Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

OSX pode estar desistindo do estaleiro em SC

29 de junho de 2010 17

O grupo EBX, do bilionário Eike Batista, pode estar desistindo de construir o estaleiro naval em Santa Catarina em função da negativa do ICMBio para conceder a licença ambiental. A LLX Logística, empresa do grupo, informou hoje em comunicado ao mercado que está mantendo tratativas com a OSX, outra empresa de Batista, para a construção de estaleiro no Superporto do Açu.

Leia a íntegra do comunicado, abaixo:  

A LLX LOGISTICA S.A. (“Companhia” ou “LLX”); (Bovespa: LLXL3), empresa privada 
brasileira que esta construindo dois complexos portuarios na regiao Sudeste, 
sendo um deles o “Superporto do Acu”, o maior investimento em infraestrutura 
portuaria na America Latina, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral 
que: 

A LLX Acu Operacoes Portuarias Ltda (“LLX Acu”), subsidiaria da Companhia, vem 
mantendo tratativas com a OSX Brasil S.A (” OSX”), empresa do Grupo EBX do setor 
de equipamentos e servicos para a industria offshore de petroleo e gas, visando 
a instalacao de um estaleiro no Complexo Industrial do Superporto do Acu 
(“Estaleiro do Acu”). 

O Estaleiro do Acu sera dedicado a construcao de equipamentos navais, abrangendo 
uma area total de aproximadamente 320 hectares no Complexo Industrial do 
Superporto do Acu, com uma capacidade de producao anual inicial de 
aproximadamente 180.000 toneladas/ano de chapas de aco e de 220.000 
toneladas/ano de montagem. O cais projetado para o Estaleiro do Acu, com mais de 
3.500 metros de extensao, sera acessado por um canal interno de navegacao, que 
permitira tambem a movimentacao eficiente de cargas para empresas de apoio 
offshore e de produtos siderurgicos. 

Os estudos de pre-viabilidade para a implantacao do Estaleiro do Acu foram 
desenvolvidos em conjunto pela LLX e OSX e o seu layout conceitual ja foi 
aprovado pela socia e parceira tecnologica da OSX, Hyundai Heavy Industries Co., 
Ltd. (“Hyundai”), lider mundial em construcao naval. 

A OSX iniciou o processo de licenciamento ambiental para a implantacao do 
Estaleiro do Acu perante o orgao licenciador ambiental competente no Estado do 
Rio de Janeiro. 

O Complexo Industrial do Superporto do Acu oferecera ao estaleiro da OSX uma 
plataforma de desenvolvimento integrada as empresas da sua cadeia de suprimentos 
como siderurgicas, polo metal-mecanico e outros fornecedores e prestadores de 
servico da industria naval que serao atraidos para o Complexo. 

Esta nova iniciativa demonstra mais uma vez a capacidade das empresas do Grupo 
EBX de potencializar as oportunidades e sinergias existentes no Complexo 
Industrial do Superporto do Acu, que esta em fase adiantada de construcao e 
devera movimentar as suas cargas iniciais no primeiro semestre de 2012. 

SOBRE A LLX 
A LLX esta implementando dois portos no estado do Rio de Janeiro, regiao Sudeste 
do Brasil, que contarao com infraestrutura eficiente e profundidade necessaria 
para receber os mais modernos navios de grande capacidade, como graneleiros do 
tipo capesize , resultando em menores custos operacionais. O Superporto do Acu, 
localizado no norte do estado do Rio de Janeiro e ja em construcao, tera 
profundidade de 21 metros, ate dez bercos para atracacao de navios e ira 
movimentar produtos como de minerio de ferro, petroleo, produtos siderurgicos, 
carvao e graneis solidos. O Superporto do Acu tem 90 km2 de retroarea e abrigara 
um complexo industrial de grande porte, que incluira terminal para minerio de 
ferro, plantas de pelotizacao, usina termoeletrica, siderurgicas, cimenteiras e 
polo metal-mecanico. O Porto Sudeste, localizado no sul do estado do Rio de 
Janeiro, tera profundidade de 21 metros e 2 bercos para atracacao de navios, com 
capacidade inicial para movimentar 50 milhoes de toneladas de minerio de ferro 
por ano. Para mais informacoes visite o site: www.llx.com.br/ri .

Comentários

comments

Comentários (17)

  • Henrique diz: 29 de junho de 2010

    Já vai tarde.

