Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Livro conta a história do acidente com o Brasil

27 de outubro de 2009 28

Depois de meses de exaustivo trabalho, o livro “A noite que não acabou” está pronto. O projeto, idealizado e conduzido pelo fotógrafo Nauro Júnior, meu grande amigo, será lançado nas feiras do livro de Pelotas e Porto Alegre.

O livro conta, nas 300 páginas divididas em 8 capítulos, a história do acidente do dia 15 de janeiro, e vai da tragédia ocorrida com a delegação Xavante, até o último jogo do Brasil no Gauchão, contra o Novo Hamburgo.

É um livro-reportagem. Jornalismo, portanto. Buscamos em dezenas de entrevistas e em documentos, detalhar cada momento da viagem, do acidente, dos resgates, da preparação para o Gauchão, e de cada partida.

Eu escrevi seis capítulos, e o Nauro os outros dois. Além da coordenação, o Nauro também selecionou fotos que ilustrarão 16 páginas da obra. Depois de finalizar o texto, o jornalista Eduardo Lorea auxiliou na revisão e na edição. O prefácio é do genial Aldyr Garcia Schlee, que atuou também como nosso orientador e inspirador.

Abaixo, está o release com todas as informações. E no final, há um link para o convite dos lançamentos, com a capa do livro.

LIVRO CONTA A HISTÓRIA DE ACIDENTE COM A DELEGAÇÃO XAVANTE
“A noite que não acabou” será lançado nas feiras do livro de Pelotas e de Porto Alegre
 
O jornalista Eduardo Cecconi e o fotógrafo Nauro Júnior lançam nas feiras do livro de Pelotas e de Porto Alegre a obra “A noite que não acabou”. O livro-reportagem conta a história do acidente ocorrido com a delegação do Grêmio Esportivo Brasil, clube de futebol de Pelotas conhecido como Xavante, no dia 15 de janeiro de 2009.
 
Oito capítulos estão divididos em 300 páginas, que vão desde os bastidores da trágica viagem, até o final do Campeonato Gaúcho deste ano. Há ainda 16 páginas de fotos. No acidente, morreram os jogadores Claudio Milar e Régis, e o preparador de goleiros Giovani Guimarães.
 
O escritor Aldyr Garcia Schlee assina o prefácio. O lançamento, da Editora Livraria Mundial, de Pelotas, conta ainda com o projeto gráfico da Nativu Design, e a participação do jornalista Eduardo Lorea na revisão e na edição do texto.
 
Lançamento na Feira do Livro de Pelotas
Dia 31 de outubro (sábado),às 18h, na Praça Coronel Pedro Osório
 
Lançamento na Feira do Livro de Porto Alegre
Dia 04 de novembro (quarta-feira), às 17h30min, na Praça da Alfândega
 
Contatos dos autores
Eduardo Cecconi – eduardo.cecconi@rbsonline.com.br
Nauro Júnior – nauro@zerohora.com.br
 
Contato da editora Livraria Mundial
Editora Livraria Mundial – contato@livrariamundial.com.br / www.livrariamundial.com.br
 
TRECHO DO CAPÍTULO 3 – “CURVA”
A curva tem uma mureta metálica de proteção em sua margem externa. De dia, o guard rail mais parece o parapeito da janela onde se debruça uma coxilha logo à frente.
 
À direita da ondulação do relevo, há uma área cultivada com acácias para florestamento destinado à indústria de celulose. Recobre o morro a característica vegetação rasteira do pampa, com herbáceas variadas. Pouco à esquerda, mais abaixo, sobrevive uma pequena plantação de milho.
 
Da coxilha vultosa ao cúbito da curva faz-se um vale. Em qualquer dos pontos mais altos – na margem da estrada, ou no topo do morro – percebe-se a profundidade que tem em sua base fileiras quase simétricas formadas por um arbusto nativo chamado popularmente de vassoura.
 
