Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Maratona de chats! Maria tenta esconder, mas Wesley entrega que já rolou

30 de março de 2011 22

A maratona de chats terminou em grande estilo: a campeã Maria foi a última entrevistada do dia! E foi um dos papos mais descontraídos, do jeitinho que a gente estava acostumado a ver na casa. Teve direito até a mariada, quando a entrevistadora perguntou se a morena já tinha consumado o relacionamento com Wesley. Lógico que ela não entendeu, tiveram que explicar em outras palavras: já rolou?
.
Primeira noite
.
É, a gente tá aí, né, na verdade quase não dormimos. A gente ainda está se conhecendo mais. (Wesley entrou no chat, confirmou e ela morreu de rir.) Rolou!
.
Namoro
.
Não vou largar o filé de jeito nenhum. A gente está junto, estamos bem, felizes.
.
Wesley
.
Ele é um fofo, amoroso, sincero, carinhoso, nem sei o que dizer. São tantas qualidades que eu vou ficar até amanhã. A gente está no Rio, mas depois, mas para frente, a gente vai ver. Acho que ele vai sair de Belo Horizonte e ir para São Paulo que é onde eu moro.
.
Primeiro beijo com Wesley
.
Eu pensava que as pessoas iam me julgar por eu ter ficado com dois, mas também não estava nem aí, não passei vontade. Beijei e aconteceu tudo na hora certa.
.
Daniel
.
Depois da prova do líder parece que ele ficou bravo e falou de mim, mas eu percebi que ele se afastou de mim lá dentro. Não saí da prova porque ganhava quem tinha mais resistência. Se eu estava aguentando e não sabia o que viria, já queria garantir meu ponto.
.
Talula
.
Minha amizade com a Tatá vai continuar, adoro ela, mas com a Jaque acho que não vai ter a amizade de antes. eu sai da casa e ela foi super fria comigo, me abraçou super estranho. Ela se afastou de mim na casa e se juntou com os meninos e com Paulinha, ficou um quarteto. Acho que ela mudou de lado.
.
Confinamento
.
Estou com saudade da casa, dá um aperto no coração, a gente acaba lembrando de tudo que passou, parece que foi ontem que eu entrei. E foi uma surpresa sair da casa e ver todo esse amor do público. É uma coisa que eu nem sei como explicar.
.
Vitória
.
Fiquei muito surpresa, até agora eu não estou acreditando, fiquei muito muito feliz. A ficha está caindo aos pouquinhos.
.
Dinheiro
.
Eu vou guardar uma parte, aplicar, e vou doar para uma instituição do câncer e vou ajudar o asilo do Dani. Gosto muito dele, é muito bonito o que ele faz, ele merece.
.
Futuro profissional
.
Quero ser atriz, seguir a carreira de modelo. Quero muito fazer novela.

Comentários (22)

  • Adriana diz: 31 de março de 2011

    Verdadeira e humilde como sempre!!!!!
    Parabéns, Maria!!
    Torci muito por você.
    Seja muito feliz com o “filé”.

