Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2008

Telefonar é como beber

31 de março de 2008 2

Esse é o título de reportagem no Globaltech (página central) sobre a atenção ao dirigir que diz:
Celular reduz a concentração em 37%! É como se o cara estivesse borracho, como dizia o meu avô.
Claro que a conclusão é de uma pesquisa norte-americana.
Mas eu confesso que, mesmo se não houvesse a ameaça de levar uma multa, não dirigiria falando ao telefone. Eu simplesmente não consigo fazer essas duas atividades ao mesmo tempo. No trabalho, me desdobro, mas ao dirigir tenho que ser toda do carro. E nem quero ser diferente. Não tenho a mínima intenção de colocar vidas em risco por uma conversa.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

1º de abril

31 de março de 2008 1

Soluções para atualizar ambientes sociais, íntimos e a cobertura/Foto Carlos Edler, diagramação Ana Maria Benedetti
Casa&Cia desta semana traz, na reportagem de capa, a reforma integral de um apartamento de cobertura, projetada pela arquieta
Marione Tozzi. Matéria by Renata Maynart.
Aliás, a partir de hoje temos a equipe completa de Casa&Cia: Fernanda Duarte agora integra a troupe da revista, também conhecida como caderno, que uma vez por ano vira livro e outra, exposição.
Aguardem foto da equipe todinha. Em breve, neste endereço.

 

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Para mulheres e homens

31 de março de 2008 1

Gente, tem um depoimento meu no blog Toda Mulher.
Façam uma visitinha (tem o link aqui mesmo, à direita). Principalmente as mulheres.
Bjs

Ah, uma informação relevante: a pintura que ilustra o texto é uma obra que está até 6 de abril no Museu Ruth Schneider, em Passo Fundo. Depois vai passear em Pelotas, hospedada no Museu Leopoldo Gotuzzo, de 11 de abril a 1º de junho. E já esteve em Caxias e Santa Cruz do Sul! Trata-se do calendário da mostra itinerante ACERVO DO MARGS – Expressividade na arte brasileira.
É bacana porque leva peças relevantes do acervo do Museu de Arte do Rio Grande do Sul para o Interior. Fico imaginando o olhar das crianças que vêem pela primeira vez essas obras lindas. Quantas não poderão se interessar por arte/curtir apenas (já será muito) ou estudar quando baterem os olhinhos nesta mulher que foi cheia de salamaleques, imagino eu, mas de olhar atormentado? enigmático? Hein, gurias? O que vocês acham? Quem teria sido a dama de vestido verde? Uma atriz, quem sabe?

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Design, produto de exportação

29 de março de 2008 2

Salão Design mostrou de ponto de ônibus a cadeiras/Gilmar Gomes, Divulgação Movelsul

Quem ousaria dizer que hoje o móvel fabricado na Serra gaúcha não tem diferenciação entre si? A quantidade de empresas do setor moveleiro e a qualidade do seu produto cresce pelo caminho da formação de identidade. E ninguém nega o peso do design nas vendas externas de mobiliário brasileiro, como admite o presidente da 16ª Movelsul, Edson Pelicioli.

— As empresas estão preocupadas em definir seu produto de forma diferenciada para agregar valor — diz Pelicioli, ao explicar que, se vender apenas o que o cliente pede, a mercadoria já vem com preço definido e, agregando valor, consegue preço diferente para o seu produto.

Pelicioli observa que o Salão Design, setor cada vez mais valorizado na feira, distribui premiação de R$ 100 mil, entre os vencedores, nas categorias estudante, industrial e profissional, que são expostos já na edição do ano do concurso.

— Há 15 anos as empresas não tinham nem projetos e hoje há muita novidade, diz o gerente da unidade Todesmade da Todeschini, fonecedora de matéria-prima da indústria.

Maristela Cusin Longhi, presidente da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), aplaude a tendência:

— Cada vez mais o Brasil vai ter que trabalhar o design diferenciado para buscar reposicionamento de mercado, em função da busca por menores preços, com os países asiáticos com uma performance maior (no quesito preço). Ela reafirma: Tem que trabalhar no design arrojado e continuar crescendo nas exportações.