O sol valoriza todas as cores do Paraíso. E torna até agradável o acesso da rodovia estadual em curva à direita inclinada até a federal. São nuances de todos os verdes misturados ao dourado da palha do milho e às singelas gotas de vermelho e amarelo das flores do campo adornando os arbustos.
 
Mas à noite a paleta de pintura confunde todas as tintas, que pela ausência de cores oferecem o preto como resultado. A coxilha desabitada une-se ao céu, que se compacta ao vale, e abraça a mata nativa, a plantação e as árvores exóticas. O inspirado quadro transforma-se em um paredão uniforme tão negro quanto a própria escuridão.

Convite para o lançamento do livro “A noite que não acabou”

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (28)

  • Márcio diz: 31 de outubro de 2009

    poderia me falar como faço pra encontrar o estande de lançamento do livro?abraços e parabens pela iniciativa estarei la na quarta.

  • PAULO BORGES diz: 3 de novembro de 2009

    comecei a ler domingo, por enquanto SENSASIONAL.quando terminar de ler amanhã ou depois vou mandálo para o Recife.abraços.

  • Gerson Schwonke – 100% Xavante diz: 27 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi! Estava ancioso para ler este livro. Com certeza, será um marco na hitória do Xavante, onde demonstraremos a nossa força na amizade que construiste aqui dentro. Vamos prestigiar com certeza! Até sábado!

  • manvitorgarcia diz: 3 de novembro de 2009

    parabem cecconi e seus amigos,bela obra,sou xavante,meu orgulho.

  • Luiz Alberto Oliveira diz: 29 de outubro de 2009

    Parabéns, amigo!
    Daremos um jeito de traze-lo para Curitiba.
    Grande abraço

  • Claudio Vanelli diz: 27 de outubro de 2009

    Que bela iniciativa,resta o consolo do momento inesquecível.
    Julio Brauner é o Clauião da Tottal,me escreva,é você???

  • Daniel diz: 31 de outubro de 2009

    Só pra registrar!!! parabens!!! deve ser um trabalho lindo!!! para um historia q teve um trecho triste… mas q tbm é linda… n sou xavante… mas isso tbm n importa…. a historia d amor d torcida por esse clube é incrivel!!! parabens

  • Brahm diz: 28 de outubro de 2009

    Mesmo sem ainda ter lido, certamente deve ser um trabalho primoroso dos meus amigos Cecconi e Naúro. Infelizmente estarei viajando no feriadão e perderei a tarde de autográfos na feira do livro :(

  • Paulo Roberto dos Santos de Aguiar diz: 28 de outubro de 2009

    Parabens para voce e toda a equipe que trabalhou para a execução deste livro, não poderei estar em nenhuma das feiras , nem em Pelotas e nem em poa , mas ja estou contatando com pessoas que estarão na feira para adquiram para mim, pois o xavante merece desse limão que foi o ano passado saia uma limonada , e esse livro , com certeza será essa limonada que iremos saborear. Lagrimas voltaram a cair mas isso faz parte e vamos guardar na estante e ler, reler inumeras vezes.

  • Paola Loewe diz: 27 de outubro de 2009

    Cecconi!!!!!!!! Parabéns!!!!!!! Não vejo a hora de ler. Tenho certeza do sucesso. agora vc vai pro topoooooo mesmo. Segundo lugar tá pouco pra ti :)))))

  • Corrêa diz: 28 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi pela iniciativa…Como todo Xavante também sou extremamente fanático por esse diferenciado clube de futebol do sul do brasil, não sei nem explicar este sentimento…Nunca imaginei que iria um dia ao estádio Bento Freitas para chorar como chorei no dia do velório no Gramado foi e é ainda muito dificil, mas a vida continuou e o Xavante tb estamos aos poucos nos reerguendo e essa obra foi maravilhosa para esse momento Estarei na fila para comprar na feira do livro em Pelotas….

  • Alexandre Maciel diz: 27 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi e Nauro. A história do acidente merecia essa atenção detalhada. E olha que ter Aldyr Schlee no prefácio não é pra qualquer um!
    Estarei em Porto Alegre no dia 31 e em Pelotas no dia 04 (só pra contrariar…). Mas comprarei a obra e vai ficar, depois de lido, na prateleira, ao lado dos Contos de Futebol do Schlee.

