Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cais Mauá, em Porto Alegre, pode ter roda gigante ao estilo da London Eye

30 de abril de 2014 27
Inaugurada em 1999, é um dos pontos turísticos mais disputados de Londres - Foto: Visit Britain / Divulgação

Inaugurada em 1999, é um dos pontos turísticos mais disputados de Londres – Foto: Visit Britain / Divulgação

Porto Alegre poderá ganhar uma roda-gigante ao estilo da britânica London Eye. Pelo menos, em tratativas está. O consórcio Porto Cais Mauá, responsável pela restauração do Cais do Porto, está negociando com uma empresa para trazer a atração para a capital gaúcha.

A ideia surgiu durante uma visitação do presidente da Cais Mauá do Brasil, André Albuquerque, ao porto de Durban, na África do Sul. Uma empresa, que não teve seu nome revelada, iniciou a negociação para instalar uma roda-gigante de 70 metros. Ela seria fabricada fora do país e seria entregue em um ano e meio. Para que isso ocorra, as tratativas precisam ser concluídas. Além disso, falta obter as autorizações e licenças necessárias que a Prefeitura de Porto Alegre precisa emitir.

Saiba mais:

- Justiça nega suspensão das obras de revitalização do Cais Mauá

- Obras do Cais Mauá avançam. Veja fotos

- Obras no Cais Mauá: Empresa quer entregar três armazéns restaurados até abril

- Obras do Cais Mauá começam na próxima terça-feira

Definida empresa que irá realizar restauração do Cais do Porto

- Obras de restauração do Cais do Porto vão começar em novembro

Antaq aprova início das obras no Cais Mauá

Comentários (27)

  • Estamos em Obras » Arquivo » Concluída primeira etapa da restauração do Cais do Porto diz: 30 de abril de 2014

    [...] – Cais Mauá pode ter roda gigante ao estilo da London Eye [...]

  • Rodrigo Bueno diz: 30 de abril de 2014

    Só quero ver os do contra e eco-bobalhões sendo contrários, protestando, etc.

  • Fillipp Hoefling diz: 30 de abril de 2014

    É muito interessante a ideia da roda gigante, o que desanima é a espera que será para receber as autorizações para iniciar o projeto. Parece que é feito de tudo para que não dê certo.

  • Luiz carlos Corrêa da Silva diz: 30 de abril de 2014

    Nós vamos ter a roda “Olha, tchê!”

  • Francisco diz: 30 de abril de 2014

    O problema dos “do contra” e os “eco-bobalhões” é que quando surgem as negociações, tratativas, audiências públicas, etc, eles não aparecem para dizer porque são do contra, falarem do que são a favor, darem idéias para reformularem o projeto e tal. Depois que a coisa está andando, a obra iniciada, daí que eles se manifestam, fazem um auê todo. Por causa disso que Porto Alegre é a capital mundial dos projetos não realizados. Bah, a Porto Alegre que eu já vi em projetos (só de projeto de Cais Mauá eu já vi vários) se fossem realizados, seria uma das cidades mais moderna, democrática e com verdadeira e real qualidade de vida do mundo. Mas… ficamos só nos projetos e boas idéias. Sempre acabamos morrendo na beira da praia, nesse caso, na beira do Guaíba.

  • Luis diz: 30 de abril de 2014

    Sinto cheiro de eco-chatos comentando em breve que são contrários a ideia… não sei porquê não vão morar no meio do mato. Agora, além dos eco-chatos, temos as licenças que devem demorar anos… quem sabe daqui uns 15 anos teremos o Cais Mauá revitalizado, a Linha do Metrô 2 e a tal da Roda Gigante. Espero que sim, mas não acredito que fique pronto em menos tempo.

  • Markus diz: 30 de abril de 2014

    Transporte público decente, ruas e avenidas decentes, nem pensar. Já que querem imitar Londres, poderiam aproveitar e também limpar o Lago Guaíba, construir o metrô, etc.

  • João Tchê! diz: 30 de abril de 2014

    Francisco.

    O problema é que existem ecologistas (são ativistas que possuem ou não alguma instrução quanto a ecologia) e Ecólogos (pessoa que fez 5 anos de faculdade de Biologia e Mestrado/Doutorado em Ecologia).

    Normalmente o ecologista vai com a massa, diz que é contra mas não faz um estudo de impacto no meio ambiente, antes de concluir se é bom ou ruim.

