clicRBS
Nova busca - outros

Eloverde

15 set16:46

Eloverde promove ação de limpeza no Rio Tigre


Instituto Sócio Ambiental Eloverde


A Eloverde realiza, na tarde do sábado (17)  a partir das 13h, uma atividade de limpeza e educação ambiental na comunidade  do rio Tigre junto com os  funcionários voluntários da Carvalho Materiais de Construção. A atividade vai se estender durante a tarde e inicia com uma apresentação do Projeto Revitalização dos Rios de Erechim.


Responsável pelo setor de marketing da Carvalho, Eliane Bonavigo comenta que   a iniciativa  é mostrar que com simples ações é possível fazer a diferença.


- O ponto chave para que a sociedade tenha a consciência necessária é trabalhar a educação ambiental, tanto em escolas, hospitais, indústrias e também no comércio da região . Por isso a equipe da empresa  participará do projeto Revitalização dos Rios de Erechim. Faça também a sua parte –  diz.


A ação faz parte da etapa dois do projeto Revitalização dos Rios de Erechim, que inclui educação ambiental com a ação da limpeza do rio Tigre para grupos pré agendados junto à Eloverde.


Comente aqui
22 jun16:29

Fórum encerra primeira etapa do Projeto de Revitalização dos Rios de Erechim


Com o Fórum de Revitalização dos Rios de Erechim, a Eloverde encerrou  a primeira etapa do projeto que envolveu mais de 100 voluntários no recolhimento de 70 toneladas de lixo dos rios Tigre, Suzanaa e Dourado.  Além do trabalho de coleta, os voluntários também ensinaram à população ribeirinha a importância de zelar pelos rios próximos às suas casas.


No evento, no Centro Cultural 25 de Julho, nesta terça-feira (21), o Instituto entregou ao promotor Maurício Sanchotene um manifesto com  mais de cinco mil assinaturas coletadas nos meios urbano e rural. O documento pede a continuidade do projeto da Eloverde, a limpeza do rio Tigre nos pontos mais críticos, continuidade de parcerias com os Poderes Públicos nas ações de limpeza, dentre outras ações.


Você participou das etapas de limpeza dos rios de Erechim? Então mande seus relatos para: participe@clicrbserechim.com.br!


1 comentário
19 jun14:27

Eloverde apresenta resultados do projeto de revitalização dos rios nesta terça


Após retirar mais de 60 toneladas de lixo dos rios Tigre, Suzana e Dourado, em sete meses de trabalho, o Instituto Sócio Ambiental Eloverde apresenta os resultados do Projeto de Revitalização dos Rios de Erechim. Um fórum durante esta terça-feira (21) encerra o projeto que contou com a ajuda mais de 100 voluntários.  O evento ocorre no Centro Cultural 25 de Julho,  às 8h.


Programação

8h: Credenciamento

8h 30min: Solenidade de Abertura

9h: Conferência: sustentabilidade ambiental

10h: Revitalização dos Rios de Erechim, Mapeamento de Cenários, Educação Ambiental e Limpeza dos rios Tigre, Suzana e Dourado

Intervalo

13h 30min: Painel: Gestão dos resíduos sólidos

*Política Nacional de Resíduos Sólidos

*Como a iniciativa privada resolve a destinação dos residuos sólidos em Erechim

*Como Erechim atua na gestão dos resíduos domiciliares

14h 40min: Discussão e perguntas

15h: Comunicação e educação ambiental

*Meios de comunicação, rede de apoio, patrocinadores

15h 40min: Proposições do projeto Revitalização dos rios de Erechim para Erechim

17h: Entrega do Manifesto as Autoridades

Cerimônia de encerramento

Exposição e distribuição de materiais educativos do Projeto Revitalização dos rios de Erechim

18h: Confraternização


Confira os vídeos do projeto




Comente aqui
17 jun16:43

Eloverde apresenta resultados do Projeto de Revitalização dos Rios de Erechim


Voluntários da Eloverde promovem nesta terça-feira (21), o Fórum de Revitalização dos Rios de Erechim. O evento no Centro Cultural 25 de Julho apresentará os resultados do projeto  de limpeza dos rios Tigre, Suzana e Dourado. O Fórum inicia às 8h e é aberto à comunidade.


