Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Zero Hora"

Grupo RBS cria Editoria de Segurança

27 de agosto de 2016 0

colunistas-marta-gleich

Na manhã de sexta-feira, enquanto Cristine Fonseca Fagundes, morta em um latrocínio em frente à filha ao buscar o filho no colégio, era velada no Cemitério Jardim da Paz, o Estado inteiro, estupefato, se perguntava o que mais precisaria acontecer para que se iniciasse, finalmente, uma virada no descalabro da segurança. Ao mesmo tempo, transcorria uma reunião na Redação de ZH. Alguns dos principais editores e jornalistas da RBS TV, da Rádio Gaúcha, do Diário Gaúcho e de Zero Hora criavam a Editoria de Segurança: uma força-tarefa que se forma, sem prazo definido, para estar ao lado de leitores, ouvintes e telespectadores no debate de saídas para o descontrole da criminalidade no Estado e para cobrar do poder público ações imediatas no combate à violência. Esse tema passa a ser prioridade nas pautas dos veículos do Grupo RBS.

Comandada pelo jornalista Carlos Etchichury, ex-editor de Polícia de ZH e atual editor-chefe do Diário Gaúcho, a Editoria de Segurança contará com jornalistas como Humberto Trezzi e José Luís Costa, de ZH, Cid Martins, da Rádio Gaúcha, Fábio Almeida e Jonas Campos, da RBS TV, e Renato Dornelles, do Diário Gaúcho.

Outra decisão do encontro foi promover, na própria sexta-feira, um Painel Especial para o debate em profundidade de saídas imediatas para a crise. O resultado você confere na página 11.

Também criamos linhas diretas do nosso público com as redações, pelo WhatsApp (51) 9728-3837 e e-mail segurancaja@gruporbs.com.br . Por esses dois canais, você pode sugerir medidas para a solução do problema e se manifestar sobre o tema segurança.

E decidimos lançar o editorial-manifesto que está hoje nas capas de ZH e Diário Gaúcho.

O Rio Grande do Sul não pode mais ser definido como a sociedade em que os bandidos tomaram conta. Não somos isso. Mas a solução da criminalidade não passa apenas pelo Executivo, pelo Judiciário ou pelo Legislativo. Também não passa só pelo Ministério Público, pela Brigada Militar ou pela Polícia Civil. Nem apenas por outras entidades, associações, empresários, ONGs ou imprensa. É um problema de complexa solução, que depende de todos nós. Estamos fazendo a nossa parte. Acompanhe a intensa cobertura do Grupo RBS nos próximos dias. E mande sua contribuição. Confira, na página do leitor, manifestações de nossos leitores sobre o tema que, mais do que nos paralisar ou nos dividir, deve nos unir e mobilizar.

Em Pauta ZH recebe diretor de Redação de O Globo

04 de julho de 2016 0

Convidado do projeto Em Pauta ZH – Debates sobre Jornalismo, o diretor de Redação do jornal O Globo, Ascânio Seleme, virá a Porto Alegre na próxima quarta-feira para falar a colaboradores do Grupo RBS e convidados. O tema da palestra do jornalista catarinense de 59 anos, com mediação da diretora de Redação de Zero Hora, Marta Gleich, será Os caminhos e as apostas de O Globo para enfrentar a crise dos jornais.

Agência OGlobo

O evento abre a programação do segundo semestre do projeto traz a Porto Alegre profissionais de atuação reconhecida para debater com jornalistas, professores e estudantes sobre a profissão e o papel da imprensa em uma sociedade livre e democrática.

Leia a entrevista que antecipa o encontro.

 

Série de reportagens vai mostrar atletas brasileiros com chance de medalha no Rio

09 de junho de 2016 0

O repórter André Baibich e o fotógrafo Diego Vara publicam na superedição de ZH de fim de semana o primeiro perfil da série que vai mostrar o trabalho de atletas olímpicos com chance de medalhas. Neste sábado de manhã, conheça a história de superação do canoísta baiano Isaquias Queiroz.

Diego_Vara
Isaquias que pode ser o primeiro do país a conquistar três medalhas em uma edição dos Jogos. ZH foi a Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde treina a equipe brasileira, e conversou com o prodígio de 22 anos sobre sua preparação para os Jogos Olímpicos.

