Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

SC envia energia ao Sudeste

08 de janeiro de 2008 0

 (Abaixo, a abertura da minha coluna de amanhã no DC, o Informe Econômico, sobre o problema energético)

%22Após socorrer a Argentina no inverno, usinas baseadas em Santa Catarina, agora, enviam energia pelo sistema interligado para o Sudeste e demais regiões do país. Isto porque a falta de chuvas desde novembro fez cair o nível dos reservatórios no Sudeste para cerca de 45% e em outras regiões o nível é menor.

A Tractebel Energia, maior geradora privada do país, com sede em Florianópolis, está operando com as três unidades do complexo termelétrico a carvão Jorge Lacerda, no Sul do Estado. Segundo a assessoria da companhia, o complexo tem capacidade para gerar 857 MW, e ontem, às 15h, estava gerando 726 MW. As hidrelétricas baseadas no Estado, na divisa com o RS, também estão com alta geração.

 A usina de Itá, que tem capacidade para 1.450 MW, às 15h de ontem gerava 1.376 MW. Do total da capacidade da hidrelétrica, 1.090 MW pertencem à Tractebel, e os demais, a um consórcio. A Hidrelétrica de Machadinho, que cuja capacidade é 1.140 MW, estava gerando, ontem à tarde 978 MW. Nessa usina, a Tractebel é dona de 388 MW do total.

O presidente da Tractebel, Manoel Zaroni, tem defendido maior diversificação da geração de energia no Brasil. Por isso, a empresa está construindo uma térmica a carvão no RS e tem projetos para geração com bagaço de cana.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Comentários

comments

Envie seu Comentário