Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Juventude vence o Cianorte por 3 a 1 e garante vantagem para segundo duelo das oitavas de final da Série D

02 de setembro de 2012 0

Por Maurício Reolon

No primeiro jogo das oitavas de final da Série D, o Juventude fez valer o fator local e derrotou o até então invicto Cianorte por 3 a 1. Alex Telles, de falta, e Zulu, em duas oportunidades, marcaram os gols do time do técnico Lisca.

Com o resultado, a equipe alviverde pode até perder por um gol de diferença no próximo domingo, em Cianorte, na partida de volta. Alan, que recebeu o terceiro cartão amarelo, será desfalque.

Em um início equilibrado, a qualidade na bola parada fez a diferença. Aos 11, Alex Telles cobrou falta com perfeição, no ângulo, e abriu o placar.

Com o gol, o time alviverde estabeleceu o domínio da partida. Se impondo quase sempre na velocidade, João Henrique e Alan infernizaram a defesa paranaense. Aos 32, João ganhou da defesa na direita e cruzou para o meio. A zaga afastou antes que o ataque do Ju empurrasse para o gol.

Mesmo com a superioridade em campo, o time de Lisca não conseguiu ampliar o placar. E foi punido por uma desatenção.

Após cobrança de falta da intermediária, o Cianorte empatou com Alexandre Luz, de cabeça, aos 46 minutos.

Só que a resposta foi rápida. E também na bola parada. Em lance polêmico, João Henrique foi puxado muito perto da linha da área. A reclamação de pênalti não mudou a posição do árbitro, que marcou falta pelo lado esquerdo. Alex Telles cobrou em direção a marca do pênalti e Zulu desviou de pé esquerdo para colocar novamente o Ju na frente do placar: 2 a 1.

Na segunda etapa, o Juventude voltou no mesmo ritmo. Mesmo assim, o Cianorte assustou logo no início, após falha de Follmann, que saiu errado. Bressan salvou em cima da linha.

Aos 13 minutos, a principal arma do Ju na partida voltou a funcionar. Nem conseguiu grande lançamento para o atacante João Henrique. Na velocidade, ele passou por Tiago Silva e chutou cruzado. Bem colocado, Zulu só escorou: 3 a 1.

O Cianorte chegou a pressionar, mas o zagueiro Diogo e o goleiro Follmann, em grande defesa, salvaram o Juventude. Em contrapartida, o time de Lisca também perdeu chances de ampliar, com Alan, em  três oportunidades, dos 34 aos 37 minutos.
No final, o resultado ficou mesmo em 3 a 1. Justo para quem foi superior durante quase todo o tempo. Para a vaga nas quartas de final, faltam mais 90 minutos no interior paranaense.

Envie seu Comentário