Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de novembro 2014

Um naco do futuro

29 de novembro de 2014 7

marta gleich

Todo mundo aí sabe o que é um TED? É um formato de palestra curta para disseminar ideias. A origem, em 1990, é no Vale do Silício, e os primeiros temas eram Tecnologia, Entretenimento e Design (daí a sigla). Depois, mais assuntos foram entrando nos TEDs, que se espalharam pelo mundo. Disponíveis na internet, são uma usina de inovação e cultura.

Na Redação de Zero Hora, fazemos um TED a cada uma ou duas semanas, para chacoalhar os neurônios. Todo mundo para o que está fazendo por 15 a 30 minutos e assiste a um colega ou a uma pessoa de fora que vem compartilhar ideias ou novidades.

Há poucos dias, Marcos Piangers, colunista de ZH e comunicador da Atlântida, falou sobre tendências de jornalismo e comunicação do SXSW, festival de cinema, música e tecnologia que se realiza no Texas todo ano. Na semana que passou, a colega Ana Cecília Nunes, analista de produto digital, contou o que viu na Schibsted, empresa de comunicação da Escandinávia conhecida por ser uma das mais avançadas no mundo digital, e em dois congressos dos Estados Unidos: Computation + Journalism, na Universidade de Columbia, e Design Driven Innovation, no Mobile Lab do MIT.

Por 30 minutos, a Redação saboreou um naco do futuro, uma fatia do que se viverá em pouco tempo, não só no mundo
da comunicação. No final da conversa, estávamos ao redor de um brinquedo genial: parecido com um Lego, chama-se LittleBits.

Se montadas, as pecinhas eletrônicas, unidas magneticamente, criam diferentes coisas, de uma simples lanterna a um sintetizador de música, de uma campainha para casa a algo parecido com um braço de uma estação espacial (os kits começam com preços ao redor de US$ 100 no Exterior).

foto

E o que nos contou a curiosa Ana Cecília (foto acima)? Na Noruega, por exemplo, apenas 5% das transações monetárias são feitas em papel moeda. O resto é com celular e cartão de crédito. Os noruegueses dizem que serão a primeira cashless society, uma sociedade sem dinheiro. Um dia isso vai chegar aqui.

Para quem apregoa que jornais vão morrer, vai aí uma notícia (eu gostei muito, mas sou suspeita!): na Noruega, um país dos mais desenvolvidos, ler jornais é regra, em todas as classes sociais e idades. Poucos não leem jornais impressos ou digitais.
Por fim, Ana mostrou outro negócio genial: a Nixie, uma pulseira com câmera de vídeo embutida. Se você a tira do pulso e a “liberta”, ela o segue, como um cachorrinho, só que voando! E filma o que você faz. Uma montanhista numa subida radical, de repente, “liberta” a nixie – que filma, de longe, a escalada.

Uma dupla de amigas que faz uma “selfie” em vídeo: a câmera se afasta e filma o parque todo. Um rapaz fazendo slackline, para ficar com as mãos livres e ao mesmo tempo se filmar, libera a câmera, que paira sobre ele e grava a performance. É difícil explicar, de tão maluco. A câmera-relógio juntou as melhores características dos wearables, das selfies e dos drones. Acesse flynixie.com e dê uma olhada.

Eu queria uma dessas embaixo da árvore de Natal.

Bastidores: árvores recheadas de literatura e elevador letrado

28 de novembro de 2014 0

A campanha de Natal do Grupo RBS agradou muito aos jornalistas de ZH. A ação está movimentando a Redação que adota cartinhas de crianças coladas nas árvores de Natal com pedidos de livros.

Lúcia Pires

O projeto Letras do Bem também vai levar os jornalistas até instituições e promover uma festa no local para a entrega dos livros. Para complementar a ação, o elevador de acesso ao jornal foi ilustrado com uma biblioteca, o que rapidamente serviu de cenário de fotos e selfies na chegada ou saída do trabalho. O editor de opinião Nilson Souza foi um dos que não resistiram.

arquivo pessoal

 

 

Veja os destaques de ZH deste domingo

28 de novembro de 2014 0

Conheça a história de Gilda, a lancha usada por presidentes da República, e na Revista Donna, um guia com 150 sugestões de presentes para o fim de ano.

