Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 15 março 2008

O último terreno da Beira-mar Norte

15 de março de 2008 0

Foram duas empresas de fora, a InPar, de São Paulo, e a CFL, do Rio Grande do Sul, que adquiriram um terreno de 12 mil metros quadrados, que seria a última área disponível na Avenida Beira-Mar Norte, uma das regiões mais nobres de Florianópolis.

As duas companhias, que são parceiras, ainda não decidiram o tipo de empreendimento que farão no local. Ambas atuam no segmento de alto padrão residencial.

A InPar também está atuando com imóveis para a classe média e também com unidades mais populares.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Tecon Imbituba é leiloado por R$ 282 milhões

15 de março de 2008 2

Prefeito de Imbituba mostra proposta da Santos Brasil/Divulgação
 Notas de abertura da minha coluna no DC, o Informe Econômico:

Tecon de Imbituba por R$ 282 milhões

O terminal de contêineres (Tecon) do Porto de Imbituba foi arrendado, ontem, por R$ 282 milhões em licitação promovida pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). A empresa vencedora é a Widélia, controlada da Santos Brasil Participações, concessionária do Porto de Santos, que tem como acionistas o grupo Opportunity e a Fink.

O contrato de arrendamento foi elaborado pela Companhia Docas de Imbituba, que detém a concessão do terminal até 2011. O lance inicial de uma parte do negócio, a obra, era de R$ 15 milhões, mas chegou a R$ 120 milhões. O altíssimo ágio, equivalente a oito vezes o valor inicial, foi porque o porto tem um dos mais profundos calados do país, 14 metros, o que permite a atracação de grandes navios.

— É o maior negócio já realizado no nosso município e garantirá um salto ao desenvolvimento da região — festejou o prefeito de Imbituba, José Roberto Martins (PSDB).

Os investimentos necessários serão feitos em dois anos. Após esse período, o terminal iniciará operações. Para os investimentos ao longo dos 25 anos, o lance mínimo era de R$ 50 milhões a R$ 60 milhões, mas a empresa ofereceu R$ 162 milhões.

O prefeito José Roberto Martins prevê que com esse terminal e a duplicação da BR-101, o município entrará num ciclo virtuoso porque se tornará pólo de empresas de serviços e também atrairá outros setores, especialmente indústrias, em função das amplas áreas disponíveis.

Uma decisão histórica

O prefeito de Imbituba, José Roberto Martins (foto), fez questão de posar para foto com o resultado da licitação, juntamente com os executivos do porto e da empresa vencedora, a Santos Brasil.

Trata-se de decisão histórica porque o Porto de Imbituba estava com baixo nível de atividades em função da falta de motivação da família Catão, que o detinha havia 65 anos. Agora, a controladora da concessão, a Cia Docas Imbituba, foi vendida a outros investidores, que estão dando novo ritmo ao terminal.

O arrendamento demorou em função da série de contestações na Justiça por outras empresas do setor.

Planos de operação

Nos próximos dois anos, a Santos Brasil fará obras para a ampliação do terminal, onde contará com dois berços de atracação, com 300 metros cada. Também será necessária dragagem para aprofundar o calado dos 11 metros atuais para 14 metros, informa Caio Murel, diretor administrativo da Santos Brasil.

Segundo ele, a empresa deu um lance alto porque o Porto de Imbituba, pela profundidade, é um dos quatro principais do Brasil. Os outros são Santos, Rio Grande e Suape. O contrato pode ser renovado por mais 25 anos.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Porto turístico em novo endereço

15 de março de 2008 0

O porto turístico internacional, projetado pelo empresário Ernesto São Thiago, deve mudar de endereço. Ao invés de Florianópolis, será feito no litoral de São José.

A nova área será conhecida terça-feira, durante assinatura do termo de cooperação entre o governador Luiz Henrique da Silveira, o prefeito de São José, Fernando Elias, secretários de Estado e Ernesto S. Thiago.

A mudança seria em função das maiores possibilidades de integração com a BR-101 e vias de tráfego rápido. A escolha definitiva depende de mais estudos.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis