Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Editorial defende o julgamento imediato do mensalão, para que os crimes não prescrevam. Você concorda?

31 de maio de 2012 34

Zerohora.com adianta o editorial que os jornais da RBS publicarão no próximo domingo para que os leitores possam manifestar concordância ou discordância em relação aos argumentos apresentados. Participações enviadas até as 18h de sexta-feira serão selecionadas para publicação na edição impressa.

Ao deixar seu comentário aqui no Blog do Editor, informe nome e cidade.

Participe!

O MENSALÃO NA PAUTA

O polêmico encontro entre o ex-presidente Lula e o ministro do Supremo Gilmar Mendes teve como efeito colateral a reposição do mensalão na ordem do dia do país. Na última quarta-feira, representantes das ONGs Transparência Brasil e Contas Abertas, além de outros movimentos de defesa da ética na política, levaram ao STF um abaixo-assinado com 35 mil assinaturas de cidadãos brasileiros pedindo a realização do julgamento ainda no atual semestre, para evitar a prescrição de crimes apontados no processo que tramita há quatro anos na mais alta corte de Justiça do país. O início do julgamento depende apenas da liberação dos autos pelo ministro revisor, Ricardo Lewandowski.

Mensalão é o termo pelo qual popularizou-se o escândalo de compra de votos de parlamentares ocorrido durante o primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nos anos de 2005 e 2006, que resultou na demissão do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, na cassação de seu mandato e também o do deputado federal Roberto Jefferson, além do indiciamento de 38 pessoas pelos crimes de formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, gestão fraudulenta e evasão de divisas. As denúncias foram devidamente apuradas pela polícia e pelo Ministério Público e encaminhadas pelo procurador-geral de Justiça ao Supremo Tribunal Federal, que as acolheu, de acordo com o ordenamento jurídico e constitucional vigente.

Mas o aspecto político do episódio ainda é controverso, principalmente pelos danos que causou à imagem até então verossímil do Partido dos Trabalhadores como paladino da ética e da honestidade. Representou, também, uma mancha de suspeita na bem-sucedida administração do presidente Lula, que até hoje não se conforma com a dimensão do caso. Lula e algumas lideranças petistas insistem em dizer que o mensalão foi uma farsa armada para prejudicar seu governo e o partido _ o que explica a repercussão do recente e mal explicado encontro no escritório do ex-ministro Nelson Jobim.

Além das provas documentais, que incluem registros de servidores embolsando dinheiro de propina, o processo contém o relatório feito pela Polícia Federal depois de exaustiva investigação e a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República contra 40 acusados, também fartamente ilustrada por provas e depoimentos. Cabe agora ao Supremo Tribunal Federal proceder ao desfecho do rumoroso episódio com um julgamento imparcial e exemplar, que consolide a supremacia do ordenamento jurídico e da democracia sobre a esperteza, as malfeitorias, a ambição de poder e os arroubos messiânicos de indivíduos que se consideram acima das instituições e da vontade da população.

Para que possamos avaliar seu comentário sobre este editorial, com vistas à publicação na edição impressa de Zero Hora, informe seu nome completo e sua cidade.

Comentários (34)

  • Isabel Silva diz: 31 de maio de 2012

    O Lula disse que o momento é inadequado para tal julgamento. Se ele falou tá falado, afinal, os brasileiros recebem bolsa família, auxílio reclusão, vale gás, etc e não precisam trabalhar. Ele é o “pai” dos pobres e como os pobres são maioria nesse País…Dá-lhe LULA!!!!

  • Olivos diz: 31 de maio de 2012

    O Sr. Lula beneficiou-se do mensalão para desfrutar de 8 anos de governabilidade. Mas agora, que felizmente não é mais presidente, não se conforma com o ostracismo político que bem lhe cairia. É tamanha sua desfaçatez que, com toda a arrogância e prepotência que lhe é peculiar, atenta contra o Estado de Direito e as instituições para livrar a pele de seus pares. Para o bem do país e da democracia, esse sujeito deveria recolher-se à sua irrelevância e insignificância, retirando-se da vida pública.

  • Francisco Chiuza – New York diz: 31 de maio de 2012

    E’ inademissivel que no Brasil ainda existe prescricao de crimes. Em um pais de primeiro mundo na America se julgam e se condenam criminosos por crimes que aconteceram ha’ 50 anos ou mais. Prescricao de crimes junto com nossas leis criminais fracas e frouxas contribuem para a impunidade que envergonha nosso Brasil.

