Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2009

Bancos federais vão reduzir mais os juros

31 de janeiro de 2009 0

Em mais uma tentativa para reduzir o custo do dinheiro para pessoas e empresas, os bancos federais vão cortar ainda mais os juros cobrados em linhas de crédito mais competitivas. O objetivo é reduzir o spread, que é a diferença entre o custo de captação do dinheiro e o custo pelo qual é repassado aos clientes. O Banco Central tem constatado que esse custo não pára de subir.  

A CEF e o BB estão entre os bancos que vão participar dessa operação. O governo estuda também divulgar um ranking dos bancos que cobram os menores spreads, a exemplo do que ocorre com as tarifas.  

Postado por Estela Benetti

Aurora tem perdas de R$ 111 milhões

30 de janeiro de 2009 0

A Coopercentral Aurora, uma das 10 maiores agroindústrias do país, encerrou 2008 com faturamento de R$ 2,671 bilhões, o que representa 19,66% a mais frente ao ano anterior. Mas a série de dificuldades, como aumento dos insumos, despesas financeiras e obstáculos cambiais, levaram a prejuízo de R$ 111,7 milhões no período.

Essas perdas serão absorvidas pelo fundo de reserva da Coopercentral, evitando que cada uma das 17 cooperativas filiadas tenha que integralizar capital para cobrir o prejuízo.

 

Postado por Estela Benetti

Embraco recebe certificado de inovação

30 de janeiro de 2009 0

A Embraco, de Joinville, líder mundail em compressores para refrigeração, é a primeira empresa do país a receber a certificação internacional Ampei, de inovação. A empresa é uma das mais inovadoras do Brasil e detém tecnologia de ponta no seu setor.

Segundo a institução Ampei, que concedeu o certificado, esta é uma forma de identificar as empresas de vanguarda que fazem a diferença na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação.  

Postado por Estela Benetti

Indústria: crise afeta setores de forma diferente

30 de janeiro de 2009 0

Uma das conclusões na reunião da diretoria da Fiesc, hoje, sobre os impactos da crise, é que alguns setores, que atualmente enfrentam mais dificuldades, também vão demorar mais para retomar o crescimento.

Segundo o economista-chefe da CNI, Flávio Castelo Branco, que fez palestra sobre cenários para a indústria, os setores de siderurgia e celulose, que dependem mais do mercado externo, estão entre os que terão mais dificuldades para voltar a crescer em um nível mais satisfatório.

Postado por Estela Benetti

SC ganhará 10 núcleos de inovação

30 de janeiro de 2009 0

A indústria do Estado vai ganhar mais um reforço para avançar em competitividade. A Federação das Indústrias (Fiesc) informa que dez centros de ciência e tecnologia vão implementar, este ano, núcleos de inovação tecnológica. A iniciativa é de projeto do Instituto Euvaldo Lodi e da UFSC em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos do governo federal (Finep), Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica (Fapesc) e a Associação Catarinense das Empresas de Tecnologia (Acate).

Postado por Estela Benetti

Consórcios até para cirurgias plásticas e viagens

30 de janeiro de 2009 0

Postado por Estela Benetti

CMN aprova socorro a cooperativas

30 de janeiro de 2009 0

Conforme já tinha sido acertado com o Ministério da Fazenda, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou ontem a liberação de crédito espercial de R$ 700 milhões para cooperativas agropecuárias. Somando esta cifra aos R4 300 milhões já garantidos ao setor, anteriormente, o BNDES terá, agora, R$ 1 bilhão para emprestar ao segmento.

O presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo, deputado Odacir Zonta, e o representante das Organizações das Cooperativas de SC (Ocesc), Neivor Canton, participaram de reunião, terça, em Brasília, para acertar detalhes dessa liberação via BNDES.

Postado por Estela Benetti

Indústria tem o pior resultado desde 1999

29 de janeiro de 2009 0

A produção industrial brasileira no quarto trimestre do ano passado teve o pior resultado desde 1999 pela série histórica da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador de produção ficou em 40,8 pontos, de escala que vi até 100. Números abaixo de 50 indicam retração.

Postado por Estela Benetti

Fiesc debate crise global

29 de janeiro de 2009 0

Industriais de SC vão debater a crise global na reunião de diretoria da Federação das Indústrias de SC, na manhã desta sexta-feira. O convidado é o economista-chefe da Confederação Nacional da Indústria, Flávio Castelo Branco.

A reunião será presidida pelo primeiro vice-presidente da entidade, Glauco José Côrte, porque o presidente, Alcantaro Corrêa, participa da missão brasileira ao Norte da África, liderada pelo ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge.  

