Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "BR-392"

Adiado prazo para fim do estudo de ligação asfáltica entre São José do Norte e Rio Grande

15 de novembro de 2016 4
Hoje, balsas fazem o trajeto entre as duas cidades – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Hoje, balsas fazem o trajeto entre as duas cidades – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Será preciso aguardar mais tempo para saber qual a solução que está sendo planejada para acabar com a travessia de balsa entre São José do Norte e Rio Grande. Desde outubro do ano passado, a empresa Ecoplan Engenharia está realizando estudos de viabilidade técnica-econômica e ambiental para construção de ligação asfáltica entre a BR-101 e a BR-392.

O término dos trabalhos estava previsto para o mês passado. Porém, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) solicitou novos esclarecimentos e informações. Agora, a nova previsão de término do estudo é julho de 2017.O projeto custará R$ 1,98 milhão (R$ 1.985.270,34).

Se a travessia for considerada viável, ainda será necessário realizar projetos antes da obra sair do papel. Em outubro de 2013, a presidente Dilma Rousseff garantiu a realização da obra. Ela não chegou a informar a data e disse que dependia desses estudos técnicos para determinar qual tipo de ligação seria mais adequada, se ponte ou túnel. Porém, acreditava que seria uma ponte.

Saiba mais:

- Definida empresa que realizará estudo de ligação asfáltica entre São José do Norte e Rio Grande

Licitação da travessia entre São José do Norte e Rio Grande sofre nova alteração

Reaberta licitação sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

Suspensa licitação de estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

Lançada licitação para realizar estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

Começa a construção de cinco passarelas na BR-392

28 de janeiro de 2016 0
Trabalhos começaram em dezembro - Foto: Divulgação / Dnit

Trabalhos começaram em dezembro – Foto: Divulgação / Dnit

Um ano depois da assinatura começou a construção de cinco passarelas na BR-392, entre Pelotas e Rio Grande. O contrato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) foi firmado em dezembro de 2014. A construtora Cidade foi a vencedora da licitação.

Ela desenvolveu o projeto das travessias e, agora, começa a executar as obras. A previsão inicial era concluir o serviço em fevereiro de 2016. Os trabalhos ocorrem desde o fim do ano passado. Serviços como levantamento topográfico e limpeza da vegetação já foram concluídos e neste mês foram iniciadas as fundações.

A autarquia irá realizar uma nova licitação para construção de quatro passarelas na BR-116, no trecho do Contorno de Pelotas. Elas estão previstas para o acesso ao Monte Bonito (km 516,1), no antigo acesso à Vila Princesa (km 515), rua Lauro Ribeiro (km 525) e na rua Prof. Paulo Zanotta (km 525,9).

Passarelas que serão construídas na BR-392:

- Marinha (km 18)
- Carreros (km 19,6)
- Vila da Quinta (km 26,5)
- Povo Novo (km 41,9)
- Capão Seco (km 51,8)

Saiba mais:

- Assinado contrato para construção de cinco passarelas na BR-392

- Definidas empresas que irão construir cinco passarelas na BR-392

- Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

- Liberação do último trecho duplicado da BR-392 depende de construção de passarela

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Manutenção do asfalto será retomada em três rodovias federais gaúchas

23 de julho de 2015 2

Três trechos de rodovias federais do Rio Grande do Sul vão voltar a receber conservação do asfalto. São elas: BR-285, na Serra; BR-470, entre a Região Metropolitana e a Serra; e a BR-392, no noroeste do estado.

Na BR-285, a conservação do asfalto será feita pela empresa Pavidez Engenharia, no trecho de 103 quilômetros, entre São José dos Ausentes e Vacaria. O valor investido será de R$ 13,5 milhões (R$ 13.504.255,82) pelo período de dois anos.

Na BR-470, a manutenção será realizada pela Construtora Centro Leste Engenharia, no trecho de 150 quilômetros, entre a RS-431 a BR-290. O valor investido será de R$ 43,8 milhões (R$ 43.840.371,44) pelo período de dois anos.

