Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Blog do Editor"

Editora de capa palestrou nos dois cursos de Caxias do Sul

14 de maio de 2015 0

A editora de capa de ZH, Rosane Tremea, esteve com estudantes dos cursos da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e da Faculdade da Serra Gaúcha (FSG) durante o roteiro dos jornalistas de ZH pelos 25 cursos do Estado. A conversa sobre a profissão passou pelo futuro da Comunicação e os desafios do mercado de trabalho.

Leonardo Borges

Veja a cobertura dos alunos estagiários da Agência Experimental de Comunicação da UCS.

Em Frederico Westphalen, palestra aborda o jornalismo internacional

11 de maio de 2015 0

Rafael Franceschet

Na sétima edição do evento que leva jornalistas de Zero Hora aos cursos de Comunicaçã0, o campus de Frederico Westphalen da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) recebeu o editor e colunista internacional Luiz Araujo. Mais de 100 pessoas acompanharam a conversa sobre o futura da profissão. Além dos alunos do Jornalismo, professores, egressos da graduação, alunos de RP e jornalistas do Alto Uruguai.

Veja a cobertura realizada por Cleusa Jung, da Agência Da Hora do curso.

Fotos: Rafael Franceschet

Rafael Franceschet

Rafael FranceschetOs estudantes receberam uma edição impressa com as 11 premissas do estudo The Communication (R) Evolutio

 

 

Unipampa recebeu o jornalista Rodrigo Müzell para debater os rumos do jornalismo digital

10 de maio de 2015 0

Bianca Garcia

Por Bianca Garcia, acadêmica do 5º Semestre de Jornalismo.

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa), campus São Borja, na fronteira oeste do Rio Grande do Sul, abriu o III Seminário de Atualidades Jornalísticas com uma roda de conversas sobre a profissão com Rodrigo Müzell, editor digital de Zero Hora. O evento conta anualmente com jornalistas e profissionais ligados à comunicação, cujo intuito é debater e esclarecer os pontos primordiais da carreira na prática cotidiana.

“Essa parceria entre a Unipampa e o Jornal Zero Hora é muito importante, pois é um momento raro para nossos estudantes terem acesso àquilo que pensam os profissionais que atuam no mercado jornalístico para, assim, entenderem determinadas lógicas, bem como serve também para os professores poderem se reciclar”, afirma o professor e coordenador do Curso de Jornalismo da Unipampa, Marco Bonito.

Rodrigo Müzell é editor da ZH Digital e compartilhou com os acadêmicos da Unipampa as experiências de 15 anos de atividades no Jornal Zero Hora, a relação do Jornalismo digital com as redes sociais, assim como as mudanças ocorridas na área nos últimos anos. O público debateu questões como: “O que é o jornalismo digital?”; “Quem é meu leitor?”; “O que é interessante?”; “Qual o papel do jornalista?”.

A universitária colombiana Tatiana Rubio, 22 anos, em intercâmbio, fez a primeira pergunta ao palestrante, questionando sobre as desvantagens da mídia digital para a práxis jornalística: “Fala-se muito das vantagens do jornalismo digital e de suas ferramentas tecnológicas na prática jornalística, mas não se fala das desvantagens”. Rodrigo respondeu que para ele não existem necessariamente “desvantagens”, mas que, às vezes, no contexto da era digital, os jornalistas se interessam mais pelo imediato e isso gera desinformação, já que não há apuração devida e reflexão sobre o contexto.

Outro ponto de destaque foi a relação dos jornalistas com as redes sociais e as demais tecnologias da informação. Rodrigo explicou que os profissionais desejados pelo mercado devem estar aptos para desempenhar funções de produção multimídia. Andrezza Lisboa, 23 anos, estudante do 5º semestre de Jornalismo, expôs um dos grandes problemas da produção jornalística contemporânea: a falta de acessibilidade para pessoas com deficiência. Ela questionou o fato do ZH Digital ter extinguido as versões em áudio das principais matérias, conteúdo que seria importante às pessoas com deficiência visual (PDV).

Rodrigo explicou que o ZH Digital ainda não contempla este público e que não tem dados suficientes sobre a audiência de PDV que consomem as informações no site, mas acredita ser importante realizar um trabalho que seja acessado por todas as pessoas.

Ao final, Rodrigo pediu que os estudantes participassem mais com sugestões de pautas da região da fronteira e recomendou que estes investissem em produções próprias em seus blogs e demais redes sociais a título de formar um portifólio que sirva de parâmetro do perfil profissional de cada um. Os professores do curso também assistiram à palestra.

