Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora
Thumbnail

ZH estreia série sobre os principais colégios eleitorais do Estado

A partir de depoimentos de lideranças da comunidade, Zero Hora...

Thumbnail

ZH mostra inovação na Conferência Internacional INMA

Nesta terça-feira (23), primeiro dia da Conferência Internacional INMA 2016,...

Thumbnail

Design em jogo nas Olimpíadas

Os Jogos Olímpicos são sempre uma oportunidade para a criatividade...

Thumbnail

Grupo RBS cria Editoria de Segurança

Na manhã de sexta-feira, enquanto Cristine Fonseca Fagundes, morta em...

Grupo RBS cria Editoria de Segurança

27 de agosto de 2016 0

colunistas-marta-gleich

Na manhã de sexta-feira, enquanto Cristine Fonseca Fagundes, morta em um latrocínio em frente à filha ao buscar o filho no colégio, era velada no Cemitério Jardim da Paz, o Estado inteiro, estupefato, se perguntava o que mais precisaria acontecer para que se iniciasse, finalmente, uma virada no descalabro da segurança. Ao mesmo tempo, transcorria uma reunião na Redação de ZH. Alguns dos principais editores e jornalistas da RBS TV, da Rádio Gaúcha, do Diário Gaúcho e de Zero Hora criavam a Editoria de Segurança: uma força-tarefa que se forma, sem prazo definido, para estar ao lado de leitores, ouvintes e telespectadores no debate de saídas para o descontrole da criminalidade no Estado e para cobrar do poder público ações imediatas no combate à violência. Esse tema passa a ser prioridade nas pautas dos veículos do Grupo RBS.

Comandada pelo jornalista Carlos Etchichury, ex-editor de Polícia de ZH e atual editor-chefe do Diário Gaúcho, a Editoria de Segurança contará com jornalistas como Humberto Trezzi e José Luís Costa, de ZH, Cid Martins, da Rádio Gaúcha, Fábio Almeida e Jonas Campos, da RBS TV, e Renato Dornelles, do Diário Gaúcho.

Outra decisão do encontro foi promover, na própria sexta-feira, um Painel Especial para o debate em profundidade de saídas imediatas para a crise. O resultado você confere na página 11.

Também criamos linhas diretas do nosso público com as redações, pelo WhatsApp (51) 9728-3837 e e-mail segurancaja@gruporbs.com.br . Por esses dois canais, você pode sugerir medidas para a solução do problema e se manifestar sobre o tema segurança.

E decidimos lançar o editorial-manifesto que está hoje nas capas de ZH e Diário Gaúcho.

O Rio Grande do Sul não pode mais ser definido como a sociedade em que os bandidos tomaram conta. Não somos isso. Mas a solução da criminalidade não passa apenas pelo Executivo, pelo Judiciário ou pelo Legislativo. Também não passa só pelo Ministério Público, pela Brigada Militar ou pela Polícia Civil. Nem apenas por outras entidades, associações, empresários, ONGs ou imprensa. É um problema de complexa solução, que depende de todos nós. Estamos fazendo a nossa parte. Acompanhe a intensa cobertura do Grupo RBS nos próximos dias. E mande sua contribuição. Confira, na página do leitor, manifestações de nossos leitores sobre o tema que, mais do que nos paralisar ou nos dividir, deve nos unir e mobilizar.

Grupo RBS cria Editoria de Segurança

26 de agosto de 2016 0

colunistas-marta-gleich

Na manhã de sexta-feira, enquanto Cristine Fonseca Fagundes, morta em um latrocínio em frente à filha ao buscar o filho no colégio, era velada no Cemitério Jardim da Paz, o Estado inteiro, estupefato, se perguntava o que mais precisaria acontecer para que se iniciasse, finalmente, uma virada no descalabro da segurança. Ao mesmo tempo, transcorria uma reunião na Redação de ZH. Alguns dos principais editores e jornalistas da RBS TV, da Rádio Gaúcha, do Diário Gaúcho e de Zero Hora criavam a Editoria de Segurança: uma força-tarefa que se forma, sem prazo definido, para estar ao lado de leitores, ouvintes e telespectadores no debate de saídas para o descontrole da criminalidade no Estado e para cobrar do poder público ações imediatas no combate à violência. Esse tema passa a ser prioridade nas pautas dos veículos do Grupo RBS.