  • Carlos diz: 29 de junho de 2010

    O Eike Batista não é burro, não é a toa que o cara é um dos homens mais ricos do mundo. Ele já percebeu como funciona este estado, o jogo aqui é sujo. E convenhamos, o Rio de Janeiro já está acostumado com este tipo de empreendimento, motivo pelo o qual ele resolveu colocar o plano B em operação. Lembram do Carlos Amastha na viabilização do Floripa Shopping ??? Lembram o rolo que deu com a Moeda Verde ? Então… Já o empreendimento do Iguatemi (Santa Fé) deu tudo certo, construiram sobre o mangue e não deu em nada. O que dá certo aqui em SC (limitadamente também) é boite, danceteria, festas….isso aqui dá certo….rsrsrsr

  • Alemão diz: 29 de junho de 2010

    Por isso que essa B$%^) de Brasil não vai pra frente!
    Empresas querendo se firmar na capital, com geração de milhares de empregos e uns merdinhas que só servem pra incomodar querem acabar com tudo.

    Já tem um monte de obras construídas em cima de praias de propriedade de políticos da região que até hoje nunca foram destruídas! …e mais, estes bostas nunca fizeram nada de bom pra comunidade.

    Agora vem um cara cheio da grana, podendo gerar milhares de empregos e estão querendo acabar com tudo?

    Uma vez terceiro mundo, sempre terceiro mundo!

  • Julia Nogueira diz: 29 de junho de 2010

    Que bom, né, Estela! Chega de poluição por aqui, sub-empregos, essas coisas!

  • alexandre diz: 29 de junho de 2010

    Muito boa noticia, nao poderiam deixar que este tal de Eike acabasse com mais uma area verde, o planeta agradece. Pena que nossos politicos e gestores nao tenham a capacidade de levar este empreendimento para outro local, conforme sugerido pelo instituto Chico Mendes, como Imbituba ou S.F.do Sul, locais aonde já existe indústria naval. Incapacidade é a bandeira dos catarinenses, por isso somos chamados de zero da 101.

  • joao paulo diz: 29 de junho de 2010

    Estamos mostrando o por que sao paulo e rio são mais procurados quando precisa-se colocar uma empresa em funcionamento. Perder um investimento de 2,5 bilhoes de reais somente em santa catarina mesmo por causa e mangue que nem ao menos sera tocado…PICARETAS

  • Estanislau J Kammers diz: 29 de junho de 2010

    Parabéns aos eco-chatos. Mais uma vez atrapalham o desenvolvimento. Certamente é porque é em Santa Catarina e não no nordeste ou sudeste. Graças, também, à diminuta expressão política que tem nosso Estado. Novamente um institutozinho ridículo se arroga o direito de se intrometer em empreendimentos, sejam eles nas esferas federais, estaduais ou municipais, prejudicando sobremaneira o desenvolvimento regional. Evidencia, assim, uma “zona” (literalmente falando) onde ninguém se entende e todo mundo opina. Sem segurança jurídica e sem definições claras de competências entre vários órgãos se sobrepondo, nosso Estado sempre ficará à margem do desenvolvimento. Se dependermos destes acéfalos, que ainda vivem na “caverna de platão”, viveremos sempre nas mesmas cavernas.

  • odacio cidade diz: 29 de junho de 2010

    enguanto aqui nessa terra arcaica alguns ambientalistas se preocupam com uma obra dessa grandeza e esquecem de cuidar do esgosto que corre a ceu aberto no rio de biguaçu no rio de tijucas onde as ceramicas poluem ha mas de 50 anos e ninguem faz nada e brincadeira isso ai vao se preocupar com o desmatamento que ocorre ha toda hora tanto aqui em biguaçu como em todo brasil e vergonjoso ter que qturar esse tal de instituto chico mendes vao trabalhar vao cuidar realmente de areas que realmente precisam de cuidado toda as nossas baias estao poluidas e nao fazem nada .

  • doctor diz: 29 de junho de 2010

    Estamos fadados a ser este estadinho mesmo. Somos o zero da BR101. Enquanto nossos políticos não pararem de olhar só para seus próprios interesses nada disso vai mudar.

