clicRBS
Nova busca - outros
03 ago11:19

Acadêmicos desenvolvem robô com inteligência artificial


Um  trabalho feito por acadêmicos do curso de Ciência da Computação da URI-Campus de Erechim, chamou atenção dos professores e  alunos. Dentro da disciplina de Inteligência Artificial, um grupo construiu um robô com técnicas de Lógica Fuzzy ou Lógica Nebulosa. Desenvolvido pelos acadêmicos Saulo Madalozzo, Jean Esperança, Tiago Vial e Julior Martelli, o robô  não é controlado por nenhuma pessoa e toma decisões baseado na própria percepção do ambiente.

Algoritmos de Lógica Fuzzy são amplamente utilizados em muitos aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos. Aparelhos de ar condicionado usam estas técnicas para evitar grandes variações de temperatura e economizar energia, assim como máquinas de lavar roupa que também utilizam as mesmas técnicas para usar somente a quantidade de água necessária para a quantidade de roupas a serem lavadas. Também são usados no Metrô de Sendai, no Japão, tornando-o mais preciso e confortável nas acelerações e frenagens. Muitos carros igualmente fazem uso dessas tecnologias embarcadas, utilizando-as em freios ABS, controle de injeção eletrônica e câmbios automáticos.


O robô desenvolvido é autônomo, ou seja, não é controlado por nenhuma pessoa e toma decisões baseado na própria percepção do ambiente. Tem o objetivo de seguir sempre na direção que estava apontando quando é ligado, também não colidindo em paredes ou obstáculos.


O “cérebro” do robô é composto por uma placa chamada Arduino Mega, que é um mini-computador programado usando linguagem C++ (linguagem de programação amplamente usada para esse fim). Conectado a esta placa principal há outra placa que controla os motores, uma bússola digital que informa ao robô a direção atual dele e dois sensores de infravermelho que informam a distância até os obstáculos à frente.


Por

Comentários