Já na BR-392, o serviço ocorrerá por meio da TV – Técnica Viária Construções. O trecho de 102 quilômetros que compreende o trabalho está localizado entre a RS-344 e a BR-472. O valor investido será de R$ 16 milhões (R$ 16.008.000,00) pelo período de dois anos.

Definida empresa que realizará estudo de ligação asfáltica entre São José do Norte e Rio Grande

11 de maio de 2015 10
Hoje, balsas fazem o trajeto entre as duas cidades – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Hoje, balsas fazem o trajeto entre as duas cidades – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

A empresa Ecoplan Engenharia foi a vencedora da licitação e irá realizar estudos de viabilidade técnica-econômica e ambiental para construção de ligação asfáltica entre São José do Norte, na BR-101, e Rio Grande, na BR-392. O trabalho deverá ser realizado em um ano ao custo de R$ 1,98 milhão (R$ 1.985.270,34). Antes disso, o contrato precisa ser assinado e a ordem de serviço tem que ser dada.

Se a travessia for considerada viável, ainda será necessário realizar projetos antes da obra sair do papel. Em outubro de 2013, a presidente Dilma Rousseff garantiu a realização da obra. Ela não chegou a informar a data e disse que dependia desses estudos técnicos para determinar qual tipo de ligação seria mais adequada, se ponte ou túnel. Porém, acreditava que seria uma ponte.

Saiba mais:

- Licitação da travessia entre São José do Norte e Rio Grande sofre nova alteração

- Reaberta licitação sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Suspensa licitação de estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Lançada licitação para realizar estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

 

Primeiros cinco quilômetros duplicados do Contorno de Pelotas serão liberados hoje

31 de março de 2015 7
Obras do Contorno de Pelotas estão 80% concluídas - Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

Obras do Contorno de Pelotas estão 80% concluídas – Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

A liberação dos primeiros quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas ocorrerá na tarde desta terça-feira (31). A pista nova deveria ter sido liberada ao tráfego nessa segunda-feira, mas a chuva adiou a decisão. Nesta manhã, a Polícia Rodoviária Federal e a concessionária Ecosul fizeram uma vistoria no trecho e a liberação está prevista para as 15h.

O trecho se estende da barragem Santa Bárbara até próximo ao trevo da Avenida Fernando Osório, entre os quilômetros 522,7 e 517,9. A previsão inicial era liberar o trecho em setembro de 2014. Houve adiamento para novembro. Depois, janeiro de 2015. Se concretizou somente hoje.

A pista será usada por quem trafega no sentido Jaguarão – Porto Alegre. O tráfego no sentido oposto estará concentrado na rua lateral à direita, que operará em mão única até abril, para permitir a finalização de alguns serviços na pista existente.

Com esta liberação, o acesso aos bairros será permitido através dos viadutos do bairro Sítio Floresta e da Avenida 25 de Julho. A rua lateral esquerda, que opera hoje em sentido duplo, passa para sentido único. A comunidade deve ficar atenta às paradas de ônibus que serão realizadas pelas ruas laterais e também ao cruzamento de pedestres, orientado a ocorrer nos viadutos.

A duplicação dos 23,7 quilômetros, entre a BR-116 e a BR-392, começou em setembro de 2012 e está orçada em R$ 430,65 milhões. Até fevereiro, 81,22% do serviço já havia sido realizado, sendo 91,96% no lote 1-A e 70,48% no lote 1-B. A previsão é concluir o serviço dentro do prazo contratual: setembro de 2015.

No lote 1-A só faltam 2 quilômetros de pavimentação, incluindo pista e rua lateral. Quatro obras-de-arte-especiais foram finalizadas, faltando apenas o viaduto da Avenida Fernando Osório que está em fase de conclusão. Restam também dois quilômetros aguardando pavimentação, incluindo parte de rua lateral e pista). Estão sendo executados serviços como drenagem, passeios, meio fio e defensas.

