Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora
Thumbnail

Com a Palavra promove evento especial no próximo sábado

  A estreia de quatro episódios do documentário Pensamento Contemporâneo no...

Thumbnail

Reportagem de ZH vence Esso Regional de Jornalismo

A jornalista Letícia Duarte e o fotojornalista Félix Zucco venceram...

Thumbnail

Newsgame: saiba como funciona o seu cérebro durante jogos eletrônicos

Os leitores de Zero Hora serão convidados nesta quinta-feira (27)...

Thumbnail

Boa noite, celular

Nove de novembro representou um dia emblemático na mudança de...

Veja os destaques de ZH desta sexta-feira

27 de novembro de 2014 0

Por que o Rio Grande do Sul lidera as estimativas de casos de câncer de pele e no Kzuka, a moda que estourou nas décadas passadas vira tendência nos brechós.

ZH vence categoria Regional Sul do 15º Prêmio Imprensa Embratel/Claro

27 de novembro de 2014 0

Jean SchwarzTrabalho do jornalista Caio Cigana sobre agrotóxicos conquistou o Embratel/Claro 2014. A reportagem “Proibidos, falsificados e perigosos” venceu o 15º edição do Prêmio na categoria Regional Sul.

O trabalho foi publicado por ZH em 25 de novembro de 2013 e mostrou como produtos proibidos até nos seus países de origem são negociados pela internet e entregues em todo o Estado.

A série revelou ainda como resíduos de pesticidas, herbicidas e inseticidas comprometem a água, ameaçando a saúde de toda a população e detalhou a situação de abuso no consumo de agrotóxicos e o avanço da venda dessas substâncias, que cresceu o triplo em relação ao avanço da área plantada. A cerimônia de premiação será em 9 de dezembro, no Rio de Janeiro.

Foram inscritas 1.812 reportagens de 745 jornalistas de todo o país. O Prêmio Imprensa Embratel/Claro é considerado uma das mais importantes premiações jornalísticas do Brasil. Há quinze anos busca reconhecer os trabalhos de qualidade, que alcançam reflexão e resultados na cobertura abrangente dos fatos sociais que marcam o País.

 

premio

Newsgame: saiba como funciona o seu cérebro durante jogos eletrônicos

26 de novembro de 2014 0

Os leitores de Zero Hora serão convidados nesta quinta-feira (27) a conhecer o DOP!, uma reportagem em forma de game que vai explicar como o cerebro funciona durante uma partida. Criado por uma equipe multidisciplinar, o novo conteúdo acessível no desktop, celular e tablet proporciona a experiência de um jogo ao mesmo tempo em que detalha quais as áreas do cérebro estão sendo ativadas em cada etapa dos movimentos.

01

A reportagem também exibe um vídeo com depoimentos de especialistas que indicam, por meio de uma ressonância magnética realizada no repórter, os efeitos do jogo no corpo. Entre as curiosidades da reportagem, o leitor poderá entender alguns comportamentos dos gamers como esquecer de comer, de dormir e a euforia após passar de fase.

02

Os videogames são hoje uma indústria que deve ultrapassar uma movimentação superior a US$ 100 bilhões até 2019. Nos EUA, de acordo com o relatório 2014 da Entertainment Software Association (ESA), quase 60% dos americanos jogam videogame  um número que pode aumentar se considerarmos os games em plataforma mobile, que transformam todo proprietário de telefone celular num potencial jogador.​

Assista ao video de demonstração by Zero Hora.

Maria Isabel Hammes é homenageada com o Prêmio Jornalista de Economia do Ano

26 de novembro de 2014 0

Adriana_franciosiA jornalista Maria Isabel Hammes, ex-editora e colunista de Economia de Zero Hora, recebeu o Prêmio Jornalista de Economia do Ano in memoriam. Concedido pelo Conselho de Economia do Rio Grande do Sul (Corecon/RS), a premiação tem como objetivo homenagear um jornalista, registrado no Sindicato dos Jornalistas do RS, com atuação na área econômica. A escolha foi feita por membros da Associação Rio Grandense de Imprensa, do Sindicato dos Jornalistas do RS, do Corecon/RS e de faculdades gaúchas que oferecem o curso de Comunicação Social/Jornalismo. Bela Hammes, como era conhecida, morreu em outubro vítima de um câncer.