Comandada pelo jornalista Carlos Etchichury, ex-editor de Polícia de ZH e atual editor-chefe do Diário Gaúcho, a Editoria de Segurança contará com jornalistas como Humberto Trezzi e José Luís Costa, de ZH, Cid Martins, da Rádio Gaúcha, Fábio Almeida e Jonas Campos, da RBS TV, e Renato Dornelles, do Diário Gaúcho.

Outra decisão do encontro foi promover, na própria sexta-feira, um Painel Especial para o debate em profundidade de saídas imediatas para a crise. O resultado você confere na página 11.

Também criamos linhas diretas do nosso público com as redações, pelo WhatsApp (51) 9728-3837 e e-mail segurancaja@gruporbs.com.br. Por esses dois canais, você pode sugerir medidas para a solução do problema e se manifestar sobre o tema segurança. E decidimos lançar o editorial-manifesto que está hoje nas capas de ZH e Diário Gaúcho.

O Rio Grande do Sul não pode mais ser definido como a sociedade em que os bandidos tomaram conta. Não somos isso. Mas a solução da criminalidade não passa apenas pelo Executivo, pelo Judiciário ou pelo Legislativo. Também não passa só pelo Ministério Público, pela Brigada Militar ou pela Polícia Civil. Nem apenas por outras entidades, associações, empresários, ONGs ou imprensa. É um problema de complexa solução, que depende de todos nós. Estamos fazendo a nossa parte.

Acompanhe a intensa cobertura do Grupo RBS nos próximos dias. E mande sua contribuição. Confira, clicando neste link, manifestações de nossos leitores sobre o tema que, mais do que nos paralisar ou nos dividir, deve nos unir e mobilizar.

ZH estreia série sobre os principais colégios eleitorais do Estado

25 de agosto de 2016 0

eleiçõeslogo

A partir de depoimentos de lideranças da comunidade, Zero Hora chegou aos três principais desafios nos cinco maiores colégios eleitorais do interior do Rio Grande do Sul. Além de apresentar os problemas das cidades, a reportagem ouviu todos os candidatos a prefeito para saber por onde passam as soluções. A série de reportagens e vídeos começa amanhã (26), com Caxias do Sul. Na superedição deste sábado (27), os eleitores de Canoas poderão conferir as ideias dos candidatos. Pelotas, Santa Maria e Gravataí estão programados de segunda à quarta-feira, nesta ordem.

Para chegar aos três pontos mais importantes para o eleitor, ZH partiu de entrevistas com os prefeitos dos municípios, líderes de oposição na Câmara, reitores de universidades, presidentes das Associações Comerciais e Industriais,  União da Associação de Moradores e Agenda 2020. A partir daí, a reportagem mostra os problemas in loco e as propostas dos candidatos.

No site de eleições, o eleitor pode conferir especiais como o raio X do eleitorado gaúcho, em reportagem multimídia, que revela o aumento no número de eleitores com mais de 45 anos, além de um banco de dados com a situação financeira dos 497 municípios do Estado. A ferramenta apresenta mais de 5 mil dados de 2015 disponíveis no site do Tribunal de Contas do Estado. Os números e cruzamentos permitem ao eleitor ver indicadores como capacidade de investimento, capacidade de gerar recursos próprios e equilíbrio orçamentário de cada município.

Design em jogo nas Olimpíadas

23 de agosto de 2016 0

Os Jogos Olímpicos são sempre uma oportunidade para a criatividade nas páginas do jornal. Designers de esportes em todo o mundo planejaram com antecedência páginas especiais para transmitir o espírito do evento. E a Society for News Design (SND)  mostra os melhores modelos.