  • Dr. diz: 31 de março de 2011

    A “grande” vencedora,

    Não acompanhei muitas entrevistas de vencedores de BBB; mas, a entrevista com Maria foi “triste”; foi curtíssima e exibiu uma pessoa carente de idéias que “fingiu” não compreender a única pergunta que não lhe pareceu adequada para a sua consagração como vencedora; Sim, Maria foi absurdamente poupada de questionamentos mais espinhosos que poderiam ser feitos (principalmente sobre a sua postura dentro da casa e sobre outros fatos do reality), que tornariam a sua entrevista bem mais interessante, e se fez de “desentendida e ingênua” quando recebeu uma simples questão sobre a “consumação” do namoro feita muito a contragosto pela “jornalista” que se mostrou tão solícita ao questionar antes Rodrigão e Adriana; Maria esteve muito mais disposta a afetar expressões de contrariedade e se manifestar durante a entrevista de Maurício com várias intervenções proporcionadas pela produção, repetindo o mesmo papel (falso) de vítima que a consagrou diante do público abestalhado pelas edições oficiais – me desculpem, mas é isso mesmo; Como bem começam a observar alguns, Maria passou grande parte do programa se fazendo de sonsa, com a conivência das edições oficiais que jamais exibiram as imagens que poderiam jogar por terra o papel que ela representou – como alguns fatos comentados nos meus últimos textos sobre Maria; Não estou dizendo que Maria não tenha sido ela mesma, pois, aparentemente ela se utiliza desta estratégia na sua vida pessoal para ganhar a confiança e a simpatia das pessoas – não chega a ser um dom artístico; Quem não entendeu a malícia de Maria, não conseguiu entender nada do que aconteceu ao redor dela no reality; Nas entrelinhas ficou fácil de perceber: Maria acha que foi maltratada, pois quis ter mais intimidade, quis dar sexo ao Maurício e ele recusou-a; um “pecado mortal” para a vaidade ferida dela própria – coitado do Wesley se um dia estiver estressado, cansado ou simplesmente se não estiver com vontade;
    A entrevista com a “grande vencedora” confirmou algo que eu já advertia há tempos: Maria distorce os fatos e propaga impressões falsas para projetar uma falsa impressão favorável sobre si mesma; Sempre que Maria faz uma declaração de princípios, ou quando relata uma situação delicada, faz destacando/projetando ali o que lhe interessa passar ao ouvinte; A sua entrevista visava somente perpetuar a fraude, entretanto acabou por revelá-la claramente quando Maria e Wesley entraram em desacordo; É claro que ela é livre para fazer sexo com Wesley – e já fez na primeira noite/madrugada em que ficaram juntos na casa; Mas, Maria combinou uma absurda negativa da ocorrência de sexo entre eles (com o trouxa que aceitou) e fez todo um discurso sobre o cansaço, a falta de tempo, o desenvolvimento do relacionamento, buscando projetar uma imagem falsa para o público – que resultaria ridícula de qualquer forma para quem assistiu ao programa mesmo; mas, que acabou revelada por um equívoco da jornalista ao se comunicar com Wesley, acabando Maria, precipitadamente por reclamar com Wesley o desrespeito ao combinado, entregando a fraude/mentira; Pois é, Maria agiu assim o tempo inteiro dentro da casa – várias vezes, e quando a situação dependia só da palavra dela, dava certo;
    Aliás, aparentemente, ainda sem noção “total” da verdade, o bobalhão entrou de cabeça com ela na fraude – sem saber exatamente o tamanho do rojão que está segurando – e em breve vai acabar sendo traído de verdade, sem apelações, pois já não será mais um “jogo”, será a “vida real”; afinal, quanto tempo será que vai levar até Maria conseguir “ingresso” para o tão desejado “show” no camarim de DOP???
    Ninguém quis entender a reação de Jaqueline; o que já era esperado – preferem continuar “mariando”; Jaqueline não!! Não foi rancor, não foi inveja; Restituída antes ao mundo real, Jaqueline pôde pesquisar a realidade de M.H., pôde acompanhar algo do programa e acabou percebendo que Maria defende da boca para fora princípios que não segue, que distorce fatos, como forma de angariar a simpatia dos que estão ao seu redor e de projetar sobre si uma imagem favorável falsa; Não definiu de vez, embora tenha deixado transparecer o seu desgosto, convidou M.H. para uma conversa a ser marcada; Mas Maria é astuta, uma astúcia comum de gente matreira, preferiu em resposta a uma pergunta na entrevista praticamente descartar Jaqueline como amiga futura, como forma de evitar qualquer pedido de esclarecimentos – coisa que Maria claramente abomina e acha que nunca deve – inibindo com a sua declaração que Jaqueline tenha a iniciativa de vir a procurá-la no futuro; Sim, Maria sabe que pôs um ponto final na amizade ao se pronunciar daquela forma, antes de conversar com a passista; Mas, no futuro, vai alegar que foi Jaqueline quem virou as costas para ela… Boa parte do público ficou muito, muito longe de perceber a Maria real, muito menos ainda, de entender a sua psique.
    Aliás, a “grande campeã”, grosso modo, teve uma rejeição de 57 % do público, sendo que 26 % resolveram que seria melhor votar no maledicente e invejoso Daniel a votar nela, o que, de certa forma, não deixa de ser um alento.