Leia a primeira reportagem da série

Os capítulos serão publicados em todas as superedicões de ZH até 30 de julho, no final de semana que antecede o início da Olimpíada. Além de Isaquias, Marcus D’Almeida (tiro com arco), Bruno Fratus (natação), Fabiana Murer (atletismo), Larissa (vôlei de praia), Marcelinho Huertas (basquete), Dani Lins (vôlei) e Murilo (vôlei) serão personagens das reportagens.

Colunistas estão em nova campanha de ZH

07 de junho de 2016 0

Os colunistas Marcos Piangers, Rosane de Oliveira e Tulio Milman estão à frente da nova campanha de assinaturas do jornal lançada hoje. Combinando humor a situações cotidianas vividas junto à família, no ambiente de trabalho e na faculdade, as peças reforçam que a qualidade do conteúdo produzido pela Redação faz a diferença em meio à profusão de informações em ambientes digitais e compartilhadas por meio das redes sociais. A campanha começa a ser veiculada nesta terça-feira na TV e também estará no rádio, na internet e no próprio jornal.

Outro ponto ressaltado na campanha para conquistar novos assinantes leva em consideração o fator local. Apesar da existência de grandes veículos de comunicação no país que também primam por qualidade e credibilidade de conteúdo, o diferencial de ZH está na proximidade com os leitores do Rio Grande do Sul. Os diálogos apresentados nas peças, por exemplo, são baseados em assuntos relacionados ao dia a dia ou à economia do Estado, mostrando a relevância de ter conhecimento aprofundado sobre os temas que importam aos gaúchos.

 

piangersMARCOS PIANGERS

Minha peça publicitária foca na importância de jovens estarem bem informados. O conteúdo
de atualidades é fundamental para quem quer passar no vestibular, no Enem, em alguma vaga de emprego e para quem quer apenas ter substância para participar de qualquer conversa.

divulgação

 

ROSANE DE OLIVEIRA

Tenho muita convicção de que estar bem informado é um diferencial em qualquer profissão e em todas as idades. Em tempos de crise, mais ainda. O assinante de ZH tem informação 24 horas por dia, sete dias por semana.

Bruno Alencastro

 

TULIO MILMAN
Acredito na mensagem. Tanto que acho que convenci o ator a assinar Zero Hora. Se é que ele
já não era assinante.

Vai ter Olimpíada

23 de abril de 2016 2

colunistas-marta-gleich

Apesar de Cunha, Dilma, Temer, impeachment, crises e corrupção generalizadas, inflação, desemprego e ciclovias que desabam e matam no Rio, chegaremos na quarta-feira a exatos cem dias para a Olimpíada. Em Zero Hora, a equipe de Esportes, comandada por Diego Araujo, deu a largada há muito tempo. Começou com a publicação, desde março de 2015, da coluna No Pódio, da editora de Olimpíada Débora Pradella. Agora, os conteúdos começam a ficar mais frequentes.

Para marcar a data e fazer um balanço de como o país se prepara para o evento gigantesco, ZH percorreu a capital fluminense por uma semana. O resultado é a série de reportagens recheada de infográficos a partir desta edição, nas páginas 40 a 45, até quarta-feira. No site, o material será publicado na forma de um especial na quarta-feira.

O editor Vinicius Vaccaro visitou instalações dos principais polos esportivos dos Jogos, como o Parque Olímpico da Barra da Tijuca e o Complexo Esportivo de Deodoro, acompanhou evento-teste, entrevistou dirigentes da linha de frente da organização para medir o grau de confiança do comitê em relação ao sucesso do evento e conferiu opiniões de comandantes de federações nacionais e internacionais que expressam preocupação com os preparativos e a qualidade das instalações.

Mas, como mostrou o lamentável episódio do desabamento da Ciclovia Tim Maia, em São Conrado, os Jogos não se restringem às praças esportivas. Por isso, visitamos os canteiros de obras de dois dos principais projetos de mobilidade urbana para os Jogos, a Linha 4 do metrô e o terminal Parque Olímpico do BRT Transolímpica (que ligará o Parque Olímpico da Barra e o de Deodoro) e a Vila Autódromo, ao lado do Parque Olímpico.