Exportações em 2007 – O RS teve crescimento de 6,8% em relação às exportações do ano anterior. No mesmo período de 2007 em relação a 2006, o Brasil cresceu apenas 2,7%. Isso demonstra a performance diferenciada e a capacidade de buscar alternativas.

Universo moveleiro – Há 260 empresas gaúchas  exportadoras, num volume de 2.300 empresas, gerando 33 mil empregos diretos. As exportações geraram 284 milhões de dólares em 2007no RS.

Desde 2005, ocorreram percalços devido à queda do preço do dólar, o que explica as quedas de resultado das exportações para os Estados Unidos. Mas o Rio Grande do Sul está fazendo prospecção de novos mercados e busca por um design mais arrojado para se sobrepor às barreiras. Maristela lembra da realização de outra feira realizada na Serra, além da Movelsul, destinada a produtos para as classes A e B, a Casa Brasil, %22a feira que veio para mostrar ao empreendedor que é possível trabalhar com produtos diferenciados%22.

Conheça a 16ª Movelsul em números:

Na edição anterior – US$ 250 milhões em negócios
Atual edição, encerrada sexta-feira –  estimativativa de US$ 270 milhões de negócios em decorrência da feira, fechados até 90 dias depois
Número de expositores – 430, com lista de espera para a próxima. Nesta Movelsul, a feira aumentou em parte de um pavilhão e mais outro pavilhão inteiro, num total de mais 7 mil metros quadrados adicionais
Área total – 57 mil metros quadrados de área parque de eventos Bento Gonçalves, com lista de espera para o próximo evento
Público de visitantes profissionais – 33,845 mil, de 57 países. O número significa aumento de 5% em relação ao público visitante de 2006

Ah, vejam em Zero Hora deste domingo, na página 20, editoria de Economia, uma reportagem sobre tendências, design e exportações. E, na próxima terça-feira, dia 1º, duas páginas sobre design: uma entrevista com a arquiteta Eulalia de Souza Anselmo e uma prova do Salão Design da Movelsul nas páginas 4 e 5 de Casa&Cia.

E aguardem: Outro dia mostrarei o hotel conhecido como Spa do Vinho, o Villa Europa, onde me hospedei a convite da Movelsul, no início da semana, no Vale dos Vinhedos.

Bom final de semana!

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Acender uma vela

29 de março de 2008 15

Modelito étnico ou perua mesmo?/Divulgação
Foi-se o tempo que as velas %22diferentes%22 eram as de igreja, as compriiidas e branquelas, aquelas de primeira comunhão, ou as do altar do cônego. A diversidade de formas, cores e estampas de velas hoje é tal, que não cabe mais numa prateleira.
Esta aí é da Izabel Guedes, www.velasbg.com.br,
Até acender uma vela para o santo não é mais a mesma coisa. Ainda resta o ritual de acender o pavio. Por enquanto. Daqui a pouco, a gente assopra a vela e a chama surge, para queimar só durante a reza. Ou a festa.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Saúde é isto

28 de março de 2008 0

Morram de vontade de estar lá!/Divulgação
Toni Backes, engenheiro agrônomo de Nova Petrópolis (tonibackes@royalnet.com.br), conta que, no sábado de manhã, estará no ar em pleno programa Vida & Saúde, da RBSTV. A entrevista feita na Serra sobre %27jardim vibracional%27 tem imagens da Escola Perau do Encanto, Jardim da Percepção e tal. 
Será preciso estar atento e forte às 8 da manhã, horário do programa. Mas vale a pena. Olhem o cenário.

 

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

De novo

26 de março de 2008 0

Lindo o Lounge Inverno, não?/Reprodução
Tal como na Mostra Casa&Cia 2007, BGarquitetura está no leme do ambiente do Donna Fashion Iguatemi 2008, que começa hoje. Com o uso das cores da moda no Lounge Iguatemi, a BGarquitetura criou a cenografia, sem falar na montagem de todo o evento. O escritório das arquitetas Cynthia Garcia e Mádia Santos Borges tomou doses de luz, combinadas a tecidos e a cores e obteve a misturra que define a ambientação dos lounges. Inspiradas nas estações do ano, foi criado para o Iguatemi o Lounge Inverno, um estar com dezenas de luminárias pendentes desenhadas pelas gurias da BG e confeccionadas pela LocStore.
Tem preto e branco, superfícies espelhadas e variações de violeta, berinjela e prateado. Que tal? Tri na moda. 

