Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts do dia 27 fevereiro 2008

A arquitetura como não se vê

27 de fevereiro de 2008 1

Lisboa by Mascaro/Cristiano Mascaro
Cristiano Mascaro lança livro e abre exposição no Instituto Tomie Ohtake

São Paulo começa o ano com muuuitas atrações. Nesta quinta, dia 28, às 20 horas, será aberta a exposição Cristiano Mascaro _ Todos os olhares, no Instituto Tomie Ohtake, quando também será lançado o livro Desfeito e refeito, da BEĨ Editora, com 128 páginas (Bei é %22um pouco mais%22, em tupi!). É um pacote: a gravadora Anna Letycia e o artista plástico Dudi Maia Rosa também inauguram mostras individuais no Tomie, hoje à noite. Cinqüenta ampliações fotográficas selecionadas pelo crítico Agnaldo Farias e por Mascaro, com formação de arquiteto e repórter fotográfico, expõem o seu olhar multifacetado. Desde a década de 1980 o fotógrafo mira por nós pequenas cidades e metrópoles para traduzir cenários e personagens com uma visão própria, convertida em preto no branco.
– Ele é um mestre no que se refere à percepção da arquitetura como protagonista – avalia Agnaldo Farias.
Mas quem quiser levar a obra para casa tem também a alternativa do livro, Desfeito e refeito, novo volume da Coleção Educação do Olhar, com a obra de Cristiano Mascaro sob seu próprio olhar e uma reflexão sobre o seu ofício. 
Mascaro adianta que o título foi retirado de um ensaio do crítico literário Antonio Candido por representar, para ele, a essência da fotografia:
– Desfazer o confuso emaranhado da realidade e _ ao conceder perenidade ao instante impreciso e fugidio _ refazê-la melhor – diz Mascaro.
Com o suporte de entrevistas concedidas pelo fotógrafo, o livro acompanha sua formação, carreira e processo de criação. Versa também sobre a influência que nomes consagrados como o francês Cartier-Bresson, o húngaro André Kertész, o americano Ansel Adams e o chileno Sergio Larraín exerceram sobre seu trabalho. E um tema interessante: Mascaro discute as transformações impostas à fotografia contemporânea pelo rápido avanço das novas tecnologias. 
Bem, mais, só folheando o livro, patrocinado pelo Unibanco Private Bank. Ah, a coleção Educação do Olhar foi lançada em setembro de 2007 com os títulos Ricardo Legorreta: sonhos construídos e Oscar Niemeyer: uma arquitetura da sedução, a coleção tem uma proposta diferente dos livros convencionais. De formato diferenciado, os títulos propõem uma nova maneira de leitura, que obedece à visão do próprio retratado em relação à sua obra e influências. Cada volume é composto por dois cadernos, com textos e fotografias, que devem ser abertos simultaneamente. 
Serviço
O que – Exposição de fotografias e lançamento de livro (www.bei.com.br), neste 28 de fevereiro, às 20h
Onde – Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (entrada pela Rua Coropés), Pinheiros, São Paulo, (11) 2245 1900
Quando – Visitação até 4 de maio, de terça a domingo, das 11h às 20h

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora