Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Obama promete corte a agronegócio

25 de fevereiro de 2009 1

No amplo discurso que fez no Congresso para animar os americanos diante da maior crise dos últimos 80 anos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu priorizar saúde, educação e energia, salvar os bancos, apoiar o setor automotivo, mudar contratos e encerrar programas que não funcionam. Ele disse que o governo vai acabar com pagamentos diretos a grandes agronegócios que não necessitam, sem explicar quais.

Caso seu governo realmente tome essa medida, vai beneficiar o Brasil que é competitivo em quase todos os segmentos do agronegócio. Alguns grandes grupos de lá, como a Cargill, Tyson Foods e Bunge atuam fortemente em Santa Catarina. 

O agronegócio dos EUA e da Europa conta com bilhões de subsídios que prejudicam a produção da maioria dos países mais pobres.   

Postado por Estela Benetti

Comentários

comments

Comentários (1)

  • marcos may philippi diz: 26 de fevereiro de 2009

    COMO OS PAISES DE PODER ECONOMICO USARAM O SUBSIDIO AGRICOLA PARA INTIMIDAR OS DE BAIXA RENDA,AGORA ELES NAO MAIS PODERAO COMPETIR COM O BRASIL,POIS DEVIDO A ESTES SUBSIDIOS NOS TIVEMOS QUE DESENVOLVER A TECNOLOGIA NA AGRICULTURA E OS ULTRAPASSAMOS NA PRODUÇAO,E ELES SEM DINHEIRO NAO SABEM PRODUZIR,LOGO A BASE DA PRODUÇAO AGRICOLA MUNDIAL SERA BRASILEIRA,E COM A TECNOLOGIA QUE TEMOS DE SOLO E CLIMA TROPICAL,SOMADO A POLITICA EXTERNA DO GOVERNO LULA EM RELAÇAO A AFRICA,LA TAMBEM PRODUZIREMOS.FIM.

Envie seu Comentário