  • gerson lanz diz: 31 de maio de 2012

    Qual mensalão que voces estão se referindo? O Primeiro, aquele do Senador mineiro, Eduardo Azeredo do PSDB ? Ou o do governador de Brasilia, o Arruda do DEM? Tem ainda o do PMDB,PT,PR,PTB? Qual deles?

  • João diz: 31 de maio de 2012

    Gilmar Mendes é o quinto ministro do STF com quem Lula conversou este ano . Oque Lula tinha para falar com eles?
    Quando saiu do governo, Lula disse que a sua princiapal tarefa era provar que o mensalão não existiu. Quando temos um ex-presidente tentando negar o obvio, uma legião de seguidores disposta a seguir a risca as ordens do chefe e este chefe se achando no direito de interferir na justiça, a situação passa a ser preocupante.

  • joão diz: 31 de maio de 2012

    Neste ano Lula já falou como 4 ministros do supremo. Quando saiu do governo falou que sua principal tarefa era provar que o mensalão não existiu.
    Quando temos um ex-presidente tentando negar o obvio, uma legião que faz oque ele manda e este presidente tentando influenciar a justiça, a situação começa a ficar preocupante. Não esqueçmos que Lula articulou a CPI do cachoeira (o tiro saiu pela culatra)para tentar melar o julgamento do mensalão, tentou desqualificar o procurador geral da republica por ter chamado a turma do mensalão de quadrilha. Relamente, este julgamento tem que sair o quanto antes. Não esqueçamos os casos do Celso Daniel (seis ou sete testemunhas morrem de forma estranha) e do Toninho do PT.

  • Mauro Mundstock diz: 31 de maio de 2012

    Basta analisar a evolução patrimonial do Sr. Lula e de sua família, principalmente de seus filhos para ver como são as coisas em Brasília. No país do faz de conta, o que vale é levar a melhor, não é companheirada? Quem alega ter saído das trevas para mudar o país, ao subir no poder, tenta de todas as formas mamar nas tetas do povo em benefício próprio e de seus aliados. Enquanto o povo ficar pensando que o grito de gol é a salvação nada mudará….
    Quem sabe o mensalão é julgado esse ano…..
    Quanto dinheiro vai rolar nisso?

    .

  • Ismael diz: 1 de junho de 2012

    O Mensalão tem de ser julgado o quanto antes mesmo. Assim, talvez a oposição nacional consiga deixar isso para trás, e fazer alguma proposta interessante, ou uma proposta qualquer ao invés de ficar com essa fixação.

    Seria também interessante se o mensalão do PSDB de MG, de onde foi copiado o nacional, fosse incluído no processo.

    Desse modo diminuiria a impressão de termos uma caça as bruxas que poupa alguns e persegue outros.

  • Danilo diz: 1 de junho de 2012

    O Lula quando renunciou ao cargo de deputado federal, classificou o Congresso Nacional como um bando de picaretas. A perder a primeira eleição para presidente, disse ter chegado a conclusão de que o povo pensa com a barriga. Quando se elegeu, a primeira coisa que fez foi aumentar o número de bolsas, então criada pela esposa do FHC. Realmente ele estava certo com a premissa de que o povo pensava com a barriga, pois tornou-se um presidente muito popular. Para governar, através do seu Ministro da Casa Civil José Dirceu comprou um monte de congressistas(picaretas segundo ele), que descoberto se transformou no escandalo do mensalão. Ele disse que não sabia de nada e que tinha sido traido. Como não saber o que seu homem de maior confiança orquestrava em sala ao lado da sua. Indagado pela imprensa sobre traição, José Dirceu desafiou Lula a dizer que era o traidor. Até hoje ele não o fez. Agora ele tenta intimidar um integrante da Corte Suprema do Pais, com a finalidade de salvar a pela do José Dirceu. Pedir para postergar o julgamento significa levar o processo à prescrição. Este é homem que presidiu o nosso Pais. Enfelizmente o povo pensa com a barriga, devo concordar com o Lula. Com a sua tese sobre os picaretas congressistas posta em prática, fez o nível da corrupção chegar a patamar jamais visto desde a descoberta do Brasil. Dinheiro e malas, cuecas, bolsas, enrolados em jornais, colocados nas meias, superfaturamentos, propinas com favorecimentos em processos licitatoiros , financiamento de campanhas com dinheiro público advindo de superaturamentos em serviços e obras públicas foram rotinas no governo Lula. E qual será o patrimonio dele e de familiares, se confrontado quando assumiu o cargo e depois dele? Antes das palestras que faz?

