Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "RS-118"

RS-118 terá mais seis quilômetros de pista nova liberados em agosto

03 de julho de 2014 4
Novo trecho será liberado em agosto - Foto: Divulgação / Daer (Arquivo)

Novo trecho será liberado em agosto – Foto: Divulgação / Daer (Arquivo)

Os usuários da RS-118 deverão ter mais seis quilômetros de pista nova para trafegar a partir da segunda quinzena de agosto. O trecho único que deve ser liberado fica entre Gravataí e Sapucaia do Sul.

A expectativa do governo gaúcho é ter 13 dos 22 quilômetros de pista duplicada até o fim de agosto. Atualmente, as empresas trabalham na pavimentação de ruas laterais, instalação de placas e pintura das faixas de tráfego no trecho que será liberado.

Outros 5,5 quilômetros devem ser entregues até o fim do ano. Os primeiros dois quilômetros foram liberados para uso em setembro do ano passado.

Até o fim de julho, enfim, deve começar a restauração da pista atual da RS-118. E os trabalhos vão começar na região onde hoje a pista nova já é usada.

Saiba mais:

- Concluído projeto de duplicação da RS-118 entre Gravataí e Viamão

- Governo aguarda judiciário para retirar mais de cem comércios irregulares da RS-118

- Começo das obras do viaduto da RS-040 com RS-118 fica para depois da Copa

- Governo reafirma conclusão da RS-118 até dezembro sem três quilômetros em Sapucaia

- Cemitério está no caminho da duplicação da RS-118

Concluído projeto de duplicação da RS-118 entre Gravataí e Viamão

26 de junho de 2014 5
Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto – Foto: ZH (Arquivo)

Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto – Foto: ZH (Arquivo)

O projeto de duplicação de 16 quilômetros da RS-118, entre Gravataí e Viamão, foi concluído pela empresa STE Engenharia. O estudo está em análise pela Superintendência de Estudos e Projetos do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer).

De acordo com a assessoria da autarquia, porém, devido aos últimos acontecimentos, em que foi preciso decretar estado de emergência em algumas rodovias do Estado, a análise está atrasada. No momento, não há qualquer previsão de liberação do projeto para a contratação das obras.

A conclusão do projeto atrasou mais de nove meses. O contrato com a STE foi assinado em junho de 2012 ao custo de R$ 821 mil. Deveria ter sido entregue em junho de 2013. Em abril, o Daer informou que um dos motivos que atrasou a conclusão do estudo foi a indefinição do local do Hospital Regional de Referência, que será construído na região. Não há a confirmação nem do município onde ele será erguido.

Saiba mais:

- Projeto de duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está nove meses atrasado

- Governo do RS autoriza projeto para duplicação da RS-118 até Viamão

Governo aguarda judiciário para retirar mais de cem comércios irregulares da RS-118

23 de junho de 2014 6
São mais de cem comércios que precisam ser removidos da RS-118 - Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

São mais de cem comércios que precisam ser removidos da RS-118 – Foto: Jocimar Farina / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Para que possa cumprir o plano de duplicação da RS-118 até o fim do ano, o governo aguarda que a Justiça gaúcha conceda pelo menos 40 reintegrações de posse. Do quilômetro 3,5 ao 22, comércios que estão em área do estado prejudicam a construção da nova pista.

No lote um, em Gravataí, são 20. No lote dois, entre Gravataí e Sapucaia do Sul, são outros sete. No lote três, em Sapucaia, são 110. Porém, a maior parte, 98, está localizada entre os quilômetros 0 e 3,5, área que o governo já informou que não consegue concluir em 2014.

O Governo já conseguiu as duas primeiras liminares na Justiça. Os estabelecimentos serão retirados no próximo dia 30 de junho, em Sapucaia o Sul.

Saiba mais:

- Concluída pavimentação de trecho da RS-118 em Viamão

- Começo das obras do viaduto da RS-040 com RS-118 fica para depois da Copa

- Projeto de duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está nove meses atrasado

- Governo reafirma conclusão da RS-118 até dezembro sem três quilômetros em Sapucaia

- Cemitério está no caminho da duplicação da RS-118

 

Concluída pavimentação de trecho da RS-118 em Viamão

05 de junho de 2014 7
Foto: Divulgação / Coesul

Foto: Divulgação / Coesul

Os primeiros 3,5 quilômetros pavimentados da RS-118, dos 19 prometidos, em Viamão, foram concluídos nessa quanta-feira (04). O trecho que recebeu asfalto está localizado entre a ponte do Fiuza e a rua que dá acesso ao hotel Vila Ventura. Outros 604 metros, de competência da Prefeitura e que também precisavam receber asfalto, foram concluídos. O hotel vai receber a seleção de futebol do Equador durante a sua participação na Copa do Mundo.

Num trecho de 100 metros, o dono de uma propriedade não autorizou o recuo do muro. No local, os usuários da rodovia vão encontrar um estreitamento de dois metros na pista, que recebeu sinalização diferenciada.

As obras estão sendo realizadas pela construtora Coesul desde março. Agora, a empresa intensifica os trabalhos em 1,5 quilômetros, de onde parou até o Distrito do Espigão. Também precisa realizar o acostamento da pista. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e a CEEE firmaram contrato que garante o deslocamento de 115 postes e nove geradores.

Os outros 14 quilômetros que devem ser asfaltados até o Lami ainda dependem da Justiça, que atendeu decisão do Ministério Público e suspendeu a emissão de licença ambiental para a obra.

Saiba mais:

- Pavimentação de trecho que liga hotel da seleçao do Equador terá início amanhã

Desapropriações e adutora da Corsan paralisam obra de pavimentação da RS-118

- Pavimentação da RS-118 começa na última segunda-feira de março

Começo das obras do viaduto da RS-040 com RS-118 fica para depois da Copa

25 de abril de 2014 13
Em outubro de 2013, moradores bloquearam a rodovia pedindo o começo das obras - Foto: Paulo Rocha / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Em outubro de 2013, moradores bloquearam a rodovia pedindo o começo das obras – Foto: Paulo Rocha / Rádio Gaúcha (Arquivo)

Não será no primeiro semestre deste ano que os usuários da RS-040 e da RS-118 poderão ver o tão esperado começo das obras do viaduto e da duplicação de quatro quilômetros na região de Viamão. O começo dos trabalhos é prometido há um ano.

Na avaliação do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), se a obra começasse agora poderia sofrer paralisação em maio e junho, período que a seleção equatoriana de futebol ficará hospedada na região  e precisará se deslocar pela rodovia. Para evitar isso ficou acordado que os trabalhos vão iniciar após a participação do Equador na Copa do Mundo.

A licitação foi realizada em 2010. A empresa SBS Engenharia foi a vencedora. O contrato foi assinado em 2011. Faltava engenheiro para fiscalizar a obra, o que foi resolvido no começo do ano.

Viaduto será construído na RS-040 - Imagem: Divulgação / Daer

Viaduto será construído na RS-040 – Imagem: Divulgação / Daer

O valor inicial previsto para a realização dos serviços é de R$ 33 milhões e prevê 10 quilômetros de melhorias viárias, do quilômetro zero ao 10, da Lomba do Sabão até o Centro de Viamão. Haverá reforço na sinalização, melhoria nas 12 interseções e construção de terceira faixa em alguns pontos. Também está previsto a duplicação de quatro quilômetros, do quilômetro 10 ao 14, do centro de Viamão até as proximidades da Escola Técnica de Agricultura. E no quilômetro 11 será construído o viaduto com a RS-118. O prazo para execução dos trabalhos é de 18 meses.

Saiba mais:

- Prevista para janeiro, obra do viaduto da RS-118 em Viamão não sai do papel

- Moradores cobram pavimentação na RS-118 e construção de viaduto com a RS-040

 

Projeto de duplicação da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está nove meses atrasado

08 de abril de 2014 8
Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto - Foto: ZH (Arquivo)

Enquanto rodovia aguarda publicação de edital para obras, motoristas reclamam das más condições do asfalto – Foto: ZH (Arquivo)

O contrato para desenvolvimento de projeto para duplicar 16 quilômetros da RS-118, entre Gravataí e Viamão, está nove meses atrasado e não há prazo para ser finalizado.

- Estamos dando mais um passo ao executar o projeto deste trecho da ERS-118, que recebe atenção especial da nossa gestão – disse o então secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque.

O contrato com a empresa STE Engenharia foi assinado em junho de 2012 ao custo de R$ 821 mil. Deveria ter sido entregue em junho de 2013. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) está tratando da prorrogação do prazo em um aditivo de contrato.

De acordo com o Daer, um dos motivos que atrasa a conclusão do estudo é a indefinição do local do Hospital Regional de Referência, que será construído na região. Não há a confirmação nem do município onde ele será erguido.

Saiba mais:

- Governo do RS autoriza projeto para duplicação da RS-118 até Viamão

Últimas licitações para duplicar a RS-118 devem ser publicadas em abril

25 de março de 2014 5
Nova liberação de pista nova ficou para abril - Foto: Divulgação / Palácio Piratini (Arquivo)

Nova liberação de pista nova ficou para abril – Foto: Divulgação / Palácio Piratini (Arquivo)

A lei eleitoral está fazendo com que o Governo do Estado trabalhe contra o relógio para publicar seis licitações para que a duplicação e restauração da RS-118 seja concluída. A ideia era que as concorrências fossem divulgadas até março. O novo prazo agora é abril.

A legislação eleitoral impede que, a partir de maio, contratos que não possam ser cumpridas dentro do ano, sejam assinados. Entre a relação de obras que precisa ter uma empresa contratada estão o segundo viaduto da RS-020, em Gravataí, além de dois viadutos e duas pontes em Sapucaia do Sul. Sem a realização dessas obras, a RS-118 teria estreitamentos de pista. Ainda será necessário realizar a licitação, em grupo ou em separado, de 14 passarelas que serão construídas ao longo da rodovia duplicada.

O Governo trabalha para concluir a duplicação até o final de 2014. Dos 22 quilômetros de pista nova que estão sendo construídos, dois deles, no sentido Gravataí – Sapucaia do Sul, estão sendo usados pelos veículos desde setembro. Outros trechos devem ser liberados até abril.

Veja a lista de obras que ainda precisa ser contratada:

1. Entorno da Freeway com RS-118, em Gravataí;
2. Segundo viaduto da RS-020, em Gravataí
3. Viaduto da Av. Coronel Theodomiro Porto da Fonseca, em Sapucaia do Sul;
4. Ponte sobre o Arroio Sapucaia, em Sapucaia do Sul
5. Ponte sobre os dutos da Transpetro, em Sapucaia do Sul
6. Viaduto sobre a Trensurb, em Sapucaia do Sul

Saiba mais:

- Conclusão da duplicação da RS-118 ainda depende da realização de seis licitações

- Adiada entrega de mais trechos duplicados da RS-118

- Governo reafirma conclusão da RS-118 até dezembro sem três quilômetros em Sapucaia

- Cemitério está no caminho da duplicação da RS-118

- Obras ainda não podem começar na pista velha da RS-118

Adiada entrega de mais trechos duplicados da RS-118

14 de março de 2014 7
Nova liberação de pista nova ficou para abril - Foto: Divulgação / Palácio Piratini (Arquivo)

Nova liberação de pista nova ficou para abril – Foto: Divulgação / Palácio Piratini (Arquivo)

Os usuários da RS-118 vão ter que esperar mais um pouco para poder trafegar em novos trechos de pista nova. O Governo gaúcho pretendia entregar mais quatro quilômetros no mês de março. A negociação na aprovação de aditivos nos contratos, o período de férias e os entraves históricos dessas licitações, que chegam a ter mais de dez anos, prejudicou esse planejamento.

Agora, a ideia é que as obras dos trechos que faltam para que três quilômetros sejam concluídas neste mês. Porém, ainda será necessário realizar a pintura e sinalização. Dessa forma, a primeira liberação de pista nova em Gravataí ficará para o mês de abril.

Em junho, a intenção é ter, pelo menos, mais um quilômetro pronto no trecho de Sapucaia do Sul. Ele se somaria aos dois quilômetros liberados em setembro do ano passado, do quilômetro 6,5 ao 8,5, entre o Arroio Sapucaia e a empresa Bettanin.

Saiba mais:

- Governo reafirma conclusão da RS-118 até dezembro sem três quilômetros em Sapucaia

- Cemitério está no caminho da duplicação da RS-118

- Obras ainda não podem começar na pista velha da RS-118

- RS-118 terá mais quatro quilômetros de pista nova liberada para o tráfego até março

- Primeiro trecho de pista nova da RS-118 será liberado para o tráfego nesta quarta-feira

Prevista para janeiro, obra do viaduto da RS-118 em Viamão não sai do papel

07 de março de 2014 5

*Por Cristiano Goulart

A intenção do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) era iniciar as obras do viaduto da RS-118, sobre a RS-040, em janeiro. Mas não passou de intenção. No entroncamento mais movimentado de Viamão, não há máquinas ou qualquer sinalização que indique o início dos trabalhos. O pedido de início das obras já foi diversas vezes motivo de protestos de moradores da região. Até o momento, o Daer não anunciou um novo prazo para o começo dos trabalhos.

O trecho da rodovia, entre a RS-040 e o Bairro Lami, por onde irá passar a seleção equatoriana durante a Copa do Mundo, também está atrasado, e a colocação do asfalto ainda nem foi iniciada. No entanto, o departamento diz que a empresa responsável pela obra está acelerando o ritmo dos trabalhos. Nos primeiros quinhentos metros do trecho já é possível colocar o asfalto, mas a pedreira que irá fornecer o material ainda não foi selecionada.

A expectativa do Daer é de que, até o início da Copa do Mundo, os primeiros cinco quilômetros estejam pavimentados, mas ainda sem acostamento, que só deve ficar para depois dos jogos. O diretor-geral da autarquia, Carlos Vieira, espera poder anunciar o começo da obra nos próximos dias.

Veja como está atualmente o trecho da RS-118 que será percorrido pela seleção do Equador durante a Copa do Mundo:

Duplicação já retirou 75% das propriedades das margens da RS-118

06 de março de 2014 2
Demolição das casas é necessária para construção de nova pista – Foto: Geraldinho Filho / SeinfraRS (Arquivo)

Demolição das casas é necessária para construção de nova pista – Foto: Geraldinho Filho / SeinfraRS (Arquivo)

Das 908 propriedades que precisam ser removidas para que a duplicação da RS-118 possa ser realizada, o Governo do Estado já conseguiu remover 693 delas. Os dados são de dezembro de 2013.

A média de remoções é de aproximadamente cinco casas por semana. A partir da retirada das casas, as construtoras, principalmente em Sapucaia do Sul, podem realizar obras em uma quantidade maior da duplicação.

As famílias estão sendo encaminhadas para o programa de aluguel social do governo. Cada uma das famílias está recebendo até R$ 500 mensais.

Para ter acesso ao dinheiro do aluguel social, as famílias precisam fazer um cadastro na prefeitura de sua cidade. A exceção é em Esteio. As famílias do município optaram por trocar de cidade e fazem o cadastro nas prefeituras de Cachoeirinha e Gravataí.

Saiba mais:

- Governo reafirma conclusão da RS-118 até dezembro sem três quilômetros em Sapucaia

- Cemitério está no caminho da duplicação da RS-118

- Obras ainda não podem começar na pista velha da RS-118

- RS-118 terá mais quatro quilômetros de pista nova liberada para o tráfego até março

- Conclusão da duplicação da RS-118 ainda depende da realização de seis licitações

- Governo ainda precisa retirar mais de 70% das famílias para poder concluir duplicação da RS-118