Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 27 maio 2010

Fazenda explica substituição tributária

27 de maio de 2010 1

Como indústrias e lojistas ainda têm muitas dúvidas sobre como funciona a substituição tributária (que é a arrecadação do ICMS antecipado, na indústria), a Secretaria de Estado da Fazenda e a Fecomércio realizam na manhã desta sexta-feira, a partir das 9h, no auditório da Fecomércio, em Florianópolis, um evento para explicar o sistema. Grupo de seis auditores fiscais da Fazenda estarão no local para dar explicações aos empresários. Reuniões semelhantes serão realizadas em outras cidades do Estado. No dia 1º de maio mais 12 setores foram incluídos na susbstituição tributária, modelo que vem sendo adotado pelos estados porque evita a sonegação de impostos e isso melhora a competitividade das empresas porque impede a competição desleal.

Produtos que entraram na substituição tributária este mês: alimentos, artefatos de uso doméstico, instrumentos musicais, material de construção, material de limpeza, material elétrico, brinquedos, eletroeletrônicos, ferramentas, máquinas e aparelhos, papelaria e bicicletas.

Biologia com tecnologia

27 de maio de 2010 0

O Jardim Botânico de Florianópolis deverá ter instalação com tema tecnológico. Em recente seminário na Secretaria de Desenvolvimento Sustentável foi discutido que a parte abrangida pelo Sapiens Parque, chamada Papaquara, será aproveitada, especialmente no verão, para a visita de turistas. A recomendação foi instalar, também, uma biblioteca, uma sala de exposição, um setor responsável pela educação ambiental, trilhas naturais e autoguiadas, um laboratório de pesquisa e um centro de informação. Já foram investidos R$ 500 mil na elaboração do projeto e no plano de gestão do Jardim Botânico. Esse investimento é parte do que o Grupo EBX está investindo no projeto, que terá 70 hectares e será distribuído em três áreas: Itacorubi, Cidade das Abelhas e parte do terreno do Sapeins Parque.

Funcionários do Estado têm linha especial de crédito para imóvies

27 de maio de 2010 0

Os funcionários públicos do Estado terão mais razões para comprar imóveis. O Banco do Brasil e o governo catarinense acabam de firmar convênio para financiamento imobiliário que garante condições vantajosas nas aquisições. Poderão financiar até 80% do valor do imóvel novo ou usado, com as menores taxas praticadas pelo banco e sem os custos de análise jurídica.
O limite mínimo para o financiamento é de R$ 20 mil, e o máximo, de R$ 1,5 milhão. As parcelas poderão ser debitadas na conta do servidor e as operações terão seguro habitacional em caso de morte, invalidez permanente ou danos físicos ao imóvel.
O pagamento pode ser em até 30 anos, com prazo de carência de dois a seis meses para a primeira parcela.