Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "BR-392"

Primeiros trechos da duplicação do Contorno de Pelotas serão concluídos em setembro

02 de setembro de 2014 1
Duplicação do Contorno de Pelotas já tem 7km asfaltados - Foto: Solano Ferreira / STE S.A

Duplicação do Contorno de Pelotas já tem 7km asfaltados – Fotos: Solano Ferreira / STE S.A

Dois anos depois do começo das obras, a duplicação dos 23 quilômetros do Contorno de Pelotas, entre a BR-116 e a BR-392, atingiu 66,23% de conclusão, segundo dados de julho. Desse total, trechos que totalizam sete quilômetros de pista principal e nove quilômetros de pista lateral já estão asfaltados.

Para que o trânsito seja liberado ainda é preciso que ocorra a pintura da sinalização de faixas. Após, representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit); da Polícia Rodoviária Federal; da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT); e da concessionária Ecosul, que administra a rodovia; se reunirão para definir a data da liberação do tráfego.

A previsão de conclusão das obras sofreu alteração, segundo o Dnit, por causa das frequentes chuvas. Em junho, a expectativa era que as obras do 1-A seriam concluídas em dezembro e o 1-B até o primeiro semestre de 2015. O novo prazo prevê que o lote 1-A será finalizado em abril de 2015 e o lote 1-B até setembro do próximo ano. O lote 1-A está 76,42% pronto. O lote 1-B está 56,05% concluído.

A duplicação começou em setembro de 2012 e está orçada em R$ 430,65 milhões. Contratualmente, as construtoras têm três anos para terminar os trabalhos.

O maior problema da obra é que a restauração e alargamento da ponte velha do Canal São Gonçalo ainda não começou. O edital da licitação está no Dnit, em Brasília, aguardando aprovação. Se a obra não começar logo, poderá haver um afunilamento no local.

Veja fotos da obra:

Obras de arte do Contorno de Pelotas:

Ponte sobre o Arroio Pelotas – km 511,890 da BR-116;
Ponte sobre a Barragem Santa Bárbara – km 522,800 da BR-116;
Ponte sobre o Canal Santa Bárbara – km 62,350 da BR-392;

Viadutos da Vila Princesa – km 514,500 da BR-116;
Viaduto da Avenida Fernando Osório – km 517,640 da BR-116;
Viaduto da Avenida Leopoldo Brod – km 519,910 da BR-116;
Viadutos da Avenida 25 de Julho – km 521,590 da BR-116;
Viaduto do Trevo da Fenadoce – km 524,200 da BR-116;
Viaduto da Avenida Herbert Hadler – km 525,520 da BR-116;
Viaduto da Avenida Cidade de Lisboa – km 526,500 da BR-116;
Viaduto do Entroncamento BR-116/BR-392 (Oderich) – km 527,300;
Viaduto da Avenida Duque da Caxias (Acesso UFPel) – km 66,800 da BR-392;
Viaduto sobre a Ferrovia – km 65,400 da BR-392;
Viaduto da Viscondessa da Graça (acesso a Pelotas) – km 61,900 da BR-392.

Obra no Contorno de Pelotas:

- Lote 1-A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116).

- Lote 1-B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392.

Saiba mais:

- Um terço da duplicação do Contorno de Pelotas já conta com asfalto

- Obras se aproximam da metade e Contorno de Pelotas será entregue antes do prazo

- Quase um terço das obras do Contorno de Pelotas estão concluídas

- Quase 80% da duplicação do Contorno de Pelotas já recebem obras

- Um em cada cinco quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas já recebe obras

- Ibama dá permissão para início das obras no Contorno de Pelotas

Último trecho duplicado da BR-392 será liberado no começo de agosto

24 de julho de 2014 0
Obra foi concluída em fevereiro - Foto: Solano Ferreira / STE

Obra foi concluída em fevereiro – Foto: Solano Ferreira / STE

O último trecho duplicado da BR-392 será liberado no dia dois de agosto, quase seis meses depois da obra ter sido concluída. Além da liberação de pista entre os quilômetros 26,5 e 29, o viaduto da Vila da Quinta será aberto ao tráfego.

