Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Se não se ajustar, Celesc pode perder concessão

06 de julho de 2009 0

Do Informe Econômico: 
O presidente da Celesc Distribuição, Sérgio Alves, espera que a polêmica da última quinta-feira não mude a disposição dos funcionários da companhia em colaborar para que ela atinja os índices da empresa de referência, exigidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) até 2012.
Na assembleia do conselho da empresa, quinta, um grupo de trabalhadores, liderado pelo representante dos empregados, Jair Fonseca, impediu avaliação de item da pauta que visava a tratar de melhorias da governança corporativa.
_ Hoje, a Celesc Distribuição está gastando R$ 300 milhões por ano a mais do que recomenda a empresa modelo. É preciso reduzir este custo até 2012. Se a empresa não atingir esta meta, ela poderá perder a concessão do serviço em 2015 _ alerta Alves.
Sem o ajuste, a concessão poderá ser leiloada, e a Celesc, privatizada. O custo de R$ 300 milhões, segundo Alves, envolve despesas com pessoal, materiais, serviços e outros. O peso maior é com pessoal, que chega a R$ 170 milhões. Em horas extras, a Celesc gasta R$ 40 milhões/ano, e a Aneel recomenda R$ 9 milhões. Hoje, a Celesc Distribuição tem cerca de 3,7 mil empregados, e a recomendação, para o seu tamanho, é de 2,7 mil.
Para Alves, a Celesc pode continuar sendo pública, mas sua gestão deveria ser mais semelhante à privada.

Postado por Estela Benetti

Comentários

comments

Envie seu Comentário