Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A vaga na Série D de mão em mão

25 de abril de 2012 2

O Veranópolis desistiu da Série D do Brasileiro. Campeão do Interior, não conseguiu os R$ 600 mil que buscava para tentar o voo nacional. Uma pena, pois o VEC conquistou a vaga no campo, animou sua comunidade. No entanto, o clube se destacou nas últimas duas décadas por trabalhos responsáveis. Fica difícil criticar uma equipe que há 20 anos disputa a primeira divisão do Gauchão, fechando o departamento de futebol após o campeonato. A diretoria optou por não sacrificar as finanças.

Assim, a vaga no momento pertence ao Novo Hamburgo. Segundo o jornal NH, a FGF deu até as 18h de sexta-feira para o Anilado se pronunciar. Na conversa que tive com o diretor-executivo Maurício Andrade, ele deixou bem claro a dificuldade em levantar recursos para montar um novo time, já que o Noia dispensou a equipe do Gauchão. A corrida agora é para encontrar quem banque a disputa da Série D.

Como o Novo Hamburgo tem menos de 48 horas para se estruturar e dar uma respota a FGF, já existe a sequência da fila para a vaga. Pela classificação geral passará para o São José. Segundo o NH, o Zequinha vai abrir mão do posto, que cairá no colo do Pelotas. O Lobão teria interesse em disputar o torneio, que já terá a presença do rival Brasil de Pelotas. É esperar e ver o destino da vaga na Série D.

Comentários (2)

  • Junior Andre Hofmeister diz: 27 de abril de 2012

    Ops!

    Ao defender o fim da Série D, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol tem citado, de forma recorrente, Inter-SM e Esportivo.

    Francisco Novelletto Neto “lembra” que os dois clubes caíram para a segundona estadual após se aventurarem – e acumularem prejuízos – na quarta divisão.

    Porém, Esportivo e Inter-SM nunca disputaram a Série D, que chega à quarta edição. Os representantes gaúchos até agora foram Pelotas, São José (ambos em 2009 e 2010), Ypiranga (2009), Cruzeiro, Cerâmica e Juventude (os três em 2010). Nenhum deles foi rebaixado no Estadual seguinte.

    Aos fatos

    Inter-SM e Esportivo, na verdade, disputaram a Série C, quando esta era a última divisão nacional – exatamente no formato que Novelletto defende retomar.

    A participação do Esportivo foi em 2007, quando chegou entre os 16 melhores. Não foi rebaixado no Gauchão em 2008, nem em 2009. A queda só aconteceu em 2010, o que torna questionável vinculá-la à campanha na Série C três temporadas antes.

    Já o Inter-SM jogou a Série C em 2008, sendo eliminado na primeira fase. Sua queda no Gauchão também só ocorreu três anos depois, em 2011.

  • Mauro Douglas diz: 28 de abril de 2012

    O sr. Francisco Noveletto cometeu um erro terrível, ao citar Inter-SM, Esportivo e BRASIL-PEL, pelos seguintes motivos: O primeiro, citado pelo comentário do Junior Hofmeister, e o segundo, que ele não falou, é que, o BRASIL só caiu, por causa do fatídico acidente, que vitimou três pessoas, e acabou com o grupo XAVANTE, para a disputa daquele Gauchão. Não foi por ter participado da série C, no caso, onde por sinal, o BRASIL estava a tempos mordendo a vaga para a série B. O que o sr. Noveletto não falou, é que OBRIGOU o XAVANTE a jogar todo o Gauchão daquele ano A CADA 48 HORAS. O que não foi feito pela nossa FGF, que deveria defender e apoiar os nossos clubes, é que naquele ano, ou não haveria rebaixamento, rebaixando no ano seguinte 4 equipes, ou, simplesmente, o BRASIL estaria imune do rebaixamento, ou ainda, poderia haver somente 1 rebaixado naquele ano, e 3 no ano seguinte. Mas, em nenhum momento a FGF cogitou isso. Simplesmente obrigou o BRASIL a jogar. E, sendo assim, jogando a cada 48hs., o provável aconteceu. O REBAIXAMENTO XAVANTE, que por sinal estava com um grupo para ir para as cabeças no campeonato. Ou seja,o rebaixamento XAVANTE não ocorreu por participar da série C, pois ha anos o Brasil vinha participando, e chegando perto do acesso, viajando todo o Brasil. O rebaixamento ocorreu porque a federação, que deveria ajudar os clubes, simplesmente OBRIGOUO BRASIL A JOGAR A CADA 48 hs., tendo um grupo totalmente novo, e sem tempo de treinamento. Obrigado sr. NOVELETTO. TODA A NAÇÃO XAVANTE LHE AGRADECE POR ISSO. Para de falar bobagens, e ajuda mais os clubes filiados, principalmente do interior, pois a dupla não precisa tanto do seu auxílio.

Envie seu Comentário