    (texto corrigido)

  • Sheila diz: 31 de março de 2011

    Maria voce mereceu ganhar, com esse seu jeito voce cativou as pessoas PARABÉNS.
    MUITA SAUDE , PAZ e ALEGRIA.
    BEIJOS ♥

  • Fabio diz: 31 de março de 2011

    Novela? Credo.
    No máximo ela pode dublar o pato Donald.
    Deus nos livre da voz de pato na Globo.

  • lisa diz: 31 de março de 2011

    “Maria foi mais do que merecedora foi altêntica o tempo todo que esteve na casa… esta é mulher de verdade e me senti muito bem representada como mulher detro da casa pela maria.
    Ela mostrou tudo que sentio sem medo de ser jugada. a vida é assim vc vai deixar de fazer o que quer pensando no que os outros vao dizer, Na vida temos que ser nos mesmo sem medo de rejeição.
    E Maria provou isso…. Parabéns Maria vc mereceu!!!!

  • Sergio diz: 31 de março de 2011

    Parabens MARIA!!!!!!!!!!!! Buenos Aires esta contigo!!!!

  • Angela de Abreu Rodrigues diz: 31 de março de 2011

    Sinceramente não gostei do fato de Maria ter ganho o BBB, mas reconheço que ele soube conquistar não só Maumau e o doutor bonitão, mas também o público que lhe deu o prêmio de R$1,5 mi. a jovem, que segundo notas publicadas na imprensa ganhava uma mesada de R$ 15 mil do pai antes do programa tem um passado, digamos assim nebuloso, o que parece não ter sido um impedimento para ela. De qualquer forma, meus sinceros parabéns a ela que ganhou a bolada e o coração do médico lindo.

  • denise diz: 31 de março de 2011

    ACHO que as pessoas dao um valor exagerado a esse programa, que nao acrescenta , nada de bom a vida das pessoas, nao ensina nada de valore morais nen eticos, o que esse programa ensina?/ ou tem de bom, para começar, todo mundo que ralar com todo mundo, todo mundo fala mal de todo os participantes do jogo, todo mundo dorme com todo mundo, todo mundo so quer ferrar com todo mundo nao importa o que tenha que ser feito, eu so queria saber por quantos anos mais vamos ter que assistir a esse tipo de programaminha, pois se pensarmos bem quem ja asistiu a 1 programa ja viu todos os outros pois e sempre a mesma coia todos os anos se repete a mesma bobozeira, e sempre as mesmas mulheres lindas , nao tem gente do povo como eu e a grande maioria da populaço BRASILEIRA. quem ganhga e sempre gente que ja tem a vida feita, as mulheres vao0 fazer capa de revista masculina, nao dao ves para alguem simples do povo, na minha opiniao, e um jogo com cartas marcadas.. deve ter muito interesse em jogo para a GLOBO apresentar este programa ano a ano …empurando guela a baixo do povo BRASILEIRO um programinha tao pobre… mas o que fazer? nos povo nao temos chance de opinar .

  • Thay diz: 31 de março de 2011

    Ela é muito legal!!!!!!!
    Parabéns a ela o filé!!!!!!!!!

  • Sueli diz: 31 de março de 2011

    Atriz??? Novela??? Fala sério, né!!!
    Se bem que do jeito que a coisa anda, qualquer dia a gente engole mais esse sapo.
    Engolimos há 11 anos esse enlatado BBB e o povo ainda os considera “heróis”. Acordar??? Nem pensar, né???!!! Etaaa Brasil… até quando?

