Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Neste domingo em ZH: a participação civil no golpe militar

28 de março de 2014 0

CAPA_CADERNO_30O papel dos civis no golpe de 1964, que deu início ao período de 21 anos de ditadura no Brasil, é o foco do caderno especial neste domingo.

São oito páginas sobre o que historiadores já chamam de golpe civil-militar. Na ZHTV, o canal de vídeos do jornal, o destaque é para o documentário A Resistência Armada, com depoimentos de dois ex-guerrilheiros que participaram de ataque a banco, em Viamão, que estreia esta noite.

As reportagens mostram manifestações populares de apoio ao golpe, o papel de empresários na oposição a Jango, e os estudantes anti-UNE que apoiaram a derrubada do presidente.  A forma como a imprensa e muitos intelectuais disseram sim ao golpe também é abordada.

O projeto da editoria de Política, coordenado pela jornalista Dione Kuhn, traz ainda site especial com conteúdos do caderno, galeria de fotos e links. Além disso, o webdocumentário A Resistência Armada conta com depoimentos da ex-guerrilheira Ignez Serpa, a Martinha da VAR-Palmares, e do jornalista e ex-vereador Índio Vargas, autor do livro de memórias Guerra é Guerra, Dizia o Torturador e do historiador Enrique Padrós, da UFRGS.

Os especiais fazem parte da cobertura de ZH sobre os 50 anos do golpe que teve início no primeiro sábado de março com a série O impacto da ditadura nas principais expressões artísticas – Música, Cinema, teatro e Literatura, publicada no caderno Cultura. O jornal também promoveu o evento Com a Palavra – com Flávio Tavares e Nei Lisboa –, publicou especial no caderno Dinheiro e destacou, no Segundo Caderno, a produção literária brasileira sobre o tema.

Envie seu Comentário