– Também subi ao topo do Vidigal, uma das favelas pacificadas do Rio, para conhecer uma alternativa de hospedagem, um albergue com uma das paisagens mais privilegiadas da cidade. É uma das abordagens da reportagem, sobre como o Rio se prepara para receber os turistas no evento – conta Vaccaro.

A série sobre os cem dias é mais uma etapa da ampla cobertura que ZH está fazendo dos Jogos. Veja como acompanhar em todas as plataformas:

Infojogos
- Os números e curiosidades sobre as Olimpíadas são apresentados em forma de infográfico na edição impressa e no site de Zero Hora. A série já abordou temas como a participação das mulheres nos Jogos, a história da Chama Olímpica, os recordes do atletismo e o desempenho do Brasil no quadro de medalhas das Olimpíadas.

Poa Olímpica
- A série online Poa Olímpica apresenta, em texto e vídeo, as regras e a história de algumas modalidades dos Jogos, além de mostrar os lugares da Capital em que os esportes podem ser praticados. Já estão disponíveis matérias sobre hóquei na grama, polo aquático, vôlei de praia, esgrima, halterofilismo, luta greco-romana, tiro com arco e remo.

Wianey Olímpico
- Em uma série de vídeos no site de Zero Hora, Wianey Carlet pratica esportes que fazem parte da Olimpíada do Rio. Ao todo, serão cinco episódios – no primeiro, o colunista aprendeu mais sobre as armas e técnicas do tiro esportivo.

Boletim Olímpico
- O repórter André Baibich fala, em uma série de vídeos online, sobre a preparação brasileira para os Jogos do Rio, fazendo uma análise do momento de cada esporte e uma projeção do número de medalhas que eles podem conquistar para o Brasil.

No Pódio
- Todas as sextas-feiras, Débora Pradella apresenta, em uma coluna na edição impressa e em zerohora.com, entrevistas com atletas olímpicos e outros detalhes sobre a preparação do Brasil para receber um dos maiores eventos esportivos do mundo.

No Meio da Rede
- Em todos os finais de semana, o colunista Paulão do Vôlei conta suas experiências de campeão olímpico e faz uma reflexão sobre a preparação do Brasil, dentro e fora das instalações esportivas.

Prestação de contas

16 de janeiro de 2016 3

marta gleich

Pouco mais de um mês após o lançamento de alguns produtos digitais por ZH, compartilho com você a avaliação que os assinantes estão fazendo dessas novidades, e aproveito para contar o que vem por aí. Para lembrar:

ZH Tablet é a nova modalidade de assinatura, lançada em 1º de dezembro, em que você recebe a sua Zero Hora digital com um tablet de última geração, em uma embalagem exclusiva. Muito fácil de usar: basta ligar o aparelho e conectar-se à internet para ler o seu jornal. Os aplicativos de ZH já estão instalados.

Jornal Digital é o aplicativo lançado no dia 30 de novembro, com a nova versão para folhear a Zero Hora. É a mesma Zero Hora que você já está acostumado a ler no papel, em uma versão digital. Tem as mesmas seções (Notícias, Sua Vida, Esportes), os mesmos cadernos e colunistas. As páginas são iguais às da versão impressa, mas elas ganham interatividades (vídeos, galerias de foto e áudios), para clicar e ver na hora. Pode ser lida em tablets ou smartphones (basta baixar o aplicativo ZH Jornal Digital nas lojas da Apple ou do Google) ou no seu computador (no site zerohora.com/jornaldigital). O Jornal Digital tem duas edições por dia: uma liberada às 4h da manhã, que reproduz o jornal diário. E outra, a ZH Noite, liberada às 19h. Agora, de segunda a sexta-feira, o assinante tem duas, e não uma Zero Hora!

ZH Noite é uma segunda edição digital diária de Zero Hora, publicada às 19h de segunda a sexta-feira, com tudo o que aconteceu durante o dia, textos exclusivos de nossos colunistas e uma preparação para a noite que se inicia e para o dia seguinte, sempre com muitas interatividades.