  • ione steinert diz: 31 de março de 2011

    Parabénssssss Maria….adorei vc na casa. Sua simplicidade foi demais. Sinceramente eu estava torcendo pelo Dani por sua história e trabalho c/os velinhos. Vc é linda e muito carismática vai longe. C/certeza c/várias oportunidades de trabalho chegaria no valor do prêmio. Ha, estou torcendo pelo casal. Ele é lindo e muito gato. sorte….

    bjooooos, Ione – Porto Alegre

  • Tika – P. Alegre/RS diz: 31 de março de 2011

    Valeu Maria…Parabéns…Vc levou 2 prêmios heim? O de 1 milhão e meio e mais o Wesley Filé…Sejam muito felizes…vcs merecem!!! Bjs

  • Dayana diz: 31 de março de 2011

    Merecedora…
    Agora mudando de assunto, GENTE COMO A TALULA É BREGA NE
    MEU DEUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

  • Saraiva diz: 31 de março de 2011

    Acho engraçado esse bando de “intelectuais” que ficam colocando o “futuro do Brasil” nas mãos da audiência do BBB. Se querem tanto um país melhor, pq não vão pra rua, bater panela e reclamar punição para os tantos casos de corrupção que assistimos passivamente surgirem todos os dias, ao invés de ficar enchendo o saco em blogs sobre um programa que consideram tão ruim? Vão catar coquinhos, cambada de hipócritas!

  • Clovis diz: 31 de março de 2011

    Aeee teve comentário final do “Dr.” !

  • Dr. diz: 31 de março de 2011

    Clovis,

    Obrigado pela sua atenção de consideração. Até a próxima!!

  • intelectual sabe tudo diz: 31 de março de 2011

    Vejo cada comentario, coitado da moça, ganhou o premio dela, qual é o problema,
    ela não fez nada de diferente dos outros se é para botar defeito, só que o pessoal
    gostou dela, ela é meia burrinha, voz assim, ficou com um e depois outro, qual o problema tanto Dr roubando por ai e ninguem fala nada, são tudo recalcado, que não deve nem gostar de mulher, rs,
    um abraço.

  • Dr. diz: 1 de abril de 2011

    intelectual sabe tudo (ou nada?),

    Depois os outros é quem são os recalcados! Se é para contestar visões, comentar o jogo e os méritos do vencedor, faça isso! Você aqui só lançou uma série de “pressupostos falsos” para ofender quem acompanhou todo o programa que é objetivo deste blog e critica a postura de uma pessoa claramente perturbada, sem jamais desprezá-la como ser humano ou “criminalizar” os seus atos – o que não está necessariamente ligado ao fato dela ter “ficado” com dois rapazes; O que mais tem por aí, é “intelectual sabe tudo”, mas do tipo Bial e boninho, disposto a mover uma máquina de propaganda de comportamentos desagregadores da sociedade, posto que, ocupam funções de destaque de onde podem bancar os agentes de transformação da sociedade – mesmo que parte dela não deseje isto e/ou sequer tenha consciência de que este processo está em andamento; E você é só mais um alienado de miolo mole que não entendeu nada, mas que afeta o ridículo e sintomático cacoete de querer alegar que é mais homem que os outros, como se isso fosse uma contestação.

  • Paulo diz: 1 de abril de 2011

    Doutor…

    Não vou defender Maria, até por que em comentários anteriores disse que se Maria ganhasse, era a representação de mulher que as mulheres estariam apoiando. Mas tenho de discordar do seu discurso final. Maria se consagrou no papel que lhe coube. Gostemos ou não, ela foi a única que executou bem o tipo ao qual a produção do programa propos. Diogo não conseguiu ser o Dourado; Adriana não conseguiu ser Fernanda; Rodrigão não conseguiu ser Cadu. Mas Maria conseguiu ser Kleber Bambam. Uma falsa inocencia, chegando a irritar. Maria conseguiu executar o papel que lhe deram. Claro que Maria não é tão tola assim. Mas ela capitaneou todo o apoio e seguiu bem seu roteiro. A produção do BBB obviamente não vai provocar situações que provem que Maria foi atriz. Eles vão tentar manter a interpretação do personagem vítima das circunstâncias, pois afinal, o sucesso do programa é justamente entreter com as pessoas como elas parecem ser e não as mesmas como a produção indicou para agir. O namoro de Maria com Wesley será tão de fachada quanto será o de Rodrigão com Adriana.

