Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Conheça a nona vencedora do concurso Voltar de férias é...

02 de março de 2012 0

Zero Hora publica hoje o nono dos 10 textos selecionados na terceira edição do concurso cultural Voltar de Férias É…, que convidou estudantes de todas as idades para escrever sobre o tema. A psicopedagoga Elisa Riffel Pacheco, 30 anos, é professora de séries iniciais do Ensino Fundamental, em Porto Alegre, e aluna do Programa de Educação Continuada da Faculdade de Educação da UFRGS.

As memoórias e os sabores das férias

Elisa Riffel Pacheco

“Eesse sentimento de verão? Quando eu penso que vou voltar de férias, já fico planejando como vai ser o meu próximo verão. Fico sonhando com o movimento da praia, com a brisa, o cheiro do mar e as cores que divertem a estação.

Voltar de férias é lembrar dos finais de tarde deitada na rede, tomando aquele típico chimarrão. É lembrar de comer um milho com sal e manteiga sem culpa, sem frustração. É lembrar de fazer um passeio à noite, curtir uma balada, caminhar no calçadão.

Nossa, como é bom esse sentimento de veraneio! Como é agradável pisar na areia, molhar os pés na água salgada e sentir- se plena, realizada por um novo ano que começou.

Se a vida inicia nas férias? Isso não posso afirmar, mas quando viajo para o Litoral, às vezes não sinto vontade de voltar. Não importa se o céu está nublado ou estrelado, voltar de férias é lembrar daquele namorado jogando futebol sem camisa, enquanto eu penso nas “comprinhas” do camelô. Voltar de férias é recordar que eu me exibi um pouquinho de biquíni ou de maiô, aproveitando o clima, o sol, a praia, o calor!

E quando cair aquele temporal? Joga- se canastra com os seus vizinhos, amigos, ou simplesmente com o seu avô.
Agora, não sei se você, leitor, pensa como eu, mas não posso voltar de férias e esquecer do crepe “Romeu & Julieta”, do churros de doce de leite e do sorvete de abacaxi com menta. Ah, e aquele pastel quentinho de camarão ou siri, que encanta o paladar de senhores, senhoras, gurias e guris.

Voltar de férias tem um cheiro, um sabor tropical. Essa sensação pode começar no dia primeiro de janeiro, mas quase sempre termina ao findar o Carnaval.
Voltar de férias é viajar de carro pela freeway e ter a certeza de que no ano que vem esses momentos acontecerão também.”

Envie seu Comentário