Desde uma semana antes de seu lançamento, no período de pré-venda, a modalidade de assinatura ZH Tablet foi um enorme sucesso de vendas. As intenções de compra passaram muito de nossas previsões, o que acabou acarretando uma fila de espera. Atualmente, já normalizado, o prazo para entrega do tablet nessa modalidade é de cerca de 10 dias úteis. Para aqueles que receberam seu produto com atraso, peço desculpas, mas tenho certeza de que, com seu novo tablet em mãos, já estão aproveitando sua ZH.

Em versão beta, melhorada toda semana, o Jornal Digital é um novo aplicativo exclusivo. Lembro que, mesmo quem já tem o aplicativo de Zero Hora, precisa baixar este segundo aplicativo, “ZH Jornal Digital”, nas lojas do Google e da Apple. Temos leitores encantados com o novo produto, como Maria Tereza, que nos escreveu no dia 4 de janeiro, dizendo: “O acesso à ZH pelo tablet simplificou minha vida. Ótimo”. Ou Timóteo, no dia 30 de dezembro, que disse: “Sou assinante há muitos anos. É um dos aplicativos mais fáceis de usar”. Ou, ainda, João Carlos, no dia 2 de janeiro, que mandou: “Excelente experiência para a leitura da sua ZH”. Mas recebemos, também, críticas, como a de Téo, no dia 5 de dezembro, que disse: “Para baixar, ficou muito pesado e lento. O anterior era melhor, e a qualidade das imagens continua ruim”. Ou Leandro, no dia 14 de dezembro, que enviou: “Ainda dá para melhorar a navegação no jornal”.

Agradeço muito a todos os leitores que estão enviando suas opiniões. Para facilitar a sua avaliação, desde quarta-feira, colocamos, no topo do aplicativo, um convite para você responder a uma pesquisa, nos contando de sua experiência com o novo produto. A partir das suas sugestões, queremos melhorar ainda mais o Jornal Digital. Já estamos prevendo melhorias no tempo de download das edições, na experiência de navegação, na resolução das imagens, no zoom e no funcionamento dos passatempos, palavras cruzadas e sudoku. Se você utiliza o Jornal Digital e ainda não respondeu à pesquisa, dê sua opinião em zhora.co/PesquisaJornalDigital e nos ajude a tornar este produto ainda melhor. E, se ficou com alguma dúvida sobre as novidades digitais, acesse zhora.co/FAQZH.

Por que falamos sobre pessoas

26 de dezembro de 2015 0

carta_nilson

Ok, este foi o ano dos atentados, do debate sobre o impeachment e a cassação, da lama de Mariana, do… um estoque de notícias fortes, pesadas, densas a ponto de muita gente achar que 2015 é o ano que não terminou – ou de repetir a frase “acaba, 2015”.
Para ZH, este também foi o ano do menino pobre que virou músico, das pessoas que superaram doenças tidas como incuráveis, do casal que adotou uma filha após esperar cinco anos e de tantas histórias humanas que passaram por nossas páginas digitais e em papel.
Por que contar estas histórias? Vejo duas razões: porque uma única história representa várias. E porque histórias, nas suas singularidades, inspiram, emocionam, fazem pensar e provocam tantas outras reações que estão na raiz do fazer jornalismo.
– Histórias humanas, com rosto, permitem ao leitor se conectar emocionalmente. Diante de uma reportagem sobre mães que perderam os filhos, por exemplo, outras mães se sentiram amparadas e vieram a público compartilhar as suas dores. Perceberam que não estão sozinhas. Assim como não estão sozinhas as famílias que enfrentam uma doença ou encaram o preconceito: ao encontrarem em ZH histórias semelhantes, essas famílias ganham inspiração e força – diz o jornalista
Ticiano Osório, editor de Sua Vida, uma editoria que tem vida até no nome e que publicou muitas histórias em 2015.
Relembre algumas nesta página e receba, da equipe que forma a Redação de Zero Hora, o desejo de um ano novo cheio de boas histórias para contar.