Confira trabalhos selecionados de ZH e de outros veículos.

A Society for News Design ( SND ) é uma organização internacional para profissionais de mídia de notícias e comunicadores visuais – especificamente aqueles que criam para impressão, web, publicações, móveis e produtos.

OLY_BRfront_pages (2)Mulheres nos jogos3

 

ZH mostra inovação na Conferência Internacional INMA

23 de agosto de 2016 0

Carlos Echichury

Nesta terça-feira (23), primeiro dia da Conferência Internacional INMA 2016, que ocorre no Auditório do Google, em São Paulo, a diretora de Redação dos Jornais do Grupo RBS, Marta Gleich, participa do Painel das Grandes Redações, compartilhando as inovações e a forma de Zero Hora de se adaptar às novas exigências da era digital. Participam do evento diretores dos principais jornais do Brasil e de grupos de mídia internacionais.

Na manhã de quarta-feira (24), o editor-chefe do Diário Gaúcho, Carlos Etchichury, discute no Painel de Jornais Populares o que esses veículos fazem para manter suas vendas em meio à transformação no consumo da mídia. À tarde, o diretor de Mercado Leitor, Sidney Zamel, fala sobre a importância para o Grupo RBS de ser um membro da INMA.

Sobre a INMA – A International News Media Association (INMA) é uma comunidade global de empresas de mídia líderes de mercado que trabalham para envolver a audiência com o objetivo de aumentar a receita em um ambiente multimídia. Conta com mais de 7,5 mil executivos de mais de 600 empresas de mídia em mais de 60 países.

Alunos de Rio Grande visitam a Redação

23 de agosto de 2016 0

O projeto Profissões, da Cooperativa Educacional Santa Medianeira (Cesam), de Rio Grande, convidou 20 estudantes para conhecer as redações de ZH, RBS TV e estúdio da Rádio Gaúcha nesta terça-feira. A turma do último ano do Ensino Médio viajou até Porto Alegre em busca de experiências que ajudem a escolher uma profissão.

Lúcia Pires
Acompanhados da professora Luciana de Castro, os estudantes conheceram um pouco da rotina de jornalistas, designers e fotógrafos do jornal. Também passaram por outros importantes setores de ZH como o comercial, marketing e entenderam a participação de diferentes profissionais no time Zero Hora.
Do grupo, poucos já estão definidos. Eduarda Nunes, 17 anos, disse que Direito é o curso escolhido e surpreendeu-se em saber que ZH tem um departamento de excelentes advogados. Para Milena Schivittez, 17 anos, a visita só reforçou uma escolha antiga:
— Vou cursar Jornalismo. Amei. Adorei ver a Redação, todas as áreas e o clima descontraído. Reforçou a minha escolha. Já estou pensando até em estudar na Capital para poder estagiar por aqui.
Antes de deixar a Redação, a turma registrou o momento com o colunista e apresentador da RBS TV Tulio Milman.

Lúcia Pires

Jefferson Botega é finalista do prêmio Massey Ferguson

23 de agosto de 2016 0

008a55f3 (1)O trabalho do editor de imagem de Zero Hora Jefferson Botega está entre os finalistas do 15º Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo. A foto, que ilustra a matéria “Desenho da colheita”, ficou entre as melhores na categoria Fotojornalismo.  Os vencedores serão conhecidos em cerimônia realizada na fábrica da Massey Ferguson, em Canoas, no dia 31 de agosto, às 12h.

Veja quem são os finalistas do Primeira Pauta ZH

21 de agosto de 2016 0

Os estudantes de Jornalismo que seguem na disputa das cinco vagas do Primeira Pauta têm até o dia 26 para enviar ao jornal um vídeo baseado no texto que produziram sobre as suas cidades. Os nomes foram divulgados no sábado, nas edições digital e impressa de ZH. Este ano, participaram alunos de 16 das 25 cursos do Estado.