O trecho só será liberado porque o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) publicou nessa quarta-feira (23) licitação para construção de cinco passarelas na rodovia. As propostas serão conhecidas no dia cinco de setembro. A liberação condicionada à construção de passarela era uma exigência da Polícia Rodoviária Federal.

Porém, um ponto específico de 300 metros seguirá com apenas uma faixa de tráfego para cada lado. Fica no quilômetro 25, na região da estação rodoviária da Vila da Quinta. O local é o ponto com maior travessia de pedestres. Uma passarela será erguida na região. Quando isso ocorrer, o trânsito será totalmente liberado no quilômetro 26.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília.

Passarelas que serão construídas:
- Marinha do Brasil (km 18)
- Carreros (km 19,6)
- Vila da Quinta (km 26,5)
- Povo Novo (km 41,9)
- Capão Seco (km 51,8)

Saiba mais:

- Liberação do último trecho duplicado da BR-392 depende de construção de passarela

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Um terço da duplicação do Contorno de Pelotas já conta com asfalto

05 de junho de 2014 4
Trecho próximo ao trevo da Fenadoce - Foto: Solano Ferreira / STE

Trecho próximo ao trevo da Fenadoce – Foto: Solano Ferreira / STE

Sete dos 23,69 quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas, entre a BR-116 e a BR-392, já estão recebendo aplicação de asfalto. De acordo com o último levantamento realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), 57,77% da obra está concluída. Nas medições até abril, o lote 1-A já tinha 65,80% de projeto executado e o lote 1-B tinha 49,74%.

No lote 1-A, que se estende da ponte sobre o Arroio Pelotas até a ponte sobre a barragem Santa Bárbara, são cinco quilômetros da pista principal e seis quilômetros de ruas laterais. Já no lote 1-B, da ponte sobre a barragem Santa Bárbara até a ponte sobre o canal São Gonçalo, são 2,2 quilômetros, além de outros dois quilômetros em ruas laterais mais as alças de acesso ao viaduto do trevo da Fenadoce. Das 14 obras-de-arte especiais previstas para o empreendimento, apenas três não estão em fase de execução: viaduto da Viscondessa da Graça, viaduto sobre a ferrovia e viaduto da Avenida Cidade de Lisboa.

Vista do andamento das obras sobre o viaduto da 25 de Julho -  Foto: Solano Ferreira / STE

Vista do andamento das obras sobre o viaduto da 25 de Julho – Foto: Solano Ferreira / STE

A duplicação começou em setembro de 2012 e está orçada em R$ 430,65 milhões. Contratualmente, as construtoras têm três anos para terminar os trabalhos. Porém, metade da obra será entregue no final de 2014 e a obra parte no primeiro semestre de 2015.

O único problema da obra é que a restauração e alargamento da ponte velha do Canal São Gonçalo ainda não começou. O edital da licitação está no Dnit em Brasília aguardando aprovação. Se a obra não começar logo, poderá haver um afunilamento no local.

Obras de arte do Contorno de Pelotas:

Ponte sobre o Arroio Pelotas – km 511,890 da BR-116;
Ponte sobre a Barragem Santa Bárbara – km 522,800 da BR-116;
Ponte sobre o Canal Santa Bárbara – km 62,350 da BR-392;

Viadutos da Vila Princesa – km 514,500 da BR-116;
Viaduto da Avenida Fernando Osório – km 517,640 da BR-116;
Viaduto da Avenida Leopoldo Brod – km 519,910 da BR-116;
Viadutos da Avenida 25 de Julho – km 521,590 da BR-116;
Viaduto do Trevo da Fenadoce – km 524,200 da BR-116;
Viaduto da Avenida Herbert Hadler – km 525,520 da BR-116;
Viaduto da Avenida Cidade de Lisboa – km 526,500 da BR-116;
Viaduto do Entroncamento BR-116/BR-392 (Oderich) – km 527,300;
Viaduto da Avenida Duque da Caxias (Acesso UFPel) – km 66,800 da BR-392;
Viaduto sobre a Ferrovia – km 65,400 da BR-392;
Viaduto da Viscondessa da Graça (acesso a Pelotas) – km 61,900 da BR-392.