O Corecon/RS divulgou, também, os vencedores do “Prêmio Corecon/RS de Reportagem de Economia 2014”. Na categoria Mídia Impressa, o 1ºLugar ficou com a matéria “As vilas vão aos negócios”, da jornalista Joana Colussi, de Zero Hora.

Promoção do Corecon/RS, com o apoio da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, a premiação tem o objetivo de valorizar trabalhos jornalísticos produzidos sobre a economia gaúcha, por profissionais em atividade no Estado, nas áreas da mídia impressa e radiojornalismo. Os prêmios serão entregues em cerimônia na quarta-feira (3), às 20h, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

Veja os destaques de ZH desta quinta-feira

26 de novembro de 2014 0

Um ano e dez meses após a tragédia da Boate Kiss, como está o andamento do processo na Justiça, o que acontece com seu cérebro quando você joga vídeo game e as atrações do Planeta Atlântida 2015. Na ZH desta quinta:

Veja os destaques de ZH desta quarta-feira

25 de novembro de 2014 0

Como evitar as falsas promoções e fazer bons negócios na Black Friday e no Casa & Cia, quatro ideias de dormitórios de casal onde o conforto é a prioridade.

Guia ZH Matrículas circula nesta quarta

25 de novembro de 2014 0

matriculazhUm Guia com a lista das instituições que oferecem cursos desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e Técnico em Porto Alegre circula com a edição impressa de Zero Hora nesta quarta-feira (26), na Capital e Região Metropolitana.

O suplemento traz informações essenciais para a hora da matrícula, como método de avaliação, currículo, número de alunos e professores, atividades extraclasse e como é feita a segurança.

Veja também como cada diretor traduz em uma frase o pensamento da escola e dicas sobre a compra do material escolar e atividades extraclasse. O Guia oferece ainda o calendário de matrículas na rede pública.

Veja os destaques de ZH desta terça-feira

24 de novembro de 2014 0

Quem são os responsáveis por prender os envolvidos na Operação Lava-Jato e o que as escolas precisam para oferecer uma educação em tempo integral. Na ZH desta terça:

Com a Palavra promove evento especial no próximo sábado

24 de novembro de 2014 0

 

convite1convitecomapalavra51

A estreia de quatro episódios do documentário Pensamento Contemporâneo no Rio Grande do Sul seguida de debate é a atração da quinta edição do Com a Palavra, no próximo sábado (29), no Studio Clio (Rua José do Patrocínio, 698, Cidade Baixa). A exibição dos curtas será dividida em duas sessões, às 11h e as 13h30min. Os filmes são resultado de uma parceria cultural desenvolvida por Fronteiras do Pensamento e Studio Clio e foram dirigidos por Pedro Zimmermann.

Às 11h, serão apresentados os filmes que têm como protagonistas os professores Donaldo Schüler (Modernidade e Tradição) e Flávio Loureiro Chaves (O local e o Universo), seguido de debate com a jornalista Cláudia Laitano e o historiador Francisco Marshall.

Às 13h30min, será a vez dos filmes que abordam o trabalho do psicanalista Alfredo Jerusalinsky (A Linguagem da Psicanálise) e do filósofo Carlos Cirne Lima (O Caminho da Filosofia), debatidos pelo psicanalista e colunista de ZH Paulo Gleich e pelo diretor dos filmes Pedro Zimmermann.

Para participar do evento, basta ligar para o telefone (51) 3019-2326 até quinta-feira, das 9h às 18h, ou enviar e-mail para comapalavra@zerohora.com.br. A presença poderá ser confirmada para uma ou para as duas apresentações.

Saiba mais

O evento Com a Palavra de ZH estreou em março debatendo os 50 anos da Ditadura Militar com Flávio Tavares e Nei Lisboa, mediados pelo jornalista Rodrigo Lopes. Ao longo do ano, os leitores participaram também de encontro com o músico Humberto Gessinger e os jornalistas Francisco Dalcol e Gustavo Brigatti, um bate-papo sobre Futebol e Copa do Mundo com Luiz Fernando Verissimo e Lauro Quadros e de um debate com o colunista e professor da USP Renato Janine, com a participação do professor Francisco Marschal e do jornalista Carlos Moreira.

