Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de novembro 2013

O velho e bom pingue-pongue

30 de novembro de 2013 9

 

cartadamarta

Nos últimos dias, Zero Hora apresentou aos leitores uma profícua safra de entrevistas. Ana Paula Maciel, a bióloga gaúcha do Greenpeace presa na Rússia; Paulo André, zagueiro do Corinthians e um dos líderes do Bom Senso FC; Frei Betto, escritor e assessor de movimentos sociais; o menino Iruan Ergui Wu, que há uma década foi disputado por familiares brasileiros e taiwaneses; José Mujica, presidente do Uruguai e protagonista da liberação da maconha em seu país; e, nesta edição, Antônio Delfim Netto.
A entrevista pingue-pongue – perguntas e respostas, por isso o nome – segue imbatível para adentrar a alma humana, desvendar um personagem ou entregar seus pontos de vista. O que o leitor muitas vezes não sabe são os bastidores por trás de cada pingue-pongue.

No dia 22 de novembro, às 11h10min, tocou o telefone na mesa da editoria de Mundo. O jornalista Léo Gerchmann atendeu:
– Léo, aqui é a Ana. Tô me organizando pra começar a falar com vocês. Você tem tempo? Como quer fazer?
“Ana” era Ana Paula Maciel, a bióloga gaúcha que acabava de sair da prisão na Rússia. ZH era o primeiro veículo de comunicação do Brasil a falar com ela – durante 45 minutos – após sua libertação.
Conseguir uma entrevista difícil ou ser o primeiro requer esforço de longo prazo. Neste caso, Léo foi o eleito pela entrevistada pelo longo trabalho junto à família e ao Greenpeace.

No caso do presidente do Uruguai, José Mujica, o investimento foi muito maior. O mesmo Léo Gerchmann negociou por meses até obter o sinal verde. Eu mesma perdi a conta de quantas vezes passei pela mesa do Léo e perguntei: “E o Mujica, como está?” “Nada ainda, mas sigo insistindo”.
Deu certo. A entrevista publicada na terça-feira foi a mais longa já concedida por Mujica a um jornal brasileiro desde que o Uruguai atraiu holofotes por discutir a legalização da maconha.

No caso da entrevista com Iruan, o encontro de duas horas com os jornalistas Itamar Melo e Marcelo Gonzatto foi precedido de negociação de algumas semanas com a família: ele jamais havia falado à imprensa sobre a disputa em que se viu envolvido entre 2001 e 2004. Os leitores ficaram sabendo, finalmente, a versão do menino com revelações como a dificuldade de adaptação na volta ao Brasil e o uso de drogas. Com um detalhe: a mãe adotiva de Iruan pediu aos jornalistas que não cortassem, sob hipótese alguma, o trecho em que ele fala das drogas. Porque isso era uma demonstração de que ele havia superado esse ciclo – e poderia servir de exemplo para outros jovens.
Frei Betto, entrevistado por Cleidi Pereira no Convento Santo Alberto Magno, em São Paulo, falou de sua vida pessoal, de Lula, seu amigo de mais de 30 anos, e de temas atuais. Na semana das primeiras prisões do mensalão, revelou como conheceu e indicou a Lula Joaquim Barbosa, que viria a ser o algoz do PT no julgamento do caso.

Na edição deste domingo, mais um pingue-pongue desta safra, com Antônio Delfim Netto. O mais complicado foi convencê-lo a receber a editora Marta Sfredo. Com fama de muito seletivo, jornalistas costumam dizer que dá nota aos entrevistadores. A conversa foi na austera sede da consultoria de Delfim, chamada Ideias. Depois de um chá de banco de meia hora, em que o ex-ministro recebeu uma cliente acompanhada por meia dúzia de seguranças uniformizados, a entrevista começou fria. Depois, Delfim foi se soltando, e o que deveria ser um papo de 45 minutos virou 1h15min. Ele não fugiu de perguntas inconvenientes. Confira mais este pingue-pongue às páginas 20 a 22 da edição de domingo de Zero Hora.

Paulo Sant'Ana declama uma de suas crônicas mais populares

29 de novembro de 2013 2

Seguindo com a programação do Café ZH, o colunista Paulo Sant’Ana declamou uma de suas crônicas mais populares, publicada em 2002.

 santana

Meus secretos amigos

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos! Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles… Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências…

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Essa mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles!

Eles não iriam acreditar! Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação dos meus amigos, mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não o declare e não os procure.

Às vezes, quando os procuro, noto que eles não têm noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles e me envergonho porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bemestar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamento sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer… Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos e, principalmente, os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus verdadeiros amigos!!!

A gente não faz amigos, reconhece-os!

