Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Canoas"

Rodovia do Parque já tem oito quilômetros de iluminação pública religada em Canoas

16 de julho de 2014 2
Trecho de Canoas já tem 8 quilômetros iluminado - Foto: Divulgação / Prefeitura de Canoas

Trecho de Canoas já tem 8 quilômetros iluminado – Foto: Divulgação / Prefeitura de Canoas

Dos 15 quilômetros da Rodovia do Parque, em Canoas, oito já voltaram a ter iluminação pública nos postes instalados. O trecho iluminado fica entre o quilômetro sete, no limite com o município de Esteio, e o quilômetro 15, próximo da BR-386. A previsão da Prefeitura é que todos os 15 quilômetros estejam com iluminação pública religada até o dia 15 de agosto. O trecho de Canoas representa 70% de toda a Rodovia do Parque.

Desde o fim do mês passado, a empresa Mercúrio trabalha no conserto da iluminação pública da BR-448. Os cabos de energia foram furtados dias após a inauguração da rodovia, em dezembro do ano passado. Estão sendo investidos R$ 300 mil na recuperação da rede. O custo mensal para manutenção da iluminação será de aproximadamente R$ 600 mil.

A Prefeitura de Canoas decidiu não mais esperar pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A autarquia federal chegou a prometer que recuperaria a luz nos postes antes de repassar a responsabilidade às prefeituras. Porém, o anúncio de que a concorrência será publicado já vem desde abril e até agora a disputa pública ainda não ocorreu.

Saiba mais:

- Iluminação na Rodovia do Parque começa ser religada hoje em Canoas

- Iluminação da Rodovia do Parque será recuperada em até 50 dias no trecho de Canoas

- Novo acesso da Rodovia do Parque será liberado nesta quinta-feira em Canoas

- Acesso da Rodovia do Parque ao Parque de Exposições de Esteio será liberado em agosto

- Alça de acesso da BR-448 ao bairro Humaitá vai permanecer fechada por tempo indeterminado

Iluminação na Rodovia do Parque começa ser religada hoje em Canoas

02 de julho de 2014 10
Metade da Rodovia do Parque está às escuras – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

Metade da Rodovia do Parque está às escuras – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

Depois de quase seis meses às escuras, os postes de luz da Rodovia do Parque começarão a ser religados hoje em Canoas. Desde segunda-feira (30), a empresa Mercúrio trabalha no conserto da iluminação pública da BR-448. Os cabos de energia foram furtados dias após a inauguração da rodovia, em dezembro do ano passado.

Dos 10 quilômetros que estão sem luz no trecho de Canoas, 2,5 quilômetros terão luz já na próxima noite, entre o limite de Esteio até a BR-386. Todo o trecho de Canoas deve estar religado até 15 de agosto. A Prefeitura vai investir R$ 300 mil na recuperação da rede. O custo mensal para manutenção da iluminação será de aproximadamente R$ 600 mil.

A Prefeitura de Canoas decidiu não mais esperar pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A autarquia federal chegou a prometer que recuperaria a luz nos postes antes de repassar a responsabilidade às prefeituras. Porém, o anúncio de que a concorrência será publicado já vem desde abril e até agora a disputa pública ainda não ocorreu.

A Prefeitura ainda aguarda que o Dnit repasse R$ 4 milhões que serão usados na colocação de câmeras de monitoramento na BR-448, o que facilitará o cuidado com o vandalismo, depredação e a segurança dos usuários. As câmeras são um pedido da prefeitura na contrapartida de assumir a iluminação. O prefeito lamentou que a autarquia ainda não tenha liberado os recursos.