Boa noite, celular

22 de novembro de 2014 0

marta gleich

Nove de novembro representou um dia emblemático na mudança de comportamento dos leitores de Zero Hora. Pela primeira vez, mais usuários acessaram o site de ZH pelos smartphones do que pelos computadores. E daí? Daí que provavelmente você tem um smartphone e não desgruda dele nem para dormir. Acorda com o alarme (onde foi parar aquele despertador que você usava do lado da cama?) e corre para checar o Facebook e o WhatsApp, ver as notícias, a previsão do tempo, abrir os e-mails. É só o início de uma jornada você-e-ele, ele-e-você, que dura – se a bateria resistir – até a hora de voltar para a cama. A última coisa antes de dormir, depois de dar um beijo nos filhos, no marido ou na mulher é… dar boa noite para o celular, checando as informações de novo.

Uma pesquisa divulgada em outubro no Reino Unido, com 2 mil usuários, revelou que eles consultam o celular 221 vezes, em média, por dia, num total de três horas e 16 minutos dedicados ao aparelho. Que loucura! O que é mesmo que a gente fazia nessas três horas quando o celular não tinha acesso à internet? Daqui a pouco, os bebês vão nascer com um celular na mão. Em vez de a gente dizer “Olha, é cabeludinho!” ou “Tem o nariz do papai!”, vamos comentar “Este nasceu com um iPhone 6, o sortudo!”. Sem brincadeiras, o smartphone está mudando a forma de consumir notícias, informações e serviços e muito mais – suas câmeras de vídeo e foto devem estar guardadas há horas em algum lugar (e, como acumula funções, vem aumentando não só de preço, mas de tamanho, como mostra reportagem deste domingo).

Ok: o dia 9 de novembro, quando registramos mais tráfego vindo de mobile do que de computadores, foi especial, porque era domingo de Gre-Nal. As pessoas estavam na rua ou no estádio e consultaram muito as notícias do jogo pelo celular. Mas os números mostram que, na média mensal, com ou sem Gre-Nal, uma em cada três visitas a nossos conteúdos digitais já vem de smartphones. E a curva aumenta vertiginosamente. Ou seja, estamos trocando o computador de mesa ou o laptop pelo celular. Em alguns países mais desenvolvidos, mais de 70% da consulta aos sites de jornais vem de smartphones. – Temos garantido o lançamento de todos os produtos digitais de ZH tanto para mobile quanto para computadores – diz o diretor de Produtos Digitais do Grupo RBS, Antônio Coelho – e os exemplos mais recentes são o minuto a minuto, o Gremista ZH e o Colorado ZH.

O mobile, segundo Coelho, é um canal mais “pessoal”, com maior acesso à noite e nos finais de semana. O computador é o canal “corporativo”, com maior acesso em horário comercial e em dias úteis. Estamos atentos a essa mudança veloz de comportamento. E adaptando, de forma constante, a entrega de notícias, informações, serviços e entretenimento a você, para que possa ler a sua ZH onde estiver, como quiser. Não por acaso, em maio, quando o jornal completou 50 anos, mudamos a assinatura da marca para “ZH. Papel. Digital. O que vier.”

*

Quando um assunto toma conta do noticiário, montamos na Redação uma força-tarefa: um time reforçado de jornalistas para tratar somente daquele tema. Foi o que fizemos, sob o comando da editora Dione Kuhn, desde que veio à tona a sétima – e até agora a mais impactante – etapa da Operação Lava-Jato. Desde domingo passado temos um repórter em Curitiba acompanhando as movimentações na Superintendência da Polícia Federal. Nossa Sucursal de Brasília está focada só no assunto. Os colunistas, especialmente Rosane de Oliveira, dedicam amplos espaços ao tema. A cobertura, como mostra a edição deste domingo, não só registra os fatos, mas analisa depoimentos, inquéritos e contratos, aprofunda a questão com entrevistas e análise. Ampliamos os espaços no jornal impresso e nas plataformas digitais para os desdobramentos das investigações. Sem precedentes na história do país, a operação contra a corrupção tem reflexos diretos na economia e na política – e, ao que tudo indica, ainda vai ocupar muitas e muitas páginas.