materiais quentes  como tijolos de demolição, madeira, papel de parede e cortinas de tecido.

Para a indispensável praticidade, o piso é apenas um na área social: porcelanato polido. Confira a proposta contemporânea de convívio com funcionalidade e aconchego.

O que vem com a discussão de comer ou não carne

29 de maio de 2011 0

O caderno Nosso Mundo Sustentável desta segunda-feira vai mostrar o que é o abate humanitário. Em meio ao debate sobre comer ou não carne, ganha espaço a discussão sobre a necessidade de respeito aos animais durante a criação e no momento do abate.

Conheça também a história de Emília Neves Athaídes, a protagonista do documentário gaúcho Dona Emília Sustentável. Defensora ferrenha da terceira idade e presidente de uma ONG que auxilia idosos carentes na região metropolitana de Porto Alegre, Dona Emília comandava uma verdadeira usina de reciclagem dentro da própria casa, reaproveitando água, papelão, plástico e tecidos.

Colunistas com alma de repórter

28 de maio de 2011 0

Por Ricardo Stefanelli – Diretor de Redação

Enviada a Foz do Iguaçu para cobrir um fórum de política, sua especialidade, a colunista Rosane de Oliveira encontrou no mesmo evento a atriz Bruna Lombardi, carioca de nascimento mas que hoje vive entre Los Angeles e São Paulo e se mantém ligadíssima ao Rio Grande do Sul graças a laços afetivos criados entre ela e Mario Quintana, nos anos 70. A comichão de repórter versátil, que pauta também o dia a dia da apresentadora da Rádio Gaúcha, comentarista política da TVCOM e colunista do jornal se constitui, neste domingo, num presente para os leitores da revista Donna, brindados com a interessante entrevista que Rosane acabou realizando antes do painel mediado por Bruna na cidade da Tríplice Fronteira.

Essa tem sido uma das facilidades de produzir Zero Hora: a versatilidade de seus colunistas. Em mais de uma oportunidade, o conteúdo de Paulo Sant’Ana já se transformou em manchete do jornal. No início do mês, para marcar o aniversário de ZH, Luis Fernando Verissimo atuou como editor do Segundo Caderno, pautando os repórteres e acompanhando a produção e edição das matérias. David Coimbra é, com frequência, enviado especial do jornal a toda espécie de cobertura.

Fabrício Carpinejar, a mais recente contratação, já entrou com duplo chapéu: às terças tem a difícil missão de ocupar um espaço que teve Moacyr Scliar durante anos e, aos sábados, durante todo 2011, narra histórias captadas nas pequenas comunidades gaúchas na série de reportagens chamada de Beleza Interior. Scliar, aliás, sempre teve a versatilidade como marca: escrevia um texto em poucos minutos com uma impressionante capacidade de dominar vários assuntos, da medicina à literatura, da história ao cinema, uma de suas maiores paixões. Scliar fez escola.

Bela Hammes, repórter de uma vida inteira nos meandros da Economia, não abandona o vício de entrevistar, mesmo com a responsabilidade de assinar uma seção diária no jornal: na edição de hoje do caderno Dinheiro, por exemplo, ela conversa com Guilherme Estrella, diretor de Exploração e Produção da Petrobras e considerado o pai do pré-sal.

– Três vezes, o simpático e bonachão Estrella repetiu que ainda há muito a descobrir de petróleo no Brasil. Isso me leva a comparar a obsessão dele com a de um bom jornalista – lembra Bela.

Nas páginas 33 a 35, o leitor pode apreciar outra reportagem produzida também por um misto de colunista e repórter. Humberto Trezzi, pioneiro especialista em segurança em jornais da grande imprensa no Brasil, jamais abdica de sua capacidade de apurar. Na última semana, diante da repercussão de uma ocorrência policial, dedicou-se a buscar informações que mostrem como as trajetórias de dois surfistas andaram em paralelo durante décadas, mesclando suas paixões por ondas, mulheres e vida saudável, até desembocar em um triste final numa casa – não podia deixar de ser – edificada à beira-mar.

Para o domingo que vem, dia 5 de junho, entre as inúmeras reportagens especiais que Zero Hora já esboça em suas planilhas de planejamento, uma certamente marcará a edição: A Rua do Interior, em produção pela colunista Cláudia Laitano, que se desdobra entre suas missões de comandar a área cultural de Zero Hora mas jamais abandona sua veia de repórter. Cláudia visitou uma pequena e simpática cidade para revelar, por meio de sua via principal, um universo fascinante.

Quem nasce repórter nunca deixa de ser repórter.

Inscrições vão até domingo para o Primeira Pauta

27 de maio de 2011 0

Faltam algumas horas para o fim do prazo de inscrições ao concurso cultural Primeira Pauta. Os estudantes têm até as 23h59minutos de domingo (29) para participar enviando ao Blog do Editor de ZH uma resposta para a pergunta: Por que eu quero ser jornalista?

Todos os textos participarão da primeira etapa da edição 2011 do concurso que seleciona um estudante de Jornalismo do Estado para começar a carreira participando da produção, apuração e edição de uma reportagem especial.

Em 2010, o estudante vencedor acompanhou o repórter multimídia Rodrigo Lopes, no planejamneto e cobertura internacional do Resgate dos Mineiros soterrados no Chile.

Confira também facebook.com/primeirapauta.

Para se inscrever, clique aqui.

Jornalismo em sala de aula

27 de maio de 2011 0

O time de correspondentes da RBS nas Missões certamente não conseguiu sanar todas as dúvidas dos alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Tereza Verzeri, em Santo Ângelo, a respeito do futuro.

Mas, sobre jornalismo, tentaram transmitir as alegrias e os desafios que acompanham a profissão. Wagner Machado (ZH), Rafael Ristow (RBS TV), Marcos Luft (repórter cinematográfico) e Juliana Gomes (clicRBS Santo Ângelo) participaram do projeto “Dialogando para decidir”.

Durante uma hora e meia, os repórteres ouviram todas as curiosidades sobre a rotina de um jornalista e responderam à exaustão cada uma delas. O que pode aparecer na TV, qual é o salário de um repórter, como utilizar as redes sociais, quanto tempo é necessário para fazer uma reportagem na Zero Hora, o que se aprende na faculdade, quantos acessos o clicRBS tem…

Curadora do clicRBS Santo Ângelo, Juliana apresentou o site hiperlocal e mostrou a possibilidade de os estudantes participarem enviando notícias como leitores-repórteres.

— O site pode ser uma ferramenta na qual poderão divulgar as ações do colégio, desde o buraco na rua até atividades que executam em sala de aula.

Os profissionais da RBS TV Santo Ângelo, Rafael e Marcos, explicaram sobre o que é veiculado nos telejornais.

— Foi uma troca importante, essa época que antecede o vestibular é cheia de dúvidas. Eles puderam entender um pouco mais sobre nosso trabalho — diz Ristow.

Correspondente da ZH, Wagner Machado contou como realiza as coberturas que figuram nas páginas do jornal.

— Aproveitei para mostrar matérias que fiz na cidade. À medida que os estudantes se reconheceram no jornal, o papo fluiu — comenta.