— Para a próxima etapa, os estudantes devem procurar ser criativos na linguagem e no formato. Devem experimentar e oferecer vídeos diferentes daqueles que estamos acostumados a ver na TV. Na internet, o tempo, o formato e a linguagem são livres. Não existe modelo fechado, estamos construindo diariamente esse novo formato de audiovisual — avisa o fotógrafo de ZH Bruno Alencastro.

veja o regulamento em zhora.co/primeirapautazh

Na primeira fase, os alunos escreveram sobre aquela que deveria ser a prioridade do próximo prefeito da cidade onde moram ou estudam. Os textos precisavam apresentar entrevistas, clareza no desenvolvimento da pauta e correção — gramatical e ortográfica.

— Fiquei feliz com a participação maciça de alunos das faculdades do Interior. É muito bom firmar laços com todas as regiões do Estado — diz Ticiano Osório, editor do caderno DOC e um dos “padrinhos” do concurso.

Todos os finalistas estão convidados a participar do Seminário Primeira Pauta, marcado para 2 de setembro. No evento, serão conhecidos os cinco vencedores do Primeira Pauta 2016, que terão direito a um treinamento de 40 horas na Redação de ZH.

logo_primeira_pauta-01-031

 > Bianca Renate Dilly – Feevale/6º semestre > Caren Lopes Rodrigues – Unisinos/3º semestre > Eugenio Matheus Siqueira – UPF/3º semestre > Eduardo Uhlmann – UFPel/6º semestre > Felipe Goldenberg Coelho – UFRGS/5º semestre > Gabriela Vaz Garcia – UFRGS/3º semestre > Joice Caroline da Silva – Unisc/3° semestre > Júlia Klaus Bozzetto – Unisinos /6° semestre > Lais Pontin Matos – Univates/4º semestre > Larissa Pereira Burchard – Unipampa/4º semestre > Laura Stamado Berrutti – UFRGS/5º semestre > Mirella Tavares Joels – UFSM/4º semestre > Vitor Jose Martins Kellner – Unipampa/6º semestre

 

Rio 2016, uma cobertura para a história em ZH

21 de agosto de 2016 0

Foram 17 dias de trabalho intenso na cobertura da Olimpíada e mudanças na rotina que, para o jornalismo, marcam uma redação. Em ZH, foram duas semanas valendo, mas muitos outros dias de preparação e planejamento. Montamos uma Central Olímpica, onde colegas da Rádio Gaúcha estiveram diariamente conosco em um espaço temático para melhor dar as notícias dos Jogos Olímpicos.

Mudamos os lugares na Redação, o time se uniu como sempre, viajamos, ficamos longe de casa, paramos a produção do jornal muitas vezes para assistir a jogos, torcemos e vibramos como todos os brasileiros. E dividimos aqui algumas lembranças de bastidores da cobertura.

IMG_0744

Entre 3 e 22 de agosto, período no qual profissionais da RBS estiveram na capital fluminense, uma quantidade expressiva de conteúdo foi produzida. Zero Hora publicou 17 cadernos ZH Olímpica, totalizando 256 páginas. No digital, contabilizou 1.039 matérias, 88 vídeos, que tiveram 174.420 visualizações.

IMG_0740

A Central Olímpica, na Redação de ZH, funcionou por 24 horas, durante 20 dias. Em um estúdio montado especialmente para o período de competição, foram realizadas transmissões ao vivo para o Facebook. Trinta profissionais estiveram concentrados no local, que funcionou como um QG de produção de conteúdo sobre os jogos para todas as mídias do Grupo RBS.

IMG_0741

Veja o destaque internacional do design olímpico de Zero Hora reconhecido pelo SND

IMG_0739

00bc7ba3

– Orgulho de fazer isso acontecer #RBSRio16 – disse a editora de esportes de ZH Débora Pradella, no centro da foto com o time completo.

– Conseguimos mostrar o que ocorria nas competições, até o sentimento do povo no Rio em torno dos jogos, tudo passou pelos veículos do Grupo RBS. Além disso, mais uma vez, mostramos a força que a integração de nossas redações pode trazer. Esse foi um dos legados da Olimpíada – destacou o coordenador de esportes da Rádio Gaúcha, Rafael Cechin.