    O ecólogo, junto com o engenheiro ambiental, vão avaliar primeiramente o estudo de impacto no meio ambiente e o relatório de impacto ambiental. Esses caras que dizem se dá ou não pra fazer. Normalmente eles dizem que dá pra fazer, ou negociam algo como transferência ou criação de áreas de preservação ambiental (como foram tranferidas as árvores em uma obra recente da capital, mas os ecologistas não queriam). Esse é o cara que tem embasamento para dizer o que pode ou não ser feito.

    Mas o principal fator que contribui pra isso, é o fato de entidades, prefeituras etc e tal; é a politicagem existente! Um quer ser legal com os ecologistas, outro com os biólogos, outros com as empresas que participarão da licitação e assim por diante…

    Sendo assim, tanto tu, quanto os ecologistas, os biólogos, os engenheiros ambientais, o cara que deu a idéia de mais um cartão postal (pelo menos esse não tem “saibreiras” ao lado como a ponte do guaíba); estão certos!

    Ps.: Ficaria legal antes de começar algo no cais, usar a única ponte móvel da américa latina. Passo todos os dias por ela e vejo só caminhão de saibro na volta. É o maior ponto turístico único de Porto Alegre e não tem um cantinho seguro pra “bater” uma foto. Acabem primeiro com as saibreiras, criem um espaço aberto ali. Construção única no país, na beira do lago.

  • Paulo diz: 30 de abril de 2014

    Hospital, segurança, cultura e educação, também, serão importados de Londres?

  • otacir diz: 30 de abril de 2014

    imitem londres em outros aspectos como saude, educacao, seguraca…

  • ALISSON FRANCO diz: 30 de abril de 2014

    POR ESSAS E OUTRAS QUE O BRASIL NÃO PASSA DE UMA MARIONETE PRA INGLÊS VER. ACHO SENSACIONAL QUE PORTO ALEGRE REVITALIZE UMA ÁREA IMPORTANTE E TRADICIONAL DA CIDADE E, AO MESMO TEMPO, CRIE UM CARTÃO POSTAL QUE PODERÁ VIR A SER UMA REFERÊNCIA NÃO SÓ PARA O BRASIL, COMO PARA O MUNDO, ASSIM COMO O CRISTO REDENTOR NO RIO DE JANEIRO. MAS POR QUÊ TEMOS QUE IMITAR OS INGLESES??? NÃO SOMOS CAPAZES DE CRIAR NOSSAS PRÓPRIAS REFERÊNCIAS??? NOSSOS PRÓPRIOS SÍMBOLOS?? SERÁ QUE NOS REDUZIMOS TANTO ASSIM A MEROS COPIADORES DO QUE VEM DE FORA?? DEPOIS NOS INFLAMAMOS QUANDO UM EUROPEU ARROGANTE VEM AQUI NA NOSSA CASA DIZER QUE PRECISAMOS “LEVAR UM CHUTE NO TRASEIRO”…LAMENTÁVEL

  • Thiago diz: 30 de abril de 2014

    Olha só! Agora descobri que as obras não andam no Brasil por causa dos “eco-chatos”! Só rindo da ignorância das pessoas.

  • André Costa diz: 30 de abril de 2014

    A Porto Alegre do powerpoint é muito bonita mesmo, um sonho! Uma pena que não saia do virtual….

  • Diogo diz: 30 de abril de 2014

    vai te sim(y)

  • GUSTAVO diz: 30 de abril de 2014

    OBRIGADO ECO-CHATOS POR EXISTIREM..SE DEPENDESSE DOS IGNORANTES A GENTE TAVA VIVENDO EM CIMA DE CONCRETO DORMINDO NO LADO DE UMA AVENIDA..E VENDO ANIMAIS SÓ EM JOGOS DE VIDEO-GAME… MAS FALANDO DA RODA GIGANTE VAI SER LEGAL TER ALGO TURISTICO E IPONENTE EM PORTO ALEGRE..

  • Ricardo diz: 30 de abril de 2014

    Se demorar o mesmo tempo do corredor de onibus da João Pessoa vai ficar pronta em 2035

  • Alberto Rosa diz: 30 de abril de 2014

    Interessante iniciativa. Porto Alegre carece, e muito, de atrações turísticas. Uma atração destas poderia incrementar o turismo e a receita da cidade. Só fico no desejo de que seja maior. 70 metros de altura é metade da London Eye.

