Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Leitura certa para o fíndi

30 de abril de 2016 0

colunistas-marta-gleich

Nas pesquisas que fizemos, vocês, leitores, nos pediram de forma muito clara:
- Queremos mais coisas para ler no fim de semana.
- Adoramos reportagens especiais.
- Gostamos quando os repórteres de ZH viajam e nos contam o que está acontecendo em algum lugar do mundo.

A gente vive ouvindo vocês, seja por pesquisas mais profundas, em pesquisas diárias, nos e-mails que recebemos, nas manifestações pelas redes sociais. Ouvimos e tomamos providências! As transformações do jornal dos últimos tempos são ecos do que os leitores nos disseram: criamos a superedição do fim de semana, o caderno DOC, o caderno Fíndi, estamos fazendo muito mais reportagens especiais e coberturas internacionais.

leticiaeandrea

Letícia Duarte (E) e Andréa Graiz

Hoje você tem, no caderno DOC, mais uma das investidas pelo mundo dos repórteres de ZH. Letícia Duarte (aquela mesma que caminhou com os refugiados sírios da Turquia até a Alemanha no ano passado) agora foi para Miami para encontrar gaúchos que estão fugindo da insegurança e da falta de perspectivas econômicas do Brasil.

O que a Letícia nos conta:

– Miami pode ter entrado para o imaginário coletivo a partir do embate das últimas eleições presidenciais – quando personagens como Lobão declararam que, em caso de vitória petista, se mudariam para lá –, mas o que a reportagem de ZH encontrou não foram propriamente candidatos a exilados políticos. Ainda que lamentem o cenário de crise em curso no país, um dos aspectos mais repetidos pelos entrevistados como fator determinante para a mudança foi a violência. Tanto entre famílias de classes abastadas quanto entre aqueles que foram em busca de melhores perspectivas, a insegurança foi citado como fator determinante para a migração. Queixas da burocracia brasileira e da dificuldade de fazer negócios
no Brasil também foram comuns.

Em cinco dias batendo perna pela Flórida, Letícia e a fotógrafa Andréa Graiz entrevistaram famílias que deixaram suas casas e seus negócios no Rio Grande do Sul recentemente, em busca de uma nova vida e produziram a reportagem #PartiuFlórida, que você confere no caderno DOC.

Mas a investida internacional de ZH não se limita a esta reportagem. Nos últimos 12 meses, fizemos um mergulho na conturbada Venezuela, acompanhamos a saga de uma família de refugiados sírios na Europa, cobrimos o primeiro e o segundo turno das eleições presidenciais na Argentina e os atentados em Paris. Recentemente, você conferiu a história sobre o turismo da maconha no Uruguai, de Maurício Tonetto e Félix Zucco, que foram a quatro praias do país vizinho para abordar o tema.

ZH também esteve presente em março em Cuba, onde acompanhou o histórico encontro entre Barack Obama e Raúl Castro. Na semana que passou, ZH fez a cobertura jornalística do discurso da presidente Dilma Rousseff na ONU, em Nova York. E já estamos preparando os passaportes para as próximas reportagens no Exterior. Nos próximos dias, o editor e repórter internacional Rodrigo Lopes embarca para o Iraque para mostrar a vida em um dos países mais perigosos do mundo,
que enfrenta décadas de guerra e a constante ameaça de atentados do Estado Islâmico.

Envie seu Comentário