Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "BR-392"

Um terço da duplicação do Contorno de Pelotas já conta com asfalto

05 de junho de 2014 2
Trecho próximo ao trevo da Fenadoce - Foto: Solano Ferreira / STE

Trecho próximo ao trevo da Fenadoce – Foto: Solano Ferreira / STE

Sete dos 23,69 quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas, entre a BR-116 e a BR-392, já estão recebendo aplicação de asfalto. De acordo com o último levantamento realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), 57,77% da obra está concluída. Nas medições até abril, o lote 1-A já tinha 65,80% de projeto executado e o lote 1-B tinha 49,74%.

No lote 1-A, que se estende da ponte sobre o Arroio Pelotas até a ponte sobre a barragem Santa Bárbara, são cinco quilômetros da pista principal e seis quilômetros de ruas laterais. Já no lote 1-B, da ponte sobre a barragem Santa Bárbara até a ponte sobre o canal São Gonçalo, são 2,2 quilômetros, além de outros dois quilômetros em ruas laterais mais as alças de acesso ao viaduto do trevo da Fenadoce. Das 14 obras-de-arte especiais previstas para o empreendimento, apenas três não estão em fase de execução: viaduto da Viscondessa da Graça, viaduto sobre a ferrovia e viaduto da Avenida Cidade de Lisboa.

Vista do andamento das obras sobre o viaduto da 25 de Julho -  Foto: Solano Ferreira / STE

Vista do andamento das obras sobre o viaduto da 25 de Julho – Foto: Solano Ferreira / STE

A duplicação começou em setembro de 2012 e está orçada em R$ 430,65 milhões. Contratualmente, as construtoras têm três anos para terminar os trabalhos. Porém, metade da obra será entregue no final de 2014 e a obra parte no primeiro semestre de 2015.

O único problema da obra é que a restauração e alargamento da ponte velha do Canal São Gonçalo ainda não começou. O edital da licitação está no Dnit em Brasília aguardando aprovação. Se a obra não começar logo, poderá haver um afunilamento no local.

Obras de arte do Contorno de Pelotas:

Ponte sobre o Arroio Pelotas – km 511,890 da BR-116;
Ponte sobre a Barragem Santa Bárbara – km 522,800 da BR-116;
Ponte sobre o Canal Santa Bárbara – km 62,350 da BR-392;

Viadutos da Vila Princesa – km 514,500 da BR-116;
Viaduto da Avenida Fernando Osório – km 517,640 da BR-116;
Viaduto da Avenida Leopoldo Brod – km 519,910 da BR-116;
Viadutos da Avenida 25 de Julho – km 521,590 da BR-116;
Viaduto do Trevo da Fenadoce – km 524,200 da BR-116;
Viaduto da Avenida Herbert Hadler – km 525,520 da BR-116;
Viaduto da Avenida Cidade de Lisboa – km 526,500 da BR-116;
Viaduto do Entroncamento BR-116/BR-392 (Oderich) – km 527,300;
Viaduto da Avenida Duque da Caxias (Acesso UFPel) – km 66,800 da BR-392;
Viaduto sobre a Ferrovia – km 65,400 da BR-392;
Viaduto da Viscondessa da Graça (acesso a Pelotas) – km 61,900 da BR-392.

Obra no Contorno de Pelotas:

- Lote 1-A = Construtora HAP Engenharia Ltda. Duplicação de 11,01km = Do km 511,758 ao km 522,768 (BR-116).

- Lote 1-B = Consórcio SBS Engenharia e Construções AS., MAC Engenharia Ltda e Construtora Pelotense Ltda. Duplicação de 12,682km = Do 522,768 ao 527,680 (totalizando 4,912km) na BR-116 e do Km 60,631 ao 68,400 (totalizando 7,77km) da BR-392.

Saiba mais:

- Obras se aproximam da metade e Contorno de Pelotas será entregue antes do prazo

- Quase um terço das obras do Contorno de Pelotas estão concluídas

- Quase 80% da duplicação do Contorno de Pelotas já recebem obras

- Um em cada cinco quilômetros da duplicação do Contorno de Pelotas já recebe obras

- Ibama dá permissão para início das obras no Contorno de Pelotas

Liberação do último trecho duplicado da BR-392 depende de construção de passarela

28 de maio de 2014 3
Viaduto Vila da Quinta está pronto desde fevereiro – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta está pronto desde fevereiro – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Três meses depois da conclusão das obras de duplicação da BR-392, em Rio Grande, ainda não é possível saber quando o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da rodovia serão liberados ao tráfego.

A indefinição está na falta de segurança aos pedestres quando a obra for entregue. A Polícia Rodoviária Federal pede a construção de uma passarela ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Outra possibilidade seria a colocação de uma sinaleira para travessia.

O Dnit está providenciando a publicação de uma licitação para a construção de uma passarela na região entre os quilômetros 26,5 e 29. Ela deve ser lançada na primeira quinzena de junho. Temporariamente, está sendo estudada a possibilidade da instalação de uma passarela provisória, por conta da Ecosul.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Liberação do último trecho duplicado da BR-392 só vai ocorrer depois do feriadão

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação do último trecho não duplicado da BR-392 só vai ocorrer depois do feriadão

16 de abril de 2014 1
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

As obras de duplicação da BR-392, em Rio Grande, foram finalizadas há dois meses. Mesmo assim, o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da rodovia ainda não foram liberados. E até o dia 21 não haverá mudança no trecho entre os quilômetros 26,5 e 29.

Uma reunião na próxima semana entre representantes da Polícia Rodoviária Federal, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da concessionária Ecosul, que administra a rodovia, deverá bater o martelo sobre a data.

A transferência do posto da PRF só depende da mudança. O atual, nas proximidades do viaduto da Vila da Quinta, fica de costas para uma das pistas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Mas, de acordo com a PRF, a liberação do trecho da BR-392 não depende disso e sim de adaptações a serem feitas na segurança dos pedestres que precisam atravessar a rodovia nessa região do viaduto da Vila da Quinta.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela quarta vez

14 de março de 2014 4
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado - Foto: Solano Ferreira - STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

Ficou para segunda-feira, dia 17, a decisão de quando o viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da BR-392, em Rio Grande, serão liberados para o tráfego de veículos.

O atual posto da Polícia Rodoviária Federal no local fica de costas para uma das pistas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Representantes da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Sul realizaram nesta sexta-feira, dia 14, estiveram no local para averiguar a possibilidade de liberação da rodovia com a atual situação ou só quando o posto migrar para o local temporário.

Porém, como está ocorrendo a troca de comando da Polícia Rodoviária Federal na região, uma nova reunião será realizada no dia 17. Na ocasião, deverá ser informada a data provável de inauguração dos trechos ainda bloqueados.

Os pedidos feitos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre os itens de segurança já foram atendidos pela concessionária Ecosul e construtora Triunfo no trecho entre os quilômetros 26,5 e 29. .

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

Liberação da última obra da duplicação da BR-392 é adiada pela terceira vez

13 de março de 2014 4
Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado - Foto: Solano Ferreira - STE (Arquivo)

Viaduto Vila da Quinta ainda não foi liberado – Foto: Solano Ferreira – STE (Arquivo)

A liberação ao tráfego do viaduto da Vila da Quinta e um trecho de dois quilômetros e meio da BR-392 foi novamente adiada, em Rio Grande. A concessionária Ecosul e construtora Triunfo atenderam as exigências feitas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre os itens de segurança.

Porém, a Polícia Rodoviária Federal requisitou o adiamento da entrega do trecho entre os quilômetros 26,5 e 29. De acordo com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Jerry Adriani Rodrigues, atual posto no local fica de costas para uma das faixas da rodovia. Será necessário que o prédio seja reconstruído. Até lá, os policiais vão precisar migrar para o posto de Povo Novo.

Uma vistoria da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, que será realizada nesta sexta-feira, dia 13, irá avaliar se poderá ser possível fazer a liberação da rodovia com a atual situação ou só quando o posto migrar para o local temporário.

Em menos de 15 dias, foram realizadas outras três fiscalizações no local, mas a falta de segurança reprovou a liberação do viaduto ao tráfego. Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Vistoria para liberação de viaduto da BR-392 será realizada pela terceira vez

13 de março de 2014 0
Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado na semana passada - Foto: Solano Ferreira - STE

Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado na semana passada – Foto: Solano Ferreira – STE

Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Polícia Rodoviária Federal vão realizar nesta quinta-feira, dia 13, a terceira vistoria no viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, em Rio Grande. Uma reunião pela manhã. às 10h, vai definir a situação.

Se todos os itens propostos à concessionária Ecosul e construtora Triunfo tiverem sido atendidos, o trânsito deve ser liberado ainda durante esta quinta-feira. Em menos de 15 dias, foram realizadas outras duas fiscalizações no quilômetro 26,5 da rodovia, mas a falta de segurança reprovou a liberação do viaduto ao tráfego. Um outro trecho de pista simples está localizado entre os quilômetros 29 e 26,5. A segunda pista já está duplicada, mas ainda não foi liberada.

A construtora Triunfo, responsável pela obra, precisava melhorar a sinalização da travessia de pedestres e colocar defensas metálicas além do que estava previsto no projeto. Além disso, a Ecosul teria que instalar um controlador de velocidade no quilômetro 27,2, com velocidade permitida de 40 km/h, nos dois sentidos da travessia.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Liberação de viaduto da BR-392 é adiada novamente em Rio Grande

06 de março de 2014 2
Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado - Foto: Solano Ferreira - STE

Viaduto Vila da Quinta foi novamente vetado – Foto: Solano Ferreira – STE

Uma nova vistoria realizada nesta quinta-feira, dia 06, adiou, pela segunda vez, a liberação do viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, em Rio Grande. A inspeção foi feita por representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da concessionária Ecosul, que administra a rodovia. Eles avaliaram se as correções solicitadas na semana passada foram atendidas.