Saiba mais:

- Iluminação da Rodovia do Parque será recuperada em até 50 dias no trecho de Canoas

- Novo acesso da Rodovia do Parque será liberado nesta quinta-feira em Canoas

- Acesso da Rodovia do Parque ao Parque de Exposições de Esteio será liberado em agosto

- Alça de acesso da BR-448 ao bairro Humaitá vai permanecer fechada por tempo indeterminado

Iluminação da Rodovia do Parque será recuperada em até 50 dias no trecho de Canoas

27 de junho de 2014 10
Rodovia do Parque foi inaugurada há mais de 6 meses – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

Metade da Rodovia do Parque está às escuras – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

A Prefeitura de Canoas decidiu não mais esperar pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e irá recuperar a iluminação da Rodovia do Parque no trecho de sua competência. Os trabalhos em Canoas vão começar na próxima segunda-feira (30) e vão durar até 45 dias. A empresa Mercúrio irá realizar o reparo.

- Não vou esperar que a falta de iluminação ocasione um acidente grave, que um pai perca um filho para ficarmos lamentando. Vamos resolver. A BR 448 é uma importante obra de mobilidade que merece toda a nossa atenção – destacou o prefeito Jairo Jorge.

Dos 22 quilômetros da rodovia, 17 deles são em Canoas. Dez deles estão às escuras porque os cabos foram furtados. Serão investidos R$ 300 mil na recuperação da rede. O custo mensal para manutenção da iluminação será de aproximadamente R$ 600 mil.

Antes de passar a responsabilidade da iluminação para as prefeituras de Porto Alegre, Canoas, Esteio e Sapucaia do Sul, a autarquia vai lançar licitação para recuperar os pontos às escuras. Porém, o anúncio de que a concorrência será publicado já vem desde abril e até agora a disputa pública ainda não ocorreu.

A Prefeitura ainda aguarda que o Dnit repasse R$ 4 milhões que serão usados na colocação de câmeras de monitoramento na BR-448, o que facilitará o cuidado com o vandalismo, depredação e a segurança dos usuários. As câmeras são um pedido da prefeitura na contrapartida de assumir a iluminação. O prefeito lamentou que a autarquia ainda não tenha liberado os recursos.

Saiba mais:

- Novo acesso da Rodovia do Parque será liberado nesta quinta-feira em Canoas

- Liberação de acessos e restabelecimento de iluminação seguem indefinidos na Rodovia do Parque

- Iluminação na Rodovia do Parque só será religada após licitação

- Alça de acesso da BR-448 ao bairro Humaitá vai permanecer fechada por tempo indeterminado

Novo acesso da Rodovia do Parque será liberado nesta quinta-feira em Canoas

26 de junho de 2014 7
Trecho da BR-448 recebeu obra provisória - Foto: Divulgação / Prefeitura de Canoas

Trecho da BR-448 recebeu obra provisória – Foto: Divulgação / Prefeitura de Canoas

Mais de seis meses depois da inauguração da Rodovia do Parque, enfim, o acesso ao bairro Mato Grande, em Canoas, será liberado para o tráfego. A solenidade irá ocorrer às 14h desta quinta-feira (26).

A opção é provisória e foi feita pela prefeitura, já que, até hoje, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) não lançou licitação para asfaltar 217 metros da Avenida das Canoas. Foram asfaltados um quilômetro da Rua Dona Maria Isabel e mais 300 metros da Rua Elizabeth Maria Finkler. Falta ainda a conclusão de uma canalização, mas isso não irá impedir que os carros já comecem a usar o novo acesso.

Saiba mais:

- Acesso da Rodovia do Parque ao Parque de Exposições de Esteio será liberado em agosto

- Lançada licitação para manutenção do asfalto da Rodovia do Parque

- Iluminação na Rodovia do Parque só será religada após licitação

- Alça de acesso da BR-448 ao bairro Humaitá vai permanecer fechada por tempo indeterminado

Prazo de entrega de presídio de Canoas é novamente adiado

17 de junho de 2014 0
Obras deveriam ser entregues em junho – Foto: Divulgação / SOPRS (Arquivo)

Obras deveriam ser entregues em junho – Foto: Divulgação / SOPRS (Arquivo)

O começo da ocupação do novo presídio de Canoas sofreu novo adiamento. O atraso já chega a três meses. Ainda falta realizar a terraplanagem, rede de drenagem e pavimentação do entorno, além de obras de água, esgoto e energia elétrica.

