Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

E o laço continua

31 de janeiro de 2010 12

Como diz o título, e o laço continua. O Grupo 2 segue demolindo com o 1. Nesta quinta rodada, que não teve empates, todos os times do Grupo 2 venceram os do 1. Ninguém se salvou, um massacre – confirma com o 1 a 0 do Inter no Gre-Nal. Temos a seguinte disparidade agora.

– Os times do Grupo 1 seguem com 30 pontos somados. Em contrapartida, os do 2 saltaram para longínquos 84 pontos. São 26 vitórias e oito derrotas neste enfrentamento particular.

– O Grupo 2 marcou 92 gols e sofreu apenas 46 em cinco rodadas: saldo de 46 positivo. Assim, o Grupo 2 marcou o dobro de gols em relação ao 1. Nesta rodada, apenas Avenida (duas vezes) e Inter-SM marcaram pelo 1.

– O Pelotas, melhor ataque do Gauchão com 14 gols, soma nove pontos e está fora da zona de classificação. Juventude, último no G-4 do Grupo 1, marcou apenas seis vezes.

– Os quatro invictos do campeonato estão no Grupo 2: São Luiz, Inter, São José (13 pontos) e Veranópolis (12). Não é por acaso que ocupam o G-4. Mas correm o risco de, com belas campanhas, não classificarem.

– O G-4 do Grupo 1 tem Grêmio (dez), Novo Hamburgo (sete), Ypiranga (quatro) e Juventude (quatro). O quadro é o seguinte: mesmo com aproveitamento de rebaixado, é possível avançar ao mata-mata.

– Para figurar no G-4 do Grupo 1 é preciso 26% de aproveitamento. Para estar no do 2, tem que ter 73%.

– Líder do Grupo 1 com dez pontos, o Grêmio estaria fora da zona de classificação do 2. Na verdade, estaria em sexto lugar. O G-4 do Grupo 2 está em 12 pontos, enquanto do 1 segue em quatro – ou seja: diferença de oito pontos.

– Lanterna do Grupo 2, o Universidade figuararia no G-4 do Grupo 1, que tem os dois virgens do ano: Avenida e Porto Alegre. Ambos caminham de mãos dadas para a Segundona. Todos os integrantes do Grupo 2 classificariam no 1.

– O que fica evidente, é que o sistema atual vai levar este desequilíbrio para a fase seguinte. Times com desempenho para fugir do rebaixamento classificarão no Grupo 1 e enfrentarão na fase seguinte os melhores aproveitamentos do campeonato. Apesar de emocionante, está complicado. A culpa não é da FGF, pois os grupos foram sorteados – apenas as duplas Ave-Cruz, Ca-Ju e Gre-Nal são separadas de forma prévia.

– Quem vê seu time embalando no Grupo 2 já está pedindo pontos corridos no Gauchão.

Comentários (12)

  • ari diz: 31 de janeiro de 2010

    O problema passa pela Federacao, sim. A formula do gauchao, alem de ser uma copia, e esdruxula, nao razoavel. Se querem fazer uma tabela com dois grupos, que o facam numa disputa dentro do proprio grupo, saindo campeao e vice para um quadrangular final ou semifinal e final. Unicos clubes a serem cabecas de chave seriam Gremio e Inter, e a realidade. Os demais entram num sorteio para os dois grupos. Simples. Sem malabarismos. Razoavel. Nao compreendo como os clubes e a imprensa aceitam. nesta formula ha mais prejuizos do que ganhos.

  • Marcelo diz: 31 de janeiro de 2010

    Quem fez a fórmula foi a Federação, portanto a culpa é deles. Por que não simplificar e fazer um campeonato de dois turnos de pontos corridos??? Sempre inventam fórmulas loucas, o campeonato torna-se completamente injusto.

  • Tiago diz: 31 de janeiro de 2010

    Está claro que os grandes estaduais do Brasil precisam ser reformulados. Muita gente reclama que eles atrapalham os grandes clubes mas na verdade os maiores prejudicados são os pequenos. Não é à toa que poucos clubes permanecem initerruptamente na primeira divisão do gauchão durante muitos anos. O correto seria um campeonato mais longo para os times do interior, com as equipes da capital só comparecendo na fase final. Isso daria continuidade aos pequenos. Estão acabando com o futebol do Rio Grande e parece que ninguém vê.

  • Evandro diz: 31 de janeiro de 2010

    A fórmula é muito boa. Deu azar de times mais bem montados estarem numa das chaves. Mas escreve aí: E bem capaz de nos mata-matas os do grupo 1 eliminarem os do grupo 2. Ano passado o Ypiranga teve o mesmo aproveitamento do Grêmio no 1º turno, terminou em segundo (melhor time do interior na primeira metade do campeonato), mas pegou o Novo Hamburgo nas quartas de final. Quem classificou? NH, vencendo por 3 x 0 no Colosso da Lagoa. Ponto Corridos pra quêr Pra não ter nem emoção de mata-mata com os pequenos?