Foram 10 meses de trabalhos de limpeza, realização de seminários, palestras, oficinas temáticas, exposição de fotografias, caminhadas e distribuição de material educativo.


Serviço

Fórum Revitalização dos Rios de Erechim

Local: 25 de julho

Data: 21 de junho

Horário; 8h-11h30min e 13h30min- 17h

Comente aqui
30 mai10:13

Eloverde retira mais de 4 toneladas de lixo do Rio Tigre


Chegando à 18ª etapa do projeto de revitalização dos rios de Erechim, a equipe de voluntários da Eloverde retirou 4,2 toneladas de resíduos do Rio Tigre. Esta foi a quarta vez que a equipe voltou ao local.

Quem quiser conhecer o trabalho do Instituto pode conferir a exposição Revitalização  dos Rios de Erechim no Master Sonda Shopping, em Erechim. São fotos, vídeos, banners e manifestos. Segundo a Eloverde, apenas neste sábado, pelo menos 600 pessoas passaram pelo local.

Comente aqui
18 mai17:22

Vai ficar assim?

Instituto Sócio Ambiental Eloverde

Distribuídos pela cidade de Erechim, outdoors mostram aos moradores e visitantes a atual situação dos rios de Erechim, em especial o Tigre. O material, produzido pelo Instituto Sócio Ambiental Eloverde,  integra o projeto de revitalização dos rios  da cidade, que já retirou pelo menos 46 toneladas de lixo dos rios Suzana, Dourado e Tigre.




Com o tema Humanamente Possível, a Eloverde mostra que, com a união e esforços pode-se reverter a atual situação.  Segundo o Instituto, o  Rio Tigre, diferente dos demais, encontra-se num processo intenso de poluição de suas águas pela recepção do esgoto não tratado da cidade e acúmulo de lixo.



- Quem chega ao nosso município não sabe da situação de nossos rios, mas no momento em que se depara com os outdoors que estão colocados em vários pontos passa a se perguntar de como se chegou numa situação como esta. É claro que o lixo se acumula há vários anos, mas a Eloverde, através de todos os seus voluntários tem provado que é sim, humanamente possível, reverter a atual situação – destaca Heraldo Ribeiro, técnico coordenador do trabalho de limpeza no projeto.



Além dos outdoors a Eloverde está com jingles nas rádios do município, um extenso trabalho de educação ambiental junto às escolas, e contato direto com comunidade urbana e rural sobre a importância da separação correta do lixo doméstico.



Comente aqui
16 mai17:29

Eloverde volta a limpar o rio Tigre

Instituto Sócio Ambiental Vida Verde

Depois de concluídos os trabalhos de limpeza dos Rios Dourado e Suzana, voluntários da Eloverde (Instituto Sócio Ambiental Vida Verde) se depararam nos dois últimos finais de semana, com a triste realidade do rio Tigre que apresenta um cenário de guerra em quase toda a sua extensão.


A retomada dos trabalhos no Tigre, que aconteceram nos dias 7 e 14 deste mês, assusta pela grande quantidade de roupas que estão penduradas ou entrelaçadas em troncos e galhos de árvores. Se pudessem ser retiradas em condições de uso, certamente poderia aliviar o frio de milhares de pessoas no inverno que se aproxima. Sem contar com pedaços de carpete, toalhas de mesa, lonas, desmanches de peças de carros ou motocicletas, restos de aparelhos de rádio e televisão e uma infinidade de lixo urbano que demonstra claramente que a onda exagerada de consumo só tem um fim, nos lixões ou, como tem se constatado, na beira dos rios.

Neste último sábado, alegrados pelo gaiteiro oficial da Eloverde, seu Roque, voluntários fizeram a retirada de quase cinco toneladas de lixo no trecho que costeia a propriedade de seu Domingues Bianchi. Uma realidade escondida no meio da vasta vegetação e margens do rio. Não vista por quem passa pela ponte que vai em direção ao município de Áurea, mas lamentada pelos agricultores próximos que tem que dividir a sua lavoura entre os grãos que plantam e o lixo que vem da zona urbana e dos que, à noite, em cima da ponte, largam imensas quantidades de roupas, sacos, colchões e o que puderem se livrar.