Obra no Contorno de Pelotas:

- Lote 1-A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116).

- Lote 1-B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392.

Saiba mais:

- Obras se aproximam da metade e Contorno de Pelotas será entregue antes do prazo

- Quase um terço das obras do Contorno de Pelotas estão concluídas

- Quase 80% da duplicação do Contorno de Pelotas já recebem obras

- Um em cada cinco quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas já recebe obras

- Ibama dá permissão para início das obras no Contorno de Pelotas

Liberação do último trecho duplicado da BR-392 depende de construção de passarela

28 de maio de 2014 4
Viaduto Vila da Quinta está pronto desde fevereiro – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta está pronto desde fevereiro – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Três meses depois da conclusão das obras de duplicação da BR-392, em Rio Grande, ainda não é possível saber quando o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da rodovia serão liberados ao tráfego.

A indefinição está na falta de segurança aos pedestres quando a obra for entregue. A Polícia Rodoviária Federal pede a construção de uma passarela ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Outra possibilidade seria a colocação de uma sinaleira para travessia.

O Dnit está providenciando a publicação de uma licitação para a construção de uma passarela na região entre os quilômetros 26,5 e 29. Ela deve ser lançada na primeira quinzena de junho. Temporariamente, está sendo estudada a possibilidade da instalação de uma passarela provisória, por conta da Ecosul.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Liberação do último trecho duplicado da BR-392 só vai ocorrer depois do feriadão

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação do último trecho não duplicado da BR-392 só vai ocorrer depois do feriadão

16 de abril de 2014 1
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

As obras de duplicação da BR-392, em Rio Grande, foram finalizadas há dois meses. Mesmo assim, o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da rodovia ainda não foram liberados. E até o dia 21 não haverá mudança no trecho entre os quilômetros 26,5 e 29.

Uma reunião na próxima semana entre representantes da Polícia Rodoviária Federal, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da concessionária Ecosul, que administra a rodovia, deverá bater o martelo sobre a data.

A transferência do posto da PRF só depende da mudança. O atual, nas proximidades do viaduto da Vila da Quinta, fica de costas para uma das pistas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Mas, de acordo com a PRF, a liberação do trecho da BR-392 não depende disso e sim de adaptações a serem feitas na segurança dos pedestres que precisam atravessar a rodovia nessa região do viaduto da Vila da Quinta.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

14 de março de 2014 4
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado - Foto: Solano Ferreira - STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Ficou para segunda-feira, dia 17, a decisão de quando o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da BR-392, em Rio Grande, serão liberados para o tráfego de veículos.

O atual posto da Polícia Rodoviária Federal no local fica de costas para uma das pistas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Representantes da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Sul realizaram nesta sexta-feira, dia 14, estiveram no local para averiguar a possibilidade de liberação da rodovia com a atual situação ou só quando o posto migrar para o local temporário.

Porém, como está ocorrendo a troca de comando da Polícia Rodoviária Federal na região, uma nova reunião será realizada no dia 17. Na ocasião, deverá ser informada a data provável de inauguração dos trechos ainda bloqueados.

Os pedidos feitos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre os itens de segurança já foram atendidos pela concessionária Ecosul e construtora Triunfo no trecho entre os quilômetros 26,5 e 29. .

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

13 de março de 2014 4
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado - Foto: Solano Ferreira - STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

A liberação ao tráfego do viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da BR-392 foi novamente adiada, em Rio Grande. A concessionária Ecosul e construtora Triunfo atenderam as exigências feitas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre os itens de segurança.

