Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Clubes pressionam para começar séries C e D

06 de junho de 2012 0

Essa matéria está no site da Zero Hora, fiz na tarde desta quarta-feira.

Reunidos em Florianópolis-SC, dirigentes dos clubes gaúchos, catarinenses, paranaenses e paulistas confirmados nas chaves A07 e A08 na Série D do Campeonato Brasileiro tentam pressionar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para começar a competição no final de semana de 16 e 17 de junho.

Eles redigiram um documento que será entregue no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) apontando os problemas que tem enfrentado com o atraso e a indefinição sobre o campeonato, que deveria ter iniciado no dia 3.

Segundo o presidente do Juventude, Raimundo Demore, entre as questões levantadas pelos demais dirigentes, estão os prejuízos financeiros por não haver jogos, a possível desistência de patrocinadores, a desmotivação de atletas e torcida.

— Tem também o nosso prejuízo moral, que acabamos sendo desqualificados e mostrados como bagunceiros. Não é possível ter 60 clubes parados — lamentou.

Demore diz que o clube tem orçamento de R$ 10 milhões para todo 2012, valor que considera alto. O Juventude aposta as fichas do ano no acesso à Série C de 2013.

Também confirmado na competição, o Cerâmica afirma já estar tendo prejuízos. O clube tem folha salarial mensal de R$ 150 mil. Para manter os atletas trabalhando, investe em amistosos. 

— O que incomoda mesmo é essa indefinição. Ninguém fala oficialmente sobre o início do campeonato _ aponta o presidente Décio Becker.

Série C

Assim como a Série D, clubes da Série C realizaram uma reunião no Rio de Janeiro. O encontro encaminhou uma solicitação e uma visita à CBF, com objetivo de resolver as questões jurídicas do campeonato para que possa ser iniciado imediatamente. A falta de informações a respeito do começo do campeonato deixam temerosos dirigentes de Caxias e Brasil-PE (este último ainda aguardando definição judicial para ser confirmado no campeonato).

Com investimento de R$ 400 mil mensais na folha salarial mensal de atletas e comissão técnica, o Caxias se mostra bastante incomodado com a situação. Segundo o diretor de futebol Marcus Vinícius Caberlon, o clube já tem prejuízos financeiros, que podem ser maiores se permanecer a situação indefinida. O time viaja para o Mato Grosso onde disputará um torneio preparatório para a Série C nos próximos dias.

— Tínhamos já agendado um jogo para ser transmitido pelo Sportv, com patrocinadores e agora não sabemos o que pode ocorrer — comentou.

Pivô de um dos imbróglios que impedem o começo das competições, o Brasil-PE protocolou no STJD uma petição solicitando o início da Série C. De acordo com o presidente Ricardo Fonseca, o clube inchou o plantel para disputar a competição nacional e também a Divisão de Acesso gaúcha e começa a sentir os impactos dos gastos de mais de R$ 300 mil por mês no futebol.

— Só queremos jogar o campeonato — disse.

CBF e FGF

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) afirmou não ter qualquer informação sobre o início das competições.

A CBF informou, por meio da assessoria de imprensa, que está impedida de iniciar os campeonatos em razão da decisão do STJD de suspender as competições. Não há previsão sequer para definição da situação jurídica.

Envie seu Comentário