Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "obras"

Funai autoriza duplicação de dois quilômetros da BR-386

26 de agosto de 2015 4
Famílias indígenas foram transferidas em julho - Foto: Divulgação / Dnit (Arquivo)

Famílias indígenas foram transferidas em julho – Foto: Divulgação / Dnit (Arquivo)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) recebeu nesta quarta-feira (26) a autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai) para retomar as obras de duplicação da BR-386, em Estrela. Essa garantia veio depois que as 29 famílias kaigangs foram transferidas em julho para novas moradias.

Porém, para que o serviço seja retomado, é precisa ainda aguardar a liberação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Quando a obra entre os quilômetros 358,5 ao 360,3 for retomada, a expectativa do Dnit é que o trabalho seja finalizado em seis meses. Atualmente, oito quilômetros estão em obras entre Fazenda Vilanova e Estrela, que também devem ser concluídos no mesmo tempo. Contratualmente, as construtoras responsáveis pela obra têm até maio de 2016 para concluir os trabalhos.

Dos quase 34 quilômetros que estão sendo duplicados, 23 já foram entregues entre Fazenda Vilanova e Tabaí. A duplicação da BR-386 começou em novembro de 2010. O consórcio Conpasul / Iccila é o responsável pela obra. A previsão inicial era terminar os trabalhos em dezembro de 2013, mas as dificuldades de reassentamento indígena e as licenças ambientais atrasaram o cronograma.

Saiba mais:

Término da duplicação da BR-386 volta a ser adiado

- Término da duplicação da BR-386 deve ocorrer dois anos depois do prazo

- Estudo de viabilidade recomenda duplicação de novo trecho da BR-386

- Ibama autoriza e duplicação na BR-386 começa na segunda-feira

Conclusão de mais um trecho duplicado da BR-386 atrasa em mais três meses

- Liberado novo trecho duplicado da BR-386

Governo gaúcho já tem mais de R$ 5 milhões para retomar as obras da RS-118

17 de agosto de 2015 3
Usuário da rodovia protestou na esburacada rodovia – Foto: Sandro Vinciprova / Arquivo Pessoal (Arquivo)

Usuário da rodovia protestou na esburacada rodovia – Foto: Sandro Vinciprova / Arquivo Pessoal (Arquivo)

Faltando pouco mais de 40 dias para o fim do prazo estipulado pelo Governo do Estado, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) já tem R$ 5,6 milhões para a retomada das obras da RS-118. Os recursos da Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) já estão liberados.

A autarquia informa que as empresas estão iniciando a mobilização enquanto estão sendo realizados os ajustes finais para o reinício dos trabalhos. Os detalhes da retomada deverão ser anunciados nesta semana pelo secretário estadual dos Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen. A nova promessa do Daer é que as obras sejam concluídas em até 3 anos.

A duplicação está parada há mais de nove meses. O governo deve às construtoras R$ 1,69 milhão. Em razão do abandono, famílias ergueram casebres em áreas que já tinham sido desocupadas. A nova ocupação está localizada nas proximidades do quilômetro dois, em meio aos escombros das que foram derrubadas, em Sapucaia do Sul.

As obras de duplicação da RS-118 começaram no ano de 2006, pelo lote um, em Gravataí. Em 2011, os serviços no lote dois foram iniciados, no trecho entre Sapucaia do Sul e Gravataí. Já as obras do lote três, em Sapucaia do Sul, começaram em 2013. Já foram investidos R$ 65,9 milhões (R$ 65.907.157,40) na duplicação da rodovia, entre 2006 e 2014. Atualmente, os usuários trafegam em 11 dos 22 quilômetros duplicados. Porém, já há buracos na nova pista entregue.

Valores devidos a cada uma das empresas contratadas:
1) Construtora Conterra: somatório de medições novembro e dezembro/2014 = R$ 141 mil;
2) Construtora Sultepa: somatório de medições outubro, novembro e dezembro/2014 = R$ 1,39 milhão;
3) Construtora Triunfo: restos a pagar de medições anteriores (2014) = R$ 88 mil.

Atualização da construção de uma nova pista da RS-118:
1) Lote 1: Do km 11 ao km 21,3. Construtora Triunfo. Percentual executado do contrato: 71%;
2) Lote 2: Do km 06 ao km 11. Construtora Sultepa. Percentual executado do contrato: 50%;
3) Lote 3: Do km 00 ao km 05 (Da BR-116 a Freeway) – Construtora Conterra. Percentual executado do contrato: 7%.
Total pronto até o momento : 10,9 quilômetros de duplicação e 8,4 quilômetros de ruas laterais.

Atualização da restauração da pista velha da RS-118:
Não há nenhum trecho da restauração (pista antiga) pronto.
Lote 1: No trecho da Triunfo ainda não foi assinado contrato de recuperação;
Lote 2: No trecho da Sultepa, único onde ocorre a restauração, assentamento das placas quebradas e drenos começaram;
Lote 3: No trecho da Conterra falta assinatura de um termo aditivo para começo da recuperação.

Há 6 obras de artes por fazer ou em andamento nestes trechos da RS-118:
a) Viaduto sobre a avenida Itacolomi;
b) Macaqueamento do viaduto da RS-020;
c) Viaduto sobre a avenida Marechal Rondon;
d) Viaduto Ritter;
e) Passagem sobre o Arroio Sapucaia;
f) Viaduto sobre a tubulação da Transpetro.

Veja fotos da esburacada RS-118:

Saiba mais:

- Pavimentação em rodovia agilizada para receber seleção equatoriana está abandonada

- Duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está há um ano em avaliação

- Duplicação da RS-118 vai completar seis meses de abandono

- Abandono nas obras da RS-118 faz com que famílias voltem a invadir áreas desocupadas

- Governo precisa desembolsar quase R$ 2 milhões para que a duplicação da RS-118 seja retomada

 

Audiência pública da revitalização do Cais Mauá será realizada em setembro

04 de agosto de 2015 5
Cais Mauá

Dois armazéns receberam obras para a Copa do Mundo – Foto: Jocimar Farina / Gaúcha (Arquivo)

O Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental do projeto de revitalização do Cais Mauá serão apresentados em uma audiência pública em setembro. O evento será realizado no dia 18, às 19h, no Grêmio Náutico União do Bairro Moinhos de Vento. Essa é mais uma fase antes do começo da retomada das obras.

A documentação foi entregue à prefeitura no final do mês passado pelo consórcio Cais Mauá do Brasil e, a partir daí, foi possível marcar a data da audiência. A população terá a chance de opinar e sugerir mudanças. Depois da realização do encontro, as propostas seguem para análise da Secretaria do Meio Ambiente. Ainda há a necessidade de realização do |Estudo de Viabilidade Urbanística, Licença Prévia e, por fim, a Licença de Instalação.

Durante a Copa do Mundo, em Porto Alegre, dois armazéns puderam ser usados pela população, após uma obra superficial. A construção, manutenção e restauro compreendem os 16 armazéns, localizados entre a Estação Rodoviária e a Usina do Gasômetro. Os prédios passarão a ter bares, restaurantes, lojas, estabelecimentos culturais, três prédios comerciais e um shopping center. Os investimentos na primeira fase de obras será de R$ 150 milhões. A segunda etapa custará R$ 750 milhões. A Porto Cais Mauá irá administrar a área por 25 anos, mas o contrato poderá ser renovado por mais 25 anos.

Saiba mais:

- Cais Mauá, em Porto Alegre, pode ter roda gigante ao estilo da London Eye

- Divulgadas imagens do Cais do Porto para a Copa do Mundo

- Obras de restauração do Cais do Porto vão começar em novembro

BR-116: Obras do viaduto de Guaíba serão concluídas em duas semanas

30 de julho de 2015 1
Obras do viaduto estarão concluídas até o dia 15 - Foto: Divulgação / Triunfo Concepa

Obras do viaduto estarão concluídas até o dia 15 – Foto: Divulgação / Triunfo Concepa

A construção do novo viaduto da BR-116, em Guaíba, serão concluídas até o dia 15 de agosto. A previsão anterior era finalizar os trabalhos no mês de julho.

A obra já está 95% concluída. Faltam ainda alguns trabalhos de pavimentação, pintura e sinalização. Nesta semana, a iluminação do viaduto foi ligada. Ao todo, onze postes foram instalados e já estão funcionando.

O viaduto vai permitir passagem direta pela rodovia, além de permitir um acesso inferior para a avenida Dr. Nei Brito. O investimento é de R$ 20,7 milhões. Como a obra já havia sido incluída no contrato de concessão, não influenciará nos valores das tarifas de pedágio.

A construção do viaduto começou em julho de 2014. A ideia inicial era concluir os serviços em maio de 2015, mas uma alteração no projeto e as chuvas no período alteraram o cronograma.

Saiba mais:

- Conclusão de viaduto em Guaíba é adiada para julho

- Começam as obras de construção de novo viaduto na BR-116 em Guaíba

Duas concorrentes são consideradas inabilitadas em licitação da Orla do Guaíba

16 de julho de 2015 0
Primeira parte do projeto prevê revitalização em pouco mais de um quilômetro - Foto: Reprodução / Jaime Lerner Arquitetos Associados

Primeira parte do projeto prevê revitalização em pouco mais de um quilômetro – Foto: Reprodução / Jaime Lerner Arquitetos Associados

A Comissão de Licitação da prefeitura de Porto Alegre considerou que duas das cinco propostas para revitalizar a orla do Guaíba não atenderam as exigências do edital. Segundo a avaliação dos servidores, o Consórcio Alberto Couto Alves não apresentou prova de inexistência de débitos perante a Justiça do Trabalho. Já a EPC Construções não demonstrou execução de obra exigida no edital. As empresas receberam prazo de cinco dias úteis para apresentar recurso e poderem seguir na disputa.

Os três demais consórcios foram considerados aptos a permanecer na disputa. São eles: consórcio Pelotense / Cidade, formado pelas construtoras Pelotense Cidade; consórcio Home / Portonovo, formado pelas empresas Home Engenharia e Portonovo; e consórcio Orla Mais Alegre, das empresas Procon, Sadenco e SH Estruturas Metálicas.

O edital contempla o trecho de 1.320 metros entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias. O valor estimado é de R$ 67,8 milhões. Na comparação com a tentativa de concorrência anterior, houve reajustamento de R$ 10 milhões no valor a ser empregado na obra. A justificativa é que a previsão de gasto estava defasada.

A previsão é que a obra seja realizada em 18 meses. O projeto do escritório do arquiteto Jaime Lerner prevê ciclovias, caminhos iluminados, bares, quadras esportivas, arquibancadas e um terminal turístico para barcos.

Na primeira vez que tentou licitar a obra, em setembro de 2014, a prefeitura cancelou a concorrência. A falta de um documento que não constou no edital fez com que as empresas não conseguissem elaborar seus orçamentos. Na segunda vez, duas empresas se habilitaram: o consórcio Pelotense Porto Novo, e a construtora Toniolo, Busnello. A primeira foi desclassificada e a segunda apresentou um valor de obra maior do que o previsto na disputa. Na terceira tentativa de licitar a revitalização, em março de 2015, a concorrência terminou sem interessados.

E a prefeitura de Porto Alegre voltou a contratar Lerner para desenvolver o projeto de revitalização de um novo trecho da orla do Guaíba, entre a avenida Ipiranga e o Parque Gigante do Internacional. O projeto será desenvolvido em 1,62 quilômetro de extensão e 174,5 mil m² de área. O trabalho deverá ser concluído em seis meses ao custo de R$ 1,3 milhão.

Veja fotos do projeto de revitalização da orla:

Saiba mais:

- Cinco grupos apresentam propostas para revitalização da Orla do Guaíba

- Jaime Lerner irá desenvolver projeto de revitalização de novo trecho da orla do Guaíba

- Propostas de revitalização da orla do Guaíba serão conhecidas em 40 dias

Revitalização da orla do Guaíba terá investimento de mais de R$ 65 milhões

- Construtora desiste de obra e licitação da orla do Guaíba é cancelada

- Duas empresas manifestam interesse em realizar revitalização na orla do Guaíba

- Republicada licitação para revitalizar orla do Guaíba

- Erro faz prefeitura adiar licitação para revitalizar orla do Guaíba

- Prefeitura quer publicar licitação da revitalização da orla do Guaíba antes da Copa

BR-101: Trânsito deve ser liberado na tarde de quarta-feira em Laguna e Tubarão

13 de julho de 2015 13
Obras duraram três anos - Foto: Marco Favero / Agencia RBS (Arquivo)

Obras duraram três anos – Foto: Marco Favero / Agencia RBS (Arquivo)

As novas obras da BR-101 catarinense devem ser liberadas para uso a partir da tarde de quarta-feira (15). Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a inauguração será realizada entre 10h e 13h, com a presença da presidente Dilma Roussef. Após a desmontagem da estrutura do evento de inauguração, o trânsito será autorizado a passar pela nova ponte de Laguna e no túnel do Morro do Formigão.

A nova liberação do tráfego irá por fim nos congestionamentos da BR-101 na cidade. A ordem de serviço de construção da ponte foi dada em maio de 2012 e os trabalhos começaram no mês seguinte. Houve atraso de dois meses do prazo inicial.

Já o túnel do Morro do Formigão tem 900 metros de extensão, duas pistas com duas faixas de cada lado, além do acostamento. As obras começaram em fevereiro de 2013. Mesmo com a liberação do tráfego no local, ainda deverá haver congestionamentos em Tubarão nos próximos meses. Tanto que o túnel será usado em apenas uma das duas faixas, no sentido Norte – Sul.

Falta concluir obras complementares entre os quilômetros 337 e 339. Uma delas é a nova ponte em Tubarão. Contratualmente, o Consórcio ENCI – Engedal e Cima Construções tem até setembro de 2015 para realizar o serviço. Os trabalhos começaram em setembro de 2014 e estão em execução.

Finalizada essa etapa, o único trecho que faltará receber obras é a região do Morro dos Cavalos, em Palhoça. Serão construídos dois túneis no local. A obra ainda não foi licitada. Para amenizar os problemas, foi construída uma segunda faixa, em ambos sentidos, na rodovia.

Dessa forma, mesmo sem o novo túnel, não haverá pista simples no deslocamento da BR-101 entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. As obras de duplicação da BR-101, entre Osório e Palhoça, começaram em janeiro de 2005. Os 88,5 quilômetros do trecho gaúcho foram entregues em fevereiro de 2011.

Veja fotos da ponte de Laguna:

Saiba mais:

- Chuva adia liberação do trânsito em túnel da BR-101 catarinense

- BR-101 está sem conservação em trecho do Rio Grande do Sul

- Adiada conclusão das obras da ponte de Laguna

- BR-101: Concluída obra do túnel de Tubarão. Tráfego não tem prazo para ser liberado

 

Definida empresa que irá instalar novas escadas rolantes em estações da Trensurb

13 de julho de 2015 0
Duas novas escadas rolantes foram inauguradas recentemente na estação São Leopoldo – Foto: Marco Prass / Trensurb (Arquivo)

Duas novas escadas rolantes foram inauguradas recentemente na estação São Leopoldo – Foto: Marco Prass / Trensurb (Arquivo)

A empresa paulista Elevadores Vllarta é a vencedora da licitação que irá instalar cinco novas escadas rolantes em estações do Trensurb. O valor do contrato é de R$ 1,84 milhão (R$ 1.840.000,00). Após o início dos serviços, a previsão é de que eles sejam concluídos em até seis meses.

Três equipamentos serão instalados na estação Unisinos. As estações Aeroporto e São Leopoldo ganharão as outras duas. Além disso, a empresa será responsável pela manutenção preventiva e corretiva das escadas rolantes pelo período de dois anos.

Saiba mais:

- Novas escadas rolantes da estação São Leopoldo são inauguradas com sete meses de atraso

- Habilitada para instalar escadas rolantes na Trensurb é desclassificada de licitação

- Empresa paulista se habilita a instalar cinco novas escadas rolantes nas estações da Trensurb

- Lançada licitação para instalar novas escadas rolantes nas estações da Trensurb

Nova etapa das obras da ponte do Guaíba começa na quinta-feira

07 de julho de 2015 0
Obras começaram em outubro do ano passado - Foto: Omar Freitas / Agencia RBS (Arquivo)

Obras começaram em outubro do ano passado – Foto: Omar Freitas / Agencia RBS (Arquivo)

A colocação da sinalização que indica a nova etapa das obras da ponte do Guaíba foi concluída nessa segunda-feira (06). Os trabalhos devem começar na próxima quinta-feira (09) na rua Voluntários da Pátria, em Porto Alegre.

Os equipamentos estão sendo montados para permitir a construção das fundações, com cravação de estacas e construção de blocos e pilares que irão compor as alças de acesso de um dos lados da ponte. Haverá desvio no trânsito quando os trabalhos começarem. Eles serão efetuados até o dia 5 de dezembro. Haverá estreitamento de pista e desvios na Avenida Voluntários da Pátria e na Rua Dona Teodora, no bairro Humaitá, para a execução do serviço.

As fundações de outra alça de acesso já estão sendo realizadas parcialmente do lado da rua João Moreira Maciel. Falta começar nas áreas onde há interferências do gasoduto da Sulgás e da CEEE.

As obras da nova ponte devem ser realizadas em três anos. A segunda ponte terá uma extensão de 7,3 quilômetros de obras e 28 metros de largura nos vãos principais. Cada pista contará com duas faixas de rolamento com acostamento e refúgio central. No entanto, é possível que, no futuro, a ponte tenha três faixas de tráfego para cada sentido. O Dnit estima que 50 mil veículos utilizem a nova ponte diariamente.

Saiba mais:

- Cravação de estacas da nova ponte do Guaíba será retomada nesta semana

- Obra da nova ponte do Guaíba depende de aprovação de projetos que estão há seis meses parados

- Área de reassentamento de famílias da nova ponte do Guaíba é invadida

- Construção da nova ponte do Guaíba já está um mês atrasada

- Começam as obras da nova ponte do Guaíba

- Fepam emite Licença de Instalação para a nova ponte do Guaíba

- Definidas áreas que serão destinadas às famílias afetadas pela construção da nova ponte do Guaíba

- Tribunal de Contas da União investiga possíveis irregularidades em construção de nova ponte do Guaíba

BR-101 está sem conservação no Rio Grande do Sul

25 de junho de 2015 5

A BR-101, no trecho entre Tavares e São José do Norte, no Rio Grande do Sul, está sem restauração e manutenção em 108 quilômetros de pista principal e lateral desde o dia 15 de junho. O contrato de R$ 25,5 mi (R$ 25.514.101,88) com a empresa Conterra, que tinha prazo de dois anos, foi rescindido.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a execução dos serviços estava abaixo do esperado. Houve rescisão amigável do contrato. Agora, a autarquia prepara uma nova licitação. Até lá, a rodovia ficará sem conservação.

Saiba mais:

- Definida empresa que realizará estudo de ligação asfáltica entre São José do Norte e Rio Grande

- Novo túnel da BR-101 catarinense será inaugurado em meia-pista

Começa operação tapa-buraco na BR-116 em São Leopoldo

22 de junho de 2015 3
Operação tapa-buraco na BR-116 começou por São Leopoldo - Foto: Paulo Rocha / Gaúcha

Operação tapa-buraco na BR-116 começou por São Leopoldo – Foto: Paulo Rocha / Gaúcha

Seis meses depois, a BR-116 voltou a ter reparo na pista, no trecho entre Porto Alegre e Nova Petrópolis. Os trabalhos começaram na última sexta-feira (19) pelo quilômetro 244, em São Leopoldo. Se o tempo colaborar, o reparo deve durar até a outra semana.

Nesta segunda-feira, os trabalhos serão realizados até o viaduto da João Correa. Depois, o serviço será realizado até Canoas. Posteriormente, os operários vão tapar os buracos em direção a Serra gaúcha.

O responsável pelo serviço é a Construtora Castilho, do Paraná. Ela é a empresa que assumiu o contrato de manutenção dos 184,49 quilômetros da rodovia pelos próximos dois anos. A Sultepa, que havia vencido a concorrência, desistiu da obra. O distrato já foi feito com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o que permitiu a a nova contratação.

Ao mesmo tempo, a autarquia realiza uma licitação para escolher a empresa que assumirá no lugar da atual quando o prazo vencer. A ideia é evitar que a rodovia fique sem manutenção ao término do contrato. As propostas serão conhecidas no dia 03 de julho.

Saiba mais:

- Construtora desiste de recuperar BR-116 entre Porto Alegre e Nova Petrópolis

- Polícia Rodoviária Federal instala contadores de fluxo na BR-116

- Vencedor de grandes obras na BR-116, entre Porto Alegre e Novo Hamburgo, é desclassificado