Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Jornalismo. Reportagem

10 de outubro de 2015 1

carta

 

Tome fôlego para ler a reportagem “Refugiados – uma história”. É extensa. E não poderia ser diferente para dar conta da missão de levar o leitor a uma viagem de quase 3 mil quilômetros ao lado de refugiados sírios pela Europa. Extensa e com algumas complexidades. Afinal, seu pano de fundo é a intrincada questão dos imigrantes que acorrem ao Velho Continente para fugir de seus países em guerra, sob domínio de grupos sanguinários, como o Estado Islâmico. Extensa, com algumas complexidades e emocionante em vários aspectos. Destaco um: os pais que lerem com atenção se identificarão com o sírio Ghazi Alissa, que não vacilou em empreender a arriscada jornada em nome dos dois filhos – para os quais, se ficassem na Síria, enxergava a morte como único futuro. Logo no início, o relato da travessia por mar, da Turquia à Grécia, “as 30 horas que duraram 30 anos”, simboliza muito do que é a genuína relação entre pais e filhos.

Disponível também nas plataformas digitais de Zero Hora, em versão enriquecida por vídeos e muitas fotos, “Refugiados” é mais um conteúdo que ZH leva aos seus leitores em um ano no qual o investimento na reportagem tem sido a grande marca. Poderia desfiar números, exemplos e argumentos para justificar esta afirmação, mas há uma maneira mais eficiente: acesse zhora.co/especiaiszh e confira os 41 conteúdos especiais produzidos neste ano por nossos jornalistas. O 40º é um game-reportagem sobre dinossauros, para homenagear o Dia das Crianças. O 41º é “Refugiados – uma história”. Sim, ecletismo é uma das nossas características.

No começo do ano, em reuniões de planejamento, editores de Zero Hora miraram em 49 reportagens especiais de diversos temas. Já temos 41 e certamente ultrapassaremos a meta. Algumas nasceram naquelas primeiras reuniões, como “Cicatrizes”, de Luísa Martins, uma das finalistas do Prêmio Esso 2015. Outras brotaram do noticiário, como “Refugiados”, que tem textos, fotos e vídeos de Letícia Duarte. Em um ano de dificuldades que desafiam projetos em todas as áreas, nosso mosaico de conteúdos especiais nos enche de orgulho e funciona como uma forma clara e objetiva de dizer: jornalismo é a nossa vida, é o que queremos fazer.

Comentários (1)

  • edna diz: 10 de outubro de 2015

    olá

Envie seu Comentário