  • Augusto Flores diz: 30 de abril de 2014

    NYC tinha as torres gêmeas, Londres tem o London Eye, Paris tem a Torre, Toronto tem a CN Tower, Seattle tem o Space Needle e por aí vai…acho louvável a restauração do espaço do Cais do Porto, que levará Porto Alegre para um outro patamar turístico, com certeza. Mas fico me sentindo como Camboriú, que criou o seu próprio “Cristo”, como que imitando o Rio de Janeiro (cidade do “verdadeiro” Cristo). Porto Alegre pode ser mais do que apenas uma imitação mal-feita de Londres. Temos tantos artistas, um povo culto e inteligente, poderíamos ter algo que nos caracterizasse melhor. Não sou arquiteto, não sei o que podería ser, mas acho pobre e fora de propósito a imitação mal-feita de Londres.

  • Luiz Delgado diz: 30 de abril de 2014

    Não é só Londres que tem roda gigante na cidade como atração turística, existem muitas outras. O problema é que o brasileiro pobre só conhece a de Londres por causa do filme do quarteto fantastico hahaha, e aí acham que seria uma imitação.
    Ah, e quem vai colocar a Roda gigante, e tomara que consiga, é um consórisio que está melhorando a área, não tem nada a ver com poder público, hospital escola, etc. Então ao invés de ficar dando palpite furado e quando alguém quer fazer alguma coisa legal, quem sabe vocês votem melhor nas próximas eleições? É bem mais eficiente que sair nas ruas e ficar enchendo o saco de quem quer trabalhar.

  • Fernando diz: 30 de abril de 2014

    Sei… E eu vou ser Rei da Inglaterra.

  • Fernando diz: 30 de abril de 2014

    Deve ser para olhar todo mundo parado no trânsito da cidade!

  • Pedro Drogma diz: 30 de abril de 2014

    Eco-chatos, Eco-loucos, Eco-nomistas, não importa. O que importa é que essa noticia é uma piada…hahahahaha. O Cais não vai mudar, vai continuar como está, para sempre.

  • wiking diz: 30 de abril de 2014

    primeiro temos que implodir essa ponte ridícula que torna nossa cidade refém, nem porto temos e mesmo assim temos que ficar parados por horas quando uma dessas porcarias de maquetes de navio resolve passar…vejam o exemplo de Montevidéo e seu grande porto que nada atrapalha, pelo contrário impulsiona a capital Uruguai, depois disso, ó cais deve ser discutido…

  • Walter Hugo Ferraz diz: 30 de abril de 2014

    Continuem delirando…. depois virá com certeza uma cópia da estatua da liberdade no gasômetro, uma pirâmide egípcia na praça do mercado público e um obelisco na esquina democrática!…. esses idiotas precisa beber água do arroio dilúvio para criar vergonha na cara!

  • Aires diz: 1 de maio de 2014

    Eles mal tem dinheiro para tirar o entulho e pintar três armazéns.
    E tudo empulhação.
    Conseguiram a licitação nas coxas sem garantias de capital.

  • Eduardo diz: 1 de maio de 2014

    Nada mais porto-alegrense que ser contra-tudo, por ranso, inveja ou burrisse mesmo. O que vcs querem naquele lugar? Atividades ‘comunitárias’ pra meia-dúzia de engajados? Coisas de chatos mimados que não conseguem pensar sobre nada além do ‘coitadismo’ do mundo? Melhor uma roda gigante, tenho certeza que o povo vai se divertir muito!

  • Francisco diz: 1 de maio de 2014

    A ideia da roda gigante é louvável, no sentido de que nem todo mundo pode ir à Londres pra andar na roda gigante deles e ela poderia vir a ser um referencial na América Latina, e outra, não temos que nos colocar no patamar de Londres, não tem como comparar, pelo menos não nesse momento da história, podemos sim imitar o que deu certo em outras cidades, senão o próprio Cais Mauá seria uma imitação de tantos cais reformados pelo mundo, o cais de Recife é lindo, dirão que Porto Alegre está imitando Recife? Ou imitando Buenos Aires? Claro que não! Cada lugar com sua particularidade, o próprio Cristo Redentor não surgiu depois da Estátua da Liberdade? Os cariocas estão imitando? Absolutamente não! O papel que se dá ao ponto turístico, sua utilização, é o que vai tornar um lugar peculiar em relação a um parecido em algum outro lugar. A cidade de Bilbao, na Espanha, ganhou conhecimento e destaque internacional após o surgimento de seu Museu Guggenheim Bilbao, isto só pra citar a utilização e valorização que deram ao lugar, aqui eu vejo porto alegrense denegrindo com maus comentários as obras e o prédio da Fundação Iberê Camargo, uma construção que ganhou a palma de ouro da arquitetura de Veneza. Já diziam: “Nada se cria, tudo se copia” e acrescento:”Copia-se e adapta a realidade local, inserindo no que foi copiado características locais”.

Envie seu Comentário