  • Marcelo diz: 28 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi, esse livro, sem dúvidas, faz a ligação que os torcedores de outros clubes tanto reclamam, a ligação entre o GEB e um torcedor que aprendeu a amar esse clube, Eduardo Cecconi. Apenas um xavante como tu poderia contar essa história tão trágica para a nação xavante. Obrigado.

  • Matheus Beltrame diz: 28 de outubro de 2009

    APESAR DE NÃO TER LIDO A OBRA LHE PARABENIZO PELO TRABALHO. SEI QUE ESTE É UM MOMENTO PRIVILEGIADO DA SUA CARREIRA POR PODER ESTAR LANÇANDO ESTE LIVRO, QUE FICA COMO MRACO NA HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL, MAIS ESPECIFICAMENTE DO ESPORTE. PELO QUE PERCEBI NO TRECHO DO CAPÍTULO TRÊS QUE PUBLICOU NO BLOG, A LINGUAGEM CHEGA A SER UM POUCO POÉTICA, O QUE CONTRIBUI PARA O REALÇE EM DETLAHES DO FATO. NESTE SENTIDO GOSTARIA QUE PUDESSE VIR A SANTA MARIA. QUEM SABE NA FEIRA DO LIVRO DO ANO QUE VEM.

  • Thiago Nunes diz: 27 de outubro de 2009

    Mesmo sendo de uma historia triste esse livro será um sucesso!!!

    Parabens pela iniciativa !

  • GIOVANI diz: 28 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi. É uma bela homenagem a nossos eternos ídolos.
    Abraço

  • Jacira Franco diz: 28 de outubro de 2009

    Parabéns Eduardo Cecconi, Nauro e todos que contribuiram para o livro.
    Será sucesso de vendas, estou ansiosa para ler e emocionada com a iniciativa.
    Parabéns e obrigada, abraços, e até o lançamento e dia de autógrafos.

  • rodrigo diz: 29 de outubro de 2009

    cecconi não vou poder estar no sabado na tarde de autografos mas poderei adquirir no domingo o livro na feira? abraço 100%XAVANTEE

  • gemada diz: 3 de novembro de 2009

    parabens pelo livro ja comprei o meu!!abrçs

  • Julio Brauner diz: 27 de outubro de 2009

    Estaremos aqui em Porto prestigiando este lançamento…

  • Saionara diz: 27 de outubro de 2009

    Vai vender muito. Comprarei,óbvio, mas confesso que será uma tarefa bastante difícil, pois ainda nos dói demais a tragédia e a perda de nossos ídolos. Mas nos orgulhamos de ter nossa estória escrita por 2 grandes jornalistas. Sucesso!!

  • tuiao diz: 27 de outubro de 2009

    Iremos comprar, com certeza será um best-seller da feira

  • Tiago Bündchen diz: 27 de outubro de 2009

    O livro será minha compra nesta feira do livro…

  • JCKJUNIOR_100%XAVANTE diz: 27 de outubro de 2009

    Parabéns Cecconi e Naro Junior pelo livro!

  • Thiago Perceu diz: 27 de outubro de 2009

    Estaremos lá prestiagiando os amigos.

  • Nilva Odete Barros Quintana diz: 31 de outubro de 2009

    Oi Cecconi ,parabéns pela iniciativa,apesar de reviver todo aquele pesadelo,Não sei se vou conseguir comprar na feira,gostaria de saber fora á feira onde posso comprar?

  • Gustavo diz: 28 de outubro de 2009

    parabéns aos autores pelo livro e desejo sucesso, sem dúvida, é uma tragédia que marcou os esportistas e toda comunidade gaúcha. Saudações grenás.

  • Gilberto Viola diz: 27 de outubro de 2009

    Estaremos la..

    Com certeza molharemos as paginas com lagrimas ao lê-lo!!

Envie seu Comentário