Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2008

SC quer vender imóveis para espanhóis

30 de setembro de 2008 1

O governo de SC reúne empresários do setor imobiliário do Estado, nesta quarta-feira, às 8h, no Hotel Majestic, em Florianópolis, para apresentar o Barcelona Meeting Point, evento que acontece de 4 a 9 de novembro, na Espanha e é voltado a negócios imobiliários. O secretário de Articulação Internacional, Vinícius Lummertz, quer levar empresários do Estado ao evento espanhol para a apresentação de projetos imobiliários visando a atração de investidores.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Grife da Bahia em Florianópolis

30 de setembro de 2008 0

Grife Elementais terá duas lojas na Capital/Divulgação

 

As criações preservam a leveza do Nordeste, e entre as estrelas que adquirem a marca estão Ivete Sangalo e Camila Rodrigues, informa a franqueada Nadir Boa Sorte.

Enquanto grifes de SC avançam no Nordeste, a Elementais, que já tem 14 franquias no seu Estado, a Bahia, faz movimento contrário. Ela aporta no Sul com duas lojas em Florianópolis, e a primeira será inaugurada nesta quarta-feira, às 18h, no Shopping Iguatemi. A outra será no Floripa Shopping.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Espera volátil

30 de setembro de 2008 0

Enquanto o pacote de socorro à crise americana não é aprovado no Congresso, os mercados registram espera volátil. Após derrocada geral segunda-feira, ontem foi dia de recuperação parcial ou total. Na Bovespa, a alta atingiu 7,63%, mas, no mês, as perdas somaram 11%.

Na Bolsa de Nova York, a recuperação foi melhor. O índice Dow Jones subiu 4,68% ontem, e o SP 500, 5,27%. Motivo principal é que a SEC, a CVM de lá, estaria revogando a regra de marcação a mercado, o que permitirá balanços melhores.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Com trégua no mercado, Bovespa sobre 6,02%

30 de setembro de 2008 0

Investidores aproveitam comprar na baixa e já levam o Ibovespa para alta de 6,02%. Entre as ações que mais sobem estão as PN da Klabin, com alta de 9,83% e as da BMF Bovespa, que já atingiram 15,28%. As ações da ALL (América Latina Logística) estão entre as que registram maior recuo, 3,68%. Tanto a Klabin quanto a ALL atuam em SC.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Como a crise pode afetar SC

30 de setembro de 2008 0

Do Informe Econômico de hoje:

Industriais catarinenses, também surpresos com a rejeição do plano pela Câmara dos EUA e a turbulência de ontem, acreditam que as autoridades americanas vão encontrar uma saída para socorrer o setor financeiro, mas admitem que a economia do Estado será afetada. Os maiores problemas serão a queda das exportações e a limitação da oferta de crédito às empresas.

Na avaliação do primeiro vice-presidente da Federação das Indústrias, Glauco José Côrte, a desaceleração do crescimento econômico mundial será maior e vai atingir expressivamente as exportações. Embora o Estado tenha boa parte da pauta com produtos de valor agregado, também é grande exportador de commodities. Glauco Côrte observa que a expansão das vendas externas, de janeiro a agosto deste ano, pelo Estado, foi mais em preço do que em volume, e isso significa que as quedas de vendas podem ser maiores.

O ponto positivo é a melhora na cotação do dólar, que permite maior receita com vendas externas. O presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), Udo Döhler, também vê como positivo para a economia do Estado a melhor cotação do dólar. Ele acredita que SC vai sentir menos do que a média do país a crise mundial porque exporta mais produtos de valor agregado.

Menos crédito

O ponto da crise global que está preocupando as empresas é a limitação da oferta de crédito, o que implicará em menos recursos para investimentos.

_ Diante do aumento da aversão ao risco, os bancos vão ser mais seletivos, exigir mais garantias, vão emprestar para quem tem certeza que não precisa do empréstimo _ diz o vice-presidente da Fiesc, Glauco José Côrte.

Sobre o tamanho da crise e do recuo da economia, no ano que vem, os empresários afirmam que ainda não dá para prever.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Bolsas retomam alta

30 de setembro de 2008 0

Após a volatilidade de ontem, os mercados americanos voltam a subir. A Ibovespa opera em alta de 2,25%, o SP 500 sobe 2,43%, o Dow Jones avança 1,79% e a Nasdaq sobe 1,93%. Ontem foi um certo “fundo do poço”. Apesar da rejeição do plano, o mercado confia que algo será aprovado para reduzir as perdas do sistema financeiro.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Bush faz apelo fraco

30 de setembro de 2008 0

Em seu depoimento para convencer os parlamentares a votarem a proposta e acalmar os mercados, o presidente dos EUA, George Bush, não disse nada de novo. Falou apenas que o socorro precisa ser aprovado por uma assembléia relutante e, se isso não ocorrer, a crise econômica será longa e dolorosa.