No lote 1-B, aproximadamente oito quilômetros de pista asfaltada e 5,9 km de rua lateral. Atualmente, seis obras de arte especiais em execução.

O maior problema da obra é que a restauração e alargamento da ponte velha do Canal São Gonçalo ainda não começou. O edital da licitação está no Dnit, em Brasília, aguardando aprovação. Como a obra não começará logo, haverá afunilamento no local.

Obras de arte do Contorno de Pelotas:

Ponte sobre o Arroio Pelotas – km 511,890 da BR-116;
Ponte sobre a Barragem Santa Bárbara – km 522,800 da BR-116;
Ponte sobre o Canal Santa Bárbara – km 62,350 da BR-392;

Viadutos da Vila Princesa – km 514,500 da BR-116;
Viaduto da Avenida Fernando Osório – km 517,640 da BR-116;
Viaduto da Avenida Leopoldo Brod – km 519,910 da BR-116;
Viadutos da Avenida 25 de Julho – km 521,590 da BR-116;
Viaduto do Trevo da Fenadoce – km 524,200 da BR-116;
Viaduto da Avenida Herbert Hadler – km 525,520 da BR-116;
Viaduto da Avenida Cidade de Lisboa – km 526,500 da BR-116;
Viaduto do Entroncamento BR-116/BR-392 (Oderich) – km 527,300;
Viaduto da Avenida Duque da Caxias (Acesso UFPel) – km 66,800 da BR-392;
Viaduto sobre a Ferrovia – km 65,400 da BR-392;
Viaduto da Viscondessa da Graça (acesso a Pelotas) – km 61,900 da BR-392.

Obra no Contorno de Pelotas:

- Lote 1-A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116).

- Lote 1-B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392.

Saiba mais:

- Liberação do primeiro trecho duplicado do Contorno de Pelotas é transferida para janeiro

- Primeiro trecho da duplicação do Contorno de Pelotas será liberado em novembro

Obras de duplicação da BR-116, no sul do Estado, estão 50% concluídas

- Primeiros trechos da duplicação do Contorno de Pelotas serão concluídos em setembro

- Obras se aproximam da metade e Contorno de Pelotas será entregue antes do prazo

- Ibama dá permissão para início das obras no Contorno de Pelotas

Assinado contrato para construção de cinco passarelas na BR-392

29 de dezembro de 2014 0
Último trecho da duplicação da BR-392 foi entregue em agosto – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

Último trecho da duplicação da BR-392 foi entregue em agosto – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O contrato para construção de cinco passarelas na BR-392, em Rio Grande, foi assinado na semana passada, dia 23. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (29) no Diário Oficial da União.

A construtora Cidade é a responsável pela obra, que custará R$ 11.7 milhões (R$ 11.790.000,00). Caberá à empresa realizar projeto das travessias e executar as obras num período de 14 meses, até fevereiro de 2016.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação da BR-392, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69). Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte.

Passarelas que serão construídas:
- Marinha (km 18)
- Carreros (km 19,6)
- Vila da Quinta (km 26,5)
- Povo Novo (km 41,9)
- Capão Seco (km 51,8)

Saiba mais:

- Definidas empresas que irão construir cinco passarelas na BR-392

- Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

- Liberação do último trecho duplicado da BR-392 depende de construção de passarela

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação do primeiro trecho duplicado do Contorno de Pelotas é transferida para janeiro

25 de dezembro de 2014 0
Contorno de Pelotas - Viaduto Av  25 de Julho - Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

Contorno de Pelotas – Viaduto Av 25 de Julho – Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

A liberação do primeiro trecho do Contorno de Pelotas foi adiada para a primeira quinzena de janeiro. A previsão anterior era novembro. O trecho que já estará pronto para uso fica na BR-116, entre o quilômetro 520,4 (próximo ao Sítio Floresta, sem incluir o viaduto) e o quilômetro 522,6 (barragem Santa Bárbara, sem incluir a ponte).