Os serviços precisam ser executados pela prefeitura e pela Verdi Construções S/A, empresa responsável pelos trabalhos no complexo, que foi contratada pela Secretaria Estadual de Obras. Ela também precisa providenciar o acesso interno até o presídio.

De acordo com a prefeitura, os recursos do convênio firmado com o Governo do Estado foram repassados no fim do mês passado, o que possibilitou o começo dos trabalhos. A expectativa da prefeitura é encerrar a sua parte ainda em julho.

Após a conclusão dos trabalhos, caberá à Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) mobiliar o presídio e contratar os agentes. A cadeia de regime fechado terá 393 vagas masculinas (8 detentos por cela) e uma vaga para portador de deficiência. A área construída é de 5,1 mil m2. O custo total da obra é R$ 17,9 milhões (17.997.307,25)

A previsão inicial era concluir a obra em 25 de abril, mas, no ano passado, uma liminar da Justiça paralisou os trabalhos por aproximadamente 45 dias. A Verdi foi contratada sem licitação, o que motivou uma ação por parte do Ministério Público de Contas. A última data indicava 25 de junho como a data da entrega da obra. Agora, não há uma data definida de transferência dos presos.

 

Saiba mais:

- Obra que promete ajudar a aliviar lotação do Presídio Central está 75% pronta

- Obras do Presídio de Canoas começam em até 15 dias

MP de Contas ingressa com ação para impedir contratação sem licitação do Presídio de Canoas

- Governo não atende pedido e construirá presídio de Canoas sem licitação

Governo gaúcho propõe construir presídio de Canoas sem licitação

Conservação da BR-116 será retomada entre Porto Alegre e a Serra gaúcha

04 de junho de 2014 0
Trecho da BR-116 tem muretas quebradas, mato na pista e rachaduras do asfalto  - Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Trecho da BR-116 tem muretas quebradas, mato na pista e rachaduras do asfalto – Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

A construtora Sultepa deve começar na próxima segunda-feira (09) a execução do contrato de recuperação, conservação e manutenção da BR-116, entre Porto Alegre e Nova Petrópolis. Pelos próximos dois anos, serão investidos R$ 38,8 milhões (R$38.874.000,00) em 184,490 quilômetros da rodovia. O contrato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) foi assinado no dia 30 de maio.

Também serão executados pela empresa vencedora os serviços de limpeza da faixa de domínio e controle da vegetação, limpeza e conservação da drenagem, limpeza e conservação da sinalização vertical, limpeza e conservação das defensas e guarda-corpos.

A manutenção deste trecho da rodovia estava sob responsabilidade da CC Pavimentadora. Porém, o contrato encerrou-se no final de janeiro. Desde fevereiro, a BR-116 estava sem conservação na região.

Saiba mais:

- BR-116 está sem conservação desde fevereiro entre Porto Alegre e a Serra gaúcha

- Liberação da parte de cima do viaduto de Sapucaia do Sul é transferida para o fim do mês

Liberação de acessos e restabelecimento de iluminação seguem indefinidos na Rodovia do Parque

23 de maio de 2014 6
Metade da rodovia segue sem iluminação - Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Metade da rodovia segue sem iluminação – Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Cinco meses depois da inauguração, não há previsão de quando a iluminação será restabelecida na Rodovia do Parque, nem quando os acessos serão liberados em Esteio e Canoas. O problema é a demora na realização de três licitações pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Sobre a falta de energia elétrica nos postes da BR-448, dos 22,34 quilômetros, entre Porto Alegre e Sapucaia do Sul, 12 deles estão às escuras por causa dos furtos de cabos. De acordo com levantamento realizado à noite passada, dia 22, pela Polícia Rodoviária Federal, a pedido da Rádio Gaúcha, Canoas continua com o trecho mais mal iluminado. Em abril, o mesmo teste foi feito e indicou o problema nos mesmos pontos.

O Dnit trabalha em um projeto para poder publicar a licitação. Não há previsão de prazo. Após essa nova instalação, a manutenção da iluminação da Rodovia do Parque será entregue às respectivas prefeituras. A de Canoas já se prontificou a receber a conservação, mas só pode começar a trabalhar no local depois que o Dnit conclua essa recolocação de cabos.

Já sobre os acessos, o do bairro Humaitá, em Porto Alegre, segue fechado por decisão da Superintendência do Dnit no Rio Grande do Sul, que não irá liberar a descida para o bairro até que alguém se responsabilize por possíveis acidentes envolvendo moradores e os carros que descem da BR-448. Para que os acessos de Esteio e do bairro Mato Grande, em Canoas, sejam liberados, o Dnit também precisa fazer licitação, que segue sem prazo para publicação.

Rodovia recebeu reparos antes  mesmo de completar um ano - Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Rodovia recebeu reparos antes mesmo de completar um ano – Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Enquanto a situação não se resolve, em Canoas, a Preitura realiza uma obra paliativa. As ruas Elizabeth Finkler e Dona Maria Isabel estão sendo pavimentadas e poderão ser usadas para chegar ao acesso da BR-448 no bairro Mato Grande. A expectativa é que, a partir do dia 28 os motoristas já consigam usar o desvio.

Saiba onde estão os 12 quilômetros sem iluminação:
Do km 0 ao 1, em Sapucaia do Sul
Do km 3,6 ao 4, entre Esteio e Canoas
Do km 8 ao 9, em Canoas
Do km 10 ao 15, em Canoas
Do km 16 ao 20, em Canoas
Do km 21,5 ao 22, em Porto Alegre

Saiba mais:

- Iluminação na Rodovia do Parque só será religada após licitação

- Rodovia do Parque terá novo acesso provisório liberado até maio em Canoas

 

- Alça de acesso da BR-448 ao bairro Humaitá vai permanecer fechada por tempo indeterminado

Obra que promete ajudar a aliviar lotação do Presídio Central está 75% pronta

24 de abril de 2014 9
Obras devem ser entregues em junho - Foto: Divulgação / SOPRS

Obras devem ser entregues em junho – Foto: Divulgação / SOPRS

Faltando dois meses para ser inaugurada, a Penitenciária de Canoas está 75% concluída. As informações são da Secretaria Estadual de Obras Públicas. A Verdi Construções S/A, empresa responsável pela obra, está realizando arremates, como pintura das paredes externas e internas, colocação de louças, instalação da rede elétrica e implantação do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio. Cabe a empresa também realizar a ligação de água e esgoto.

A prefeitura ficou responsável pela pavimentação, iluminação e drenagem na região. As melhorias estão em processo de licitação, mas a promessa é que tudo esteja pronto no prazo estabelecido para término das obras.

Após a conclusão dos trabalhos, caberá à Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) mobiliar o presídio e contratar os agentes. A cadeia de regime fechado terá 393 vagas masculinas (8 detentos por cela) e uma vaga para portador de deficiência. A área construída é de 5,1 mil m2. O custo total da obra é R$ 17,9 milhões (17.997.307,25)

A construção é definida por blocos funcionais, independentes e interligados por passarelas ou corredores fechados. O controle das portas e monitoramento dos detentos são por um corredor acima, o que evita o contato com os agentes penitenciários. A empresa é a mesma que executou as obras do Penitenciária Feminina de Guaíba.

A previsão inicial era concluir a obra em 25 de abril, mas, no ano passado, uma liminar da Justiça paralisou os trabalhos por aproximadamente 45 dias. A Verdi foi contratada sem licitação, o que motivou uma ação por parte do Ministério Público de Contas.

Veja mais fotos:

 

Saiba mais:

- Obras do Presídio de Canoas começam em até 15 dias

MP de Contas ingressa com ação para impedir contratação sem licitação do Presídio de Canoas

- Governo não atende pedido e construirá presídio de Canoas sem licitação

Governo gaúcho propõe construir presídio de Canoas sem licitação

Dnit descarta parceria com Exército em construção de viaduto da BR-386

27 de março de 2014 10
Trecho não duplicado entre Canoas e Nova Santa Rita causa congestionamento - Foto: Ronaldo Bernardi / Zero Hora (Arquivo)

Trecho não duplicado entre Canoas e Nova Santa Rita registra congestionamento – Foto: Ronaldo Bernardi / Zero Hora (Arquivo)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) está buscando uma solução para garantir a duplicação do viaduto sobre a linha férrea, na BR-386, em Canoas. Pela segunda vez em menos de um ano, a concorrência para escolha da empresa que executaria a obra não teve interessados.