Colunista Moisés Mendes conversa com alunos da UFRGS

08 de maio de 2015 0

O ciclo de palestras 2015 que comemora os 51 anos de ZH levou o jornalista Moisés Mendes ao auditório 1 da Fabico, a Faculdade de Comunicação da UFRGS. O encontro com cerca de 80 estudantes, durou cerca de 1h45min e os alunos contribuíram para o debate com muitas perguntas ao colunista.

Entre as questões levantadas: a opinião no jornalismo, o futuro do jornal impresso, os processos numa Redação, no que a tecnologia ajuda mesmo o jornalismo, a participação dos leitores, o dilema do jornalismo impresso e a valorização do rádio.

— Como cúmplice do entusiasmo deles,  acredito que serão melhores jornalistas do que os jornalistas da minha geração. E falo muito sério, claro.

Novo campus da UniRitter estreia no ciclo de palestras ZH

08 de maio de 2015 0

A novidade do 7º ciclo de palestras de Zero Hora nos cursos de Jornalismo do Estado foi a UniRitter, campus Fapa, em Porto Alegre. Este ano, as 25 graduações foram visitadas por jornalistas de ZH para um bate-papo sobre a profissão e as novas práticas nas redações. A editora Juliana Jaeger falou aos cerca de 40 estudantes que estão começando a carreira.

Sidd Rodrigues/Uniritter Fotos: Sidd Rodrigues/Uniritter

Sidd Rodrigues/Uniritter

Por Sidd Rodrigues, acadêmico da UniRitter

A Uniritter foi palco para mais um evento da série “Palestras ZH”, que contou nesta edição com a participação da editora do site de Zero Hora, Juliana Jaeger e do professor Rodrigo Lopes, também editor do jornal.

Juliana é formada desde 2009 pela Unisinos e trabalha no  Grupo RBS há cinco anos e meio. Foi redatora, repórter, editora de capa do site e hoje é editora de fluxo do site. Atualmente, cursa MBA em Jornalismo: gestão em Novas Mídias, na ESPM.

A repórter conversou com os calouros do curso de jornalismo no Campus FAPA, na Zona Norte da Capital, trazendo um pouco de sua experiência como profissional multimídia e expondo os desafios da profissão, que cada vez mais exige preparação dos que pretendem ingressar em breve no mercado.

“Hoje o jornalista precisa ser empreendedor e conhecer um pouco de tudo para ser um profissional de qualidade”, comentou Jaeger.

O evento Palestras ZH faz parte das comemorações de aniversário do jornal, que completa 51 anos neste 4 de maio.  No campus zona sul da UniRitter, a palestrante foi a editora-chefe digital do jornal, Barbara Nickel.

Paulo Germano participa de bate-papo com alunos da Unijuí

08 de maio de 2015 0

Usina de Ideias

Por Amanda Lima, estudante de Jornalismo da Unijuí

As mudanças no mercado do jornalismo e a criatividade na produção de reportagens foram temas de bate-papo descontraído na Unijuí. Os alunos do curso de Comunicação Social receberam Paulo Germano, repórter especial de Zero Hora, na noite de quinta-feira (07).

Paulo contou sobre sua experiência com projetos especiais, como ‘’La Urna’’, nas eleições do ano passado e ‘’Na Beira da Copa’’, também em 2014 na véspera da Copa do Mundo. Ambos os projetos são exemplos de criatividade na produção de reportagens que atraem o leitor, tanto do impresso como do digital.

Os alunos fizeram várias perguntas ao jornalista, abordando principalmente a forma de tratar assuntos sérios, como a política, de forma diferente. Entre as dicas dadas aos alunos, em especial os acadêmicos de Jornalismo, é a responsabilidade com a informação e a importância de um bom texto.

Natani Paz

Outro ponto destacado foi a nova possibilidade de fazer jornalismo hoje. “Não precisa hoje ter muitos recursos para contar uma história de várias formas, podemos explorar isso’’, explica. Paulo se mostrou entusiasmado e gratificado com a profissão: “Mesmo em tempos difíceis, nossa profissão tem um diferencial, podemos contribuir para a sociedade’’.

Esta foi a sexta vez consecutiva que a Unijuí recebeu um jornalista de Zero Hora, dentro do projeto de aproximar o jornal com as universidades. Todos os cursos de comunicação no Rio Grande do Sul recebem a visita.