  • Jorge L. A. Pinto diz: 1 de junho de 2012

    Tinham que, além de julgar o mensalão fazerem um devassa nas posses da família do lula e dos petralhas.

  • LILIAN LEIVAS diz: 1 de junho de 2012

    O JULGAMENTO DEVE SAIR. MAS NÃO AOS ATROPELOS COMO, COINCIDENTEMENTE, MUITOS SEGMENTOS PASSARAM A EXIGIR TÃO LOGO FOI IMPLANTADA A CPMI DO CACHOEIRA. FORAM CRIADOS MUITOS FACTÓIDES PARA DESVIAR O FOCO DA CPMI. A EXIGÊNCIA REPENTINA DO JULGAMENTO DO MENSALÃO É UM DELES.

  • NEUSA DE FARIA diz: 1 de junho de 2012

    ACHO QUE JUNTO COM O JULGAMENTO DO MENSALÃO, DEVERIA HAVER PRESSÃO PARA QUE TAMBÉM FOSSE JULGADO O SR. DANIEL DANTAS, JADER BARBALHO, A TURMA QUE AQUI NO RS METEU A MÃO NO DETRAN, ETC…ETC… ESSA EXIGÊNCIA REPENTINA DE QUE O JULGAMENTO DO MENSALÃO ACONTEÇA LOGO NADA MAIS É DO QUE UMA MANOBRA POLÍTICA QUE TEM COMO PANO DE FUNDO O ESFRIAMENTO DA CPI DO CACHOEIRA. O STF, A VEJA E OUTROS ÓRGÃOS IMPORTANTES PODEM VER RUIR SEUS PILARES DE SUSTENTAÇÃO NO CONTEXTO NACIONAL.

  • Milton Ubiratan Rodrigues Jardim diz: 1 de junho de 2012

    Este é o preço que pagamos para termos democracia neste país. A sociedade nos cobra este preço, para termos paz em nossa vidas, mas se é para ver elementos como estes do mensalão livres por causa de “prazos” que a justiça nos impõe, creio que seria melhor trocarmos a forma de governo, porquê ai não teríamos ladrões livres e nem impunes por causa dos “prazos” e dos roubos. Esta democracia não me serve!

  • Cássio da Silva Pimentel – Esteio diz: 1 de junho de 2012

    Nossos lideres deveriam se preocupar a fazer o julgamento imediato para que servisse de exemplo as novas gerações. É desestimulante que ministros, ex-presidentes compactuam e/ou incentivem atos que vão contra a Lisura e a decência. Obtivemos grande crescimento econômico nos últimos 20 anos, mas em contrapartida, todos nós perdemos como seres humanos. Que deus nos proteja nos próximos 20!

  • Roberto Mastrangelo Coelho – Porto Alegre diz: 1 de junho de 2012

    Discordo. Pois o mensalão, assim como tantas outras CPI´s, que já houveram, são consequências de toda essa estrutura política, que é sólida e que não permite(a todo momento são proteladas) qualquer tipo de reformas, tudo em nome do corporativismo. Eleições a cada 2 anos que é um custo para o país em torno de 900 milhões, fora as doações de campanha que resultam no posterior “toma lá dá cá”. Os CC´s que na polêmica saida do secretário Buzatto no Governo Ieda, entitulou como moeda de troca entre os partidos. Qual seria o numero de CC´s em todo Brasil? Isso tudo é o custo Brasil da nossa política. E para finalizar as CPI´s terminam em pizza.

  • Valeria Becker Fregapani diz: 1 de junho de 2012

    É lógico que o mensalão dever ser votado ainda no primeiro semestre de 2012 e fazer uma justiça verdadeira contra esses safados que tomaram de assalto o erário público brasileiro o Lula também deve ser julgado porque usou o dinheiro para se eleger presidente da República, se ele não for julgado pela justiça dos homens, ele já está sendo pela Divina.

  • Marcio André Ortiz diz: 1 de junho de 2012

    O povo brasileiro tinha tanta esperança neste presidente. Agora este cidadão, que sabe e sempre soube do mensalão, quer ajudar seus comparsas a se livrar do julgamento mais do que mereciddo. Que vergonha ”PRESIDENTE LULA”. Brasil, ontem, hoje e sempre um país de coronéis e subdesenvolvido.

  • KELY ARAMIS DE LIMA DIAS diz: 1 de junho de 2012

    ESPERO QUE ESSE SR. ENTRE PARA A HISTÓRIA COMO O CIDADÃO QUE, COM POUCO ESTUDO, ATÉ ENTÃO SÓ CONSEGUIAM ESSA FAÇANHA PESSOAS ESTUDADAS, ENGANOU 60 MILHÕES DE BRASILEIROS, QUE O LIGITIMARAM NAS URNAS POR OITO ANOS……A MÁSCARA CAIU…

  • joão joaquim krischker diz: 1 de junho de 2012

    JULGAMENTO JÁ, PARA TERMINAR COM ESTA CAMBADA DE LADRÕES.

  • Leonardo diz: 1 de junho de 2012

    Acho que a pergunta esta parcial. Primeiro quais crimes que preescreverão? Sim, porque são diversos crimes que foram cometidos e nem todos preescreverão na mesma data. Depois porque o grande interesse da grande imprensa – Veja/estadão/folha/ZH/Globo-nesse julgamento para esse ano? Por que não cobrou o ano passado, ou no próximo ano? Talvez para tirar o foco da CPI Cachoeira, na qual muitas matérias foram a pauta por causa do próprio Carlos Cachoeira.

  • Ney Blas diz: 1 de junho de 2012

    Evidentemente que já deveria até ter sido julgado, mas neste país como é sabido por todos … não dá em nada e nem dará … a corja dos políticos fascínoras e ladrões irá sempre existir … e este ex-presidente a quem o povo depositou sua crença como cidadão honesto que iria mandar contra os corruptos … se engajou com a mesma corja de corruptos e ladrões e sua riqueza pessoal e de sua família, é impressionante agora, nos 8 anos de mandato que cumpriu, ficando rico e lamentávelmente, tirando o povo brasileiro como néscios e ignorantes … e ainda disse que não sabia de nada de mensalões … ora, pode ?

  • Neuza Toledo diz: 1 de junho de 2012

    È urgente o julgamento do mensalão. Inclusive ando com medo de que estejamos com dois presidentes no Brasil. O anterior (Lula) è referido sempre como “presidente Lula” e não ex-presidente, isso por toda bancada do PT e até pela dilma.

  • Sergio Luiz Petry da Silveira diz: 1 de junho de 2012

    A confiança dos brasileiros no Poder Judiciário já está minada. O adiamento do julgamento do mensalão será o tiro de misericórdia na credibilidade (e na imparcialidade) do STF.

  • Luiz Carlos Varella Prati diz: 1 de junho de 2012

    O julgamento do mensalão transcende ao cotidiano das costumeiras e indesejadas manipulações, promovidas por quem tem interesse na sua protelação. Trata-se de um momento em que a mais alta corte do país precisa reafirmar sua independência, sua isenção e sobretudo demonstrar ao país que está imune a influências externas e que continua sendo o receptáculo das últimas esperanças do povo na construção da dignidade da nação.

  • Carlos Bonetti diz: 1 de junho de 2012

    Desculpe-me, sr Sérgio Luiz. Mas permito-me perguntar-lhe: em que planeta o sr. vive? O sr. acha que um Tribunal cujo presidente foi chamado de “bandido” e “chefe de jagunços” por um próprio colega pode ter credibilidade? Eu, particularmente, acho que o Judiciário é a verdadeira banda podre desta nação. Está sob pressão da grande mídia para julgar o mensalão para desviar o foco da CPI do Cachoeira. Uma grande aliada – a VEJA – está desmoralizada pelo seu envolvimento com o bicheiro. Eis o motivo desta pressa repentina pelo tal julgamento.