    A fórmula do Ari já foi testada em Gauchão e em outros estaduais e não empolgou. Qual o campeonato mais charmoso e que os pequenos mais surpreendem os grandes? O Carioca. E qual a fórmula do Carioca?

    Choradeira tem em todas as competições, vide Brasileirão por pontos corridos (aí sim pontos corridos é bom, só com time grande). Deixa os mata-matas pra Copa do Brasil e Estaduais, onde a disparidade é maior e é preciso essa emoção.

    Ou só querem ver os grandes (Gre-Nal) dispararem e os pequenos fazerem jus ao status de pequenos? O Caxias chegou a final do 2º Turno em 2009 porquê? Competência, Qualidade, Sorte e uma fórmula que ajuda. Só não ajudou o time contra o Inter dentro de campo, mas nem tudo pode ser perfeito… Além disso, a fórmula ajuda os mais fracos no início a se recuperarem na segunda metade da competição. Aguardemos os mata-matas. Emoção não faltará. E repito, aposto no Grupo 1 contra o 2 nos mata-matas.

  • andre diz: 1 de fevereiro de 2010

    Sem falar que é uma fórmula feita para a dupla grenal levar o título, pois o mata-mata é só um jogo, assim como a final, e como dificilmente os times do interior terminam na frente da duplinha na fase classificatória (pelo menos um dos dois grandes vai acabar em primeiro em seu grupo), os jogos decisivos são sempre em poa, onde é praticamente impossível um time do interior sair com a vitória!

  • Vitor Selbach diz: 1 de fevereiro de 2010

    Caro Ari… os grupos foram formados através de sorteio, portanto, a força do grupo 2 se deu por coincidencia. E sobre os times se enfrentarem dentro do grupo, isto acontece no segundo turno. Portanto, no final das contas, todo mundo enfrenta todo mundo e o melhor acaba sendo campeão. Particularmente acho esta a melhor formula dos ultimos tempos.

  • Lelio diz: 1 de fevereiro de 2010

    Não sei se já observaram; TODOS OS ANOS, na divisão dos grupos o INTER sempre é prejudicado, ficando pra disputar contra os times mais fortes. Porque isto acontece, hein? Será porque a Federação precisa estar SEMPRE provando que o seu Presidente não favorece o INTER ? E que para tanto necessita estar
    SEMPRE FERRANDO este clube ? SERÁ ???

  • Matheus diz: 1 de fevereiro de 2010

    injustiça!!!! estou revoltado!!! periga o meu galo ficar de fora e uma naba tipo ypiranga, inter sm ou esportivo se classificar por estar em um grupo infinitamente mais fraco???? pelamordedeus, alguém reveja essa fórmula, por isso o futebol do interior do rs não vai pra frente!!!!

  • Colorado diz: 1 de fevereiro de 2010

    Essa fórmula é irregular e prejudica os times e torcedores; mas, quando entraram no campeonato já sabiam como ela seria e havia essa possibilidade. Depois, um time de melhor qualidade perde o campeonato num jogo para um desses que seriam rebaixados na fórmula correta (dos pontos corridos) e nem vai poder reclamar. Ninguém mandou aceitarem essa fórmula!!! Quanto ao título do Entrevero – ‘E o laço continua…’ nos remete ao fre-NAL, onde o freguês eterno segue apanhando… claro que sempre por culpa da sorte, do juiz, do El Niño, da Previdência Social, da Providência Suprema, etc… um tricolino nunca admite que a derrota/empate sejam por sua ruindade, incompetência ou qualidades do adversário. Ainda bem!!! Enquanto os tricolinos mascaram sua incompetência e culpam outros por seus fracassos, o laço vai continuar… Dá-lhe INTER!!! Cada fre-NAL é uma sumanta de relho trançado nos tricolinos!!!

  • Pelotas Mais » Arquivo » Tiago Duarte marcou 3 e pediu a música no Fantástico diz: 1 de fevereiro de 2010

    [...] Confira a análise do campeonato até aqui no blog Entrevero, por Guilherme Mazui [...]

  • Frederico Zimmermann diz: 2 de fevereiro de 2010

    Eu até gosto dessa fórmula… é tiro curto, mas tem a emoção dos mata-matas, mas o único ponto que merece ser discutido, e MODIFICADO, é os melhores classificados mandarem seus jogos no mata-mata… acho que assim sempre favorecerá a dupla grenal, o mais justo seria sortear os mandantes, porque aí sim os clubes pequenos teriam alguma chance de ganharem pelo menos um turno no gauchão… já o campeonato, é quase impossível na atual fórmula.

  • rodrigo diz: 2 de fevereiro de 2010

    a formula é boa só não as finais em jogo único, é melhor classificar 2 por chave e ter ida e volta do que só um jogo, quem ficar em quarto lugar será campeão do turno sem jogar 1 unica partida em casa nas finais é muito errado com o campeonato e com o torcedor que pra ver seu time terá sempre de estar gastando e viajando.

Envie seu Comentário