    Maria não distorce os fatos. Ela representa o personagem que lhe foi proposto. Posso condenar Maria por não ter sido autentica, mas não posso dizer que ela foi falsa. O BBB inteiro é uma falsidade. A começar pelos testes em vídeo em que eles pedem para pessoas do Brasil inteiro participar e no final são escolhidas a companheira de dança da Lia (Michelly) ou a que foi dançarina do latino (jaqueline). E os dois que entraram depois (Adriana e Wesley) foram escolhidos na rua. Vamos falar a verdade: Wesley se for realmente médico, ele seguiu a medicina só para poder auto receitar os esteroides. Acho que a unica pessoa que participou desses vídeos foi a Paula. O processo BBB é uma fraude. BBB é um programa de entretenimento e assim eu o vejo. Amizade em BBB é tão real quanto os namoros. Enquanto durar o contrato do BBB, todos eles posam juntos de acordo com os grupinhos que eles formaram ao longo do programa, mas depois de um ano, pergunta para a Priscila Pires ou para a Sabrina Sato se elas mantém as amizades de BBB. Se morarem na mesma cidade eles ainda podem se encontrar. É tudo força de contrato. Duvido que Maria queira ser amiga de Jaqueline. Nesse próximo ano, Maria tem de capitalizar o ato de ter vencido o BBB e tentar alavancar sua carreira. O resto é bobagem.

    O público não conhece a Maria real, nunca conheceu o verdadeiro Dourado ou chegou a saber do verdadeiro Jean Willys. Ali no BBB é um jogo e cada participante tem de atuar para conquistar a simpatia do público. E Maria foi a que fez melhor isso. Ponto final. E gostemos ou não, o BBB 11 girou em torno dela, não por que Maria seja uma grande atriz, mas por que os demais foram horríveis. A maioria se escondeu (janaína, lucival, igor, rodrigo, michelly)e os demais o que mostraram foi de dar pena (diogo, daniel, jaqueline, mauricio).

  • Dr. diz: 1 de abril de 2011

    Paulo,

    Realmente não estamos em total desacordo; O jogo é muito manipulado e começa pela “escolha” dos participantes para ingressarem no confinamento, pela avaliação dos seus “antecedentes”; E, realmente, o perfil do concorrente já começa a ser montado/exibido ao público pelos vídeos de apresentação deles, onde paira a suspeita de alguma orientação do que é gravado; Wesley, por exemplo, foi recrutado no litoral paulista sem nunca ter se inscrito para o programa (sei disso) e claramente foi orientado, antes de entrar na casa, para buscar um relacionamento com Maria; Escrevi várias vezes sobre estes aspectos do programa, neste ano e no ano passado;
    Entretanto, uma vez lá dentro, não há possibilidade de texto decorado de ensaio e, a permanência é longa, a convivência é diária, e embora sendo um jogo, as pessoas acabam exibindo algo de sua verdade, senão toda ela mesma; É verdade que por meio de gestos ou declarações procuram afetar algumas posturas visando o seu benefício no jogo – mas isto não faz deles “atores”; Maria é a única dentre os participantes que é “atriz”; todavia, acho que ela tem pouquíssimo talento e ela definitivamente não estava interpretando o tempo inteiro, isto seria mero ceticismo de quem viu o programa – e nas circunstâncias em que eles estão confinados, isto não existe!!!
    O que eu digo agora é que Maria a sincera não existe, não é bem assim; Pelo contrário, ela tem o “hábito pessoal” das pequenas distorções, das falsas declarações de princípios, visando esconder quem realmente é e angariar simpatia para si; acredite, isto não é do “personagem”, há muitas pessoas com este hábito; há dezenas de outros exemplos de fatos e declarações do confinamento onde eu posso enxergar a Maria real e que poderia listar – mas eu me estenderia demais; Mas Maria foi ela mesma em grande parte do jogo, com o corte da edição que impediu que o público percebesse ela em maior amplitude; Mesmo sendo um jogo e as pessoas tentando emplacar um papel, há como entrever a verdade de cada um, pois é muito, muito tempo de confinamento…
    Não há como em trinta, quarenta, sessenta dias de confinamento não acontecer o surgimento de vínculos reais entre as pessoas, de ódios verdadeiros, mesmo que aquilo seja um jogo e muito manobrado, é o natural do ser humano; Este ceticismo dirigido a “qualquer relação” construída no programa não se justifica pela simples natureza do ser humano; sendo certo que com o choque da “realidade”, estas relações vão se adaptar, sofrer mutações, podem se extinguir e por aí afora…
    Um dia desses, eu acompanhava o twitter e li que Priscila P. cumprimentando Max. P. pelo nascimento da filha e outras coisas; algumas amizades e relações perduram muito depois do programa, mesmo que as pessoas estejam distantes;
    Não há razão para você duvidar de “tudo” o que enxerga, mesmo que não encontre motivos para tal; Entretanto, deve sempre procurar enxergar/extrair a verdade naquilo que está diante dos seus olhos e procurar enxergar mais longe; Há algo de engenharia social no programa, isto é evidente. Não é apenas um jogo entre “atores” confinados destinado ao mero entretenimento do público.
    No mais, muito obrigado pela sua atenção e consideração!

