Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "leitor"

Carta da Editora: Prioridade à educação

15 de novembro de 2014 1

marta gleich
Há mais de dois anos, depois de campanhas como Crack nem Pensar ou O Amor é a Melhor Herança, o Comitê Editorial da RBS tomou uma decisão. Educação é a bandeira permanente e única do grupo, embora de forma isolada cada jornal, rádio ou TV possa realizar campanhas por temas locais.

Conscientes de que a solução dos mais relevantes problemas brasileiros, como desenvolvimento econômico, segurança, saúde ou qualidade de vida, passa obrigatoriamente por educação, a RBS lançou A Educação Precisa de Respostas e o Prêmio RBS de Educação – Para Entender o Mundo, que está em sua segunda edição (ainda não votou no melhor projeto de incentivo à leitura? Vote aqui). Engajados à campanha, os mais de mil jornalistas da empresa, em cada uma das redações dos jornais, rádios e TVs, passaram a dar prioridade a pautas ligadas ao assunto.

Na quarta-feira, comemoramos muito na Redação um dos resultados deste trabalho: Zero Hora ganhou o prêmio Esso – categoria Regional Sul – com a reportagem “Lições da Turma 11F”, da repórter Letícia Duarte e do fotógrafo Félix Zucco, publicada em dezembro passado. Se você perdeu, recomendo dedicar um tempinho do seu fim de semana e ler.

lezucco 2

Durante todo o ano de 2013, a dupla frequentou a sala 106, de uma turma de primeiro ano do Ensino Médio do Julinho, um dos mais tradicionais colégios do Estado. A cada trimestre, Letícia e Zucco assistiam às aulas de uma semana inteira. A tática jornalística de se misturar ao ambiente até que a presença dos repórteres não seja mais um corpo estranho ao grupo permitiu que desvendassem os porquês das desanimadoras estatísticas da educação no país e no Estado.

Confirmando os números de relatórios sobre o ensino, um em cada 10 alunos da turma ao longo do ano desapareceu dos bancos. Tudo isso em uma escola em que é comum sete docentes faltarem por dia no turno da manhã – o equivalente a 18% do total. E por aí andaram as revelações, em uma reportagem que provocou muito impacto e debate na sociedade.

Zero Hora tinha cinco trabalhos como finalistas do Prêmio Esso, e dois deles eram ligados à educação. A reportagem sobre a turma 11F e “A Luz de Ler”, de Juliano Rodrigues e Mauro Vieira, sobre a alfabetização de adultos na zona rural, no primeiro assentamento de sem-terra no sul do Brasil. O reconhecimento vindo do mais importante prêmio jornalístico do país só reforça, na Redação, nosso compromisso de manter a educação como assunto prioritário em Zero Hora.

 

Nosso voto vai para o leitor

05 de julho de 2014 3

marta-e1401559115340

 

Por Marta Gleich

Nas redações de jornais de todo o país, o ano de 2014 foi planejado com dois grandes momentos: Copa do Mundo e Eleições. Duas grandes coberturas, dois assuntos de altíssimo interesse dos leitores.

Neste domingo, a emoção da Copa abre espaço para o início oficial da campanha eleitoral, um tema menos envolvente, mas fundamental para a vida do país. A partir do dia seis, a propaganda poderá tomar conta das ruas, candidatos começam a apertar a mão de potenciais eleitores, comícios estão liberados. ZH foca na campanha, trazendo reportagens voltadas para o cidadão, mostrando os problemas que esperam os eleitos.

Há mais de 20 anos, ZH tem pautado a cobertura de eleições pelo interesse do público. Não fazemos, aqui, reportagens para candidatos ou partidos. Nosso enfoque é a vida do leitor/eleitor, o que interessa a ele, o que pode mudar na sua vida em termos de saúde, educação, segurança, transporte, emprego, infraestrutura, economia e assim por diante.

É um período de muita pressão sobre as redações. Os candidatos e seus militantes leem o jornal com lupa e, se não gostam de uma frase, ligam para reclamar. Sem problema, faz parte. Estamos calejados e preparados para isso, e costumamos explicar a todos nossos critérios técnicos e o enfoque no leitor/eleitor. Não somos infalíveis: se erramos, admitimos e corrigimos nossos erros.

Mas costumamos dizer na redação que cada candidato, se pudesse optar, gostaria de ver sua foto (com Photoshop!) gigante na capa, com uma manchete positiva e, ainda, algo como “vote em mim”. Isso a gente já vê na propaganda política, não? Jornalismo é outra coisa.

Junto com a campanha, aparecem enxurradas de promessas. Cabe aos profissionais de ZH destrinchar essas propostas, mostrando se são viáveis ou não. Outro ponto importante é questionar os políticos para que falem de assuntos polêmicos ou de difícil solução, mas de alto interesse do cidadão comum. O eleitor precisa saber o que pensam os candidatos e cabe a nós, jornalistas, apresentar isso de forma didática.

Em detalhes. Não somente “melhorar a educação”, coisa que todos prometem, mas “como resolver”, por exemplo, a queda na qualidade do ensino, a falta de infraestrutura nas escolas públicas e a evasão escolar.

O período é de cuidados redobrados, porque não estamos aqui para favorecer este ou aquele, ou cair em denuncismos e bate-bocas inócuos, tão típicos dos meses que antecedem as eleições. Somente um time de profissionais isentos saberá avaliar o que é notícia e o que agrega ao leitor.

E, por fim, não custa repetir. Não temos partido nem torcemos para A ou B. Nosso candidato é o leitor, nossa torcida e nosso trabalho são para ele.

