Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de junho 2009

Vendas dos supermercados crescem 1,9% em SC

30 de junho de 2009 0

As vendas dos supermercados catarinenses tiveram crescimento bruto de 1,89% em maio na comparação com o mesmo mês do ano passado. Na comparação com o mês anterior, abril, a queda atingiu 4,47%. Considerando os cinco primeiros meses do ano, o faturamento do setor registrou alta de 4% frente ao mesmo período de 2008. 

A explicação do recuo em maio é fácil de entender. É que abril foi o mês da Páscoa, quando os supermercados venderam milhares de ovos de chocolate e muitos outros produtos para aquele dia festivo. O presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats), Adriano Manoel dos Santos, disse que o recuo era aguardado, apesar de maio ter tido cinco fins de semana. A pesquisa envolveu 50 estabelecimentos.

Postado por Estela Benetti

ICMS da linha brança

30 de junho de 2009 3

A exemplo das secretarias da Fazenda de São Paulo e Minas Gerais, a de Santa Catarina também tem, na agenda, a inclusão dos eletrodomésticos da linha branca no regime de substituição tributária, aquele em que o ICMS é recolhido pelo fabricante e não pelas lojas. A intenção de SC é adotar este sistema em setembro.

É que a arrecadação pela indústria impede a sonegação do imposto pelo comércio. Entre os setores que estão entrando neste regime, no Estado, está, também, o de materiais de construção.

Postado por Estela Benetti

Governo critica substituição tributária

30 de junho de 2009 3

Empresários do país, a senadora Ideli (C) e o presidente Lula, após o lançamento das medidas/Divulgação

O fato de grandes estados, como São Paulo e Minas, terem adotado a substituição tributária (arrecadação de ICMS na indústria) ao setor de linha branca quando o governo reduziu o IPI, o que anulou a queda do preço ao consumidor, desagradou  o ministério da Fazenda.

Por isso, a senadora Ideli Salvatti vai apresentar requerimento, hoje, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, com o objetivo de convocar os secretários de Fazenda destes estados para dar explicações. A intenção, também, é sugerir aos estados que reduzam as alíquotas de ICMS desses produtos.

Na foto, a senadora (C) e empresários com o presidente Lula na solenidade que lançou as medidas econômicas, ontem. (O presidente e Ideli, ambos torcedores do Corinthians, mostram um cadeado com o símbolo do time: foi um presente dos empresários a Lula).    

 

Postado por Estela Benetti

Cidadania empresarial

29 de junho de 2009 0

A ADVB/SC mantém, ainda esta semana, as inscrições abertas para o prêmio Empresa Cidadã ADVB SC 2009.

Podem concorrer projetos nas categorias Preservação Ambiental, Participação Comunitária e Desenvolvimento Cultural. Além de empresas, fundações e entidades também podem participar.

Postado por Estela Benetti

Por que o prazo maior para o IPI da construção

29 de junho de 2009 0

Uma das surpresas do anúncio das postergações de incentivo pelo IPI, hoje, pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, foi o prazo de seis meses para materiais de construção. O governo percebeu que o setor precisa de mais tempo para maturar os investimentos, especialmente aqueles imóveis populares do programa Minha Casa, Minha Vida. Eles estão demorando mais para sair do papel porque há necessidade de projetos especiais com liberações de terrenos mais baratos.

Postado por Estela Benetti

Lei do Empreendedor Individual começa quarta

29 de junho de 2009 0

A partir desta quarta-feira, profissionais autônomos poderão abrir sua empresa individual, contribuir para a Previdência e obter outras vantagens. A abertura será gratuita e mais informações podem ser obtidas no Sebrae, prefeituras ou com contadores.

Postado por Estela Benetti

Banheiro de luxo para eventos

29 de junho de 2009 0

Custo é de R$ 250 mil /Divulgação

Uma das curiosidades da Mostra Casa Nova Boutique, no Beiramar Shopping, em Florianópolis, é um banheiro de luxo para eventos abertos.

O engenheiro civil Renato Marcondes investiu R$ 250 mil em banheiro tipo cápsula que visa oferecer conforto. Tem ar-condicionado, secador de cabelo e desodorizador automático de ambiente. O projeto é inédito e Marcondes quer difundi-lo no Brasil, por franquias.

Postado por Estela Benetti

Suinocultor volta a ter confiança

28 de junho de 2009 0

Produtores de suínos de SC passaram por período difícil desde o início da crise global, que derrubou as exportações, e da gripe suína, que encolheu as vendas no país. Mas com a volta da demanda maior no mercado interno e a retomada das exportações à Rússia eles voltaram a ter confiança no futuro.

Isto ficou claro nos leilões de animais na 3ª Suileite, que se encerrou sábado, em Concórdia, diz o presidente da mostra, Losivanio de Lorenzi. As vendas de 46 animais somaram R$ 70 mil e o mais caro, um Embrapa MS 115, foi leiloado por R$ 5.250.

Postado por Estela Benetti

Autônomo: empresa com custo de R$ 52 ao mês

27 de junho de 2009 0

Raquel Heidrich

Do Informe Econômico

Entra em vigor na próxima quarta-feira, 1º de julho, nova lei que reduz a tributação para autônomos e empresários individuais e cria a figura do empreendedor individual (EI) no país. Trata-se da Lei Complementar 128/08, dentro da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.
Por esta nova legislação, será possível pagar INSS, ICMS e ISS por até R$ 52 mensais, em uma única fatura. O objetivo é formalizar estes profissionais e oferecer garantias sociais, como aposentadoria, auxílio-doença e salário-maternidade, entre outras vantagens, afirma o deputado catarinense Cláudio Vignatti, que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa e da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados. Em SC, há cerca de 300 mil empresas informais, e a intenção é registrar cerca de 30 mil em um ano. Saiba mais na entrevista de Vignatti, a seguir.

PARA FORMALIZAR
– O empreendedor individual foi definido a partir da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que está em vigor há dois anos. Ela permitirá que 170 categorias do país, entre as quais pedreiro, cabeleireiro, vendedor autônomo, costureira, produtor de doces e outros registrem uma empresa, com CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica). Podem participar profissionais com renda de até R$ 36 mil por ano. Acima disso, até R$ 240 mil por ano, é microempresa, e até R$ 2,4 milhões, pequena empresa.

ÚNICA FATURA
– Em um primeiro momento, o trabalho que estamos fazendo é de inclusão social, e, em um segundo momento, de melhoria de renda. Por isso, estes profissionais poderão abrir a empresa no endereço de casa. Elas terão custo mensal de 11% do INSS, que chega a R$ 51, R$ 1 de ICMS e mais R$ 5 de ISS, caso a empresa seja de serviços. Tudo será recolhido em uma única fatura. Quem faz a partilha é o governo federal, e o objetivo dos estados, com R$ 1, é apenas um controle estatístico.

NOTA FISCAL
– Os empreendedores individuais não serão obrigados a emitir notas fiscais nas suas vendas de produtos ou serviços, mas deverão solicitar nota fiscal na compra de insumos ao seu negócio. Caso queiram emitir notas para uma empresa, os empreendedores poderão fazê-lo, solicitando notas avulsas junto à prefeitura do seu município.

PIONEIRISMO
– O prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt, quer dar o exemplo, para que a prefeitura seja a primeira a oferecer atendimento para os empreendedores individuais. Ele calcula que, pela média nacional de informalidade, o município tenha 10 mil negócios informais.

VANTAGENS SOCIAIS
– Com CNPJ próprio, o empreendedor individual terá direito a aposentadoria por idade com um salário mínimo, auxílio-doença, salário-maternidade e outras vantagens. Hoje, se um pedreiro se machuca no trabalho, é obrigado a continuar na atividade porque precisa daquela remuneração para alimentar a sua família.

CONTADORES
– O Conselho Regional de Contabilidade de SC fez acordo e assumiu compromisso de fazer a formalização gratuita dos empreendedores interessados. O presidente do conselho, Sérgio Faraco, está informando os contadores do Estado sobre este compromisso assumido.

11 MILHÕES
– O Brasil conta com 4,5 milhões de pequenas empresas formais e estima-se que há 11 milhões na informalidade. Desses, 90% podem ser profissionais autônomos, e a meta é registrar cerca de 1 milhão em um ano. As empresas, para se enquadrarem no EI, podem ter, no máximo, um empregado, para o qual pagarão 3% do INSS que cabe ao empregador. Com mais empregados, teriam que ser microempresas.

NA NOVELA
– O Sebrae, que participou ativamente na elaboração da lei, também terá participação importante na implantação da mesma. Para que as pessoas adquiram confiança na legislação e fiquem mais bem informadas, o Sebrae está conversando com a Rede Globo para incluir, em uma novela, um personagem que se registre como empresa individual. e mostre todos os passos e vantagens.

Postado por Estela Benetti

Opiniões sobre a lei do Empreendedor Individual

27 de junho de 2009 0

Do Informe Econômico

FAMPESC VAI INCENTIVAR

O presidente em exercício da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Fampesc), Márcio da Silveira, está otimista com a entrada em vigor da lei que permite o registro do empreendedor individual (EI), no próximo dia 1º, quarta-feira.
– A possibilidade de participar de licitações públicas e obter financiamentos em condições especiais para a expansão de seus negócios aumenta a competitividade e eleva a autoestima do empreendedor – diz Silveira.

A entidade vai reunir seus diretores e associações filiadas de todo o Estado para participarem da audiência pública para o lançamento da nova lei em SC, marcada para a próxima sexta-feira à tarde, na Assembleia Legislativa, em Florianópolis. Para o empresário, esta lei vai contribuir para o desenvolvimento econômico do país.