Segundo o engenheiro Vladimir Casa, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) precisou refazer o projeto de sinalização uma vez que as normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) foram alteradas. O novo projeto já está pronto e as placas estão sendo confeccionadas.

Além disso, a Polícia Rodoviária Federal e a autarquia acordaram em não fazer nenhuma mudança de tráfego na rodovia próximo ao período de fim de ano.

Até fevereiro de 2015, o novo ponto que será liberado fica entre o quilômetro 511,7 (próximo a ponte sobre Arroio Pelotas, sendo que a liberação da ponte depende das obras da duplicação do lote nove da BR-116) e o quilômetro 516,5 da BR-116 (próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, sem incluir o posto).

O último trecho do lote 1-A será entregue em maio: do quilômetro 516,5 ao quilômetro 520,4 da BR-116. A liberação destes trechos depende da finalização das obras nos viadutos.

Já o lote 1-B deverá ficar pronto até setembro de 2015. Se isso se confirmar, a obra será entregue dentro do seu prazo contratual de três anos.

A duplicação começou em setembro de 2012 e está orçada em R$ 430,65 milhões. O mês de novembro terminou com 74,49% da obra concluída, sendo 83,46% do lote 1-A e 65,52% do lote 1-B.

O maior problema da obra é que a restauração e alargamento da ponte velha do Canal São Gonçalo ainda não começou. O edital da licitação está no Dnit, em Brasília, aguardando aprovação. Como a obra não começará logo, haverá afunilamento no local.

Contorno de Pelotas - Barragem Santa Bárbara - Foto: Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

Contorno de Pelotas – Barragem Santa Bárbara – Foto: Foto: Solano Ferreira / STE S.A.

Obras de arte do Contorno de Pelotas:

Ponte sobre o Arroio Pelotas – km 511,890 da BR-116;
Ponte sobre a Barragem Santa Bárbara – km 522,800 da BR-116;
Ponte sobre o Canal Santa Bárbara – km 62,350 da BR-392;

Viadutos da Vila Princesa – km 514,500 da BR-116;
Viaduto da Avenida Fernando Osório – km 517,640 da BR-116;
Viaduto da Avenida Leopoldo Brod – km 519,910 da BR-116;
Viadutos da Avenida 25 de Julho – km 521,590 da BR-116;
Viaduto do Trevo da Fenadoce – km 524,200 da BR-116;
Viaduto da Avenida Herbert Hadler – km 525,520 da BR-116;
Viaduto da Avenida Cidade de Lisboa – km 526,500 da BR-116;
Viaduto do Entroncamento BR-116/BR-392 (Oderich) – km 527,300;
Viaduto da Avenida Duque da Caxias (Acesso UFPel) – km 66,800 da BR-392;
Viaduto sobre a Ferrovia – km 65,400 da BR-392;
Viaduto da Viscondessa da Graça (acesso a Pelotas) – km 61,900 da BR-392.

Obra no Contorno de Pelotas:

- Lote 1-A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116).

- Lote 1-B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392.

Saiba mais:

- Primeiro trecho da duplicação do Contorno de Pelotas será liberado em novembro

Obras de duplicação da BR-116, no sul do Estado, estão 50% concluídas

- Primeiros trechos da duplicação do Contorno de Pelotas serão concluídos em setembro

- Um terço da duplicação do Contorno de Pelotas já conta com asfalto

- Obras se aproximam da metade e Contorno de Pelotas será entregue antes do prazo

- Quase 80% da duplicação do Contorno de Pelotas já recebem obras

- Um em cada cinco quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas já recebe obras

- Ibama dá permissão para início das obras no Contorno de Pelotas

Licitação da travessia entre São José do Norte e Rio Grande sofre nova alteração

05 de dezembro de 2014 2
Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

A data da abertura dos envelopes da concorrência pública da travessia entre São José do Norte e Rio Grande foi novamente modificada. Agora, as propostas serão conhecidas no dia 16 de dezembro.