00bca38d

 

Decisão responsável

20 de agosto de 2016 0

colunistas-marta-gleich

Em apenas seis semanas, você, eu e mais 8,36 milhões de eleitores do Rio Grande do Sul teremos de digitar na urna eletrônica os números dos nossos escolhidos para a Câmara de Vereadores e para gerenciar o município pelos próximos quatro anos. Mais do que nunca, em meio a esta crise política e econômica, com falta de recursos por todos os lados, cresce a responsabilidade do eleitor. Apesar de o fim de semana ainda ser de Olimpíada, esta edição já dá uma virada importante rumo às eleições.

No caderno DOC, você vai encontrar a reportagem “Um voto maduro”, na qual a repórter Juliana Bublitz, especialista em esmiuçar e traduzir números, faz uma radiografia dos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e mostra a evolução do eleitorado no Rio Grande do Sul.

Juliana concluiu que, desde a disputa municipal de 2000, a quantidade de votantes com mais de 45 anos cresceu nada menos do que 51,6% no Estado – o equivalente a uma Porto Alegre inteira –, com destaque para o segmento acima dos 60 anos. No mesmo período, a faixa mais jovem, com até
24 anos, caiu 14,6%.

Na prática, o eleitorado está envelhecendo e ficando mais experiente na hora de fazer a sua escolha. A mudança de perfil em curso, segundo pesquisadores ouvidos pela jornalista de ZH, tende a se acentuar nos próximos anos e deve se refletir nas campanhas e nas propostas de quem busca a vitória nas urnas. Não só o eleitor deve prestar atenção nos números apresentados, mas todo candidato que sonha em se eleger.

Para facilitar a sua vida, as estatísticas estão disponíveis em ZH Dados – Eleições 2016, lançado em julho por ZH, com um raio X das finanças dos municípios do Rio Grande do Sul. Desde então, o selo passou a identificar todas as reportagens produzidas com base na compilação e análise de grandes volumes de informações, sejam públicas ou privadas.

A semana teve outra iniciativa relevante ligada às eleições. Na terça-feira, dia que marcou o início da campanha eleitoral nas ruas e nas redes sociais, a Rádio Gaúcha realizou o primeiro debate dos candidatos a prefeito em Porto Alegre e em Caxias, assim como uma série de entrevistas em Santa Maria.

O site de ZH acompanhou o debate na Capital, com análise, interpretação e certificação de promessas. Tão logo terminou o programa, o apresentador Daniel Scola e a colunista Rosane de Oliveira fizeram uma transmissão ao vivo em vídeo pelo Facebook analisando os principais momentos desse embate. Em outros três vídeos, jornalistas analisaram o que os concorrentes disseram sobre política, obras e finanças (veja em zhora.co/debaterosane, zhora.co/debatemuzell e zhora.co/debatejuliana).

Um quinto vídeo marcou a estreia do La Urna nestas eleições. Comandado pelo colunista Paulo Germano, o programa mostrou o que aconteceu por trás dos microfones durante duas horas de debate. Veja os bastidores em zhora.co/debatelaurna. E, para completar a cobertura, a seção “É isso mesmo?” fez um tira-teima das promessas
e declarações dos candidatos.

Para o dia 26, está programada a estreia da série de reportagens e vídeos sobre os desafios que Caxias do Sul, Pelotas, Canoas, Santa Maria e Gravataí – os cinco maiores colégios eleitorais depois de Porto Alegre – enfrentam. Para retratar essa realidade, cinco repórteres foram até essas cidades para ouvir líderes e eleitores dessas comunidades.

Até o dia 2 de outubro, data do primeiro turno da eleição, ZH, em todas as suas plataformas, estará dedicada a ajudar o eleitor a fiscalizar e a escolher de forma consciente os melhores representantes para a sua cidade. Para isso, programas de governo serão confrontados com a realidade e candidatos serão questionados sobre suas promessas.