ZH 23.08.2015 - Nasce uma mãeZH 12.06.2015 - Amor sem limites

ZH 26.04.2015 - Pela honra do paiZH 15.12.2015 - Uma festa para Lulu

Na espera do novo filme, ZH publica especial Star Wars

16 de dezembro de 2015 0

Sem título-1

Com ilustração de Gilmar Fraga, o 2º Caderno apresenta nesta quinta-feira uma edição especial sobre Star Wars. A reportagem mostra como o filme, de George Lucas, transformou a indústria do entretenimento desde a década de 70. A saga com a história da galáxia muito distante será contada filme a filme, além do suspense sobre o pouco que se sabe sobre o novo longa: “Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força”,  dirigido por J. J. Abrams.

E mais: um infográfico com os personagens, os planetas e os elementos que compõem o universo Star Wars e texto de dois fãs-especialistas.

Novos produtos para assinantes

12 de dezembro de 2015 0

marta gleich

Hoje tenho uma mensagem importante para você, assinante de Zero Hora. Estamos com dois produtos novos que talvez você ainda não tenha acessado. Quem conheceu está adorando, e por isso queria contar as novidades para quem ainda não viu.

O primeiro é o Jornal Digital. Sabe a edição impressa (Zero Hora para folhear, reproduzindo a mesma experiência que você tem no papel) que publicamos para ser lida no computador, no tablet ou no celular? Agora ela foi incrementada com dezenas de vídeos, galerias de fotos, links para conteúdos extras e áudios. É uma edição totalmente interativa.>Ou seja: você vai folheando o jornal e, a cada página, há algo a mais para clicar e explorar. Quer conhecer? Faça assim:

- Se você tem um celular ou tablet da Apple, um iPhone ou iPad, baixe o aplicativo “ZH Jornal Digital” na App Store. Se você tem um celular ou tablet com sistema Android, baixe o aplicativo “ZH Jornal Digital” na Google Play. Todo dia, a partir das 4h, a edição matinal de Zero Hora estará disponível para download.

- Se você quer ler no computador, acesse zerohora.com e, no canto superior direito, clique em “Edição Impressa”. Se nesse momento você não estiver logado com seu usuário de assinante e senha, precisará se logar, ou criar um cadastro, caso seja assinante e nunca tenha feito esse processo.

O segundo produto é ZH Noite. De segunda a sexta-feira, sempre às 19h, uma segunda edição de ZH é publicada pela redação para ser lida no tablet, no smartphone ou no computador. Ou seja: os assinantes recebem duas edições, e não uma, de ZH por dia. São 20 edições a mais por mês! Essa edição traz um resumo de tudo o que aconteceu de importante no dia, dicas para o que fazer à noite, um texto exclusivo de um de nossos colunistas, cruzadinhas extras e, novamente, muitos vídeos, galerias de fotos e links para conteúdos extras.

Para acessar, o caminho é o mesmo do Jornal Digital que descrevi acima.

Quem tem acesso a esses dois novos produtos?
1) Assinantes do papel de segunda a domingo.
2) Assinantes digitais.
3) Assinantes que compraram modalidades mistas (alguns dias papel, mais digital).

Acesse. Tenho certeza de que você vai gostar dos novos produtos.

Ibirapuitã celebra seus 28 anos com programação diversificada

02 de dezembro de 2015 0
Douglas Roehrs

Douglas Roehrs

As potencialidades econômicas e culturais de Ibirapuitã são destaque na 8ª edição da Ibirafest, que ocorre de 11 a 15 de dezembro. A festa, que celebra os 28 anos do município de pouco mais de quatro mil habitantes, terá como foco o agronegócio.

O prefeito da cidade, Clodoir Luciano Lago, acompanhado da rainha Letícia Guerra e das princesas Letícia Rigo e Emely Bergmann, apresentou as atrações do evento, que tem entrada gratuita. Para quem gosta de dançar, shows das bandas Misturadão, Karisma e Barbarella.

Para os tradicionalistas, o 27º Rodeio do CTG Seiva Pampeana promete animar o sábado (12/12) e o domingo (13/12).

Além disso, há espaço para a conscientização: será realizada uma apresentação teatral sobre racismo na segunda (14/12), às 15h30min.

— Vamos trabalhar esse tema durante a feira. A equipe de saúde do município já foi treinada — ressaltou o prefeito.

Você pode conferir a programação completa no site ibirapuita.rs.gov.br.