Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Lya

03 de setembro de 2016 2

colunistas-marta-gleich

Há muitos anos, repetimos aqui na Redação: se alguém do Rio Grande do Sul escreve muito bem e produz um conteúdo interessantíssimo, tem que estar em Zero Hora. Somos o jornal daqui, precisamos oferecer a nossos leitores os melhores escritores do Estado. E assim fomos colecionando, ao longo das décadas, nomes como Luis Fernando Verissimo, Martha Medeiros, David Coimbra e tantos outros (neste momento, o jornal tem mais de 90 colunistas).

Cláudia Laitano, ela mesma uma escritora cinco estrelas, sempre com o radar ligado, me chamou a atenção há umas semanas: “A Lya Luft saiu da Veja”. Começava ali, naquela conversa, o retorno de Lya a Zero Hora. Em maio de 2004, ZH havia perdido a Lya para a revista de circulação nacional. E lá ela ficou, em um contrato que exigia exclusividade, por mais de uma década.

Na coluna de despedida de ZH, Lya escreveu: “Um jornal pode ser um pedaço da casa da gente. A Zero Hora tem sido isso para mim”. “…estou dando uma espécie de tchau, muito sem graça”. “O certo é que todas as manhãs, nesta casa da Chácara das Pedras, vão estar, na telinha, o Bom Dia Rio Grande, e na mesa o café fumegante e as páginas abertas da minha Zero Hora: de onde, eu sei, nunca terei saído de verdade”.

Há alguns dias, quando fechamos a negociação da volta a ZH, Lya me mandou um e-mail:

– Só depois do teu telefonema participei aos meus filhos. Minha filha logo reagiu: “Que legal, mãe! Estás voltando pra casa”. É como estou me sentindo – escreveu.

No fim de semana que vem, Lya Luft, um dos maiores fenômenos editoriais do Brasil, escritora best-seller, autora de As Parceiras, A Asa Esquerda do Anjo e Perdas e Ganhos, entre mais de 20 livros, reestreia em ZH, com uma coluna semanal, sempre à página 3 da superedição.

Alinhada a pedidos dos assinantes, Lya concentrará seus textos exclusivos para ZH em temas como família, relacionamentos, sabedoria de vida, assunto de muitos de seus livros. Ganhamos de volta uma grande escritora, que, de verdade, nunca saiu de perto. Bem-vinda de novo à tua casa, querida Lya.

O novo dia do Campo
A partir desta edição, coincidindo com o último fim de semana da Expointer, o caderno Campo e Lavoura passa a circular aos fins de semana, e não mais nas terças-feiras. Cheio de novidades, o caderno traz novos articulistas e seções, mais reportagens especiais, notas exclusivas e indicadores econômicos, e associa ainda mais em suas pautas os assuntos do agronegócio ao consumidor que está nas cidades.

Comentários (2)

  • Nelsonpoa diz: 3 de setembro de 2016

    A melhor notícia dos últimos dias. Parabéns ZH!

  • Dorian R. Bueno diz: 5 de setembro de 2016

    Olá Marta !!!

    Quando tiver um tempo vai lá no Dorian Bueno – Google+ ver minhas CRÔNICAS diárias.
    Graças a Deus já estou com 32.928 acessos em 10 meses.
    Um dia desejo ganhar din din com o que escrevo com amor.

    Tenho um lindo e transparente caso de amor com as palavras.

    Enquanto DEUS permitir, vou continuar me divertindo com as palavras, invadindo as telas de computadores, celulares na paz e sem constrangimento.

    Aprendi a não ter vergonha, até mesmo porque sou um escritor anônimo e sem patrocínios.

    Para mim, toda esta BENÇÃO vem do CÉU, e deixo fluir naturalmente.

    Sinto-me uma usina diária de inspirações e com isto, o meu apaixonado coração segue feliz todos os dias.

    Amigo pode entrar, fique a vontade para rolar o cursor do mouse até a primeira postagem feita em 02 setembro de 2015.

    Aproveite as crônicas diferenciadas, poemas e muita história de vida.

    Valeu !!!

    Abs. Dorian Bueno – Google+, POA, 05.09.2016

Envie seu Comentário