  • Cirilo diz: 1 de junho de 2012

    Assim como o “mensalão”nunca EXISTIU,eu acredito piámente em Coelhinho da Páscoa e Papai Noel.Mas a pergunta que não calar: O QUÊ O EX PRESIDENTE LULA FOI FALAR AO MINISTRO GILMAR MENDES QUE NÃO ACEITOU SER PRESSIONADO E BOTOU A BOCA NO MUNDO? O ex Presidente acha que todos são “companheiros”? Precisamos moralizar este país. É isso ai ministro Gilmar.Parabéns.Quem não deve não teme.

  • Sergio Luiz Petry da Silveira diz: 1 de junho de 2012

    Senhor Carlos Bonetti. O senhor precisa urgentemente de um curso de interpretação de textos. Aí a sua ignorância seria, com certeza, reduzida consideravelmente. Contra a burrice até os Deuses lutam em vão.

  • Paulo Bento Bandarra diz: 1 de junho de 2012

    Deve ser efetivado o julgamento, ainda mais que O CHEFE está atuando para livrar a cara dos seus comandados, bandidos que operaram em seu interesse no mensalão. Como o verdadeiro CHEFE até hoje nunca se separou dos que atuaram e todos permanecem no partido muito prestigiados, mostrando que o que fizeram dá muito orgulho aos mesmos. Não foi um desvio, mas uma ação criminosa amparada pelo partido. Nunca refudado eticamente, como sugeriu Tarso Genro, porque não interessa a ética e a honestidade para seus membros.

  • Inacio Floriano Cordeiro diz: 1 de junho de 2012

    O mensalão deve ser julgado urgente! Não podemos ter a paciência e complacência “de bovinos” que é o que o povo está parecendo ter, pois em qualquer outro país haveriam muitas manifestações em prol desta elucidação. O lULA acredita ser um “ser superior” pois não respeita ninguém e nenhuma instituição, e julga-se, como falou ou insinuou em um determinado artigo, ser um pré destinado e o melhor de todos. Coitado dele…não… desculpe, coitado do nosso povo. Não somos bovinos?

  • Aluizio Sueth diz: 1 de junho de 2012

    Finalmente! esperamos tanto tempo pelo fim da impunidade, que a justiça será feita na gestão do admirável ministro Ayres de Britto. Além de sua atuação irretocável, basta lembrar que em sua curta gestão como presidente daquela corte já foram julgados assuntos polêmicos e importantes como Cotas Raciais, Lei da Ficha Limpa e a autonomia do CNPJ. Ufa! pensei que não viveria para ver isso. Parabéns ao renovado STF.

  • Rafael diz: 1 de junho de 2012

    Essa pressa repentina em julgar o “mensalão” é uma manobra para desviar a atenção da CPI do Cachoeira. Aliás, como diz o jornalista Mino Carta, “o mensalão ainda está para ser provado”. O chamado mensalão deve ser julgado com serenidade, independência e sem atropelos.

  • jader martins diz: 2 de junho de 2012

    Não somente concordo q seja julgado este, mas todos os Processos contra LADRÕES DO DINHEIRO PUBLICO SEJAM ELES EFETUADOS POR POLITICOS,EMPRESARIOS SONEGADORES…TODO TIPO DE ROUBO AO POVO COM A MAIS BREVIDADE POSSIVEL SEJAM JULGADOS E OS CULPADOS CONDENADOS A PRISÃO JUNTO AOS RATOS E BARATAS.- jader martins.-

  • vilmar diz: 2 de junho de 2012

    Com os 3 ultimos mandatos do PT indicando os juizes do STF ,faltam apenas 2 juizes para lulla e seus “companhêros” comprarem a impunidade.Por isso defendo o julgamento imediato desta corja

  • SERGIO B. PERERA diz: 2 de junho de 2012

    É CLARO QUE TEM QUE SER JULGADO, ALIAS JA DEVERIA TER SIDO A MUITO TEMPO, MAS O NOSSO POVO TEM MUITA CULPA DISSO, SE ORGULHA DE TER SIDO CARA PINTADA NO CASO DO COLLOR, DEPOIS VIROU CARA PINTADA DE PALHAÇO QUERENDO ACREDITAR NO LULA , QUE NÃO SABIA DE NADA HA HA HA, E CONTINUAN VOTANDO NO PT, MESMO DEPOIS DA TENTATIVA DO LULA DE PORSTERGAR O JULGAMENTO.

Envie seu Comentário