  • Paulo diz: 3 de abril de 2011

    Doutor.

    A principio agradeço a sua resposta. Realmente divergimos muito pouco do assunto em questão. E antes que alguém que tenha lido alguma das nossas respostas longas, tenho a dizer que para mim BBB é um programa de entretenimento e eu trato como tal. Torço para alguns participantes e detesto outros. Mas para mim é um programa de televisão. E vou continuar asistindo. Mas não posso deixar de ser crítico e apontar os defeitos do dito programa.
    Esclarecido a preliminar, vamos ao mérito. Continuo achando muito forte as críticas acerca da personalidade de Maria. Como você mesmo disse, não há em trinta, quarenta ou sessenta dias de confinamento surgir vínculos reais entre as pessoas. Também aplico para esses defeitos. É muito pouco tempo para se ter um perfil satisfatório para que se possa dar uma conclusão definitiva de que tal ´pessoa é assim ou de outro modo. Ainda mais quando o meio em que ela está inserida nos confunde ainda mais. Teoricamente Maria era a única atriz, mas não posso garantir isso. Wesley é muito incomum para ser médico, da mesma maneira que Fernanda do BBB 10 era incomum demais como dentista. De alguma forma ou de outra, a maioria dos que entram na casa tem o perfil de modelo ou de ator ou são candidatos a um ou outro (ou os dois). É racional e aceitável que haja uma representação de papéis dentro da casa. Claro que a graça do jogo é justamente o convívio forçado de todos os participantes. Eles devem moldar ao meio em que estão e ser agradáveis ao público, se quiserem ficar pelo maior tempo possível. É aceitavel que nessa parte entre a real personalidade de cada um. O talento de cada um deles consiste em permanecer na casa. A cada semana um ou mais saem e mudam todo o jogo. Só os mais aptos chegam ao fim. E Maria chegou. Todos tiveram as mesmas chances para aproveitar as cadeias de relacionamento. Maria encontrou o caminho dela se aproveitando no que Maurício e depois Wesley ofereceram a ela. E isso também é interpretar. Maria não saiu do caminho da mulher bonita e ingenua (duvido da ingenuidade dela) e soube manter bem o tipo, mesmo quando se atirou louca atrás de Maurício. Então, continuo dizendo que Maria seguiu seu papel no confinamento e no chat final. Resumindo. Eu discordo do absoluto da sua posição, doutor, mas não posso dizer, pelo outro lado, que estás errado.
    No mais agradeço novamente a sua resposta.