Alunos de Jornalismo de Pelotas visitam a Redação

28 de novembro de 2014 1

Uma turma de estudantes do curso de Jornalismo das universidades Católica (UCPel) e Federal (UFPel) de Pelotas conheceu a Redação de ZH nesta sexta-feira. Curiosos pelos processos de trabalho e por rotinas de jovens repórteres, muitos já estão inscritos no novo programa de estágios do Grupo RBS aberto até 12 de dezembro.

arquivo pessoal

Os futuros jornalistas incluíram no roteiro os estúdios da RBSTV e TVCom, e as rádios Atlântida e Gaúcha.

 

Veja os destaques de ZH desta sexta-feira

27 de novembro de 2014 0

Por que o Rio Grande do Sul lidera as estimativas de casos de câncer de pele e no Kzuka, a moda que estourou nas décadas passadas vira tendência nos brechós.

ZH vence categoria Regional Sul do 15º Prêmio Imprensa Embratel/Claro

27 de novembro de 2014 0

Jean SchwarzTrabalho do jornalista Caio Cigana sobre agrotóxicos conquistou o Embratel/Claro 2014. A reportagem “Proibidos, falsificados e perigosos” venceu o 15º edição do Prêmio na categoria Regional Sul.

O trabalho foi publicado por ZH em 25 de novembro de 2013 e mostrou como produtos proibidos até nos seus países de origem são negociados pela internet e entregues em todo o Estado.

A série revelou ainda como resíduos de pesticidas, herbicidas e inseticidas comprometem a água, ameaçando a saúde de toda a população e detalhou a situação de abuso no consumo de agrotóxicos e o avanço da venda dessas substâncias, que cresceu o triplo em relação ao avanço da área plantada. A cerimônia de premiação será em 9 de dezembro, no Rio de Janeiro.

Foram inscritas 1.812 reportagens de 745 jornalistas de todo o país. O Prêmio Imprensa Embratel/Claro é considerado uma das mais importantes premiações jornalísticas do Brasil. Há quinze anos busca reconhecer os trabalhos de qualidade, que alcançam reflexão e resultados na cobertura abrangente dos fatos sociais que marcam o País.

 

premio

Maria Isabel Hammes é homenageada com o Prêmio Jornalista de Economia do Ano

26 de novembro de 2014 0

Adriana_franciosiA jornalista Maria Isabel Hammes, ex-editora e colunista de Economia de Zero Hora, recebeu o Prêmio Jornalista de Economia do Ano in memoriam. Concedido pelo Conselho de Economia do Rio Grande do Sul (Corecon/RS), a premiação tem como objetivo homenagear um jornalista, registrado no Sindicato dos Jornalistas do RS, com atuação na área econômica. A escolha foi feita por membros da Associação Rio Grandense de Imprensa, do Sindicato dos Jornalistas do RS, do Corecon/RS e de faculdades gaúchas que oferecem o curso de Comunicação Social/Jornalismo. Bela Hammes, como era conhecida, morreu em outubro vítima de um câncer.

O Corecon/RS divulgou, também, os vencedores do “Prêmio Corecon/RS de Reportagem de Economia 2014”. Na categoria Mídia Impressa, o 1ºLugar ficou com a matéria “As vilas vão aos negócios”, da jornalista Joana Colussi, de Zero Hora.

Promoção do Corecon/RS, com o apoio da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, a premiação tem o objetivo de valorizar trabalhos jornalísticos produzidos sobre a economia gaúcha, por profissionais em atividade no Estado, nas áreas da mídia impressa e radiojornalismo. Os prêmios serão entregues em cerimônia na quarta-feira (3), às 20h, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

Veja os destaques de ZH desta quinta-feira

26 de novembro de 2014 0

Um ano e dez meses após a tragédia da Boate Kiss, como está o andamento do processo na Justiça, o que acontece com seu cérebro quando você joga vídeo game e as atrações do Planeta Atlântida 2015. Na ZH desta quinta:

Veja os destaques de ZH desta quarta-feira

25 de novembro de 2014 0

Como evitar as falsas promoções e fazer bons negócios na Black Friday e no Casa & Cia, quatro ideias de dormitórios de casal onde o conforto é a prioridade.

Guia ZH Matrículas circula nesta quarta

25 de novembro de 2014 0

matriculazhUm Guia com a lista das instituições que oferecem cursos desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e Técnico em Porto Alegre circula com a edição impressa de Zero Hora nesta quarta-feira (26), na Capital e Região Metropolitana.

O suplemento traz informações essenciais para a hora da matrícula, como método de avaliação, currículo, número de alunos e professores, atividades extraclasse e como é feita a segurança.

Veja também como cada diretor traduz em uma frase o pensamento da escola e dicas sobre a compra do material escolar e atividades extraclasse. O Guia oferece ainda o calendário de matrículas na rede pública.