  • Marcio diz: 29 de junho de 2010

    Se não estão conseguindo licença ambiental é porque realmente o projeto é danoso ao meio ambiente aqui em Santa Catarina. Boa viagem ao Eike Batista e sua turma. Não há investimento no mundo que pague um dano ambiental. E pode vir politicos, presidente de Fiesc, prefeitos etc berrar. Essa gente só pensa em produção industrial e dinheiro. Pode ser bilhões que vão embora mas a natureza e nossos filhos agradecem. Boa viagem Eike Batista, boa viagem….. kkkkkkkkk

  • Gilberto diz: 29 de junho de 2010

    Lamentável. Esses interesses ambientais já ultrapassaram o limite do razoavel. Em qualquer outro pais esse empreendimento já estaria licenciado. Quem assistiu no domingo a corrida de fórmula 1 lá na Espanha viu que Florença está construida na beira-mar, com estabeleiros, pista de corrida, etc, etc. No Brasil nós não podemos nada, qualquer animal se sobrepõe ao homem. Devemos extinguir esse Instituto Chico Mendes, Ibama, etc.

  • Leandro diz: 29 de junho de 2010

    Estou achando que essa ICMbio está sendo manipulada apenas para que mais um investimento, que melhoraria consideravelmente a economia da região, gerando empregos e uma nova era de indústrias para a Grande Florianópolis, vá mas uma vez para os estados mais “politicamente” influentes.
    Temos que preservar sim, cuidar do meio ambiente, resguardando ele para as gerações futuras, porém, as gerações futuras precisarão de empregos, de renda.
    Infelizmente mais uma vez perderemos uma grande empresa, e viveremos trabalhando em comércios lotados de clientes funcionários públicos.

  • Ernani Pereira Filho diz: 29 de junho de 2010

    Esta HISTÓRIA, está ficando chata, pois aqui realmente é a cidadela do nada pode, este ecochatos, estão atrapalhando é o futuro de um região, que logo após o termino desta burrocracia (BURRA) vai virar um grande bairro igual aqueles la na Palhoça/SC., cheio de pessoas (Seres Humanos) jogados em casebres sem condições de higiene, e saude, e o que é mais preocupante, pois todos os dejetos vão ser jogados no mar, e vai se juntar com aquela grande quantidade de ARCENIO, que segundo os ecochatos já pré-existe no solo marinho, e vai contaminar os bichos ali residentes,(obs: com esta quantidade de ARCENIO, eles já não estão contaminados, ou estão usando mascaras e outras proteções) Em qualquer cidade com condições martimas no mundo, é possivel estes empreendimentos, aqui acho é que a quantidade de $$$$, para as mãos certas é que impede o crescimento do nosso estado, basta relembramos, da marina que ia ser construida na ponta do CORAL, barra da Lagoa, e outras tanta obras que deixaram de ser construidas, não se esqueçam de olhar como se encontra a ponta do Coral hoje, tomada por barracos, e logo a Barra tambem.
    Um Abraço de um manezinho que não é B U R R O.

  • Berloque Gomes diz: 29 de junho de 2010

    “Pode estar desistindo”? Então vamos estar tentando mantê-lo por aqui. Ou não. Vamos estar melhorando o título do post?

  • Felipe diz: 30 de junho de 2010

    Quem acompanhou a reuniao pelo clicrbs ontem notou isso nítidamente: ICMBio está forçando a ida da empresa pro Rio. Sempre que era questionado sobre alternativas, como criação de outro ambiente para golfinhos, falavam que isso nao competia a eles.. ou seja, seu trabalho aqui era só negar e negar.

  • Julia Nogueira diz: 30 de junho de 2010

    Ent~ão, gente do bem, segue data e hora do plebiscito sobre esse estaleiro:

    PLEBISCITO SOBRE ESTALEIRO OSX

    DIA 03 DE JULHO (SÁBADO) – DAS 14:00 ÀS 18:00 HORAS

    Local: Conselho Comunitário do Pontal do Jurerê, Avenida das
    Palmeiras, nº 566, Praia da Daniela.

  • fernanda diz: 27 de outubro de 2010

    Gilberto, realmente como você descreveu a espanha esta certo, ela é linda principalmente Barcelona porem você esqueceu de comentar que as praias de la são feias, sem vida, sem locais para mergulho, sem vegetação, e enquanto você está na praia do outro lado da areia so tem predios e obras como você diz, não sou eco chata mas prefiro mil vezes a natureza, respirar ar sem poluição e não precisar ir para hostipal tratar de asma e reniti, prefiro tomar banho de mar e não ter problemas dermatológicos depois, poder mergulhar e ver tartarugas, prefiro poder sair de carro e não pegar um transito infernal, e o melhor de tudo e saber que quando tiver meus filhos terei um lugar saudavel, limpo e lindo para viver com eles…. vai morar na espanha então meu querido e aproveite bem a crise de lá….

    será que com um país tão grande como o Brasil este estaleiro tem mesmo que causar tanta degradação ambiental para ser construido????

Envie seu Comentário