Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jóster lidera novo plano de expansão da Macedo

23 de agosto de 2008 1

Diego Redel

Do Informe Econômico deste domingo:

Os bons ventos das commodities mundiais e o crescimento do mercado interno vão permitir um novo “vôo” à Macedo Agroindustrial, de São José, especializada em frangos, que completou 35 anos de atuação no mês passado. O presidente da companhia, o jovem Jóster Ferreira de Macedo, revela que a principal unidade fabril da empresa, baseada na rodovia que dá acesso ao município de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, está sendo preparada para colocar em operação o segundo turno. Isso vai permitir expansão da produção de 50% a 70% no ano que vem. Para este ano, o crescimento do faturamento será da ordem de 15%.

Mercado promissor
_ Acreditamos que o mercado de alimentos é muito promissor. Estamos falando daquilo que o Brasil faz melhor, que é a produção de carnes em geral e de frango em especial. Somos o país que tem o menor custo de produção e, provavelmente, a melhor qualidade do mundo. E a demanda mundial é crescente, especialmente na China, Índia e Rússia _ diz.
Essa boa fase permitirá à Macedo crescer 15% em faturamento, este ano.

Alta de preços
O empresário observa que o preço dos grãos que são a base da alimentação das aves aumentou, mas não está caro se for considerada a média histórica. Esse preços não deverão cair e, na visão dele, é preciso um equilíbrio para que todos ganhem.
A Macedo conseguiu repassar os maiores custos ao preço final do frango no mercado interno. Apesar disso, a carne de frango ainda é a opção mais acessível porque todas as demais também aumentaram.
_ Tudo o que é de origem animal e vegetal encareceu. E o povo brasileiro não vive sem carne. É uma questão cultural _ constata. 

Investimentos
A Macedo está investindo cerca de R$ 6 milhões, este ano. A maior cifra vai para o novo software de gestão empresarial, o SAP, da Alemanha. Além disso, investe em equipamentos, melhoria de processos e na área ambiental.
A empresa está sendo preparada para colocar em operação um novo turno no ano que vem e isso permitirá aumentar a produção em cerca de 50% ou 70%. O objetivo é dobrar a produção, revela o empresário.

Mais ao exterior
Atualmente, 55% da produção da Macedo é destinada ao mercado externo. São 20 países entre os quais, Japão, China (Hong Kong), Espanha, Bélgica, Alemanha, Inglaterra e Argentina.
No Brasil, a empresa atua na região Sul, sendo a líder e a marca mais conhecida no Litoral de SC. Seus produtos estão em redes de supermercados como Angeloni e Zaffari, entre outras.

Diversificação
Além do salto em produção, a Macedo também vai lançar produtos novos, mais elaborados, ainda este ano. Será uma linha de produtos prontos, dentro das tendências mais procuradas pelos consumidores.
Um dos diferenciais da empresa é a qualidade em todo o processo produtivo até a venda ao consumidor. Por isso, possui equipe própria nos supermercados para reposição e controle da qualidade dos produtos.

35 anos de atuação

Fundada pelos empresários José e Estér Ferreira de Macedo, a empresa completou 35 anos no último dia 13 de julho. Começou com um frigorífico alugado e no ano seguinte foi transferida para unidade própria, onde está hoje, próxima a reserva florestal da  Mata Atlântica. A sociedade com o grupo Koerich, naquele ano, permitiu um salto à produção e os Macedo reassumiram o controle total da empresa em 2005.
Para marcar os 35 anos, a empresa está promovendo campanha junto aos consumidores. Vai sortear quatro viagens gastronômicas ao exterior. Os detalhes estão no site da companhia e, para concorrer, é preciso adquirir produtos Macedo.

Assédios 

Questionado se a Macedo vem sendo assediada pelas grandes agroindústrias que estão comprando muitas empresas de médio e pequeno porte no país, o empresário diz que sim. Mas, até hoje, seus pais, que são os acionistas, não aceitaram nenhuma proposta.
O grupo atua com integrados em vários municípios num raio de 100 quilômetros, tem incubatório, unidade de matrizes, fábrica de ração e vários centros de distribuição. Emprega na unidade de São Pedro de Alcântara 1.100 pessoas. 

Jovem na presidência
A trajetória de Jóster Macedo até a presidência da companhia foi rápida. Cursou administração da Esag/Udesc, em 1998 foi aos EUA fazer mestrado na Universidade de Cornell, em Nova York e ao retornar, em 2000, com 27 anos, já assumiu a superintendência do grupo em função de doença do pai. No ano passado, com 33 anos, foi galgado à presidência.
Casado com a odontóloga Daniela e pai de Vinícius, 8 anos e Sofia, 6 anos, ele é o segundo de quatro irmãos. Atualmente, apenas ele e o irmão atuam na empresa. O pai preside o conselho de administração e o grupo criou também o conselho de família.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Comentários

comments

Comentários (1)

  • marcio diz: 5 de agosto de 2009

    O SAP é um programa muito bom, para a empresa,mas a burocracia se seguida a risca para,a empresa.

Envie seu Comentário