Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Concurso da Wan: As crianças e o tradicionalista

17 de maio de 2012 5

Curioso por conhecer o “Pago” e a “Querência” de cada uma das crianças que o cercaram nesta quinta-feira, no Salão Nobre do Grupo RBS, em Porto Alegre, o tradicionalista Paixão Côrtes quebrou o gelo e deu início a etapa final do concurso A entrevista dos Meus Sonhos, promovido pela Associação Mundial de Jornais (WAN-IFRA) e Zero Hora.

Ansiosos pelo encontro, os estudantes do Colégio Fundação Bradesco, de Gravataí, chegaram preparados para cumprir à risca a entrevista selecionada por Zero Hora entre mais de cem propostas de todo o Estado. Mas nem tudo ocorreu como esperavam.

— Em uma entrevista, nem sempre o entrevistado fala na hora e na ordem que queremos — disse a líder Brenda Schmitt, 14 anos.

Durante quase duas horas de conversa, os estudantes foram levados à adolescência do tradicionalista, em 1947, quando ao lado de sete colegas de colégio, Paixão Côrtes se revoltou contra o “culto à cultura estrangeira da época” e fundou o primeiro Centro de Tradições Gaúchas (CTG).

— Não éramos bem recebidos em cinemas e clubes. Não podíamos entrar porque usávamos roupas que eram usadas no Interior — contou.

As andanças do pesquisador em busca de depoimentos pelo Interior do Estado foi a parte mais divertida da conversa.

— O meu gravador pesava uns 10 quilos, e os mais velhos se assustavam quando ouviam a própria voz reproduzida na máquina. Naquele tempo, não existia televisão. Era de boca a boca para descobrir passos de dança — contou.

Acompanhados por professores, o grupo se despediu tentando já encontrar o título da reportagem que deverão entregar na segunda-feira. O trabalho será traduzido para o inglês e enviado a um juri internacional.

O segundo grupo finalista é formado por alunos do Centro de Ensino Médio Integrado UPF e Colégio Marista Conceição de Passo Fundo. E também surpreendeu o entrevistado que escolheram. Ao responder, por e-mail, as questões dos estudantes, o médico e cientista Ivan Izquierdo, um dos pesquisadores mais citados em trabalhos da neurociência do mundo, revelou:

— Poucas vezes, talvez nunca, tive um prazer tão grande em responder uma reportagem.

As entrevistas poderão ser publicados por ZH após o julgamento mundial, na sede da WAN, em Paris.

Saiba mais sobre o concurso no blog A entrevista dos Meus Sonhos.


Comentários (5)

  • Marcus diz: 18 de maio de 2012

    Conheci o Paixão através do primo Luis Carlos (mais conhecido como Barbosa Lessa). Fiquei emocionado ao ver as crianças olhando com atenção e admiração para este ícone da nossa cultura e uma figuraça no contato pessoal…
    Semana passada alguns amigos cariocas nos visitaram aqui no sítio em Viamão. Eles ficaram impressionados com a cultura gaúcha e nosso conhecimento sobre a origem das coisas e sobre a tradição.
    Fico feliz que a chama está sendo passada…
    Parabéns à ZH.

  • Roseli Landvoigt diz: 19 de maio de 2012

    A Zero Hora está de parábens ao proporcionar aos seus leitores tamanha honra ao prestigiar o ícone do nosso chão, Paixão Cortês. Tenho certeza que muito ganharão esses jovens curiosos e necessitados de cultura da Fundação Bradesco, pois em cada olhar destes estudantes vemos a admiração e o reconhecimento que muito falta a este grande tradicionalista. Um apaixonado pelo pago, que retrata como ninguém as nossas tradições, com certeza uma entrevista interessante de se ler. Estou aguardando ansiosa!

  • Fábio da Silva Pinho diz: 19 de maio de 2012

    Parabéns Lídia por acreditar!

    Parabéns queridos alunos pelo brilho no olhar, vocês já são vencedores!

    Nossa gratidão a Paixão Côrtes, que se tornou oportunidade personificada a alunos tão especiais presenteando a todos nós com sua presença e conhecimento, oferecendo-nos uma experiência única!

    Abraços!

  • Camila Bazotti diz: 20 de maio de 2012

    Lindo comentário Marcus! Isto é importantíssimo, jovens dando seguimento a este trabalho maravilhoso de dedicação e pesquisa do Paixão a cerca de nossas origens gaúchas!
    Parabéns a ZH por esta iniciativa e oportunidade!

  • Ibsen Johnny da Luz Maia diz: 30 de maio de 2012

    Estamos vivendo tempos de valores invertidos, esquecendo os costumes e tradições! É de grande valia para nossos jovens estar perto de uma pessoa tão primorosa, vivida e amável como Paixão Côrtes. Um ícone da tradição e respeito ao nosso pago, resgatando e cultuando nossas raízes e lembranças da tertúlia que tanto amamos! Parabéns a Professora Lídia e seus alunos da Fundação Bradesco!

Envie seu Comentário