 Veja também a cobertura da aluna Natani Paz

Urcamp recebe a repórter Juliana Bublitz

08 de maio de 2015 0

No campus da Urcamp, em Bagé, a repórter Juliana Bublitz conversou com estudantes de Jornalismo. Um dos destaques da conversa foi a relação das equipes digital e multiplataforma na Redação. O evento anual de ZH leva jornalistas aos cursos do Estado. Veja a cobertura da universidade.

divulgação/UrcampFotos: Anderson Ribeiro e Fernando Moura

divulgação

 

 

Alunos da Unisinos recebem editor de ZH

08 de maio de 2015 0

Os estudantes da Unisinos receberam o jornalista Ticiano Osório, da editoria Sua Vida, no evento que comemora os 51 anos do jornal. Foram visitados os 25 cursos de Jornalismo do Estado, em 15 cidades gaúchas.

Veja a cobertura da estudante Karine Dalla Valle

ticiano

Editora de Notícias palestra na PUCRS

07 de maio de 2015 0

Pedro Zandomeneghi/Famecos/PUCRS

“A única certeza que eu tenho é que o jornalismo só existe feito por profissionais. O jornalismo não vai terminar. Agora, a questão que fica é como ele vai ser sustentável digitalmente”. A frase é da editora de Notícias do jornal Zero Hora, do Grupo RBS, Dione Kuhn, que esteve na Faculdade de Comunicação Social da PUCRS (Famecos) para a sétima edição do Palestras ZH. O bate-papo foi no auditório da faculdade na última quarta-feira (6), e mediado pelo professor do curso de Jornalismo Alexandre Elmi. Leia aqui a cobertura completa dos alunos.

Pedro Zandomeneghi/Famecos/PUCRS

Rosane de Oliveira fala aos estudantes da Ulbra

07 de maio de 2015 0

Glauber Ribeiro

Texto: Esteban Duarte
Fotos: Glauber Ribeiro

O jornalismo com ênfase em Política e Economia, principalmente sob as mudanças sociais geradas pela Internet, foi debatido em conversa realizada na última terça-feira, 5 de maio, no auditório 130, do prédio 6, da Ulbra Canoas. O Papo de Redação recebeu a Jornalista Rosane de Oliveira, que representou o jornal Zero Hora. A profissional escreve coluna no jornal Zero Hora, é apresentadora do programa Gaúcha Atualidade e comentarista da TVCOM.

A jornalista falou sobre a carreira, o amor à profissão e respondeu a questionamentos dos, aproximadamente, 200 estudantes presentes. “É um prazer conversar com meus futuros colegas, é desafiador ver o que vocês estão pensando”, disse Rosane no início do evento.

Ela contou que quando começou a trajetória profissional não havia incentivo para seguir na profissão. Naquela época, havia poucos lugares para trabalhar. As opções eram os jornais Zero Hora e Correio do Povo.

Rosane falou diretamente com os alunos, dando orientações para os que escolheram o jornalismo. “Tentem fazer a diferença. Hoje, temos que dominar todas as áreas, todas as ferramentas. Nunca podemos parar de aprender.” Ela ainda alertou para as dificuldades enfrentadas pelo profissional da área, destacando a falta de tempo como a principal. A profissional também deu dicas para uma boa redação de texto e alertou para a exigência do idioma Inglês no mercado.

Glauber Ribeiro

Em um segundo momento, foi reproduzido vídeo institucional do projeto: The Comunication Revolution, plataforma que reúne uma investigação sobre o futuro da indústria da comunicação. Também foi apresentado o projeto “Primeira Pauta”, como uma oportunidade para ingressar no Grupo RBS. A jornalista recomendou que os alunos realizem estágios. Para ela, é importante estar em contato com o mercado de trabalho.

Sobre jornalistas na política, Rosane se posiciona contrariamente. Para ela, “jornalista é jornalista e político é político”. “Acho que a competição é muito desleal. Fica difícil para os demais candidatos”, afirmou Rosane, tendo como base o tempo de exposição dos jornalistas em diversos meios de comunicação. Ela revelou que nunca foi convidada, seriamente, para ingressar em algum partido, e que se fosse, não aceitaria. “Não vou nem na reunião do prédio para não ser eleita síndica.”

Questionada sobre a situação econômica do estado, Rosane comentou que o Rio Grande do Sul está realmente quebrado financeiramente. Ela avaliou os posicionamentos ideológicos com relação à economia e lamentou os comentários ofensivos que recebe nas redes sociais quando fala de casos com essa temática. A jornalista ressaltou a polêmica recente, quando defendeu a extinção da UERGS e do Tribunal Militar. Segundo ela, a manutenção dessas estruturas é dispendiosa para o estado.

Quase chegando à marca de 50 mil seguidores no Twitter, Rosane gera muita repercussão nas redes sociais. Ela diz ter uma relação de amor e ódio com as redes. “Temos um problema sério de compreensão de texto. A resposta é legal, rápida, porém falta muita educação.” Sobre os recursos digitais a disposição do jornalista, ela criticou a utilização de e-mail para realizar