Sobre ZH: Comente a edição desta sexta

14 de junho de 2013 0

Sobre ZH: Comente a edição desta quinta

13 de junho de 2013 0


Soja turbina o PIB gaúcho, é a manchete da capa de Zero Hora desta quinta-feira dia 13 de junho.

Confira também os seguintes destaques:

Santa Maria
Para BM, bombeiros praticaram falhas leves

Precatórios
Estado faz mutirão para saldar dívidas

Sobre ZH: Comente a edição desta quarta

12 de junho de 2013 0


Confira os destaques de capa da edição de Zero Hora desta quarta-feira, dia 12 de junho de 2013.


A um ano da Copa

Porto Alegre em obras

http://zhora.co/12Fhoij

http://zhora.co/119b0wQ

http://zhora.co/ZJ7wQE


Alerta no RS

Confirmadas duas mortes por gripe A

http://zhora.co/11yxZh9



Sobre ZH: Comente a edição desta terça

11 de junho de 2013 0

Sobre ZH: comente a edição desta segunda

10 de junho de 2013 0

Sobre ZH: Comente a edição desta sexta

07 de junho de 2013 0


Assaltos a postos de gasolina crescem 50%, é a manchete desta sexta-feira dia 7 de junho.

Veja também outros destaques de capa da edição:

EUA + China
Reunião de US$ 28 tri no sul da Califórnia

Invasão francesa


Carta da Editora: O Partido do Leitor

06 de outubro de 2012 0

Zero Hora virou Vinte e Quatro Horas. Tudo na sua mão. Quando você quiser, onde estiver.

Quer saber da eleição e está na rua? Olhe no seu smartphone, está tudo lá.

Está em casa tomando café? Folheie o jornal na edição que preparamos no capricho para esta data tão especial, com análise, reportagens profundas, serviço para votar.

Quer vídeos, galerias de fotos, infográficos, tudo? Entre na internet e confira o site completíssimo.

É hora da apuração e você ainda não voltou para casa? Acompanhe seu candidato no mobile site especialmente desenvolvido para o momento da abertura das urnas.

Só quer saber da última, rapidinho porque está sem tempo? Vá no Twitter.

Do lado de cá, estamos em clima pré-eleitoral há alguns dias.

Comandados pela colunista Rosane de Oliveira e pela editora de Política, Dione Kuhn, trabalham dezenas de repórteres, editores, produtores, fotógrafos, especialistas em redes sociais, programadores, infografistas, diagramadores – somos militantes do PLZH, o Partido do Leitor de Zero Hora, carregando a sua bandeira.



A colunista Rosane de Oliveira e a editora de Política, Dione Kuhn, convidam o leitor a acompanhar a cobertura de Zero Hora



– Vamos mobilizar nosso exército de jornalistas para fazer uma cobertura completa, relevante e independente – promete Rosane, que tem no currículo de jornalista a cobertura de 16 eleições e um plebiscito.

– Nossa missão é mostrar a eleição em todas as dimensões, ajudando o eleitor a entender a importância de uma escolha consciente. Vamos dar sentido aos números, dissecando as vitórias e derrotas e projetando seus efeitos na eleição de 2014 – explica Dione, com a experiência de quem está indo para a 10ª cobertura eleitoral.

É uma data especial. Você vai escolher o futuro da sua cidade.

É uma data especial para nós também, porque, neste dia, a missão de informar ganha proporções cívicas como em nenhum outro momento, em todos os meios digitais e nas edições impressas.

Por isso juntamos o melhor time de profissionais para fazer esta grande campanha do PLZH, que – nem precisa esperar a abertura das urnas ou contar voto – já tem um eleito: você, leitor.



 

Seja um conselheiro de Zero Hora

17 de abril de 2010 5

Como você acha que pode ajudar Zero Hora a se aperfeiçoar?

A pergunta é instigante e você tem algo a dizer? Então, leia o regulamento (clique aqui) e responda em uma frase criativa para concorrer a um lugar no Conselho do Leitor de ZH.

A proposta mais votada pela internet vai dar direito ao autor de integrar o grupo de conselheiros do jornal que tem como função primordial opinar sobre a cobertura, as colunas e os cadernos do jornal durante um ano.

Quem pode participar

Maiores de 18 anos, moradores da Região Metropolitana de Porto Alegre, com disponibilidade para reuniões mensais, que serão realizadas sempre na primeira quarta-feira do mês, das 19h30min às 21h, durante 1 ano. O primeiro encontro está marcado para o dia 5 de maio.

Como será a seleção

Na primeira etapa, os candidatos devem comentar este post respondendo à pergunta “Como você acha que pode ajudar Zero Hora a se aperfeiçoar? até as 12h do dia 21 de abril.  Cinco respostas serão selecionadas pelo Blog do Editor e divulgadas no site do jornal no dia 22 de abril, quando começa a votação do público para escolher entre os finalistas quem ocupará uma vaga no Conselho. A votação termina às 12h do dia 28.

O que é o Conselho do Leitor?

Criado em 2000, o Conselho do Leitor é um dos canais de comunicação do jornal. Além de opinar sobre a cobertura, os conselheiros apontam falhas, avaliam reportagens, questionam decisões editoriais e discutem enfoques com colunistas e editores. Com isso, contribuem para que o jornal cumpra criteriosamente seu papel social.

O conselho é formado a partir de convites a leitores que costumam enviar observações críticas ou que, por sua atividade, possam trazer visões diferenciadas para as reuniões mensais. Os convites são formulados a pessoas de diferentes idades e estratos sociais. Na foto ao lado, a turma de 2009 que se despediu no dia 14 de abril.

Regras

As respostas serão postadas no espaço para comentários do leitor e não serão publicados antes da seleção dos cinco finalistas. Então aproveite, leia o regulamento, clique no botão “Comentar” e elabore sua frase. Boa sorte!