Postado por Eleone Prestes, do seu PC

Terça que vem

23 de março de 2008 0

Feliz Páscoa! De presente, a capa de Casa&Cia antecipada/Foto Fernando Gomes, diagramação Ana Maria
Zeeeero Hora! Esta é a capa de Casa&Cia da próxima semana.
O assunto? A reportagem de capa traz sugestões de uso do vidro.


 

Em tempo: O texto de apresentação desta edição tem uma pequena %22homenagem%22 à minha amiga Marisa Negrello. Num bate-papo com ela, entre modelitos e atualização de assuntos de mulher, conversamos acerca da palavra desvelar (de tirar o véu e tal). Achei tão linda e, como ela cabia para introduzir a matéria principal da edição, abri o texto com o termo. Obrigada pela inspiração, querida Marisa.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Sábado de Aleluia

22 de março de 2008 0

Espero que seja mesmo um sábado de aleluia, com as melhores memórias de infância afloradas. Lembro que morria de medo de apanhar com vara de marmelo, porque essa era a tradição do sábado antes do domingo de Páscoa, me diziam. Nunca vi a tal vara de marmelo em pessoa. Como quase todos os medos da infância, era fruto da imaginação ou do sadismo de quem me ameaçava. Mas há quem tenha saudades da vara de marmelo, mesmo a dita sendo encarregada de tirar a aleluia.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Imagem do outono

21 de março de 2008 0

Gostaram do cachecol? E é inspirado na música/Divulgação
Para marcar o início do outono, escolho esta imagem do desfile da DTA, marca mineira, com a linha inverno 2008 na passarela do Floripa Fashion Donna DC. Aproveito para dizer que no dia 26 tem Dona Fashion Iguatemi, em Porto Alegre, com patrocínio de Natura e C&A.

O modelo é o ator global Marco Antônio Gimenez. Sim, vocês conhecem o cara do quadro “Dança dos Famosos”, do Domingão do Faustão. Ele já participou de Malhação, como o personagem Urubu. Ah, e na novela Sete Pecados, que terminou em fevereiro, transformou-se em Vítor.
Bem, ballet, break, rock, movimento, atitude, arte e cultura influenciam a moda da estação, desencadeando um sportswear de luxo na passarela. Querem saber das cores? Neutras com pontos iluminados: tons sóbrios como off-white, caqui, variantes de cinzas, rosa-seco, preto e branco combinam com os lúdicos roxo-disco, pink e turquesa. 

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Renovação

19 de março de 2008 0

Fiz uma breve pesquisa na Internet para dizer a vocês que é Ano-Novo! Neste 20 de março entramos no 2008 astrológico, influenciado pela energia de Marte, o deus da guerra. O horário preciso é nesta quinta à noite, às 21h07, com a entrada do Sol no signo de Áries.
Quando o Sol começa sua jornada pelo primeiro signo do Zodíaco, é inaugurado o outono no hemisfério Sul. Escorpião, Leão, Aquário e Touro são os signos em destaque por todo 2008. Convém lembrar que teremos Escorpião, signo de mudança, em ascensão.
Que isso tudo signifique algo de positivo. Amém.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Capa de Casa&Cia desta Semana Santa

18 de março de 2008 0

Conforto, gosto apurado fazem a casa contemporânea /Foto Carlos Edler, diagramação Ana Maria Benedetti
A reportagem de capa traz um apartamento de uma mulher com dois filhos. (Na semana anterior, mostramos o de um homem.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Receita prometida

