Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "obras"

BR-101 está sem conservação no Rio Grande do Sul

25 de junho de 2015 5

A BR-101, no trecho entre Tavares e São José do Norte, no Rio Grande do Sul, está sem restauração e manutenção em 108 quilômetros de pista principal e lateral desde o dia 15 de junho. O contrato de R$ 25,5 mi (R$ 25.514.101,88) com a empresa Conterra, que tinha prazo de dois anos, foi rescindido.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a execução dos serviços estava abaixo do esperado. Houve rescisão amigável do contrato. Agora, a autarquia prepara uma nova licitação. Até lá, a rodovia ficará sem conservação.

Saiba mais:

- Definida empresa que realizará estudo de ligação asfáltica entre São José do Norte e Rio Grande

- Novo túnel da BR-101 catarinense será inaugurado em meia-pista

Começa operação tapa-buraco na BR-116 em São Leopoldo

22 de junho de 2015 3
Operação tapa-buraco na BR-116 começou por São Leopoldo - Foto: Paulo Rocha / Gaúcha

Operação tapa-buraco na BR-116 começou por São Leopoldo – Foto: Paulo Rocha / Gaúcha

Seis meses depois, a BR-116 voltou a ter reparo na pista, no trecho entre Porto Alegre e Nova Petrópolis. Os trabalhos começaram na última sexta-feira (19) pelo quilômetro 244, em São Leopoldo. Se o tempo colaborar, o reparo deve durar até a outra semana.

Nesta segunda-feira, os trabalhos serão realizados até o viaduto da João Correa. Depois, o serviço será realizado até Canoas. Posteriormente, os operários vão tapar os buracos em direção a Serra gaúcha.

O responsável pelo serviço é a Construtora Castilho, do Paraná. Ela é a empresa que assumiu o contrato de manutenção dos 184,49 quilômetros da rodovia pelos próximos dois anos. A Sultepa, que havia vencido a concorrência, desistiu da obra. O distrato já foi feito com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o que permitiu a a nova contratação.

Ao mesmo tempo, a autarquia realiza uma licitação para escolher a empresa que assumirá no lugar da atual quando o prazo vencer. A ideia é evitar que a rodovia fique sem manutenção ao término do contrato. As propostas serão conhecidas no dia 03 de julho.

Saiba mais:

- Construtora desiste de recuperar BR-116 entre Porto Alegre e Nova Petrópolis

- Polícia Rodoviária Federal instala contadores de fluxo na BR-116

- Vencedor de grandes obras na BR-116, entre Porto Alegre e Novo Hamburgo, é desclassificado

Conclusão de viaduto em Guaíba é adiada para julho

18 de junho de 2015 0
Obras começaram em julho de 2014 - Foto: Reprodução / Concepa

Obras começaram em julho de 2014 – Foto: Reprodução / Concepa

O término das construção do viaduto do quilômetro 296 da BR-116 foi prorrogado para julho. A ideia anterior era concluir os trabalhos em maio. O serviços já estão 86% concluídos. A obra está sendo executada próximo à avenida Dr. Nei Brito, em Guaíba.

Houve mudança no projeto inicial com o objetivo de minimizar possíveis adensamentos do solo. Até agora, já foi realizada a construção de todo o muro. Também já foram lançadas todas as 48 vigas que compõem os dois viadutos e as 420 lajes que compõem o tabuleiro dos viadutos.

Cada uma das elevadas terá cerca de 400 metros. Já aqueles que forem entrar na avenida Dr. Nei Brito terão uma rótula abaixo do viaduto. O investimento é de R$ 20,7 milhões. Toda a estrutura do viaduto será iluminada. Como a obra já havia sido incluída no contrato de concessão, não influenciará nos valores das tarifas de pedágio.

Um ano depois: prazo de término das "obras da Copa" volta a ser adiado

12 de junho de 2015 9
Obra da avenida Plínio só deve ser concluída em 2017 - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Obra da avenida Plínio só deve ser concluída em 2017 – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Os porto-alegrenses vão precisar conviver por mais tempos com as “obras da Copa do Mundo“. Os prazos de conclusão dos trabalhos voltaram a ser ampliados. Há exatamente um ano, a Copa do Mundo no Brasil tinha início.

As obras que por último serão entregues deve ser a duplicação da avenida Tronco e a passagem de nível da avenida Plínio Brasil Milano. O prazo atual indica que os trabalhos só devem ser finalizados em 2017.

Em entrevista ao Gaúcha Atualidade desta sexta-feira (12), o secretário municipal de Gestão, Urbano Schmitt, avaliou o ritmo dos trabalhos das obras que permanecem pendentes. Se a conclusão ainda é incerta, ele garante que os recursos, porém, estão garantidos.

Veja qual é o prazo atual para as obras que ainda estão pendentes:

- Rua Voluntários da Pátria

O término da duplicação dos 785 metros da rua Voluntários da Pátria, entre as ruas da Conceição e Ramiro Barcelos, foi novamente adiado. A previsão inicial era entregar a obra do lote um em maio de 2014. Foi adiado para junho de 2015. Depois para agosto. Agora, a data mais atualizada é o fim do ano.

O Governo gaúcho ainda não repassou para a prefeitura uma área do Centro Cenotécnico do Estado, o que motivou o novo adiamento. O secretário Urbano diz estar implorando a liberação.

Já a duplicação dos demais 2,66 quilômetros da Voluntários da Pátria ainda aguarda definições. O consórcio de empresas DP Barros, FBS, SOEBE desistiu de realizar a duplicação por causa do complicado processo de desapropriação da área. O consórcio Uma Nova Voluntários, formado pelas empresas CC Pavimentadora, Procon e CSL Construtora já informou que irá realizar a obra. Ele foi o segundo colocado na licitação do lote dois. Porém, as construtoras querem que a prefeitura cobre um cronograma das empresas de telefonia para o remanejo de rede. Enquanto isso não ocorrer, o serviço não será realizado.

- Avenida Ceará

As obras da passagem de nível da avenida Ceará, em Porto Alegre,
foram retomadas no dia 26 de janeiro. No mês de julho, devem começar as escavações durante a madrugada. A Infraero já autorizou a realização dos serviços. A última previsão era concluir os trabalhos em julho de 2016. Foi prorrogada para o fim do mesmo ano.

- Rua Anita Garibaldi

As obras foram retomadas no dia 18 de maio. O consórcio Tradição, formado pela empresas Pelotense e Cidade assumiu o trabalho da Sultepa. A previsão era concluir o serviço em março de 2016. Foi prorrogado por mais três meses.

- Avenida Cristóvão Colombo

Essa é uma das obras mais adiantadas das que estão sendo realizadas. Deveria ser concluída em novembro de 2015, mas seu prazo também foi prorrogado para junho de 2016.

A Prefeitura segue aguardando decisão judicial sobre a desapropriação de parte do Condomínio Calle Florida. O proprietário questiona que o recuo da calçada previsto para a realização da obra projetada pode afetar a estrutura atual do imóvel. Por enquanto, a área embargada não prejudica o andamento dos trabalhos.

- Avenida Plínio Brasil Milano

Não é só o término da obra da avenida Plínio Brasil Milano que não é sabido. O começo também.

Segue a discussão judicial envolvendo um comerciante de uma revenda de automóveis que impede a reintegração de posse da área pública. O embate jurídico ocorre desde 2011. O prazo de execução dos trabalhos será de 15 meses a partir da ordem de início.

- Viaduto da Bento Gonçalves

O tráfego no viaduto da Avenida Bento Gonçalves já foi liberado. Porém, a obra ainda prossegue. Falta concluir as alças de acesso do sentido Centro – Bairro. O governo gaúcho ainda não entregou parte do terreno da Brigada Militar para que o trabalho prossiga. Nâo há previsão de término.

- Prolongamento da avenida Severo Dulius

A primeira etapa do prolongamento da avenida Severo Dullius foi executada com recursos de uma contra-partida de uma rede de supermercados. A obra na segunda parte depende da conclusão do processo de três desapropriações. A prefeitura teve que alterar o traçado da avenida em razão de um antigo aterro sanitário que existia no caminho original. O prolongamento deveria ter sido concluído em maio de 2014.

- Corredores de ônibus

As obras do corredor de ônibus das avenidas Osvaldo Aranha e Protásio Alves estão 90% concluídas. Estão sendo executados em 10 cruzamentos. Trabalhos devem ser concluídos no segundo semestre de 2015.

O mesmo prazo vale para o corredor da avenida Bento Gonçalves. Falta trocar o pavimento de 150 metros embaixo do viaduto recém liberado. Também é preciso concluir as duas novas estações no local.

Já o corredor de ônibus da avenida João Pessoa só deve ficar pronto no primeiro semestre de 2016. A obra está 55% concluída.

- Avenida Tronco

Há quatro frente de trabalho na duplicação. A prefeitura já conseguiu entregar 993 moradias às 1525 famílias que precisam ser reassentadas. A obra só deverá ser totalmente concluída em 2017.

Saiba mais:

- Término da duplicação da Voluntários da Pátria tem novo adiamento

- Passagem de nível da avenida Ceará deverá ter obras na madrugada até o fim do mês

- Obra da Anita Garibaldi será retomada no dia 18 de maio

- Prorrogado contrato das obras da passagem de nível da Cristóvão Colombo

- Prefeitura já sabe quando termina a obra da Plínio Brasil Milano, mas não sabe quando ela começa

- Viaduto da Bento Gonçalves será liberado no dia 26. Ônibus usarão desvios até maio

Governo Federal provoca iniciativa privada a apresentar projeto para aeroporto da Região Metropolitana de Porto Alegre

11 de junho de 2015 2
Com obras concluídas, Salgado Filho tem operação garantida até 2029 – Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS (Arquivo)

Com obras concluídas, Salgado Filho tem operação garantida até 2029 – Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS (Arquivo)

* Com colaboração de Giane Guerra

A ideia de construção do segundo aeroporto da Região Metropolitana de Porto Alegre não foi descartada pelo Governo Federal. A avaliação é do ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Em entrevista para a Rádio Gaúcha e outras seis rádios do Brasil, no programa Bom Dia Ministro desta quinta-feira (11), Nelson Barbosa, informou que a intenção da União é ampliar a pista do Salgado Filho e melhorar o terminal de passageiros. Essas obras garantiriam funcionalidade até o final da década de 2020. Portanto, o governo não prevê avaliar o assunto de forma imediata.

- Se, ao longo desse processo, for detectada a necessidade de um novo aeroporto, nós vamos também abrir estudos e pedidos de manifestação de interesse para construção de um segundo aeroporto.

Nelson Barbosa indica um caminho para quem torce por um novo terminal quando o Salgado Filho não tiver mais capacidade. Ele poderia partir da iniciativa privada. Por enquanto, nenhum projeto neste sentido foi apresentado até agora.

- Esses pedidos podem ser feitos tanto pelo governo como pelo próprio setor privado, que pode identificar alguns projetos que ainda não avaliamos e propor sua realização. Esse pode ser o caso do segundo aeroporto.

Na última terça-feira, o Governo Federal anunciou o plano de concessões para ferrovias, rodovias, portos e aeroportos. O Aeroporto Salgado Filho está entre eles, assim como a BR-386, até Carazinho; a Freeway, até Osório; BR-101, até Torres; e BR-116, até Camaquã.

O edital convocando interessados em elaborar projetos e estudos que subsidiem a modelagem de concessão do Salgado Filho já foi lançado. O documento prevê a projeção por um período mínimo de 30 anos para exploração do terminal, embora seja possível apresentar propostas sobre a viabilidade para prazo inferior ou superior ao indicado. As empresas têm 90 dias para apresentação dos projetos.

Veja o que disse o ministro durante a entrevista:

- Nosso interesse inicial é expandir o Aeroporto Salgado Filho. Ampliar a pista e melhorar o terminal. Nossas previsões indicam que essas obras já vão melhorar os serviços para todos os passageiros até o final da década de 2020. Se, ao longo desse processo, for detectada a necessidade de um novo aeroporto, nós vamos também abrir estudos e pedidos de manifestação de interesse para construção de um segundo aeroporto. Um segundo aeroporto ainda pode ser feito. Esses pedidos podem ser feitos tanto pelo governo como pelo próprio setor privado, que pode identificar alguns projetos que ainda não avaliamos e propor sua realização. Esse pode ser o caso do segundo aeroporto. Nenhum projeto foi apresentado até agora, mas isso pode acontecer.

Saiba mais:

- Empresa que vencer concessão do Salgado Filho será responsável pelas obras em andamento

- Infraero diz que ampliação de pista do Salgado Filho estava parada porque governo Tarso apoiava novo aeroporto

- Término da ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Salgado Filho fica para 2017

- Porto Alegre teria que derrubar viaduto e mudar rota do trem para ter aeroporto 80% aberto em dia de neblina

- Infraero promete licitar obra de novo estacionamento do Salgado Filho em até 10 meses

Empresa que vencer concessão do Salgado Filho será responsável pelas obras em andamento

09 de junho de 2015 6
Empresa que vencer a concessão será a responsável pelas obras  do Salgado Filho  - Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Empresa que vencer a concessão será a responsável pelas obras do Salgado Filho – Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O ministro da Secretaria da Aviação Civil, Eliseu Padilha, confirmou nesta terça-feira (09) que a empresa que vencer a licitação de concessão do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, ficará responsável por executar os pagamentos das obras que estão em andamento no terminal.

- Quem vai executar todas as obras faltantes é o concessionário. nao havera mais concomitancia de responsabilidade – garantiu Padilha em entrevista ao Gaúcha Atualidade.

Atualmente, a Infraero tem contratado a ampliação do terminal de passageiros, do pátio e terminal de cargas. O ministro também garantiu que, em breve, a concorrência para ampliar a pista do Salgado Filho será lançada e também deverá ficar sob responsabilidade de quem for o novo administrador do aeroporto. Já a construção de um hotel na área do terminal e de um novo edifício-garagem serão executados em outros contratos.

Sobre a criação de um novo terminal para a Região Metropolitana de Porto Alegre, Padilha crê que o melhor será incluir nesta concessão que o vencedor fique responsável pela construção de um novo aeroporto.

O ministro também informou que as rodovias federais do Rio Grande do Sul não deverão entrar neste primeiro pacote de concessões lançado hoje. Segundo ele, a BR-290Freeway e a BR-386 são as rodovias que serão repassadas à iniciativa privada. No caso das duas primeiras, isso deve ocorrer após 2017, quando acaba o contrato com a Triunfo Concepa.

Ouça a entrevista do ministro Eliseu Padilha ao Gaúcha Atualidade:

Saiba mais:

- Infraero diz que ampliação de pista do Salgado Filho estava parada porque governo Tarso apoiava novo aeroporto

- Término da ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Salgado Filho fica para 2017

- Porto Alegre teria que derrubar viaduto e mudar rota do trem para ter aeroporto 80% aberto em dia de neblina

- Infraero promete licitar obra de novo estacionamento do Salgado Filho em até 10 meses

Prioridade do novo superintendente do Dnit no RS é não parar obra em andamento

08 de junho de 2015 0
Obra da nova ponte do Guaíba começou em outubro - Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS (Arquivo)

Obra da nova ponte do Guaíba começou em outubro – Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS (Arquivo)

A missão do novo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Rio Grande do Sul é dar continuidade às obras em andamento. Segundo o engenheiro Hiratan Pinheiro da Silva, os recursos usados até agora foram enviados ainda no ano passado. O objetivo agora é buscar nova verba para garantir a manutenção dos trabalhos.

- O nosso desafio é buscar mais recursos para manter o ritmo atual para que as obras não parem neste ano – informou Hiratan.

É o que deve ocorrer com as obras da BR-290. Até agora, a execução dos trabalhos se deu com recursos de 2014. Sobre o pacote de concessões que será lançado nesta terça-feira (09), o superintendente ainda aguarda a definição por parte do Governo Federal.

O ritmo das obras da nova ponte do Guaíba foi considerado adequado por Hiratan, que disse esperar recursos ainda em 2015 para garantir a continuidade dos projetos para ampliação da Rodovia do Parque até Portão. Sobre a ampliação do limite de velocidade nas rodovias federais, o superintendente confirmou que ainda em junho a BR-153, entre a BR-290 e Bagé, deverá ser uma das primeiras a ter a alteração. A rodovia passará a permitir velocidade de 100 km/h.

Ouça a entrevista completa do novo superintendente:

Saiba mais:

- Dnit gaúcho tem novo superintendente

- Superintendente-geral do Dnit do RS é nomeado para diretoria do Daer

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Começam as obras da nova ponte do Guaíba

Término da duplicação da BR-386 volta a ser adiado

04 de junho de 2015 1
Ao todo, 23 quilômetros duplicados já foram liberados – Foto: Divulgação / Dnit (Arquivo)

Ao todo, 23 quilômetros duplicados já foram liberados – Foto: Divulgação / Dnit (Arquivo)

A duplicação dos últimos dez quilômetros da BR-386 deve ser concluída em março de 2016. O prazo foi revisto pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Contratualmente, as construtoras responsáveis pela obra têm até maio do mesmo ano para concluir os trabalhos.

A ideia anterior era finalizar a duplicação até o fim de 2015. A previsão inicial era terminar os trabalhos em dezembro de 2013. Atualmente, oito quilômetros estão em obras entre Fazenda Vilanova e Estrela.

Outros dois quilômetros da duplicação, em Estrela, seguem parados à espera de autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). O Dnit aguarda vistoria da Funai em 27 novas casas que foram construídas para famílias Kaigangs. Quando houver a ocupação das moradias, as obras no trecho devem começar neste trecho.

Dos quase 34 quilômetros que estão sendo duplicados, 23 já foram entregues entre Fazenda Vilanova e Tabaí. A duplicação da BR-386 começou em novembro de 2010. O consórcio Conpasul / Iccila é o responsável pela obra.

Saiba mais:

- Término da duplicação da BR-386 deve ocorrer dois anos depois do prazo

- Estudo de viabilidade recomenda duplicação de novo trecho da BR-386

- Ibama autoriza e duplicação na BR-386 começa na segunda-feira

Conclusão de mais um trecho duplicado da BR-386 atrasa em mais três meses

- Liberado novo trecho duplicado da BR-386

Duplicação da Wenceslau Escobar começa amanhã: um ano e meio depois do prometido

01 de junho de 2015 7
A duplicação do trecho é aguardada há mais de uma década – Foto: Arivaldo Chaves / Agencia RBS (Arquivo)

A duplicação do trecho é aguardada há mais de uma década – Foto: Arivaldo Chaves / Agencia RBS (Arquivo)

Enfim, as obras de duplicação de 350 metros da avenida Wenceslau Escobar, na zona sul de Porto Alegre vão começar. Os trabalhos iniciam nesta terça-feira (02) com a construção do cercamento de um condomínio existente na avenida.

A obra vem sendo prometida desde novembro de 2013. A previsão é que essa obra seja concluída até o final de 2015. Segundo o secretário municipal de obras e Viação (Smov), Mauro Zacher, entraves como desapropriações e atualizações de contrato foram as causas da Prefeitura não ter iniciado as obras no prazo originalmente estabelecido.

O trecho que será duplicado fica entre a avenida Diário de Notícias e a rua Castro de Menezes. A via terá duas pistas com 9,5 metros para cada sentido, divididas por um canteiro central. A obra é uma contrapartida da construtora Goldsztein que construiu edifícios residenciais na avenida Diário de Notícias e custará aproximadamente R$ 3,6 milhões, incluindo R$ 1,6 milhão de responsabilidade da prefeitura.

A via terá duas pistas com 9,5 metros para cada sentido, divididas por um canteiro central. Serão três faixas de rolamento por sentido de tráfego.

Também está prevista a construção de uma ciclovia, no lado centro-bairro, dando continuidade à pista para ciclistas da Diário de Notícias e conectando com a da avenida Icaraí. Haverá também uma nova adutora do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae).

Saiba mais:

- Duplicação da Wenceslau Escobar deve começar um ano e meio depois do previsto

- Adiado início das obras de ampliação da Wenceslau Escobar na Zona Sul de Porto Alegre

Duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está há um ano em avaliação

11 de maio de 2015 6
Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto – Foto: Agência RBS (Arquivo)

Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto – Foto: Agência RBS (Arquivo)

O projeto de duplicação de 16 quilômetros da RS-118, entre Gravataí e Viamão vai completar um ano de análise pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). O estudo foi concluído em junho de 2014 pela empresa STE Engenharia.

De acordo com o superintendente de estudos e projetos, engenheiro Fernando Dieckmann Medeiros, “o projeto final de engenharia encontra-se em desenvolvimento e, neste momento, está sofrendo ajustes no seu Plano Funcional com a inclusão/modificação de dispositivos de interseção (viadutos, passarelas, etc).”

A entrega da minuta do edital está prevista para o segundo semestre de 2015. A atual gestão do Daer lembra que os trabalhos foram retomados neste ano, já que foram paralisados em novembro de 2014.

A concorrência para realizar o projeto de duplicação ocorreu em 2010. O contrato para a confecção do estudo foi assinado em junho de 2012, ao custo de R$ 821 mil. Ele deveria ter sido entregue em junho de 2013, mas a conclusão do projeto se deu um ano depois. Desde então, encontra-se em análise pelo Daer.

Saiba mais:

- Concluído projeto de duplicação da RS-118 entre Gravataí e Viamão

- Projeto de duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está nove meses atrasado

- Governo do RS autoriza projeto para duplicação da RS-118 até Viamão