clicRBS
Nova busca - outros

Chuva

02 out05:45

Domingo deve ser de tempo nublado e chuvas isoladas em Erechim


O domingo ainda começa com chuva fraca no norte, noroeste e nordeste do Estado, mas no decorrer do dia ocorrem períodos de melhoria. Em Erechim, o tempo será nublado, com chuvas isoladas ao longo do dia. Máxima deve ser de 25°C e mínima de 17°C.

No oeste e na Campanha, o sol aparece pela manhã. Já o sul, fica sob a influência dos ventos úmidos do mar que deixam grande quantidade de nuvens no céu. Na Serra, a previsão é de chuva fraca pela manhã, com períodos de melhoria a partir da tarde.

CLICTEMPO

Comente aqui
01 out17:44

Fotos: Final de semana inicia com chuva em Erechim

Marielise Ferreira | marielise.ferreira@zerohora.com.br


A chuva forte começou ainda na madrugada de sábado em Erechim, mas até o começo da manhã não havia relato de estragos provocados pelo temporal. O vento forte torceu guarda-chuvas e virou as copas das árvores.



>> Tem fotos da chuva em Erechim? Envie para participe@clicrbserechim.com.br!

Comente aqui
01 out08:42

Previsão de temporais para este sábado

ZERO HORA


A frente fria que causou estragos na sexta-feira no Rio Grande do Sul avança neste sábado e deve causar temporais e novos transtornos na Metade Norte.

O sábado fica com tempo encoberto e chuva ao longo do dia em praticamente todo o Estado. O dia ainda tem temporais com rajadas de vento de até 70 km/h.


No decorrer da tarde, o vento enfraquecem e a intensidade da chuva diminui. A grande quantidade de nuvens não deixa a temperatura subir e a temperatura máxima fica menor do que nos últimos dias. Os ventos e a alta umidade deixam a sensação térmica ainda mais baixa.


O tempo só deve começar a estabilizar entre a tarde e a noite de domingo, primeiro na fronteira com o Uruguai e depois do Centro para o norte do Estado.



Comente aqui
19 set06:57

Previsão para esta segunda é de chuva na metade norte do Estado


A frente fria que está sobre o Rio Grande do Sul mantém o tempo instável nesta segunda-feira. O dia amanhece com mínimas na casa dos 15°C entre o Noroeste e o Leste e dos 12°C na região de Fronteira com o Uruguai. Em Erechim, a mínima será de cerca de 15°C.

No decorrer do dia o tempo permanece fechado e com chuvas na metade norte do Estado. Durante a manhã, pode chover forte no Noroeste e nas Missões. Mas à tarde as chuvas mais intensas ocorrem na região metropolitana de Porto Alegre e no Litoral Norte.

Porém, à noite as instabilidades intensificam e temporais podem atingem o Alto Uruguai e o Planalto, acompanhados de ventos de até 70 Km/h e muitas trovoadas.

Na Metade Sul uma massa de ar frio, além de baixar as temperaturas, deixa o tempo sem chuva, porém com muita nebulosidade. As temperaturas máximas ficam próximas dos 24°C entre o Noroeste e no ato Uruguai, e abaixo dos 20°C entre a Fronteira Oeste e o Sul.

CENTRAL DE METEOROLOGIA DA RBS

Comente aqui
05 set15:26

Excesso de chuva prejudica cultivo de canola e trigo

Rogério Kerber| rogerio.kerber@rbstv.com.br


A umidade está prejudicando as culturas  de trigo e canola. Segundo a central de meteorologia da Cotrel, em agosto do ano passado choveu apenas 30 milímetros na região.  Neste ano, no mesmo período foram 190 milímetros.  Em uma das lavouras, a produção de canola começou há três anos. São 12 hectares dedicados à cultura. Na primeira safra, o agricultor colheu cerca de 16 sacas por hectare. Este ano, a expectativa era aumentar o número para 25 sacas por hectares.



Na região, são 1,1 mil hectares de canola, plantados em sete municípios. Ainda que a expectativa de produtividade seja boa,  o que preocupa os agricultores é o excesso de chuva dos últimos dias. A geada dos últimos dias, associada ao grande volume de chuva pode provocar grandes quebras na produção.


- A vagem vai acabar caindo e a produção se perdendo – fala o agricultor Lucas Scariot.