Leia na Zero Hora deste domingo

29 de novembro de 2013 0

20131129chamadas_al
Na revista Donna, o criador dos sapatos mais cobiçados pelas mulheres gaúchas. E mais:

 

Café ZH: Zini, Wianey e Diogo Olivier debatem sobre futebol

29 de novembro de 2013 0

Futebol também foi tema no Café ZH. Luiz Zini Pires, Wianey Carlet e Diogo Olivier conversaram sobre Grêmio e Inter, assunto que sempre rende discussões calorosas.

 

wianey

Eva Sopher brinca: "pela primeira vez ouvi a voz do Verissimo"

29 de novembro de 2013 0

Durante o Café ZH, nesta sexta-feira, Eva Sopher, conhecida por seu trabalho no Theatro São Pedro, agradeceu o convite para o encontro e brincou agradecendo a chance de, pela primeira vez na vida, ouvir a voz de Luis Fernando Verissimo.

eva

Café ZH: o bate-papo de Verissimo e Ruy Carlos Ostermann

29 de novembro de 2013 0

O escritor e colunista Luis Fernando Verissimo e o jornalista Ruy Carlos Ostermann abriram a programação do Café ZH 2013. O bate-papo descontraído encantou a plateia que prestigiou o evento, na sexta-feira (29). Verissimo deixou a timidez de lado e contou, entre outras coisas, que a necessidade de informação tem lhe tirado do cotidiano a “leitura por prazer”.

O entrevistador, claro, quis logo saber qual foi a sua última leitura “por prazer”.

- Le Carré, respondeu.

A conversa também passou pela economia brasileira, pelo perfil dos novos leitores e pelo humor na obra de Verissimo.

BaQ3zMVIcAAn3E-

Ao vivo: acompanhe o Café ZH Especial

29 de novembro de 2013 0

cafezh1

Nesta sexta-feira, ocorre a quarta edição do Café ZH Especial, evento anual itinerante do jornal que reúne colunistas e editores com suas fontes e leitores. Este ano, o escritor e colunista Luis Fernando Verissimo e o professor Ruy Carlos Ostermann estão entre as atrações. A dupla conversa enquanto os leitores serão servidos pelo Café do Porto. O encontro está marcado para as 17h, no Prédio do Grupo RBS, em Porto Alegre.

Acompanhe a cobertura ao vivo do evento a partir das 17h.  O conteúdo terá a participação de convidadas especiais do evento (foto): a vencedora do Primeira Pauta 2013, Jéssica Weber, e as finalistas do concurso, Priscila Daniel e Roberta Scherer, por meio do Twitter e do Instagram.

meninas

Colunistas e editores do jornal serão os anfitriões. Entre um café e outro, os jornalistas recebem sugestões e ouvem o que leitores e fontes têm a dizer. Entre os convidados estão blogueiros dos cadernos de bairro, conselheiros, empresários, personalidades da cidade e autoridades. Já confirmaram presença o governador em exercício Beto Grill, Eduardo de Lima Veiga, procurador-geral de Justiça, o desembargador Túlio Martins, representando o presidente do Tribunal de Justiça e o presidente da Assembleia, Pedro Westphalen. Entre os colunistas de ZH também estarão Bela Hammes, Diogo Olivier, Martha Medeiros e Cláudia Laitano.

>>> Confira vídeo da edição 2012

Rosane do Oliveira integra comitiva que acompanha missão do governo à China

29 de novembro de 2013 0

Julio CordeiroA colunista Rosane de Oliveira embarcou nesta quinta-feira (28) rumo à China para acompanhar a missão liderada pelo governador Tarso Genro ao Oriente.

A viagem tem como objetivo estreitar laços e fortalecer relações políticas e empresariais com o país, além de atrair negócios e novos parceiros ao Estado.

Até 9 de dezembro, Rosane e outros profissionais da imprensa irão registrar as atividades que integram a agenda da comitiva. Acompanhe a cobertura no blog da

Confira o roteiro da viagem e acompanhe a cobertura da colunista pelo Blog da Rosane nas páginas de ZH e pela Rádio Gaúcha.

Especial Vida Pocket circula neste sábado

29 de novembro de 2013 0

VidapocketA renovação editorial e gráfica do caderno Vida de Zero Hora deste ano apresenta sábado (30) mais uma novidade aos leitores: a edição especial  Vida Pocket.

Em formato tablete (17 cm x 26,5 cm) e capa couché, a revista de 20 páginas traz dicas para um verão saudável. Na edição de estreia, cinco combinações de café da manhã para os dias mais escaldantes da estação, uma lista de cuidados que podem ajudar a proteger a pele.
O especial também ensina como sair do sedentarismo sem se arriscar. Vida Pocket circula nas edições dos assinantes da Região Metropolitana e do Vale do Sinos.

Confira os destaques da Zero Hora desta sexta-feira

28 de novembro de 2013 0

framechamada

Dicas práticas para usar o décimo terceiro salário. E mais: