Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pacote tributário era esperado

02 de janeiro de 2008 0

A equipe econômica do presidente Lula trabalhou nos feriadões para garantir, rapidamente, pelo menos uma parte da perda dos R$ 40 bilhões com a CPMF. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na tarde de hoje aumento da alíquota do Imposto sobre Operação Financeira (IOF) para 0,38% e aumento de 9% para 15% da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). Com essas duas medidas, ele pretende recuperar R$ 10 bilhões.

Ainda promete anunciar corte de R$ 20 bilhões e estuda alternativas para recuperar os outros R$ 10 bilhões. Algumas medidas de aumento tributário já eram esperadas porque o governo não teria como enfrentar uma queda de receita de R$ 40 bilhões, na avaliação de especialistas em contas públicas. E o mais fácil seria aumentar tributos que não requerem aprovação do Congresso, como o IOF e a CSLL.

O aumento do IOF vai prejudicar os investimentos, que já amargam custos elevados, especialmente aqueles de pequenas empresas que não têm acesso aos recursos do BNDES. Com essas medidas, o governo mostra também que não está disposto a um supercorte dos gastos correntes como boa parte da sociedade deseja, para que a máquina pública seja mais eficiente.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Comentários

comments

Envie seu Comentário