Com o trigo, o problema não é o frio. Ma sim o volume de chuva na fase de crescimento. A planta poderia estar 10 centímetros maior.


- Estamos muito preocupados porque são muitos dias nublados e a folha sempre molhada. O ataque de doença com certeza vai ser bem maior – diz o técnico em agropecuária, Gilmar Centenaro. Nos 52 municípios atendidos pela Emater regional foram plantados neste ano, 62 mil hectares de trigo.


Confira a matéria de Rogério Kerber:


Comente aqui
30 ago09:59

Chuva não dá trégua no Alto Uruguai

Zero Hora

As nuvens ainda estão carregadas sobre o norte do Rio Grande do Sul, região de divisa com Santa Catarina, onde ainda há potencial para temporais até o final da manhã desta terça-feira. Nas demais áreas do Estado o tempo encontra-se encoberto e com chuva fraca. Apenas nos extremos Oeste e Sul o sol predomina desde cedo.

Nesta madrugada, Lagoa Vermelha e Frederico Westphalen, ambas no Norte, registraram acumulados de 38 e 28 milímetros, respectivamente. Em Palmeira das Missões, no Noroeste, choveu 35 mm da meia-noite às 6h.


Como está o tempo em sua cidade? Envie fotos:participe@clicrbserechim.com.br.


Com relação aos ventos, a rajada mais forte desta madrugada foi registrada em Lagoa Vermelha, onde a estação meteorológica marcou 88 km/h. No domingo, em Caçapava do Sul, na Campanha, a força do vento chegou a 97 km/h, enquanto ontem, por volta de 16h, Vacaria teve 90 km/h.


A diferença nas temperaturas entre regiões também aparece com destaque na manhã desta terça. Segundo a Somar Meteorologia, em Frederico Westphalen os termômetros atingiram 18,7ºC. Já em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, fez 7ºC, com sensação térmica de 2ºC.


O frio deve voltar com força ao Rio Grande do Sul a partir da metade da tarde de hoje, quando a massa de ar polar se intensifica. Para quarta-feira, são previstas mínimas na casa dos 5ºC, destaca o meteorologista da Somar, Celso Oliveira.

Comente aqui
25 ago10:20

Quinta-feira chuvosa no Alto Uruguai

Zero Hora

A quinta-feira trouxe novas mudanças no tempo no Rio Grande do Sul. Uma frente fria é responsável por muita nebulosidade sobre o Estado, além de pancadas de chuva e trovoadas. A chuva, de intensidades entre fraca e moderada, atinge boa parte da Metade Sul, a Região Metropolitana de Porto Alegre e parte da Serra, de acordo com informações de radares, estações meteorológicas e sistemas de detecção de descargas elétricas apuradas pela Somar meteorologia.

Além da chuva, a frente fria poderá provocar vendavais entre o norte e leste gaúcho, com rajadas de vento chegando a 90km/h. Às 6h15min, a estação meteorológica da RBS registrou uma rajada de 43km/h em Passo Fundo.


Por conta da nebulosidade, as temperaturas não devem subir muito mesmo durante a tarde, e as máximas hoje ficam abaixo de 18ºC na maior parte do Estado. Como a frente fria deve avançar rapidamente, no fim do dia a previsão é de que o tempo já comece a abrir.



Comente aqui
19 ago15:37

Depois do temporal, preocupação dos agricultores é com árvores que caíram


Além das perdas econômicas, principalmente para os produtores de leite, que segundo o Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai (Sutraf),  deixaram de vender cerca de dois milhões de litros do produto por causa da falta de energia elétrica, a preocupação é com o destino que será dado às milhares de árvores derrubadas pelo vento. Nos 18 municípios da encosta do Rio Uruguai, onde há maior concentração de florestas nativas, o Sutraf  estima que mais de 30 mil araucárias foram derrubadas pelo vento. Só em Três Arroios, já foram contados mais de mil pinheiros.

- É madeira que tem valor comercial, mas que só poderá ser aproveitada, se sua retirada for autorizada – pondera o coordenador do Sutraf, Ari Pertuzatti.


O Sindicato está encaminhando ao Governo do Estado um pedido de licença conjunta excepcional para os agricultores que têm propriedades nos municípios que decretaram situação de emergência  e a convocação de técnicos da Emater e das prefeituras para fazer as vistorias nas propriedades.