Postado por Estela Benetti

Aurora é a primeira a exportar carne ao Chile

29 de janeiro de 2009 0

Graças ao status de Santa Catarina como livre de aftosa sem vacinação, a Coopercentral Aurora é a primeira agroindústria brasileira a exportar carne ao Chile. A empresa embarcará para Santiago, na próxima semana, uma carga de 50 toneladas de carne suína, no valor de US$ 90 mil. Com essa estréia, a expectativa é que, em breve, o país andino abra seu mercado para outras carnes do Estado como de frango e bovino.

O presidente da Aurora, Mário Lanznaster observa que o negócio é pequeno, mas a importância está no reconhecimento prático da condição sanitária diferenciada de Santa Catarina. Nesta fase de crise global, o setor luta para ingressar em mercados que remuneram melhor como a Europa e o Chile. A carne que está sendo embarcada ao Chile é originária da unidade da Aurora em Joaçaba, Oeste de SC, e seguirá em contêineres via rodoviária para a capital chilena.

A expectativa da Aurora é vender mais ao Chile, onde a carne suína tem consumo per capita de 20,2 quilos. Já ultrapassou a bovina, que tem 19,9 quilos/ano por pessoa.                     

Postado por Estela Benetti

Ministro admite pressão

29 de janeiro de 2009 0

O ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, admitiu que o governo voltou atrás, ontem, sobre as licenças prévias para importações porque houve muita pressão dos setores atingidos e da mídia.

Mas a pressão tinha razão de ser porque a decisão parece ter sido tomada por alguém que não conhece o setor produtivo brasileiro pós-dólar baixo. Se, antes, muitas empresas importavam componentes priorizando um sistema “just-in-time”, depois do dólar baixo isso cresceu ainda mais. Então, qualquer atraso nas importações prejudica todo o sistema produtivo, incluindo as exportações.

Postado por Estela Benetti

Produtor de SC teme impasse com a Itália

29 de janeiro de 2009 1

Do Informe Econômico:

Produtores e agroindústrias que atuam com carne suína em Santa Catarina temem que o impasse diplomático criado pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, com a Itália, em função da concessão de asilo político ao ex-guerrilheiro Cesare Battisti, possa prejudicar o avanço das negociações para exportações de terneiros e carne suína ao mercado italiano.

No próximo dia 8 de fevereiro, o Estado tem agendada uma visita de comitiva oficial do governo italiano para tratar do assunto, e as agroindústrias temem que seja cancelada, informa o presidente do Sindicato das Indústrias de Carnes do Estado (Sindicarnes), Ricardo Gouvêa. Liderada pela vice-ministra de Saúde do país, a comitiva contará, também, com as participações do diretor de Saúde Animal do país, Romano Marabelli, e do diretor técnico da Organização Internacional de Epizootias (OIE), Vincenzo Caporalle.

Único Estado do país livre de aftosa sem vacinação, SC se esforça para conquistar novos mercados para a carne suína, especialmente agora, que as exportações e as vendas internas caíram. A situação está difícil tanto para as empresas quanto aos produtores independentes, que não sabem o que fazer com os suínos diante da falta de mercado e dos prejuízos, que se acumulam.

Postado por Estela Benetti

Governo volta atrás

29 de janeiro de 2009 0

Do Informe Econômico:

Há tempos que o setor empresarial e outras lideranças da área econômica não tinham uma reação tão dura contra uma medida governamental quanto a que exigia licença prévia para importações, a partir de segunda-feira. As reclamações vieram de todos os cantos do Brasil e do mundo, e ontem, no final da tarde, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, suspendeu a medida, cuja decisão passa a valer a partir de hoje.

Mantega deixou claro, também, que a intenção foi dar uma vigiada nas importações devido ao déficit, superior a US$ 600 milhões até o dia 25 último. Em época de crise, é lógico que a balança comercial de um país exportador de commodities tem esse resultado. O governo, nos tempos de bonança, foi avisado inúmeras vezes de que isso ocorreria.

Postado por Estela Benetti

É mais vantajoso abastecer com álcool

28 de janeiro de 2009 2

Postado por Estela Benetti, redação

Energia solar para habitações da Cohab

28 de janeiro de 2009 0

A Celesc Distribuição deu mais um passo na implantação do seu Programa de Eficiência Energética. O presidente da empresa, Sérgio Alves, assinou contrato para a substituição de chuveiro elétrico por sistema de aquecimento com energia solar a 1.527 residências da Cohab em SC.

Serão atendidas comunidades de Florianópolis, Barra Velha, Palhoça, Itajaí, Laguna, São Francisco do Sul, Otacílio Costa, Pouso Redondo, Ituporanga, Tangará, Videira e Lages.

