Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Rodovia do Parque"

Pardal da Rodovia do Parque sofre vandalismo antes mesmo de entrar em operação

07 de julho de 2015 11
Controlador de velocidade foi instalado na rodovia – Jocimar Farina / Gaúcha (Arquivo)

Controlador de velocidade foi instalado na rodovia – Jocimar Farina / Gaúcha (Arquivo)

O equipamento instalado na ponte estaiada da Rodovia do Parque, em Porto Alegre, nem chegou a entrar em operação e já sofreu com o vandalismo. Na semana passada, bandidos tentaram furtar os cabos de energia do controlador de velocidade. Não houve êxito, mas o sistema foi danificado. O Inmetro iria fazer a aferição do equipamento na quinta-feira passada. O serviço foi adiado para esta semana, se o tempo permitir que o reparo seja realizado.

O primeiro pardal da BR-448 foi instalado no mês de junho no sentido Interior – Capital. A velocidade máxima permitida é de 50 km/h. Placas foram instaladas informando o limite máximo de velocidade na ponte e viaduto sobre a Freeway, que têm uma angulação mais fechada. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal, o local já registrou quatro mortes desde a inauguração da rodovia ocorrida em dezembro de 2013.

Saiba mais:

- Começa instalação de pardal na Rodovia do Parque

- Dnit vai instalar pardais na ponte estaiada da BR-448 em junho

- Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

Começa instalação de pardal na Rodovia do Parque

17 de junho de 2015 3
Controlador de velocidade já foi colocado na rodovia - Jocimar Farina / Gaúcha

Controlador de velocidade já foi colocado na rodovia – Jocimar Farina / Gaúcha

A Rodovia do Parque está ganhando o seu primeiro controlador de velocidade. O equipamento está sendo instalado na ponte estaiada, no sentido Interior – Capital, em Porto Alegre. Antes de entrar em funcionamento, porém, ele precisará passar por aferição do Inmetro.

A velocidade máxima permitida é de 50 km/h. Placas foram instaladas informando o limite máximo de velocidade na ponte e viaduto sobre a Freeway, que têm uma angulação mais fechada.

A medida não foi suficiente para acabar com o número de acidentes. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal, o local já registrou quatro mortes desde a inauguração da BR-448 ocorrida em dezembro de 2013.

Saiba mais:

- Dnit vai instalar pardais na ponte estaiada da BR-448 em junho

- Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

Prioridade do novo superintendente do Dnit no RS é não parar obra em andamento

08 de junho de 2015 0
Obra da nova ponte do Guaíba começou em outubro - Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS (Arquivo)

Obra da nova ponte do Guaíba começou em outubro – Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS (Arquivo)

A missão do novo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Rio Grande do Sul é dar continuidade às obras em andamento. Segundo o engenheiro Hiratan Pinheiro da Silva, os recursos usados até agora foram enviados ainda no ano passado. O objetivo agora é buscar nova verba para garantir a manutenção dos trabalhos.

- O nosso desafio é buscar mais recursos para manter o ritmo atual para que as obras não parem neste ano – informou Hiratan.

É o que deve ocorrer com as obras da BR-290. Até agora, a execução dos trabalhos se deu com recursos de 2014. Sobre o pacote de concessões que será lançado nesta terça-feira (09), o superintendente ainda aguarda a definição por parte do Governo Federal.

O ritmo das obras da nova ponte do Guaíba foi considerado adequado por Hiratan, que disse esperar recursos ainda em 2015 para garantir a continuidade dos projetos para ampliação da Rodovia do Parque até Portão. Sobre a ampliação do limite de velocidade nas rodovias federais, o superintendente confirmou que ainda em junho a BR-153, entre a BR-290 e Bagé, deverá ser uma das primeiras a ter a alteração. A rodovia passará a permitir velocidade de 100 km/h.

Ouça a entrevista completa do novo superintendente:

Saiba mais:

- Dnit gaúcho tem novo superintendente

- Superintendente-geral do Dnit do RS é nomeado para diretoria do Daer

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Começam as obras da nova ponte do Guaíba

Empresa catarinense irá recuperar iluminação da ponte estaiada da BR-448

16 de março de 2015 2
Problema na iluminação do trecho ocorre desde a inauguração, em 2013 – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

Problema na iluminação do trecho ocorre desde a inauguração, em 2013 – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

A empresa catarinense Sadenco Sul Americana de Engenharia e Comércio Ltda. venceu a licitação para recuperar a iluminação do trecho da ponte estaiada até o viaduto da BR-448 sobre a Freeway, em Porto Alegre. O resultado foi publicado nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial da União.

A obra irá custar R$ 153 mil (R$ 153.000,00) e deverá ser executada em quatro meses. A empresa é a mesma que executa a instalação da iluminação na ponte de Laguna, na BR-101 de Santa Catarina.

Os cabos de energia da Rodovia do Parque foram furtados dias após a inauguração da rodovia, no dia 20 de dezembro de 2013. Desde então, a região ficou às escuras. A licitação era prometida pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) desde abril de 2014. A autarquia propõe agora que a rede elétrica seja protegida por chapas metálicas fixadas ao concreto através de chumbadores.

O furto de cabos também ocorreu em Canoas e Sapucaia do Sul. Porém, as prefeituras decidiram não esperar pelo Dnit e, há mais de sete meses, religaram a iluminação nos trechos de suas competências.

Saiba mais:

- Rodovia do Parque tem 183 buracos

- Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Desnível na Rodovia do Parque vai permanecer por mais dois anos

- Primeiras famílias começam a invadir margens da Rodovia do Parque em Esteio

Rodovia do Parque tem 183 buracos

13 de janeiro de 2015 87
Trecho de nove quilômetros tem quase 200 buracos, dois sentidos da rodovia - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

Trecho de nove quilômetros tem quase 200 buracos, dois sentidos da rodovia – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

Pouco mais de um ano depois de ser inaugurada, a Rodovia do Parque já soma 183 buracos. O levantamento foi feito pela Rádio Gaúcha na manhã desta terça-feira (13).

O pior trecho fica entre os quilômetros 01 e 07, na pista do sentido capital – interior. São 108 buracos. Nessa região, o asfalto esfarelou. Todos os buracos estão localizados na faixa da direita, que recebe um movimento maior de caminhões, que precisam ocupar parte da faixa da esquerda para fugir das deformações.

Já no sentido interior – capital são 75 buracos, localizados entre os quilômetros 00 e 09. Todos eles também estão na faixa da direita. O pior trecho da BR-448 tem 50 buracos do trecho entre os quilômetros 00 e 03. Além disso, há placas pichadas, acúmulo de lixo em alguns pontos da rodovia. Nesta manhã, foi possível identificar um serviço de capina sendo realizado às margens da BR-448, na região de Sapucaia do Sul e Esteio.

Placas pichadas e sujeira na pista são outros problemas da BR-448 - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

Placas pichadas e sujeira na pista são outros problemas da BR-448 – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha

Em dezembro, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) assinou contrato com a construtora Notemper Empreendimentos, empresa do Rio de Janeiro. Ela será a responsável pela conservação da rodovia pelos próximos dois anos. Porém, ela só irá executar a reparação do pavimento quando as construtoras Sultepa, Toniolo Busnello, Construcap e Ferreira Guedes concluírem a recuperação de todo o pavimento entre os quilômetros 0 e 14. O Dnit oficiou as empresas a fazer o reparo de forma emergencial.

Até lá, a Notemper só irá fazer roçada e capina na BR-448 e manutenção no lote três, entre os quilômetros 14,44 e 22,34. Este foi o único trecho já entregue pelas empresas que executaram a construção da Rodovia: Queiroz Galvão, OAS, Brasília – Guaíba.

Veja os problemas identificados na Rodovia do Parque:

Sentido Interior – Capital
- 50 buracos entre os kms 0 e 2, na faixa da direita;
- Um pouco de ondulação entre os quilômetros 2 e 3;
- 25 buracos entre os kms 4 e 9.

Sentido Capital – Interior
- 09 buracos no km 01, na faixa da direita;
- 19 buracos no km 02, na faixa da direita;
- 03 buracos no km 03, na faixa da direita;
- 28 buracos no km 05, na faixa da direita;
- 26 buracos no km 06, na faixa da direita;
- 23 buracos no km 07, na faixa da direita;
- Solavancos em dois viadutos do km 12.

Saiba mais:

- Manutenção permanente da Rodovia do Parque começa nos próximos dias

- Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Desnível na Rodovia do Parque vai permanecer por mais dois anos

- Primeiras famílias começam a invadir margens da Rodovia do Parque em Esteio

Manutenção permanente da Rodovia do Parque começa nos próximos dias

10 de dezembro de 2014 13
Entre os serviços que serão realizados está a recuperação das muretas atingidas por veículos - Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS (Arquivo)

Entre os serviços que serão realizados está a recuperação das muretas atingidas por veículos – Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS (Arquivo)

O contrato com a construtora Notemper Empreendimentos, empresa do Rio de Janeiro, foi assinado nessa segunda-feira (08). Pelos próximos dois anos, ela será responsável pela manutenção da Rodovia do Parque ao custo de R$ 9,25 milhões (R$9.250.000,00).

Caberá à empresa realizar os serviços de roçada e limpeza da pista, além de realizar, por exemplo, a recuperação das muretas atingidas por veículos. Já os problemas no pavimento, decorrentes da construção da BR-448, não serão de responsabilidade da empresa. Esse reparo está sendo providenciado pelas construtoras que executaram a obra da rodovia.

Saiba mais:

- Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Desnível na Rodovia do Parque vai permanecer por mais dois anos

- Primeiras famílias começam a invadir margens da Rodovia do Parque em Esteio

Iluminação da ponte estaiada da Rodovia do Parque será recuperada

10 de dezembro de 2014 7
A rodovia foi inaugurada pela presidente Dilma no fim do ano passado - Foto: Tadeu Vilani  / Agencia RBS (Arquivo)

A rodovia foi inaugurada pela presidente Dilma no fim do ano passado – Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS (Arquivo)

Quase um ano depois, enfim, o último trecho sem iluminação da Rodovia do Parque será recuperado. Foi publicada a licitação para recuperar o trecho da ponte estaiada e do viaduto da BR-448 sobre a Freeway, em Porto Alegre. As propostas serão conhecidas no dia 19. Os serviços precisarão ser realizados em quatro meses a um custo máximo de R$ 197 mil (197.256,34). O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) propõe agora que a rede elétrica seja protegida por chapas metálicas fixadas ao concreto através de chumbadores.

A iluminação pública foi furtada dias após a inauguração da rodovia, no dia 20 de dezembro do ano passado. Desde então, a região ficou às escuras. Desde abril, o Dnit prometia lançar essa licitação.

As prefeituras de Canoas e Sapucaia do Sul decidiram não esperar pelo Dnit e, há mais de quatro meses, já religaram a iluminação nos trechos de suas competências. Em Esteio, a luz foi religada depois que a prefeitura anunciou que pagaria a conta.

Saiba mais:

- Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

- Desnível na Rodovia do Parque vai permanecer por mais dois anos

- Primeiras famílias começam a invadir margens da Rodovia do Parque em Esteio

Suspensa licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão

05 de dezembro de 2014 9
Em 2011, o ministro Paulo Passos sobrevoou o possível futuro traçado – Foto: Claudio Fachel / Palácio Piratini (Arquivo)

Em 2011, o ministro Paulo Passos sobrevoou o possível futuro traçado – Foto: Claudio Fachel / Palácio Piratini (Arquivo)

Foi suspensa a licitação para contratar empresas responsáveis pelos projetos, estudos e execução das obras de prolongamento de 18,7 quilômetros da BR-448 até Portão. As propostas seriam conhecidas no dia 09 de dezembro.

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), foi encontrado um erro no edital que terá que ser corrigido. A ideia é que a republicação ocorra nos próximos dias.

A concorrência foi publicada em outubro. O estudo preliminar de impacto ambiental já foi concluído. O projeto executivo deve ser desenvolvido em 2015. A obra deve começar em 2016. O prazo entre a contratação e a entrega do novo trecho é de três anos e nove meses.

Uma nova licitação, sem data prevista para ser lançada, deverá levar a Rodovia do Parque por mais 8 quilômetros até o município de Estância Velha, mas ainda falta a definição do traçado.

Saiba mais:

- Publicada licitação para prolongar a Rodovia do Parque até Portão

- Extensão da Rodovia do Parque até Portão será licitada no final de outubro

- Licitação para prolongar Rodovia do Parque até Portão deve ficar para o ano que vem

- Licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão deve ser lançada até julho

- Prorrogado prazo para conclusão de estudo de ampliação da Rodovia do Parque até Estância Velha

- Assinado contrato para estudo do prolongamento da BR-448 até Estância Velha

 

Rodovia do Parque será parcialmente bloqueada para reparo no fim de semana

31 de outubro de 2014 51
Buraco próximo a Porto  Alegre surgiu nos últimos dias - Foto: Emanuel Soares / Rádio Gaúcha

Buraco próximo a Porto Alegre surgiu nos últimos dias – Foto: Emanuel Soares / Rádio Gaúcha

A Rodovia do Parque ficará parcialmente bloqueada neste fim de semana, entre os quilômetros 18 e 21 no sentido interior-capital, em Canoas. A interrupção ocorrerá das 7h30 deste sábado (01) até as 6h de segunda-feira (04).

Neste período, a construtora Queiroz Galvão, responsável pela construção do lote 03 da BR-448, fará uma manutenção preventiva em fissuras que surgiram próximas às juntas de dilatação da ponte estaiada e parte da elevada.

Os serviços serão realizados inicialmente em duas das três faixas. O local estará devidamente sinalizado com placas, cones e dispositivos noturnos. A ação contará com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Mais fotos:

Saiba mais:

- Desnível na Rodovia do Parque vai permanecer por mais dois anos

- Dnit notifica construtora para diminuir desnível no asfalto em trecho da BR-448

Publicada licitação para prolongar a Rodovia do Parque até Portão

24 de outubro de 2014 23
Em 2011, o ministro Paulo Passos sobrevoou o possível futuro traçado – Foto: Claudio Fachel / Palácio Piratini (Arquivo)

Em 2011, o ministro Paulo Passos sobrevoou o possível futuro traçado – Foto: Claudio Fachel / Palácio Piratini (Arquivo)

Foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24) a licitação para contratar empresas que serão responsáveis pelos projetos, estudos e execução das obras de prolongamento de 18,7 quilômetros da BR-448 até Portão. As propostas serão conhecidas no dia 09 de dezembro.

O estudo preliminar de impacto ambiental já foi concluído. O projeto executivo deve ser desenvolvido em 2015. A obra deve começar em 2016. O prazo entre a contratação e a entrega do novo trecho é de três anos e nove meses.

Uma nova licitação, sem data prevista para ser lançada, deverá levar a Rodovia do Parque por mais 8 quilômetros até o município de Estância Velha, mas ainda falta a definição do traçado.

Saiba mais:

- Extensão da Rodovia do Parque até Portão será licitada no final de outubro

- Licitação para prolongar Rodovia do Parque até Portão deve ficar para o ano que vem

- Licitação para prolongamento da Rodovia do Parque até Portão deve ser lançada até julho

- Prorrogado prazo para conclusão de estudo de ampliação da Rodovia do Parque até Estância Velha

- Assinado contrato para estudo do prolongamento da BR-448 até Estância Velha