Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Brasil:risco de bolhas

18 de maio de 2010 0

A economia brasileira, após anos de crescimento abaixo dos outros emergentes em função de inflação, juros altos, falta de crédito e outros problemas, agora vive uma fase de euforia, com perspectiva de crescimento do PIB de até mais de 7%, conforme projeção de alguns bancos. Essa aceleração acima do esperado motivou cortes adicionais de R$ 10 bilhões dos investimentos públicos; e ontem, a vice-presidente do Banco Mundial para a América Latina, Pamela Cox, alertou para o risco de bolhas no país, especialmente nos mercados imobiliário e financeiro. Ela chamou a atenção, também, para o risco de pressão cambial.

Entre os indicadores que comprovam essa euforia econômica estão a geração de empregos, que chegou a 305 mil vagas no mês passado no país. O fato é que o Brasil não tem taxa de investimento para crescer 5% ou mais por ano, em período contínuo. Isto porque a taxa de investimento do país (Formação Bruta de Capital Fixo) não ultrapassa 20%. Para crescer mais, deveria ser de 25%. Uma bolha imobiliária prejudica os compradores de imóveis, especialmente os de baixa renda.

Comentários

comments

Envie seu Comentário