Postado por Estela Benetti

SC tem presença destacada na lista global

28 de janeiro de 2009 0

Santa Catarina aparece em posição destacada entre as 14 empresas brasileiras que integram a lista de 100 companhias de países emergentes, divulgada hoje pelo Fórum Econômico Mundial. Marcam presença no seleto grupo a Sadia, Weg e Perdigão. Estas indústrias, a exemplo de outras aqui do Estado, perceberam há anos que, com qualidade e inovação é possível crescer e conquistar mercados com exportações ou com fábricas próprias lá fora.

A Sadia apostou mais fortemente no mercado externo a partir dos anos 70, aproveita o potencial brasileiro do agronegócio para produzir em vários estados e, no ano passado, abriu fábrica na Rússia.

A Weg se destaca pela inovação em soluções para a área de energia, é uma das maiores fabricantes mundiais de motores elétricos e, além de fábrica em Jaraguá do Sul e em outras cidades brasileiras, tem unidades fabris na Argentina, México, Portugal, China e está instalando mais uma na Índia.

Apesar de ter a matriz, há alguns anos, em São Paulo, a Perdigão é uma empresa que nasceu em SC e segue modelo de gestão semelhante ao da Weg porque em 1993 foi recuperada pelo empresário Eggon João da Silva, um dos fundadores da Weg. A empresa, que cresce de forma acelerada, além de unidades produtivas em vários estados brasileiros, tem fábricas na Europa.

SC conta com outras indústrias que não estão na lista do Fórum Econômico Mundial mas que também avançam no processo de internacionalização, entre as quais a Tigre, que tem fábricas em vários países da América Latina e nos EUA, e a Duas Rodas, que atua na Argentina e Chile e ontem anunciou compra de fábrica na Colômbia.

Leia mais sobre o assunto no nosso plantão.

Postado por Estela Benetti

BNDES terá R$ 1 bilhão para cooperativas

28 de janeiro de 2009 0

O Conselho Monetário Nacional (CMN) vai aprovar, na próxima sexta-feira, a liberação de linha especial de crédito de R$ 1 bilhão, via BNDES, para cooperativas agropecuárias do Brasil. Os recursos, que são baseados em crédito tributário de PIS e Cofins de R$ 4,8 bilhões que as instituições têm com a União, serão para capital de giro e capitalização das cooperativas, que enfrentam elevados estoques e outras dificuldades financeiras.

Ontem, em reunião com o presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo, Odacir Zonta, o representante da Organização das Cooperativas de SC, Neivor Canton, e outras autoridades, o diretor do BNDES, Maurício Borges, disse que os recursos serão liberados logo após a decisão do CMN. Os juros serão de 6,75% ao ano.

Postado por Estela Benetti

Indústria cobra fim das licenças para importação

28 de janeiro de 2009 0

Do Informe Econômico:

Logo que souberam, ontem, da decisão do Ministério do Desenvolvimento, de exigir licença prévia para cerca de 60% das importações, o presidente da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), Alcantaro Corrêa; o presidente da Fiergs (RS), Paulo Tigre; e o presidente da Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee), Humberto Barbato, cobraram do ministro Miguel Jorge a revogação imediata da medida.

Mas Jorge, que está liderando missão brasileira no norte da África com a presença desses e outros empresários, disse que não pode revogar a medida e que ela visa a melhorar as estatísticas de importações. A leitura que o mercado faz é que o governo, preocupado com o déficit comercial de US$ 645 milhões até o dia 25 último, decidiu frear as compras externas.

A medida foi considerada absurda e precipitada por várias lideranças do país. Em SC, o diretor de Relações Industriais da Fiesc, Henry Quaresma, disse que recebeu ligações de vários empresários, ontem, preocupados com possíveis atrasos de componentes importados e prováveis retaliações de outros países a produtos brasileiros.

Postado por Estela Benetti

Balança comercial têxtil tem déficit de US$ 1,4 bi

28 de janeiro de 2009 0

A indústria têxtil e de confecções do Brasil encerrou 2008 com US$ 43 bilhões no ano passado, 4% mais que o total obtido em 2007, segundo informações da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit). A balança comercial do setor teve déficit recorde de US$ 1,4 bilhão no ano passado.

Esse déficit sobe para US$ 2 bilhões se forem considerados apenas os produtos manufaturados, sem contar com a fibra de algodão, enquanto em 2007 o déficit foi um pouco mais de US$ 1 bilhão.

Postado por Estela Benetti

CEF tem o menor juro para casa própria

27 de janeiro de 2009 0

Postado por Estela Benetti, redação