Porém, a Polícia Rodoviária Federal requisitou o adiamento da entrega do trecho entre os quilômetros 26,5 e 29. De acordo com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Jerry Adriani Rodrigues, atual posto no local fica de costas para uma das faixas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Uma vistoria da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, que será realizada nesta sexta-feira, dia 13, irá avaliar se poderá ser possível fazer a liberação da rodovia com a atual situação ou só quando o posto migrar para o local temporário.

Em menos de 15 dias, foram realizadas outras três fiscalizações no local, mas a falta de segurança reprovou a liberação do viaduto ao tráfego. Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Vistoria para liberação de viaduto da BR-392 será realizada pela terceira vez

13 de março de 2014 0
Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado na semana passada - Foto: Solano Ferreira - STE

Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado na semana passada – Foto: Solano Ferreira – STE

Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Polícia Rodoviária Federal vão realizar nesta quinta-feira, dia 13, a terceira vistoria no viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, em Rio Grande. Uma reunião pela manhã. às 10h, vai definir a situação.

Se todos os itens propostos à concessionária Ecosul e construtora Triunfo tiverem sido atendidos, o trânsito deve ser liberado ainda durante esta quinta-feira. Em menos de 15 dias, foram realizadas outras duas fiscalizações no quilômetro 26,5 da rodovia, mas a falta de segurança reprovou a liberação do viaduto ao tráfego. Um outro trecho de pista simples está localizado entre os quilômetros 29 e 26,5. A segunda pista já está duplicada, mas ainda não foi liberada.

A construtora Triunfo, responsável pela obra, precisava melhorar a sinalização da travessia de pedestres e colocar defensas metálicas além do que estava previsto no projeto. Além disso, a Ecosul teria que instalar um controlador de velocidade no quilômetro 27,2, com velocidade permitida de 40 km/h, nos dois sentidos da travessia.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

06 de março de 2014 2
Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado - Foto: Solano Ferreira - STE

Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado – Foto: Solano Ferreira – STE

Uma nova vistoria realizada nesta quinta-feira, dia 06, adiou, pela segunda vez, a liberação do viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, em Rio Grande. A inspeção foi feita por representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da concessionária Ecosul, que administra a rodovia. Eles avaliaram se as correções solicitadas na semana passada foram atendidas.

- Os trabalhos avançaram desde a semana passada, mas alguns itens de segurança ainda estão sendo ampliados – avaliou o engenheiro Vladimir Casa.

A construtora Triunfo, responsável pela obra, ainda precisa melhorar a sinalização da travessia de pedestres e colocar defensas metálicas além do que estava previsto no projeto. Além disso, a Ecosul irá instalar um controlador de velocidade no quilômetro 27,2, com velocidade permitida de 40 km/h, nos dois sentidos da travessia. Segundo a concessionária, a ação só depende da ligação de rede elétrica, o que deverá ocorrer em 10 dias.

- Enquanto as passarelas estão sendo licitadas, contamos com a colaboração dos usuários da rodovia para respeitar os limites de velocidade e reforçamos a necessidade de atenção e cautela por parte da comunidade no momento da travessia – reforçou Casa.

O Dnit vai aguardar o cumprimento destas medidas para então poder liberar o viaduto. Uma nova vistoria foi marcada para a próxima quinta-feira, dia 13/03, às 10h.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Dnit avalia hoje se última obra da duplicação da BR-392, em Rio Grande, será liberada

06 de março de 2014 0
O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, será vistoriado nesta quinta-feira, dia 06, em Rio Grande. Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da concessionária Ecosul vão verificar se as correções apontadas foram realizadas pela construtora Triunfo.

Na semana passada, dia 27 de fevereiro, a liberação da última obra da duplicação da BR-392 foi adiada porque foram identificados riscos à segurança do usuário. De acordo com o engenheiro Vladimir Casa, seis erros foram encontrados.

Entre as melhorias exigidas estão o reforço da sinalização para travessia de pedestres e término da construção de muro entre as pistas. Se todas as exigências forem atendidas, o trânsito no viaduto deve ser liberado até esta sexta-feira, dia 07.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão