Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Passo Fundo vence Esportivo e garante vaga na elite do futebol gaúcho em 2013

22 de julho de 2012 2

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Após quatro meses de peleia na Divisão de Acesso, o Passo Fundo garantiu ontem o retorno à elite do futebol gaúcho, após seis anos. No Estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, a equipe do norte do Estado venceu o Esportivo por 1 a 0. Após o jogo, a festa foi das duas torcidas, já que o Esportivo havia conseguido com uma rodada de antecedência a vaga no Gauchão 2012. 

O Esportivo entrou em campo ainda de ressaca. Os festejos pelo acesso perduraram até sexta-feira. Além disso, o técnico Luiz Carlos Winck mandou a campo um time bem diferente daquele que liderou com folga as duas fases anteriores. Além das suspensões, alguns titulares foram poupados para as finais da divisão de acesso, que começam na quarta-feira. 

Mesmo assim, o Passo Fundo teve dificuldades. Sem o veterano Sandro Sotilli, que aos 38 anos liderou a equipe na fase final, e o meia Diego Miranda, destaque durante todo o campeonato, o time do técnico Ricardo Attolini não conseguia criar chances de gol. Sobraram passes errados.

O gol da vitória saiu somente no segundo tempo. Após cruzamento na área, o grandalhão zagueiro Glauber escorou para as redes. O drama continuou. Além de segurar o Esportivo, o Passo Fundo tinha que torcer para que o Guarany-Cam não goleasse o União-FW, no Estádio Vermelhão da Colina – Guarany e Passo Fundo tinham o mesmo número de pontos, com diferença apenas no saldo de gols. 

Como a partida de Frederico Westphalen terminou alguns minutos antes, a festa dos torcedores do Passo Fundo iniciou ainda com o jogo em andamento. A explosão veio após o apito final, quando uma carreata pintou as ruas de Passo Fundo de verde, vermelho e branco. A chegada do time ao Estádio Vermelhão da Serra também teve presença da torcida.

Passo Fundo e Esportivo voltam a se enfrentar na quarta-feira, no Vermelhão da Serra. A final da Divisão de Acesso será no domingo, na Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, já que o Esportivo teve melhor campanha durante a competição.

Guarany-Cam esteve durante todo o primeiro tempo com a vaga garantida 

No Estádio Vermelhão da Colina, em Frederico Westphalen, o Guarany-Cam venceu o União-FW por 2 a 1. O time de Camaquã iniciou avassalador, abrindo 2 a 0 ainda no primeiro tempo, com gols de Fábio e Carlinhos. Até parte da segunda etapa, o Guarany-CM estava levando a vaga no Gauchão 2012. Mas o gol do Passo Fundo, em Bento Gonçalves, forçou a equipe a abrir 3 a 0, em função do saldo. As esperanças acabaram quando o zagueiro Fábio acabou marcou, contra, o gol do União-FW. 

A experiência valeu

Faltando duas rodadas para o término do quadrangular final da Divisão de Acesso, o Passo Fundo somava apenas dois pontos. Na reta final, valeu a experiência que a direção buscou ao montar um elenco com rodagem pelo futebol gaúcho. Confira alguns dos destaques:

O técnico

Ricardo Attolini não chega a ser um figurão do interior, como Beto Almeida ou Paulo Porto. Mas sabe montar bons times. Foi destaque no Ypiranga, de Erechim, onde trabalhou nos anos de 2006 e 2007, ajudando a montar a base da equipe que, em 2008, conseguiu o acesso para a Série A do Gauchão. Além disso, conhece a história do Passo Fundo. Jogou por seis anos no clube tendo, inclusive, encerrado a carreira de jogador – foi zagueiro e volante – no Vermelhão da Serra. 

O veterano

Há décadas Sandro Sotilli é tratado com pompa no interior do Estado. Maior artilheiro do Campeonato Gaúcho em atividade, o veterano centroavante chegou ao clube após uma passagem sem brilho pelo São Luiz, de Ijuí, onde disputou o Gauchão 2012. Correu como garoto e foi o destaque do time nas fases finais. Além de matador, é tido como “bom de grupo” por onde passa, aconselhando os mais jovens. 

Os habilidosos

Diego Miranda, meia-esquerda, arrancou suspiros da torcida durante o campeonato. Habilidoso e de bom passe, foi o centro técnico do time. Mais à frente, o atacante Guto também foi destaque. Jogador de movimentação, de bom drible e bom finalizador, foi um dos artilheiros do time, ao lado de Sotilli. 

Outros rodados

Acostumado a trilhar as laterais direita e, por vezes, esquerda do Beira Rio no final da década de 90, o lateral direito Barão também participou da campanha do Passo Fundo. Na reta final esteve lesionado, mas foi substituído por Fininho, que também já havia conseguido um acesso na carreira, pelo Avenida, de Santa Cruz. Os meia Jean Paulo e Fabiano Diniz, também com passagem pelo Inter, são outros destaques. 

Equipe havia vencido apenas um jogo fora

No Vermelhão da Serra, o Passo fundo jogou 15 vezes nesta Divisão de Acesso. Venceu 15 partidas e empatou três. Em contrapartida, longe de casa cada jogo era um drama. Antes de vencer o Esportivo, a equipe só havia ganhado do Brasil de Pelotas, no Bento Freitas.

Comentários (2)

  • Leandro diz: 23 de julho de 2012

    Gostaria que fosse averiguado essa situação do jogo de hoje entre Esportivo e Passo Fundo! Com todo respeito, mas o presidente do Esportivo passou todo o campeonato criticando de uma forma ridícula o Guarany de Camaquã, falou mal do clube, estrutura, da cidade…
    E hoje no jogo entre Guarany e União, conforme foi dito por um jogador do Guarany, haviam dirigentes do Esportivo no jogo, passando informações de como estava a partida.
    Aí o Esportivo entra com um time misto, sem contar que o jogo entre Esportivo e PF começou com mais de 15 minutos de atraso em relação a União x Guarany. E na hora do intervalo, outro atraso imenso pra volta de PF e Esportivo a campo…
    espero que a FGF tome alguma atitude em relação a tudo isso, pois o Esportivo garantiu no campo sua classificação, e não precisava fazer tudo isso que fez para prejudicar outra equipe que estava lutando pra chegar a primeira divisão também.

  • Pablo diz: 23 de julho de 2012

    Jogo Arrumado!!! Classificação Arrumada!!!

    Alguém vai investigar o porquê dos 15 minutos de atraso do Passo Fundo para o Segundo Tempo? estavam negociando a classificação.

    O Passo Fundo não tem nada com isso, pois a briga era do Esportivo contra as comunidades de Camaquã e Frederico Westphalen e tudo ficou bem claro nas últimas declarações. Agora, o que mais envergonha o futebol gaúcho são estes acontecimentos e o que me enoja e saber que alguns ainda se têm por profissionais.

Envie seu Comentário