- A vistoria, feita por profissionais da área pode representar gastos de até R$ 300,00 para cada agricultor –  diz Pertuzatti.


O Sindicato também quer que os agricultores não sejam obrigados a repor as árvores que foram derrubadas.


- Nestes municípios, há situações em que as áreas de preservação ocupam mais da metade das propriedades e os agricultores não podem ser penalizados por um dano provocado por fatores climáticos – diz Pertuzatti.


Conforme o diretor de Licenciamento Ambiental de Erechim, Gilberto Tomazin,  árvores que estavam em áreas de Preservação Permanente só podem ser retiradas caso tenham caído em rios e estejam obstruindo o curso da água. Neste caso, o agricultor precisa fazer uma solicitação para a Secretaria de Meio Ambiente para que a árvore seja removida. Ainda segundo ele, árvores que caíram nestes locais em virtude do temporal não precisam ser repostas pelos agricultores.





Comente aqui
11 ago12:48

Região de Erechim concentra um terço dos problemas com fornecimento de energia elétrica no RS


Moradores permanecem sem água e luz diversos municípios do Alto Uruguai. Às 13h, está previsto o reestabelecimento de energia elétrica em São Valentim e Áurea. Logo que voltar a luz, a Corsan começa a tratar e distribuir água. Em Mariano Moro, ainda não há previsão de voltar a energia elétrica. Em Erechim, o abastecimento de água está normalizado em toda a cidade.


Conforme informações divulgadas no final da manhã pela RGE, agora são 1,5 mil eventos emergenciais nas regiões norte e noroeste do Estado ocasionados pelo temporal que ainda prejudicam o fornecimento de energia. No balanço anterior, a empresa informava 1,7 mil pendências.


A região de Erechim (incluindo os municípios de Aratiba, Maximiliano de Almeida e Viadutos) concentra um terço de todos os eventos. Palmeira das Missões (incluindo Santo Augusto, Sarandi e Constantina), Frederico Westphalen (incluindo Nonoai, Jacutinga e São Valentim) e Santo Ângelo também registram grande número de ocorrência. A área rural registra três vezes mais ocorrências do que na área urbana.


Ainda não há previsão de quando o fornecimento de energia elétrica será plenamente restabelecido.

Comente aqui
10 ago11:38

Municípios trabalham para recuperar estragos

Marielise Ferreira | marielise.ferreira@zerohora.com.br

O sol tímido auxiliou a retomada dos trabalhos nesta manhã, para recuperar os estragos feitos pelo temporal da madrugada de terça-feira no Norte do Estado. Muitos municípios ainda sofrem com a falta de luz e água.

Cerca de 20 escolas continuam sem aulas na região. A Escola Estadual Germano Imlau de Erechim teve cinco salas alagadas e os alunos continuam sem aulas. A Escola Indígena de Erebango também foi destelhada. No Colégio Estadual Líbano Alves de Oliveira, em Gaurama e na Escoal Estadual de Educação Básica de Viadutos as aulas foram canceladas por falta de energia elétrica e transporte escolar.

A falta de luz também espalha prejuízos pela região. Produtores de leite não estão conseguindo armazenar o produto, e indústrias de vários municípios estão paradas.

A Defesa Civil continua a realizar vistorias em municípios atingidos pelo temporal, no norte do Estado. Até a manhã de hoje, 19 municípios já haviam emitido Notificação Preliminar de Desastre e decretado situação de emergência, mas muitos não conseguiram enviar os comunicados porque estão sem energia elétrica e sem internet.

Conforme o Capitão Jamir Lago, coordenador regional da defesa civil de Passo Fundo, a prioridade neste momento é a compra de telhas para restabelecer as condições de moradia das famílias mais carentes e que tiveram casas destelhadas.

Confira os municípios que já notificaram a Defesa Civil:

Paim Filho, São Valentim, Jacutinga, Campinas do Sul, Trindade do Sul, Erechim, Carazinho, Gaurama, Barão de Cotegipe, Erval Grande, Três Arroios, Aurea, Cruzaltense, Aratiba, Viadutos, Benjamin Constant do Sul, Sarandi, Marcelino Ramos e Sertão.

Comente aqui