  • Dr. diz: 6 de abril de 2011

    Paulo,

    Primeiramente, eu “não” disse que trinta dias era muito pouco tempo para o desenvolvimento de vínculos reais em confinamento, eu escrevi: Não há como em trinta, quarenta, sessenta dias de confinamento “não acontecer” o surgimento de “vínculos reais” entre as pessoas, de ódios verdadeiros, mesmo que aquilo seja um jogo e muito manobrado, é o “natural do ser humano”;
    Nos últimos dois ou três meses, estive trocando a noite pelo dia e acompanhei a umas cinco, seis horas diárias de programa; Ouvi vários relatos da Maria, com nomes de pessoas reais, que, se não confirmam o que se diz de seu “passado profissional”, sem dúvida alguma, dizem muito dela e estão na base das minhas conclusões; escrevi uma série de quatro textos falando de Maria (a personalidade mais instigante do programa), no mesmo post dos percentuais para a vitória entre ela e Wesley, onde mencionei “alguns” dos fatos que não foram ao ar nas edições oficiais – se você estiver com tempo e curioso, poderá ler aqueles textos e procurar imagens destes fatos no youtube ou no google;
    Maria saiu sim do papel de ingênua e romântica (e muito), só que a edição oficial não mostrou; Razão pela qual discordo que as chances tenham sido iguais nas cadeias de relacionamento surgidas no reality – alguns foram exibidos pela edição com uma carga positiva, outros com outra carga, a negativa; Conforme eu já escrevi e fundamentei há muito tempo, considero Maria, Daniel e Diana (nesta ordem), os participantes mais protegidos/idealizados pelas edições oficiais – eram os preferidos do diretor e de Bial, o que nem as suas entrevistas “durante o programa” escondiam;
    Também, há uns dois meses escrevi aqui no blog que Wesley tinha um perfil heterogêneo; Entretanto, a emissora, inventar, em um “reality show”, um participante que não é aquilo que diz ser, pode ocasionar uma série de responsabilidades jurídicas contra a emissora que a Globo não iria encarar – não é o mesmo caso de um passado “oculto”; A Globo mudou o rumo do personagem de uma novela (que era médica), posto que um órgão da classe “não gostou” do rumo ético do personagem se envolvendo com o esposo da paciente portadora de câncer; A emissora não “inventaria literalmente” um Dr. Marcelo, ou um Dr. Wesley – aliás, Wesley tem facebook; Acompanho o twitter algumas vezes e vejo que o tal Dr. Marcelo é psiquiatra mesmo e está bem próximo daquilo que se viu no programa; Jean Wyllys continua seguindo uma vida bastante compatível com o seu posicionamento no programa, só que agora integra o Legislativo, de onde espera sejam bem sucedidas as reformas sociais que apregoa por meio de projetos que ele tem;
    No domingo, Maria esteve no Faustão, onde foi superficial, não me surpreendeu, mas, se você procurar por aí, nos blogs, na internet, vai perceber que ela decepcionou muitos dos seus fãs, foi fraquíssima, aliás, com uma pretensa negação que foi apenas uma “evasiva”, atribuindo tudo a uma tal de ”inveja” e dizendo repetidas vezes que perdoa “Ariadne” (Ariadna) quando isto “não” lhe tinha sido perguntado – claramente, como uma forma de mudar o rumo da conversa e, mesmo assim, agora volta atrás no que disse; Maria se mostrou constrangida e um pouco irritada, errou o nome do apresentador umas duas vezes e gaguejou – não houve fingimento aí. Maria não representa muito (embora, afete um pouco), volto a afirmar: Ela é bem fraquinha como atriz. Eu consegui enxergar ela com bastante clareza ao longo destes meses. Acho que o ceticismo exagerado pode impedir que vejamos coisas que estão muito claras.
    Um abraço e obrigado pela sua disposição.

    (Peço gentilmente a liberação deste último texto, pois já estou esperando desde o último domingo.)

Envie seu Comentário