Seu Domingos, agricultor que convive com o rio há 64 anos, lamenta que a situação do Tigre esteja assim, pois perde muito com a ação das águas que sobem em épocas que enxurradas fortes, mas perde muito mais com a competição acirrada entre o lixo que vem junto com a água e os grãos que se perdem nesta batalha. Da última vez em que o rio subiu houve uma perda de 30 sacos de soja. Em sua extensa lavoura podem ser vistas embalagens, pedaços de lonas, embalagens de salgadinhos, brinquedos, carcaças de rádios e outros tantos lixos que contrastam com o verde.

Mas, lembra ele, esta realidade somente começou a tomar forma e perigo a partir da construção de loteamentos próximos ao rio. Com o crescimento urbano veio junto um dos piores dilemas da sociedade moderna, o que fazer com a grande quantidade de lixo produzido dentro das casas. Lamentavelmente, o caminho mais fácil encontrado por muitos foi o rio.

Mas, como nem tudo é tristeza, seu Roque, como é mais conhecido o gaiteiro da Eloverde que já ganhou notoriedade e respeito pelo que está fazendo, compôs mais uma música para animar o trabalho dos voluntários. Nela, lamenta que chorou quando se deparou com a realidade do rio:

“Minhas lágrimas caíram no rio, mas não foi em vão o meu choro quando o vi tão poluído. Nossos rios estão pedindo socorro. Árvores cheias de roupas penduradas, dentro do rio um porco morto e um cachorro. Se eu moro à beira do rio tenho que compreender, se eu jogar o lixo no rio, um dia ele vai me devolver. Volta na minha torneira para minha família beber”.


A Eloverde deverá realizar mais algumas etapas no rio Tigre, mas de acordo com a gerente do Projeto, Rosane Peluso, se chegará a um ponto em que os trabalhos da retirada do lixo, em toneladas, somente poderá ser feita com o uso de maquinários específicos, trabalho este que é de competência do município de Erechim.

- Existem trechos em que foi humanamente possível mudarmos a situação mas, infelizmente, há outros em que a força humana não pode contra a quantidade de lixo e profundeza das águas do rio Tigre. Medida esta que deve ser tomada, com pulso firme da administração municipal para que possamos transformar nossos rios em cartões postais, e não na realidade que temos vivenciado desde que iniciamos os trabalhos dentro do Projeto de Revitalização dos Rios de Erechim – argumenta.


4 comentários
03 mai15:27

clicRBS Erechim ganha mais espaço para ações ambientais


Com o objetivo de ampliar o espaço dedicado às ações ambientais, o clicRBS Erechim e o Instituto Sócio Ambiental Eloverde passam a ser parceiros a partir de agora.  A parceria se dará por meio da troca de conteúdos entre os sites.


A ideia é criar um espaço onde o internauta possa encontrar informações sobre o que está sendo feito em Erechim e região, quando o assunto é o meio ambiente.  Cursos, novidades, pesquisas e projetos poderão ser encontrados em apenas um clique.


Agora, além de leitor-repórter, você pode se tornar um voluntário do Instituto e participar de projetos como o de Revitalização dos Rios de Erechim.


Segundo o Instituto, sendo voluntário, você participa de ações sócio ambientais, prestando serviço à comunidade e contribui para a melhoria da qualidade de vida.  Todo mundo pode participar.


-Essa parceria nos faz muito feliz.  Certamente agilizará a divulgação de nossas atividades além de pulverizar nossas informações. Hoje, as pessoas estão cada vez mais conectadas, em redes sociais e mídias digitais. Acho vital  uma parceria neste sentido –  diz a presidente do Instituto, Rosane Peluso.


Para o clicRBS Erechim, esta é mais uma forma de se aproximar da comunidade e convidá-la para participar das ações desenvolvidas pelo Instituto.


Comente aqui
20 abr15:40

Eloverde e Instituto Venturi oferecem curso de Contabilidade Ambiental


O Instituto Sócio Ambiental Vida Verde -Eloverde, junto com o Instituto Venturi para Estudos Ambientais oferece o  curso de Contabilidade Ambiental. As aulas começam no dia 13 de maio.  Sócios da Eloverde terão desconto de 10%. Inscrições devem ser feitas na Eloverde. O curso custa  R$ 600.


O curso será na Fundação Cotrel – localizada na Julio Trombini, 634, CTA Aurora. São apenas 20 vagas. O pagamento poderá ser efetuado em uma entrada mais duas prestações. Haverá a entrega de certificados para quem concluir o curso com o mínimo de 75% de freqüência, como também será fornecido material para acompanhamento do curso.