A Comissão de Licitações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) alterou o valor previsto para a realização do estudo de viabilidade técnica da obra. Houve um aumento de R$ 65,5 mil na estimativa de investimento. O novo valor máximo sugerido é de R$ 1,93 milhão.

Essa é a segunda alteração feita no edital. Na mudança anterior foi necessário realizar a revisão do termo de referência do estudo. É esse documento que indica o que o órgão quer que a empresa contratada faça.

Se a travessia for considerada viável, ainda será necessário realizar projetos antes da obra sair do papel. Em outubro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff garantiu a realização da obra. Ela não chegou a informar a data e disse que dependia da realização desses estudos técnicos para determinar qual tipo de ligação seria mais adequada, se ponte ou túnel. Porém, acreditava que seria uma ponte. A ideia era publicar a licitação no começo de 2014.

Saiba mais:

- Reaberta licitação sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Suspensa licitação de estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Lançada licitação para realizar estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

- Serviço de transporte de balsa entre Arroio Grande e Rio Grande será retomada

Reaberta licitação sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

24 de novembro de 2014 5
Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

A licitação para realização de um estudo de viabilidade técnica sobre a travessia entre São José do Norte e Rio Grande foi reaberta nesta segunda-feira (24). A concorrência estava suspensa desde o dia 19.

De acordo com a Comissão de Licitações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), foi necessário realizar a revisão do termo de referência do estudo. É esse documento que indica o que o órgão quer que a empresa contratada faça.

A abertura das propostas irá ocorrer no dia 08 de dezembro. Caberá à vencedora da licitação desenvolver estudos de viabilidade técnica-econômica e ambiental para ligar a BR-101 a BR-392, no sul do Rio Grande do Sul. Ela terá prazo de um ano.

A previsão de investimento com esse estudo é de R$ 1,8 milhão (R$ 1.873.503,40). Se a travessia for considerada viável, ainda será necessário realizar projetos antes da obra sair do papel.

Em outubro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff garantiu que a realização da obra. Ela não chegou a informar a data e disse que dependia da realização desses estudos técnicos para determinar qual tipo de ligação seria mais adequada, se ponte ou túnel. Porém, acreditava que seria uma ponte. A ideia era publicar no começo de 2014 a licitação para realizar o estudo.

Saiba mais:

- Suspensa licitação de estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Lançada licitação para realizar estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

- Serviço de transporte de balsa entre Arroio Grande e Rio Grande será retomado

Suspensa licitação de estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

19 de novembro de 2014 7
Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

Balsas fazem o trajeto entre Rio Grande e São José do Norte – Foto: Rafael Diverio / Agencia RBS (Arquivo)

A licitação para realização de um estudo de viabilidade técnica sobre a travessia entre São José do Norte e Rio Grande está suspensa. O aviso está publicado no Diário Oficial da União. Não há prazo de quando ela será retomada.

As propostas deveriam ser conhecidas nesta quarta-feira (19). De acordo com a Comissão de Licitações da autarquia, é necessário realizar a revisão do termo de referência do estudo. É esse documento que indica o que o órgão quer que a empresa contratada faça.

Caberá à vencedora da licitação desenvolver estudos de viabilidade técnica-econômica e ambiental para ligar a BR-101 a BR-392, no sul do Rio Grande do Sul. Ela terá prazo de um ano. A previsão de investimento com esse estudo é de R$ 1,8 milhão (R$ 1.873.503,40). Se a travessia for considerada viável, ainda será necessário realizar projetos antes da obra sair do papel.

Em outubro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff garantiu que a realização da obra. Ela não chegou a informar a data e disse que dependia da realização desses estudos técnicos para determinar qual tipo de ligação seria mais adequada, se ponte ou túnel. Porém, acreditava que seria uma ponte. A ideia era publicar no começo de 2014 a licitação para realizar o estudo.

Saiba mais:

- Lançada licitação para realizar estudo sobre travessia entre São José do Norte e Rio Grande

- Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

- Serviço de transporte de balsa entre Arroio Grande e Rio Grande será retomado