- Os trabalhos avançaram desde a semana passada, mas alguns itens de segurança ainda estão sendo ampliados – avaliou o engenheiro Vladimir Casa.

A construtora Triunfo, responsável pela obra, ainda precisa melhorar a sinalização da travessia de pedestres e colocar defensas metálicas além do que estava previsto no projeto. Além disso, a Ecosul irá instalar um controlador de velocidade no quilômetro 27,2, com velocidade permitida de 40 km/h, nos dois sentidos da travessia. Segundo a concessionária, a ação só depende da ligação de rede elétrica, o que deverá ocorrer em 10 dias.

- Enquanto as passarelas estão sendo licitadas, contamos com a colaboração dos usuários da rodovia para respeitar os limites de velocidade e reforçamos a necessidade de atenção e cautela por parte da comunidade no momento da travessia – reforçou Casa.

O Dnit vai aguardar o cumprimento destas medidas para então poder liberar o viaduto. Uma nova vistoria foi marcada para a próxima quinta-feira, dia 13/03, às 10h.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Dnit avalia hoje se última obra da duplicação da BR-392, em Rio Grande, será liberada

06 de março de 2014 0
O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, será vistoriado nesta quinta-feira, dia 06, em Rio Grande. Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da concessionária Ecosul vão verificar se as correções apontadas foram realizadas pela construtora Triunfo.

Na semana passada, dia 27 de fevereiro, a liberação da última obra da duplicação da BR-392 foi adiada porque foram identificados riscos à segurança do usuário. De acordo com o engenheiro Vladimir Casa, seis erros foram encontrados.

Entre as melhorias exigidas estão o reforço da sinalização para travessia de pedestres e término da construção de muro entre as pistas. Se todas as exigências forem atendidas, o trânsito no viaduto deve ser liberado até esta sexta-feira, dia 07.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação após problemas de documentação da construtora junto à autarquia, mas foram retomadas em setembro. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Falta de segurança cancela liberação de última obra da duplicação da BR-392

27 de fevereiro de 2014 3
O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro - Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

A liberação do tráfego do viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, foi adiada, em Rio Grande. A previsão inicial, anunciada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), era inaugurar a obra antes do Carnaval.

Porém, uma vistoria realizada nessa quarta-feira, dia 26, pelo engenheiro Vladimir Casa, identificou risco em a falta de segurança de seis itens de segurança. Entre as melhorias, que devem ser realizadas pela construtora Triunfo, estão o reforço da sinalização para travessia de pedestres e término da construção de muro entre as pistas.

Uma nova vistoria foi agendada para o dia 06 de março. Se todas as exigências forem atendidas, o trânsito no viaduto deve ser liberado até o dia 07.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação, mas foram retomadas em setembro, após problemas de documentação da construtora junto à autarquia. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Dnit em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão

Tempo instável transfere liberação de última obra da duplicação da BR-392

26 de fevereiro de 2014 4
O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro - Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O outro viaduto, do Povo Novo, foi liberado em dezembro – Foto: Solano Ferreira / STE (Arquivo)

O tempo instável na Zona Sul do Estado fez com que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) adiasse a liberação do tráfego no viaduto da Vila da Quinta, na BR-392, em Rio Grande. A previsão é que a inauguração ocorresse nesta quarta-feira, dia 26. A expectativa, agora, é que a liberação ocorra nesta quinta-feira, dia 27.

As obras do viaduto começaram em março de 2013, sofreram uma paralisação, mas foram retomadas em setembro, após problemas de documentação da construtora junto à autarquia. Localizado entre os quilômetros 26,5 e 27,3, a elevada vai interligar a rodovia à BR-471, no acesso a Santa Vitória do Palmar e Chuí.

Prevista para ser entregue no final de 2012, a duplicação, entre o acesso à estrada da Barra e a ponte do canal São Gonçalo, ficou em obras de novembro de 2009 até fevereiro de 2014. O investimento na duplicação dos 52 quilômetros da rodovia custou R$ 307 milhões (R$ 307.010.077,69).

Já a duplicação da ponte sobre o canal São Gonçalo, obra que estava incluída no lote 2 da BR-392, será feita através de uma licitação a parte. O projeto está pronto e sendo analisado pelo setor de estruturas do Departamento Nacional de Infraestruturas de Transportes (Dnit) em Brasília. A autarquia realiza também o processo para a licitação de cinco passarelas na rodovia.

Saiba mais:

- Viaduto é liberado para o trânsito na BR-392

- Duplicação da BR-392: Retomada construção de viaduto em Rio Grande

- Entregue mais um trecho da duplicação da BR-392

- BR-392 já tem 61% de pista duplicada liberada para o tráfego

- Entrega da duplicação da BR-392 fica para a metade do ano

- Obras em viadutos atrasam e conclusão da BR-392 fica para 2013

- Trecho de pista nova da BR-392 é liberado em Rio Grande

- Duplicação da BR-392 atinge 70% de conclusão