Serviço

O que: Curso de Contabilidade Ambiental

Onde: Fundação Cotrel – localizada na Julio Trombini, 634, CTA Aurora.

Quando: 13 de maio (das 19h às 22h), 14 de maio (das 8h às 12h e das 13h às 17h), 15 de maio (das 8h às 12h), 20 de maio (das 19h às 22h30min), 21 de maio das (8h às 12h e das 13h às 17h) e no dia 22 de maio (das 8h às 12h).

Quanto: R$600,00 (sócio da Eloverde ganha 10% de desconto).

Público Alvo: advogados e administradores de empresas, profissionais de nível médio, contabilistas e técnicos em administração, empresários, gestores ambientais, profissionais liberais e técnicos que lidam com a área ambiental, além de estudantes de graduação e interessados.

Carga horária: 40 hora/aula.

Conteúdos : “Contabilidade e o Meio Ambiente”, “Discussão e Demonstração dos postulados ambientais da Contabilidade”, “Princípios Fundamentais da Ciência Contábil e sua relação com a Contabilidade Ambiental”, “Ativo Ambiental”, “Bens e Direitos”, “Passivo Ambiental”, “Obrigações”, “Receita Ambiental”, “Custo Ambiental”, “Gasto Ambiental e Despesa Ambiental”, “Lançamentos Contábeis de Eventos Ambientais”, “Elenco de Contas Ambientais”, “Demonstrações Ambientais”, “Balanço Patrimonial Ambiental e Demonstração de Resultado Ambiental”, “Formas de Evidenciar as Informações de Natureza Ambiental”, “Balanço Social – Modelo IBASE”, “Normas Brasileiras de Contabilidade – NBC T 15; Lei número 11.638/07 (Nova Lei das Sociedades Anônimas), “Auditoria Ambiental” e “Desenvolvimento Prático através de oficinas de contabilidade”.


Para maiores informações, contatos e inscrições junto a Eloverde, localizada na Rua Santa Catarina, 29, sala 32, ou pelo0 telefone 54 – 3522 9659 ou eloverde@itake.com.br


Comente aqui
18 abr14:35

Eloverde encontra o Rio Dourado limpo e ganha novo voluntário

Com muita vontade e uma gaita a tiracolo. Foi assim que Roque Afonso Skowronski, 59 anos, o mais novo integrante da equipe do Projeto de Revitalização dos Rios de Erechim, foi até o Rio Dourado para mais uma missão do grupo. Ele compôs até uma música para a ocasião (veja um trecho abaixo ). Enquanto tocava seus acordes dentro do Dourado, a equipe da Eloverde, composta por 20 pessoas, fazia a limpeza.


Ao contrário de outras etapas, desta vez o grupo encontrou um rio limpo. Segundo os ribeirinhos, muitas vezes a água é utilizada em tempos de estiagem, para o gado e, se necessário, para o uso caseiro após fervura.


A moradora Estácia Kanigoski, 53 anos, que recebeu a Eloverde e voluntários no Povoado Rigo, estrada que liga os municípios de Erechim e Aratiba, conta que durante os seis anos que está no local, já viu mudanças significativas.


-Se há menos de uma década se via a água avermelhada por causa de frigoríficos e curtumes, hoje é cristalina e, quando chove, por pouco não arriscamos beber a água. Da água vermelha e das pets que passavam boiando pelo rio, hoje vemos apenas água pura em sintonia com a natureza que a circunda – fala.


Desde que iniciados os trabalhos, a Eloverde já retirou do Rio Tigre cerca de 38,5 toneladas de lixo, duas toneladas do Rio Suzana e, até o momento, cerca de 350 kg do Rio Dourado com a participação de 20 voluntários.

“A História de um Rio”

“Quanta saudade que eu tenho do meu tempo de piá, quando era tempo de chuva eu pegava meu bornal, e ia arrancar minhocas lá do fundo do quintal.

Ia para a beira do rio, enfrentava chuva e frio.

E lá eu ia pescar.

Como era divertido a gente pescar ali.

Pegava Jundiá e Traíra, muito Cará e Lambari.

Pegava até algum dourado, o Sardelão e o Mandi.

Quanta fartura de peixes que existia por ali.”


Comente aqui