O fraco apelo de Bush já derruba mercados. As bolsas européias começam a cair e a do Brasil, que chegou a subir 0,2%, agora opera sem variação.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Clinton vê oportunidade

30 de setembro de 2008 0

Em longa entrevista a David Lettermann, que foi ao ar na madrugada de hoje, o ex-presidente norte-americano, Bill Clinton, discorreu com clareza sobre as razões da crise das hipotecas que estourou na derrocada atual do mercado financeiro. Disse que o problema resultou do excesso de dinheiro que sobrou após a bolha da tecnologia de 2001.

Afirmou que o vitorioso na eleição de novembro, Barack Obama ou John McCain, terá uma grande oportunidade ao presidir os EUA: vai assumir com a economia “na baixa e vender na alta…” numa alusão à linguagem dos investidores de bolsa de valores. Isto porque a economia americana vai encontrar o jeito certo de fazer as coisas e vai se recuperar.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Urgência de Bush

30 de setembro de 2008 0

Após a derrota de ontem na Câmara dos Representantes, o presidente Bush faz declaração no início da manhã de hoje visando, o mais rápido possível, o acordo no Congresso que garante a liberação de US$ 700 bilhões para salvar o sistema financeiro americano. A pressão é grande diante das altas perdas das bolsas americanas.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Bancos sofrem efeito dominó lá fora

30 de setembro de 2008 0

Nesta fase da crise americana e ainda sem o socorro aprovado pelo Congresso dos EUA, bancos da Europa e Ásia começam a sentir o impacto dos problemas financeiros americanos e da falta de liquidez no mercado global. Dois bancos europeus pediram socorro aos seus governos ontem _ na Alemanha e Inglaterra _ e o governo japonês acaba de injetar US$ 19 bilhões no sistema bancário do país para garantir a liquidez.

O sistema financeiro brasileiro segue sem maiores problemas porque não realizou operações elevadas com grandes bancos americanos que faliram e também porque conta com “boa saúde” em função do ajuste do Proer, realizado na decada de 1990.

Os americanos reclamam, agora, porque terão que pagar para salvar o sistema financeiro do país. Os brasileiros fizeram isso no Proer e não se arrependeram. O sistema foi recuperado sem muitos impactos negativos na economia. No caso americano, a salvação do setor vai salvar também boa parte do mundo. Se isso não ocorrer, a crise será maior para todos.  

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Reação política causou o estrago de hoje

29 de setembro de 2008 0

Diante da proximidade da eleição presidencial americana, era possível mas não esperada uma reação política na Câmara para a votação do plano de salvação do setor financeiro do país, com impacto em todo o mundo.

A princípio, culparam os republicanos, mas depois os analistas passaram a responsabilizar o discurso político da presidente da Casa, a democrata Nancy Pelosi, pelo estrago. O fato é que os mercados globais perderam muito nesta segunda-feira de turbulência e as dúvidas continuam.  

O presidente Lula, mesmo sendo grande conhecedor dos embates políticos sem preocupações com impactos econômicos, desta vez foi duro com o Congresso americano. Disse que os EUA precisam encontrar uma saída para o “cassino” financeiro que os banqueiros americanos fizeram e que os países emergentes, que fizeram tudo certo, não podem, agora, serem vítimas dessa crise.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Ibovespa cai 13,6%

29 de setembro de 2008 0

A corrida dos acionistas para vender papéis na Bovespa já fez o índice despencar 13,6%. A diretoria da instituição informou que, se bater nos 15% de queda, o pregão será interrompido novamente.

Antes, às 15h49min, os negócios foram interrompidos porque a bolsa caía 10,16%. Esta foi a primeira vez que o pregão foi interrompido desde 14 de janeiro de 1999.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Problema é pontual, diz empresário

29 de setembro de 2008 0

O problema no mercado financeiro, com bolsas em pânico, é pontual na avaliação do presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), Udo Döhler. Isto porque existe um consenso dos lídres dos dois partidos nos EUA de que o pacote de US$ 700 bilhões é necessário e as negociações serão retomadas.

E por falar em pânico, o Ibovespa despencava, há pouco, nada menos que 13,20%.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Rejeição de plano nos EUA deixa mercados em pânico

29 de setembro de 2008 1

A decisão da Câmara dos Deputados dos EUA de rejeitar o plano de ajuda ao setor financeiro, de US$ 700 bilhões, com votos contrários, principalmente, do partido republicano, do governo Bush, deixa os mercados sem rumo e em pânico. A situação é mais crítica no Brasil, onde a Bovesa caía, há pouco, 10,6% e o dólar subia 6%, chegando perto de R$ 2.

Chama atenção, também, os recuos nas bolsas dos EUA, onde as variações são mais lentas em função do tamanho do mercado. A Nasdaq caía 6,67%, o SP 500, 6,3% e o Dow Jones despencava 4,82%.

Com essa decisão, os republicanos também afundam mais a candidatura de John McCain à presidência dos EUA, cuja eleição ocorre dia 4 de novembro.

 

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Mercados desabam com crise na Europa e câmbio

29 de setembro de 2008 0

Apesar do avanço do pacote americano, uma série de notícias negativas faz os mercados desabarem. A crise está atingindo bancos europeus e o mercado global já acha o pacote dos EUA insuficiente. No Brasil, o Ibovespa cai forte porque há informação de que a CSN também tem problemas com derivativos cambiais, os clientes da Embraer estão com dificuldades em obter financiamento pelo mundo e os investidores já temem que a escassez de crédito vá atingir o setor da construção civil.

Há pouco, a Bovespa estava em queda de 5,71%, a bolsa da França recuava 3,75%, a da Alemanha, 3,8%. Em Nova York, o índice SP 500 tem queda de 3,49% e o Dow Jones, 2,77%.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Serra: sobre a crise

29 de setembro de 2008 0

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), virtual candidato à Presidência da República, em visita a Balneário Camboriú, disse que a crise econômica internacional deverá atingir o Brasil. Segundo ele, o país não é uma ilha de tranqüilidade num mundo de turbulência.

Citou problemas como escassez de crédito, valorização do câmbio e aceleração nos gastos correntes. Para ele, o governo deveria tomar medidas e não fingir que nada está acontecendo.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Dilma - sobre a crise

29 de setembro de 2008 0

A ministra Dilma Rousseff, nome do PT para a sucessão presidencial, aproveitou visitas a Criciúma e Blumenau para defender a atual política econômica e dizer que o país está bem.

_ Reduzimos a inflação, melhoramos a postura do Brasil diante das instituições financeiras internacionais e temos dinheiro em caixa _ disse.

Segundo ela, essa situação dá suporte para o país enfrentar a crise dos EUA sem desestabilização na economia.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Um pouco de música com Paul Newman

29 de setembro de 2008 0

Veja uma das mais admiradas cenas do cinema, protagonizada pelo eclético e belo ator Paul Newman. No filme Butch Cassidy and Sundance Kid, ele testa bicicleta em companhia da atriz Katharine Ross, ao som da canção Raindrops Kepp Fallin`on My Head, de Burt Bacharach, interpretada por B.J. Thomas. O filme, de 1969, ganhou quatro Oscars, inclusive o de melhor canção original.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

BC enfrenta a falta de liquidez

28 de setembro de 2008 0

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que o principal problema da economia brasileira agora, em função da crise nos EUA, é a falta de liquidez causada pela brutal concentração do mercado global de crédito.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, ele disse, também, que o Banco Central atuou na última semana para melhorar a gestão da liquidez. Para isso, o BC reduziu o compulsório de bancos e vendeu dólares para conter a alta da moeda.

Sobre o problema da Sadia e Aracruz, ele acredita ser pontual e não deve ser uma tendência.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis

Mercado abre amanhã sob o impacto do acordo

28 de setembro de 2008 0

Os mercados do mundo inteiro abrem nesta segunda-feira já sob o impacto do fechamento do acordo dos líderes do Congresso americano e do governo Bush para destinar US$ 700 bilhões a bancos e outras instituições atingidas pelo rombo das hipotecas e suas conseqüências. Nesta tarde, deve sair o documento escrito com as bases do programa que será desenvolvido.

Por isso, tudo indica que a maioria das bolsas vai abrir em alta nesta segunda, mas há dúvida sobre a Bovespa porque pode sofrer impacto de mais empresas com perdas devido a operações futuras com câmbio, a exemplo da Sadia e Aracruz. O problema, que pegou os investidores de surpresa, derrubou o Ibovespa sexta enquanto as bolsas mundiais subiam.

Postado por Estela Benetti, Florianópolis