Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

"Elegância masculina ajuda nos negócios"

26 de julho de 2009 0

Sônia Hess: sofisticação em camisas com cristais Swaroviski/Divulgação

Do Informe Econômico:

Neste período que antecede o Dia dos Pais, muitos filhos estão planejando o presente para a data, e a maioria das escolhas recai para produtos de moda. E entre as empresárias que mais entendem de moda masculina no país está Sônia Hess de Souza, presidente da Dudalina, de Blumenau, a maior indústria de camisas da América Latina, que está no mercado há maisde 50 anos.
A companhia oferece 1.260 empregos diretos, e desses, 80% são para mulheres.
Nesta entrevista para a coluna, além de falar da empresa, que atua com as marcas Dudalina (clássica), Individual e Base (casuais), ela explica a importância de um homem bem vestido no mundo corporativo, fala sobre qualidade e até dá dica sobre como obter maior durabilidade das peças. Leia a seguir.

VISUAL E PODER
– Na minha avaliação, uma camisa de qualidade confere ao homem mais poder. Acho que um homem bem vestido passa mais credibilidade, e isto o ajuda a crescer na carreira e até a fechar negócios. Recentemente, assisti a uma apresentação de um projeto excelente por executivos, mas eles estavam vestidos de uma forma tão descuidada que eu tive dúvidas se eles realmente poderiam oferecer a qualidade que prometiam.

COMBINAÇÕES
– Viajo muito de avião, e uma das coisas que mais observo é que falta ao executivo brasileiro mais informação para saber combinar camisa com paletó e gravata. Penso: como a esposa deixou ele sair assim? Se há dificuldades em obter informações, a alternativa é procurar boas lojas de confecções masculinas, que orientam sobre como combinar as peças. Jamais deve-se usar camisa preta com gravata vermelha.

OS ITALIANOS
– Na Itália, berço da moda masculina, os homens são muito elegantes. Eles conseguem combinar inclusive calça curta, sapato, meia e terno com uma capacidade extraordinária.

CAMISAS CHIQUES
– As camisas clássicas são as brancas e as azuis claras, e as de melhor qualidade são feitas com algodão egípcio, fio 200. Nós, da Dudalina, lançamos uma camisa de alta qualidade com abotoaduras de cristais Swarovski e botões de madrepérola. Infelizmente, há no mercado muitas empresas que não são idôneas e vendem produtos mais baratos, mas de qualidade duvidosa. Acredito que é melhor para o consumidor pagar um pouco mais por um produto melhor. Quanto à moda, opções como xadrezes clássicos, listras e o lilás, que é o novo rosa.

COMO CONSERVAR
– Para as camisas clássicas durarem mais, o ideal é lavar à mão e não na máquina. Se optar por lavar à máquina, as camisas não devem ser misturadas com outras roupas e é preciso tirar a barbatana da gola, para conservar mais. Também não se deve usar escovas para limpar o colarinho.

DIA DOS PAIS
– Para este Dia dos Pais, além das suas confecções, a Dudalina lançou um perfume. Pesquisamos muito para oferecer um perfume com cheiro de homem. Ficou excelente. A essência foi desenvolvida pela FAV Fragrances, distribuidora exclusiva da Firmenich, empresa suíça com mais de cem anos de mercado.

IMPACTO DA CRISE
– Não gosto de falar em crise. Mas como o Brasil sempre viveu muito do seu mercado interno e o segundo semestre, normalmente, é melhor, temos uma meta de crescer 15%. Antes da crise, planejávamos crescer 25%, mas já reconhecemos que poderemos fechar o ano com 10% mais do que em 2008. Um dos maiores obstáculos são as exportações para a Argentina, que seguem dependendo de licenças de importação. Vendemos 15% da nossa produção ao exterior, e 50% era para a Argentina. Estamos buscando novos mercados na América Latina, mas está difícil.

DUDALINA CRESCE
– Fechamos o primeiro semestre com um crescimento de 6% frente ao mesmo período do ano passado. Ficamos aquém do esperado, mas oferecemos a coleção verão já no final de maio e estamos indo bem. Além das camisas, temos linha de calças jeans e malharia.

FRANQUIAS
– Temos três lojas próprias, nos aeroportos de Congonhas (SP), Curitiba e Navegantes, e mais três franquias, em Brusque, Balneário Camboriú e Curitiba. Mas este projeto de varejo está parado. É mais complexo e estamos avaliando com calma o mercado. Nossa prioridade, agora, são as lojas multimarcas.

Postado por Estela Benetti

Comentários

comments

Envie seu Comentário