Entre as alternativas, porém, não está a possibilidade de realizar uma parceria com o Exército. A opção é descartada pelo Dnit.

Para fazer a recuperação e conservação de 79,4km da BR-116, entre VacariaCampestre da Serra, a autarquia está realizando um convênio com o 10º Batalhão de Engenharia de Construção do Exército, localizado em Lages, Santa Catarina.

O edital para construção do viaduto de Canoas foi publicado, pela primeira vez, em maio de 2013. Em outubro, a concorrência não apresentou empresas interessadas e foi considerada deserta. Em janeiro de 2014, o edital foi relançado. As propostas seriam recebidas em fevereiro, mas foram adiadas em um mês pelo Dnit para correção de um dos itens da proposta. Em março, novamente não houve procura.

O novo viaduto terá 40 metros de extensão. A obra estava orçada em R$ 4,61 milhões (R$ 4.612.461,40). A previsão é que o viaduto seja construído em até 6 meses. Porém, não há previsão de quando os trabalhos poderão começar e quem irá executar.

O local é ponto de constantes congestionamentos. Esse é o único trecho da rodovia que ainda não foi duplicado entre Canoas e Nova Santa Rita. As duas faixas em cada sentido viram apenas uma, o que causa congestionamento em horários de grande movimento da rodovia.

Saiba mais:

- Exército vai fazer a conservação de trecho da BR-116, na Serra gaúcha

- Construção de viaduto da BR-386, em Canoas, volta a não ter interessados

Construção de viaduto da BR-386, em Canoas, volta a não ter interessados

22 de março de 2014 2
Afunilamento nos dois sentidos da rodovia causa congestionamentos – Foto: Mariana Bechert / Agência RBS (Arquivo)

Afunilamento nos dois sentidos da rodovia causa congestionamentos – Foto: Mariana Bechert / Agência RBS (Arquivo)

Mais uma vez, as empresas não apresentaram interesse em construir o viaduto sobre a linha férrea, na BR-386, em Canoas. As propostas deveriam ter sido apresentadas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) até essa sexta-feira, dia 22.

Agora, a autarquia vai avaliar se relança novamente o edital ou se vai buscar uma outra alternativa para que a construção seja realizada. Essa foi a segunda vez que o Dnit tentou encontrar interessados em realizar a obra.

O edital foi publicado, pela primeira vez, em maio de 2013. A greve dos servidores do Dnit adiou para setembro a continuação da disputa. Em outubro, a concorrência não apresentou empresas interessadas e foi considerada deserta. Em janeiro de 2014, o edital foi relançado. As propostas seriam recebidas em fevereiro, mas foram adiadas em um mês pelo Dnit para correção de um dos itens da proposta.

O novo viaduto terá 40 metros de extensão. A obra estava orçada em R$ 4,61 milhões (R$ 4.612.461,40). A previsão é que o viaduto seja construído em até 6 meses. Porém, não há previsão de quando os trabalhos poderão começar e quem irá executar.

O local é ponto de constantes congestionamentos. Esse é o único trecho da rodovia que ainda não foi duplicado entre Canoas e Nova Santa Rita. As duas faixas em cada sentido viram apenas uma, o que causa congestionamento em horários de grande movimento da rodovia.

Saiba mais:

- Dnit adia recebimento de propostas para construção de viaduto da BR-386, em Canoas

- Dnit tenta novamente encontrar interessados em duplicar viaduto da BR-386, em Canoas

- Empresas não apresentam interesse em construir viaduto na BR-386 em Canoas

- Reaberta licitação para duplicação de viaduto da BR-386 em Canoas

- Paralisação de servidores do Dnit suspende licitação para construção de viaduto na BR-386

- Publicado edital para construção de viaduto na BR-386 em Canoas