18 de março de 2008 0

Esta é a página 5 de Casa&Cia desta semana/Fotos Carlos Edler,diagramação Ana Maria Benedetti
Para não perder nadinha dos ovos que você irá usar para enfeitar a Páscoa sem ganhar nenhuma caloriazinha, segue a receita de farofa de claras, da Didoca Bortolini, famosa quituteira, conforme a querida Bia Zanchetta, a das velas e os quetais derivados, hoje em Casa&Cia. Já viram na página 5? Tem chamada de capa em Zero Hora! (Tá, vou dar uma barbada. Aí está a página.)
Bia diz que já experimentou com feijão e fica ótima a combinação. Ela lembra que é mais fácil empregar gemas em receitas, daí a preocupação em sugerir um uso para as claras dos ovos cujas cascas serão decoradas para a Páscoa com múltiplos %22recheios%22.

Bem, vamos aos ingredientes para a farofa de claras:

10 claras
óleo de cozinha
farinha de mandioca
orégano
e sal

Modo de fazer:

Fritar as claras aos poucos, em óleo bem quente, até ficarem bem torradinhas.
Acrescentar farinha de mandioca, orégano e sal.

Postado por Eleone Prestes, redação Zero Hora

Coisas de criança

17 de março de 2008 1

Valdir Ben
– Na idade em que estou não precisa querer muita coisa, eu gosto das pedras e dos meus netos…. Estes dias vi que meu neto tinha uma pedrinha dentro do bolso. Ele cata a pedra e esfrega na roupa, como eu fazia quando criança.

Esta simplicidade em olhar a vida provém de um escultor que encanta as pedras e as transforma em objetos complexos, com informações que aceitam convite para uma viagem estética ou pelo tempo. Quem escolhe é o espectador da obra de Bez Batti, que hoje inaugura exposição no Museu de Arte do Rio Grande do Sul:

– Isso a gente faz só por paixão mesmo, birra de criança. Preciso olhar o rio todos os dias, é meu combustível, o jeito que encontrei pra voltar à infância. Quanto mais passam os anos, mais guri eu fico. 

E adota a música para se expressar:
– Quando criança, no meu mundo secreto, eu cantarolava pra mim. E hoje vou montando a minha infância nas passagens da nona de Bethoven. No segundo ato me vejo correndo pro colégio, competindo com o petiço do vizinho. A quinta é meu pai batendo na porta atrás de mim. Shubert são os peixes descendo o rio, e Vivaldi é dia de geada, quando caminho sobre as pedras.

De resto, é preciso ver para entender. Essas declarações de Bez Batti fazem parte de entrevista da jornalista Cybelli, do Margs, gentilmente cedidas. 

 

Postado por Eleone Prestes, do seu PC

Quem não precisa dos anjos?

16 de março de 2008 3

Clara, lavando louça por deleite/Carlos Edler
Olhem para a Clarinha. Esta gracinha (Três ou quatro aninhos? Passou tão rápido, já vai pra escolinha!) renova nossas ilusões, como a visão de um anjo possível, não é mesmo? Pois ela lava louça às 7h da manhã. Sim, porque Clara acorda no horário em que os moradores do Nordeste são despertados pelo sol nascente com todo o gás que nós adultos temos somente lá pelas 11h da manhã, depois de academia e café preto. Não, ela mora aqui em Porto Alegre mesmo. É filha do fotógrafo Carlos Edler e da repórter Tatiana Cruz, o casal colega de jornal, ele de Casa&Cia e ela, da Economia, com várias incursões pelo caderno-revista.
Eu também adorava lavar louça quando era criança. Hoje não acho divertido lidar com um inimigo do esmalte das unhas e da saúde da coluna. Sem contar que encurta o tempo de atividades gratificantes, como ler e escrever. Com o amadurecimento, infelizmente passamos a ver os ofícios e as situações da vida com a devida dimensão. Bah, mas isso está ficando melancólico. Não era a idéia. Só queria dizer que esta foto matinal da Clarinha me encantou. Fico imaginando como será linda aos 15 anos, com esta boquinha (?) de atriz da Globo (aqui ela está ocultando os lábios, tipo envergonhada).  
Felicidades, querida.

Postado por Eleone Prestes, na solidão do seu PC